O que é preciso para ganhar bolsa de estudos do Governo?

estudantes conversando

Ter um diploma de ensino superior significa ampliar o acesso às vagas no mercado e aumentar as chances de consolidar uma carreira de sucesso. Afinal, a graduação valoriza o currículo e mostra ao recrutador que você tem conhecimento amplo em determinada área, não é mesmo?

Por outro lado, o investimento que deve ser feito para conseguir o diploma pode pesar no orçamento. Em muitos casos, é preciso ganhar uma bolsa de estudos do Governo ou ter outro incentivo de bolsa para faculdade.

Nesse sentido, participar do Prouni ou do FIES pode ser uma grande oportunidade para o aluno. Afinal, o que é o Prouni e quais são as regras para conseguir desconto do Governo para faculdade particular?

Quais são os descontos do Governo para faculdade?

O Governo Federal tem se preocupado em criar maneiras de ampliar o acesso aos cursos superiores por meio de bolsas do Governo e programas de financiamento (o aluno começa a pagar depois de formado, assim que conseguir um emprego).

Desde 2004, o Programa Universidade para Todos (Prouni) vem promovendo o acesso de estudantes de baixa renda ao ensino superior de boa qualidade em instituições particulares. O Governo Federal oferece bolsas de 50% e 100%, dependendo da renda familiar per capita do candidato (falaremos mais detalhadamente sobre isso à frente).

Já o FIES é o programa de Financiamento Estudantil, por meio do qual o estudante pode fazer o curso, mas ao finalizar a graduação, terá que pagar as mensalidades ao Governo.

Esses dois programas são acessados por meio do resultado do Enem, e é preciso ter uma pontuação mínima nas provas (incluindo a de redação) para poder se candidatar.

A nota do Enem também é utilizada no Sistema de Seleção Unificado (Sisu) para estudantes de todo o país concorrerem às vagas das faculdades públicas. Por um lado, há uma democratização no acesso às vagas; por outro, a nota de corte costuma ser muito alta, já que a concorrência é nacional.

Dessa forma, conseguir uma vaga em uma instituição perto de casa é bem difícil. A seguir, veja mais detalhes sobre como funcionam os descontos e as bolsas para faculdade do Governo Federal.

O que é o Prouni?

Como dissemos, o Programa Universidade para Todos (Prouni) é uma iniciativa do Governo Federal que oferece aos alunos a oportunidade de estudar em faculdades particulares com bolsa integral ou parcial. Trata-se de um incentivo financeiro para facilitar o acesso ao ensino superior à população e promover a educação.

Se você deseja ter acesso ao programa, precisará seguir algumas regras do Prouni. Além dos critérios para a admissão, por exemplo, é preciso ter um rendimento satisfatório no Enem e apresentar os documentos junto à faculdade no período solicitado.

O que é preciso para ganhar a bolsa do Prouni?

Agora, saiba como conseguir uma bolsa do Governo para faculdade particular e fique ligado em algumas exigências para ter acesso às vagas!

Ter participado do Enem

Em primeiro lugar, vale destacar que a classificação para as vagas do Prouni tem como critério a prova do Enem. Inclusive é excluído do programa quem não presta o exame no ano anterior ao da seleção. Sendo assim, a primeira preocupação que você deve ter para ganhar desconto do Governo para a faculdade é se inscrever para a prova nacional e buscar o melhor rendimento possível nas provas.

Para participar do processo seletivo, você ainda precisa alcançar média mínima de 450 pontos nas provas objetivas do exame. Para calcular a sua média, basta somar a nota do Enem obtida por você nas quatro provas objetivas de cada área do conhecimento e dividir o resultado por quatro. A nota da redação é contabilizada à parte.

Não zerar a redação

Outra exigência feita pelo programa é o aluno não zerar a prova escrita. Por esse motivo, vale a pena você ficar de olho em dicas de redação e nas competências do Enem para se sair bem na produção do texto.

Entre elas, ler atentamente o tema proposto no dia do exame. Um dos principais motivos de zerar a prova é justamente o desenvolvimento de um assunto completamente diferente do que foi pedido.

Além disso, evite escrever nomes, desenhar ou deixar impropérios na folha de redação. Não trabalhe com os mesmos elementos dos textos motivadores incluídos na prova e procure conhecer ao máximo os critérios de correção da redação.

Comprovar renda

A renda é, sem sombra de dúvida, um dos critérios mais importantes para conseguir uma bolsa de faculdade do Governo. Afinal, o programa é destinado àqueles alunos que não podem arcar com os custos da mensalidade, não é mesmo?

Teste Vocacional Rápido

Sendo assim, fique ligado nas regras de renda do Prouni e se atualize a cada ano. Atualmente, as bolsas integrais são garantidas para quem comprovar renda mensal familiar de até um salário mínimo e meio por integrante. Já as bolsas parciais podem ser conquistadas por aqueles que têm renda familiar mensal de até três salários mínimos por pessoa.

Não ter diploma de ensino superior

Ainda, é importante lembrar que a ideia do programa é incentivar os estudos e a conquista de um diploma por aqueles que ainda não têm ou não tiveram essa oportunidade na vida.

Por isso, estão fora do incentivo do Governo aqueles que já concluíram o ensino superior, independentemente da instituição na qual tenham cursado. Se esse for o seu caso, existem outras possibilidades de conseguir desconto, como FIES, Financiamento Creditas ou bolsa privada. Mas isso veremos mais adiante, tudo bem?

Concluir o ensino médio em escola pública

Por último, para ter acesso às vagas do Prouni, você também deve ter concluído o ensino médio em escola pública. Caso tenha terminado essa fase de formação em escola privada, integral ou parcialmente, a única possibilidade de conseguir a bolsa é se o seu vínculo com a instituição tiver sido como bolsista 100%.

Vale mencionar que, nesse caso, pessoas com deficiência ou professores da rede pública que concorrem ao curso de Pedagogia podem ter a participação no programa facilitada. O critério, inclusive, pode ser flexibilizado.

Sisu e FIES são desconto?

Esses programas não são uma forma de desconto para estudar. O Sisu, como falamos acima, é uma seleção unificada, adotada por praticamente todas as instituições públicas no Brasil. O aluno não paga nada para estudar, mas a concorrência por uma vaga é muito acirrada.

Já o FIES é um financiamento, semelhante ao que você contrata para comprar um carro, uma moto ou uma casa. É verdade que as taxas de juros do FIES podem chegar a zero, mas há custos de manutenção do contrato e a obrigação de pagar um seguro durante o período de vigência. Sem contar a necessidade de apresentar um fiador, o que muitas vezes é uma situação incômoda.

No curso de Medicina, por exemplo, há estudantes que passam anos tentando obter uma vaga pelo Sisu, sendo que poderiam obter bolsas e descontos em uma faculdade particular, por exemplo, e obterem o diploma mais rapidamente.

Quais são as opções para quem não é aprovado?

Se você estiver se perguntando “não passei no Prouni, e agora?” ou se não se encaixa em um dos critérios para o programa, não precisa se preocupar. Como já vimos, existem diversas outras opções para que as mensalidades do curso não pesem no seu orçamento.

Você pode, por exemplo, financiar o investimento que será feito na faculdade a juros baixos pelo FIES ou pelo Financiamento Creditas —, mas atenção: este último é apenas para os cursos de Medicina, Medicina Veterinária e Odontologia.

Além disso, você também pode conseguir bolsas de faculdades particulares ou empréstimos com parceiros da instituição para custear a graduação. No caso das bolsas, você precisará optar por essa modalidade no ato da inscrição para o vestibular.

Financiamento Creditas

Nessa modalidade oferecida por faculdades particulares, como Anhanguera, Pitágoras, FAMA, Unopar, Uniderp, Unime e Unic, não há necessidade de prestar o Enem nem de apresentar fiador, se for cursar Medicina, Medicina Veterinária ou Odontologia.

Você usa o seu imóvel ou o seu veículo como garantia; isso dá mais segurança para a operação e, assim, os juros diminuem e o valor do empréstimo aumenta.

Bolsa Incentivo

A Bolsa Incentivo também observará alguns critérios próprios, por exemplo, a dificuldade financeira do aluno e a apresentação adequada dos documentos solicitados ao longo do processo seletivo. É importante ficar de olho nas regras de cada instituição e atentar aos prazos estabelecidos para participar dos programas de iniciativa particular.

Bolsa Primeiro Semestre

Também é possível contar com a Bolsa Primeiro Semestre das faculdades conveniadas, que oferece 20% de desconto a todos os alunos calouros de EAD ou de cursos presenciais.

Bolsa Transferência

Qualquer estudante que peça transferência de sua faculdade de origem pode receber desconto de até 60% até o fim do curso na modalidade presencial. No caso de cursos a distância, o desconto é de 30%.

Certamente, as opções de desconto do Governo para a faculdade representam uma grande oportunidade de conquistar um diploma de ensino superior sem comprometer o orçamento familiar. Por outro lado, é importante que você fique de olho nas regras do Prouni, já que é preciso estar dentro de uma série de requisitos para ganhar a bolsa de estudos do Governo.

Lembre-se de que, caso você não tenha a chance de participar do programa, há mais alternativas para conseguir bolsa sem fazer Enem. As faculdades que participam do portal Vestibulares, por exemplo, têm regulamentos próprios para oferecer essa oportunidade a você.

Que tal dar um passo em direção ao seu futuro profissional? Inscreva-se para o vestibular em uma das instituições participantes do Vestibulares e comece a construir a sua carreira!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4 / 5. Número de votos: 8

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Instituições Participantes do Vestibulares

O Vestibulares traz informações sobre os processos seletivos de sete instituições pelo Brasil: