profissionais da saúde com epis em 2020

Atualidades: quais os principais fatos do ano?

Vai prestar o próximo Enem ou vestibular? Então, é importante que você fique por dentro do que aconteceu no Brasil e no mundo nos últimos anos!

A última década tem sido caracterizada por seus acontecimentos marcantes, alguns deles históricos e que certamente farão parte dessa matéria no futuro. Com isso, espera-se que a próxima edição do Enem contemple ao menos alguns desses tópicos, inclusive, na redação.

Pensando nisso, separamos uma lista com as principais pautas e atualidades dos últimos anos para que você já vá se preparando e possa estudar mais a fundo sobre elas. Antes, vamos explicar mais sobre como esses assuntos podem ser abordados no Exame.

Tudo pronto? Então, continue a leitura!

Atualidades: estudando para o Enem

Saber o que está acontecendo no Brasil — e também no restante do planeta — é essencial para fazer uma boa prova do Enem. Geralmente, as questões da prova não abrangem apenas a parte teórica, mas contextualizam também sobre os acontecimentos mundiais modernos, testando o que os alunos sabem sobre as quatro áreas do conhecimento. Tudo isso é ligado com o que foi aprendido no ensino médio.

Tais assuntos podem ser cobrados em disciplinas específicas, como Matemática, ou virem de forma contextualizada nas provas do caderno de Ciências Humanas e suas Tecnologias e, até mesmo, serem tema da redação. Por isso, é interessante se aprofundar nas questões e ver a sua ligação com a ciência, a história, a tecnologia, a linguagem, entre outras.

Ainda que os temas não sejam cobrados diretamente na prova de redação, mostrar ao corretor que você está antenado nos acontecimentos — e citá-los ao longo da sua produção de texto — será um ótimo diferencial e ajudará você a ter uma nota bem mais expressiva!

Principais temas

Você deve estar se perguntando: afinal, o que pode cair na prova do Enem? Conheça, os principais acontecimentos dos últimos anos!

Crise econômica gerada pela pandemia

Falar em estudar atualidades é o mesmo que tratar de questões como a crise econômica gerada pela pandemia do novo coronavírus. Certamente, esse é um tópico fundamental e que tem ligação com diversos setores da sociedade.

A pandemia pegou não só o Brasil, mas todo o mundo de surpresa. Com medidas restritivas a fim de conter o avanço do vírus, a economia sofreu um forte impacto, levando nações à necessidade de investimentos gigantescos para conter um fracasso ainda maior.

No primeiro trimestre, o país teve um recuo de 1,5% em seu PIB, sem contar as inúmeras empresas fechadas e o aumento da taxa de desemprego. A perda do poder de compra com a redução dos postos de trabalho e o auxílio emergencial que injetou recursos na economia também estão entrelaçados nessa pauta, que é bem importante, concorda?

O futuro da educação

Outra questão que está em alta é em relação ao futuro da educação. A pandemia também afetou o modelo de ensino tradicional. Escolas, faculdades, universidades, centros técnicos, tudo precisou ser fechado, sendo que crianças, jovens e adultos passaram a estudar em suas casas.

O ponto é que isso acentuou a desigualdade social no Brasil, especialmente as disparidades ligadas ao ensino remoto. Nem todas as pessoas têm acesso à internet, e ainda existe a barreira quanto ao ensino a distância, que não é ofertado por todas as instituições. Portanto, entender quais rumos a educação tomará, o crescimento do EAD e os novos formatos de ensino é fundamental.

Adaptações para o ensino a distância

Os temas acima também têm tudo a ver com a questão da adaptação ao ensino. Durante a pandemia de Covid-19, a educação (inclusive em escolas públicas) passou a ser feita de maneira remota. Esse modelo de educação se mostrou um desafio quando aplicado em larga escala e sem planejamento, já que afetou pessoas de todo o Brasil, especialmente as mais pobres.

A falta de recursos — sejam eles tecnológicos ou financeiros para manter as crianças em casa, inclusive em frente à situação de desemprego de seus responsáveis — fez com que a desigualdade educacional ficasse mais evidente em 2020. Esse é um tema muito interessante para a redação!

Questão indígena

A questão indígena está marcada na história do Brasil. Desde a colonização pelos portugueses, passando pela exploração das terras que pertenciam aos índios, até a imposição da língua e da cultura portuguesa a eles, há muitos fatores que envolvem esses fatos.

Ainda hoje esses povos enfrentam uma série de problemas, justamente pela tentativa de outros grupos sociais de interferirem em seus hábitos e tomarem o seu lugar. Os povos indígenas vêm, há milhares de anos, explorando a terra e seus diferentes biomas de forma harmoniosa.

Aqui tem um banner desse criativo: https://estudos.vestibulares.com.br/desconto-enem?utm_medium=rock-convert&utm_source=blog&utm_campaign=calculadora_bolsa_enem&_ga=2.89783964.687530815.1616423289-1990992693.1616100476

O fato é que hoje entramos em uma questão de demarcação de terras indígenas no Brasil, muitas vezes para a incorporação ao agronegócio. Por isso, você deve se inteirar sobre esse assunto a fim de entender os conflitos existentes, os interesses por trás, os desafios a serem encarados e a luta desses povos por seus direitos.

banner calculadora bolsa enem

Racismo no Brasil e no mundo

Ao falar em atualidades não podemos deixar de lado a questão do racismo no Brasil e no mundo. O racismo é um grande problema, desde a era da colonização e da escravidão em diversas sociedades. Há alguns anos o debate sobre o assunto tem crescido e situações como o assassinato em 2020 de George Floyd, homem negro, por um policial branco desencadeou diversos protestos pelo mundo.

Os acontecimentos colocaram em pauta o racismo no Brasil, que é estrutural e vivido no dia a dia pelas pessoas negras, e também a ação de autoridades quanto ao assunto, ressaltando o preconceito velado ainda existente na hora de tomar medidas e julgamentos. Entender mais sobre o movimento negro e a importância da pauta antirracista é crucial para se sair bem na prova e, também, para exercer cidadania.

Vacina

Importante ficar de olho na questão da vacina no Enem! De acordo com uma reportagem da BBC Brasil, existem ao menos 165 vacinas sendo testadas para o combate ao coronavírus. Esse é um assunto em alta entre as atualidades, já que a pandemia que vem preocupando o mundo todo tem exigido uma rápida atuação por parte de cientistas e pesquisadores.

A volta de diversos segmentos, especialmente entretenimento e educação, está atrelada ao sucesso que o medicamento terá. A corrida pela vacina, além da sua alta relevância, aponta para o aperfeiçoamento da ciência e os avanços obtidos. Até então, o desenvolvimento de vacinas demorava anos, mas com a doença que já contaminou milhões de pessoas ao redor do globo, quanto mais rápido, melhor será.

Queda da imunização infantil no Brasil

Ainda falando sobre a vacinação, um tema tem se tornado muito recorrente nos últimos anos: o movimento antivacina (ou antivax), que tem crescido entre pais e responsáveis de todo o mundo. No Brasil, isso não é diferente.

Por conta do questionamento quanto a eficácia das vacinas e suposições infundadas de que elas desenvolveriam autismo, muitos pais escolhem não vacinar os seus filhos, o que acarreta em um problema de saúde pública e coloca inúmeras pessoas em risco. Por conta disso, doenças antes controladas — como o sarampo — voltaram a preocupar as autoridades de saúde.

Eleições nos Estados Unidos

Outro tópico importante para estudar nas atualidades do Enem é sobre a corrida presidencial nos Estados Unidos para a 59ª eleição presidencial norte-americana. Ao contrário do Brasil, nos EUA os cidadãos não são obrigados a votar, mas, diante de inúmeros protestos, como os antirracistas que aconteceram neste ano, a perspectiva é que mais pessoas vão às urnas.

A disputa se deu entre Donald Trump — que foi, por um tempo, favorito à reeleição — e Joe Biden, que acabou levando a melhor e garantindo o cargo. O pós-eleição também foi marcado por muitas polêmicas, entre elas a resistência de Trump a aceitar a derrota e o questionamento do mesmo sobre a existência de fraudes no sistema eleitoral norte-americano.

Saúde mental

A temática sobre a saúde mental no Brasil também entra na pauta de atualidades. Com as pessoas passando por isolamento, tendo que adaptar escritórios, lidar com os filhos em casa e a sobrecarga de trabalho, o cuidado com a mente se tornou ainda mais relevante.

Depressão, estresse, ansiedade já são doenças do século, mas se acentuaram nesse período. A pauta ainda contempla alguns cuidados, como exercícios em casa, meditação, ioga… Logo, é interessante entender como o mercado tem se adaptado para oferecer alternativas e de que maneira a saúde pública tem tratado essa questão.

Desmatamento e queimadas no Brasil

O desmatamento é um problema recorrente no Brasil há muitos anos. Desde a chegada dos portugueses ao país, milhares de quilômetros de vegetação nativa já foram dizimados pela ação do homem no território brasileiro. Isso, é claro, acarreta graves consequências ambientais.

Além da destruição da flora e da fauna, o desmatamento também gera problemas como a alteração do clima e as queimadas, que podem ser provocadas pelo homem e intensificadas pela ausência de vegetação. Em 2019, por exemplo, o país mostrou taxas assustadoras de áreas queimadas na Amazônia. Em 2020, o bioma que sofreu com as queimadas foi o Pantanal.

Situação política da Venezuela

A crise na Venezuela, que começou em meados de 2013, tem trazido sérias consequências para o dia a dia dos venezuelanos. Em certos momentos, a falta de insumos básicos para a população estampou manchetes de jornais em todo o mundo.

Esse problema está relacionado a dois fatores principais: em primeiro lugar, à queda da popularidade do regime chavista no país. Em segundo, à diminuição do preço dos barris de petróleo, pilar da economia na Venezuela.

Ataques terroristas na Europa

Quando pensamos em terrorismo, já nos vem à mente a imagem do emblemático 11 de setembro de 2001, nos Estados Unidos. No entanto, os EUA não são o único país a sofrer com esses problemas. Nos últimos anos, a Europa também foi palco de inúmeros ataques.

O país mais comumente afetado é a França. Tudo começou com o ataque ao jornal Charlie Hebdo. Nos anos seguintes, ataques a catedrais e casas noturnas se tornaram cada vez mais frequentes. Isso, infelizmente, gera problemas como a xenofobia e o racismo.

Bônus: dicas para estudar atualidades

Para garantir uma boa pontuação na prova, tanto nos cadernos quanto na redação, algumas dicas podem ajudá-lo a estudar atualidades no Enem. Dê uma conferida nelas para colocar em prática:

  • acompanhe o noticiário diário — busque reportagens em jornais, revistas, TV, mas também artigos de opinião sobre os acontecimentos;
  • tenha múltiplas fontes — não foque apenas em um grupo midiático apenas, conheça diferentes pontos de vista, isso o ajudará a ter um conhecimento mais amplo e menos sugestionado;
  • pesquise sobre as principais problemáticas mundiais e saiba como isso afeta a história e a ciência, por exemplo;
  • participe de grupos de discussão — essa é uma importante ferramenta para se inteirar sobre opiniões diferentes e conhecer pontos de vista que o ajudarão a enriquecer o seu conhecimento;
  • acompanhe sites especializados no Enem — uma ótima forma de você estudar as matérias que caem na prova e, claro, as atualidades que podem ser cobradas no Exame.

Chegou a hora de mandar ver nos estudos!

Como você bem sabe, muitas são as atualidades para acompanhar. É preciso se preparar para conseguir se dar bem no Enem, já que é uma prova que testa a capacidade do aluno de interligar os acontecimentos do mundo com as matérias aprendidas em sala de aula.

Falando em adquirir conhecimento, há várias formas de se manter bem-informado sobre os acontecimentos do país e do mundo. Uma delas é curtindo podcasts. Então, veja algumas dicas de podcasts que vão ajudar você a estudar para o Enem!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 183

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

prouni, crédito estudantil, fies ou bolsa privada

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.