6 profissões que ficaram em alta por conta do coronavírus

profissões em alta coronavirus

Você já parou para pensar que a crise sanitária e econômica de 2020 afeta até mesmo o panorama das profissões do futuro? As áreas de tecnologia e saúde tiveram um destaque maior, enquanto outros setores sofreram um baque negativo com a quarentena e as medidas de isolamento e distanciamento social.

Apesar das incertezas econômicas, tivemos algumas profissões em alta pelo coronavírus. A busca deve ser mais intensa (até mesmo no pós-pandemia) por profissionais especializados e com boas habilidades socioemocionais, além das tech skills, é claro.

A seguir, listamos as principais áreas e funções que se mostram valorizadas. Vamos conferir?

Guia das profissões da área da saúde: o que o futuro promete?

O que mudou com a pandemia de Covid-19?

Com a crise econômica mundial e o alerta de recessão, muita gente anda se perguntando como vai ficar o futuro do mercado de trabalho. Acontece que o mercado sempre foi dinâmico e se adaptou às demandas e tendências da sociedade — e com a pandemia do coronavírus não seria diferente!

A transformação digital já era um caminho em curso (e sem volta), que foi profundamente acelerado pela pandemia. Afinal, o que seria da gente sem a internet em tempos de quarentena e isolamento, não é mesmo? As empresas e outras instituições que já estavam se preparando para a era do consumidor e da Indústria 4.0 saíram na frente.

E não foi só esse mercado que ganhou força, já que a área da saúde conta com as profissões de linha de frente contra o coronavírus. Verdadeiros heróis de combate, esses profissionais foram e ainda estão sendo muito requisitados nos processos de tratamento, prevenção e busca pela cura da doença.

Quem não era dessas duas grandes áreas — tecnologia e saúde — pode ter encontrado alguma dificuldade em se manter no mercado de trabalho, preservar a renda ou até se realocar. Daí a necessidade de se reinventar e de ser resiliente, pois, mesmo em meio ao caos, sempre há uma saída!

Quais são as profissões em alta durante a crise do coronavírus?

Se você pensa em seguir carreira em alguma área promissora, é uma boa ideia conferir quais são as profissões do futuro, ou seja, aquelas que estarão em alta pela sua relevância social e econômica. Coincidência ou não, essas profissões valorizadas daqui em diante estão intimamente ligadas à nova configuração trazida pela pandemia.

O coronavírus, de certa maneira, ajudou a moldar um mercado cheio de tendências interessantes, sobretudo para quem pensa em fazer uma faculdade voltada a alguma das grandes áreas mencionadas há pouco. Vamos conferir quais são essas profissões?

Profissionais da saúde

Sem dúvidas, com a enorme demanda hospitalar em relação à Covid-19, as equipes médicas não tiveram descanso e precisaram de reforço. O Governo autorizou a contratação de mais de 5 mil profissionais da saúde em maio de 2020 para ajudar nessa frente de combate à doença, com destaque para as áreas:

Essas profissões compõem as equipes multidisciplinares essenciais nos ambientes de saúde. Com protocolos hospitalares cada vez mais rígidos em decorrência do perigo de contaminação do coronavírus, muitos médicos ainda tiveram que se adaptar às práticas da telemedicina. Os recursos tecnológicos remotos ajudaram a diagnosticar e a monitorar muitos pacientes.

Biomédicos e técnicos de laboratório

Na mesma linha de frente estão os cientistas que trabalham pesado na tão sonhada descoberta pela vacina da Covid-19. Mas a Biociência, a Farmácia e demais áreas relacionadas também são fundamentais para a melhoria da saúde como um todo, considerando os demais problemas que dividem espaço com o coronavírus.

A indústria farmacêutica, os laboratórios de análises clínicas e os centros de Biomedicina nunca tiveram tanto trabalho quanto agora e, com certeza, estão com a empregabilidade em alta — o que deve permanecer pelos próximos anos.

Psicólogos organizacionais

Vários problemas emocionais foram intensificados durante a pandemia, como ansiedade, transtorno do pânico, depressão etc. Afinal de contas, a crise do coronavírus vai além da doença em si, uma vez que afeta a saúde mental das pessoas, por inúmeros fatores secundários.

O medo de contrair o vírus e infectar os outros, a pressão das contas atrasadas ou o risco de desemprego, por exemplo, são pontos que mexem com o psicológico da maioria. Por isso, os psicólogos também estão com as agendas lotadas e com uma grande demanda de trabalho.

Muitas empresas têm visto nesses profissionais da Psicologia, inclusive, aliados estratégicos para cuidar de seus colaboradores. Os ambientes corporativos sofreram diversas mudanças estruturais, seja pela redução de pessoal, seja pela adoção de home office. A ideia, assim, é ajudar o trabalhador a lidar com o novo cenário preservando sua saúde completa: física e mental.

Especialistas em logística e e-commerce

Com o comércio físico fechado, a alternativa foi comprar online. O e-commerce cresceu 47% no 1º semestre — a maior alta nas vendas em 20 anos, que equivale a 38,8 bilhões de reais. Com esse fluxo intenso no meio virtual, também aumentou a demanda por profissionais ligados à logística e à operação de vendas digitais.

E não é só o setor de consumo que precisa desse tipo de atuação, sabia? As entregas de materiais médicos e hospitalares, por exemplo, também dependem de estratégias específicas de logística, pois pedem controle de temperatura e outros cuidados diferentes de encomendas comuns. Logo, o mercado precisa de especialistas cada vez mais capacitados nesse sentido.

Analistas de cibersegurança

Com tantos dados compartilhados na internet devido à intensa migração dos hábitos de consumo, de trabalho e até de entretenimento para o ambiente virtual, a segurança das informações pode estar em risco. Por isso, é indispensável investir em cibersegurança a fim de combater vazamento de dados, fraudes, roubos de senhas e outros ataques cibernéticos.

Os profissionais que atuam na área são responsáveis por garantir o tráfego seguro na web e proteger dados pessoais, empresariais e governamentais. Com redes e sistemas robustos, o mercado oferta oportunidades com salários bastante vantajosos a analistas e demais especialistas de suporte, Tecnologia da Informação e profissões correlatas.

Profissionais de atendimento ao cliente

O Consumidor 4.0 é aquele cliente com perfil exigente e que sabe exatamente o que está procurando. Por isso, hoje as marcas precisam de uma nova estratégia de atendimento e Customer Experience — demanda que abre espaço para inúmeros profissionais da área.

A experiência do consumidor atualmente é o centro dos negócios, pois se sabe o quanto ela é determinante na conversão das vendas, seja de produtos, seja de serviços. A qualificação profissional, aqui, costuma ser variada, com conhecimentos da Administração ao Marketing, por exemplo.

Aproveite as oportunidades do mercado!

Além destas profissões em alta pelo coronavírus, é bem provável que outras áreas aumentem a procura por profissionais com a retomada da economia. Engenharias, Arquitetura, Direito, Nutrição e Gestão Ambiental são algumas das possibilidades. Agora, independentemente da carreira que você escolher, estudando nas faculdades participantes do Vestibulares dá para contar com o Canal Conecta na busca pelas melhores vagas de estágio e emprego, combinado?

Se gostou da ideia, não espere o futuro chegar: faça sua inscrição em nosso vestibular e comece a trilhar sua jornada profissional hoje mesmo!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 4

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

prouni, crédito estudantil, fies ou bolsa privada

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Instituições Participantes do Vestibulares

O Vestibulares traz informações sobre os processos seletivos de sete instituições pelo Brasil: