Descubra qual é a nota de corte de Direito no Prouni

estátua símbolo do direito

As vantagens das carreiras jurídicas fazem muitas pessoas irem atrás das bolsas governamentais. Por isso, é preciso comparar o boletim do Enem com a nota de corte do Prouni em Direito para fazer as apostas certas e aumentar as chances de aprovação.

O motivo é que o sistema de inscrições permite até duas opções de curso superior. É claro que você buscará as boas faculdades, mas é preciso saber em qual delas há maior chance de sucesso. E conhecer o menor resultado admitido para concorrer facilita a estimativa.

Pensando em como potencializar as suas chances, elaboramos este guia sobre a nota de corte e os critérios do Prouni. Com as dicas a seguir, você certamente ficará mais próximo de conquistar uma bolsa de Direito. Vamos lá?

Qual é a nota e corte do curso de Direito?

nota de corte do curso de Direito fica entre 660 a 703 em média, tendo como base os processos seletivos anteriores. Logicamente, podem existir pontos fora da curva, como vagas em localidades muito desejadas ou de pouco interesse, mas a maioria dos casos é próximo à média.

Imagine o processo seletivo como uma corrida de barreiras. A primeira é a nota de participação no Prouni — 450 pontos na prova de múltipla escolha e acima de zero na redação.

Se você passar, deve obter a nota mínima do Prouni para faculdade de Direito. Só então estará na lista dos candidatos que potencialmente podem conquistar a bolsa de estudos.

Perceba que não há certeza de sucesso, mas apenas a expectativa. Pode haver pessoas que tiveram um rendimento melhor do que o seu dentro dos aprovados na nota de corte de Direito.

Como funciona o Prouni?

O Prouni funciona com parcerias entre as instituições de ensino superior e o Ministério da Educação. As faculdades privadas concedem bolsas integrais (100%) ou parciais (50%), que são distribuídas pelo MEC em um processo seletivo unificado.

Para participar, o aluno deve realizar o Enem do ano anterior à abertura de vagas. Além disso, precisa preencher as regras do Prouni:

  • não ter diploma de nível superior;
  • renda familiar per capita de até 3 salários mínimos;
  • nota média de 450 pontos na prova objetiva;
  • nota acima de zero na redação;
  • ter feito o ensino médio em escola pública ou como bolsista em escola particular.

Ao preencher os requisitos, você terá acesso ao site do Prouni no momento de abertura das inscrições. Lá será possível escolher até dois cursos: se a primeira opção não se confirmar, você pode ser contemplado na segunda.

Depois disso, com a divulgação do resultado, ocorre a entrega dos itens da lista de documentos para o Prouni na faculdade para a qual você foi selecionado. O objetivo é comprovar a identidade e as condições de renda.

Ah! Todos os anos sobram algumas vagas, porque as pessoas não conseguem cumprir as exigências ou desistem no meio do caminho. Assim, você também pode concorrer pelas vagas remanescentes do Prouni, que dão a possibilidade de usar as provas do Enem de 2010 em diante.

O que é e como é feito o cálculo da nota de corte?

O objetivo é equilibrar a quantidade de interessados em um curso com a oferta de vagas, otimizando as suas chances. Sem a nota de corte, os alunos facilmente perderiam oportunidades pelo simples fato de ter colocado as duas escolhas possíveis em cursos com muitos candidatos à frente.

Durante o processo seletivo, a pontuação mínima estará disponível a partir do segundo dia de inscrição. Com essas informações em mãos, você tem até o último dia para mudar as escolhas, a fim de otimizar as chances.

nota de corte do Prouni considera o total de candidatos inscritos para oportunidade e o número de vagas disponíveis. Por exemplo, se um candidato com 800 pontos retirar a inscrição, a tendência é a nota cair, pois esse desempenho é bem acima da média, e vice-versa.

Para estimar as suas chances, some a nota da redação com a nota média da prova objetiva, dividindo o resultado por dois. Quanto mais acima da nota de corte, mais próximo do todo da lista de candidatos à bolsa você estará.

Se houver duas faculdades, uma com 550 pontos e outra com 650 de mínimo, com 660 você terá uma excelente colocação na primeira delas. Por sua vez, na segunda, talvez tenha dificuldades e termine na lista de espera do Prouni.

Onde é possível usar o Prouni em Direito?

As maiores instituições privadas do Brasil participam do Prouni da faculdade de Direito. Além disso, existem as graduações que, embora não atuem nacionalmente, têm excelente reputação em suas regiões. Conheça boas opções para tentar uma bolsa de Direito:

Tour pela prova do Enem

Visite as páginas das graduações indicadas para conhecer os benefícios adicionais para realizar a graduação. Entre as parcerias para melhorar a sua experiência, é possível encontrar o seguinte:

  • Vade Mecum Digital Saraiva gratuito (que é uma coletânea das nossas leis e um dos livros de Direito obrigatórios aos alunos);
  • cursos de preparação para o exame da OAB do Saraiva Aprova;
  • acesso ao Canal Conecta, que é um portal sobre mercado de trabalho e acesso a vagas de estágio e emprego.

Fique atento ao cronograma do Prouni junto ao Ministério da Educação para não perder as inscrições. As vagas são distribuídas no Prouni do meio do ano ou do início do ano que vem.

Como conquistar boas notas no Prouni?

Se você quer concorrer a uma bolsa de Direito no Prouni, saiba que é importante se dar bem na prova do Enem. Quer saber como fazer isso? Então, confira as nossas dicas!

Faça simulados

O simulado é uma excelente opção para treinar a prova do Enem. Por meio dele, é possível testar os conhecimentos, analisar quais assuntos você deve estudar mais e perceber como é ficar tanto tempo fazendo uma prova.

Isso, porque ela dura 5 horas, e é essencial se preparar para enfrentar essa jornada. Assim, caso consiga realizar as 90 questões com calma, você terá chances maiores de cursar Direito por meio do Prouni!

Mantenha uma rotina regrada de estudos

Se você vai prestar o Enem, já sabe que deverá passar por uma prova extensa e que precisa estudar várias matérias, certo? Para não se atrapalhar durante todo esse processo, tenha em mente que é fundamental manter uma rotina regrada de estudos, com horário para começar e terminar.

Logo, reserve um horário definido para o estudo, como se fosse um compromisso marcado, já que esse processo contribui para condicionar o corpo e a mente. Uma boa dica nesse caso é montar um cronograma de estudos. Isso, porque algumas matérias podem ser mais complexas ou importantes do que outras, fazendo com que seja necessário dedicar mais tempo a um assunto.

Portanto, divida o período de estudos para cada disciplina e separe um tempo para assistir às aulas e fazer exercícios. Quer uma ajudinha para organizar os estudos para o Enem? Aproveite a nossa planilha gratuita!

Treine a redação

Além das diversas questões que são cobradas no Enem, o estudante também encontra uma prova de redação que vale 1.000 pontos. Então, se quer conquistar uma bolsa no Prouni, é essencial se dar bem nesse exame, auxiliando a melhorar a nota final.

Para isso, estude o gênero cobrado, as regras que podem zerar a redação do Enem, os critérios de correção e leia o edital. Depois disso, pratique bastante a escrita. Uma boa dica é fazer cerca de três textos por semana, tentando escrever sobre diferentes temas, lembrando sempre das atualidades.

Controle a ansiedade no dia

Muitos candidatos ficam com ansiedade antes do Enem. Isso é bastante comum, afinal, ingressar em um curso superior é o sonho de muitos estudantes. Mas é importante buscar maneiras de relaxar antes de realizar esse exame.

Lembre-se de que não adianta tentar relembrar os assuntos abordados durante todo o ano até as últimas horas antes da prova. Tente usar esse tempo para relaxar, se distrair, conversar com os amigos e ouvir uma boa música. Com certeza o efeito será muito positivo!

Como conseguir bolsa com notas menores?

Caso a nota não seja suficiente para passar no Prouni, existem alternativas em todas as faculdades citadas no tópico anterior. Você pode concorrer às bolsas de até 100%, usando a nota do Enem, por exemplo, ou fazendo o vestibular de Direito.

Portanto, não deixe de conhecer a lista completa de opções via instituição de ensino, especialmente as bolsas de estudo sem fazer Enem. As principais alternativas de bolsa para faculdade são:

  • Bolsas institucionais — várias faculdades oferecem bolsas próprias aos seus estudantes, levando em conta fatores sociais, boa classificação no vestibular ou boa nota no Enem;
  • Bolsa oferecida por empresas por meio de convênio — várias faculdades oferecem convênios com empresas, as quais oferecem bolsas parciais ou integrais como um benefício a seus colaboradores;
  • Vestibulares e Bolsa Incentivo — as faculdades que fazem parte do site Vestibulares concedem bolsas, créditos e benefícios por meio do programa Bolsa Incentivo. Elas são ofertadas a estudantes que têm dificuldade para ingressar em um curso superior.

Corra atrás dos seus sonhos!

Como você viu, a nota de corte do Prouni em Direito está longe de ser uma barreira definitiva para você cursar a faculdade. É natural ter dificuldades para pagar o curso, então, lembre-se de que existem alternativas para viabilizar a sua formação.

Gostou do conteúdo e quer estudar Direito em uma das melhores faculdades do país? Então, inscreva-se no vestibular online!

*Sujeito a alterações

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 4

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos!

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Oops! Invalid captcha, please check if the captcha is correct.