Vamos falar sobre carreira? Acerte na escolha da sua profissão!

Escolher uma carreira não é uma tarefa muito simples, porém, se os passos corretos forem seguidos, é possível impulsionar consideravelmente sua vida profissional. Isso passa por um processo de decisão, que deve avaliar vários aspectos, como suas preferências e a situação do mercado de trabalho na área desejada.

Qual profissão seguir? Essa é a pergunta que muitas pessoas se fazem quando se deparam com as diversas possibilidades de cursos existentes. A resposta pode ser encontrada depois de uma autoanálise, testes vocacionais, conversas com profissionais e pesquisas sobre cada campo de atuação, por exemplo. Essa fase é importante para que você tenha a certeza de que está fazendo escolhas que o levarão ao sucesso.

Quer algumas dicas para que esse processo se torne mais simples? Confira, a seguir, como identificar o seu perfil, quais são as possibilidades de atuação, qual é a melhor forma de planejar sua carreira e como a graduação pode abrir as portas para você!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

Qual é a importância da escolha da carreira?

A escolha da carreira vai definir o trajeto profissional que será percorrido. Esse momento é fundamental, pois não interfere somente na profissão de uma pessoa, mas em sua vida como um todo. Ao definir um trajetória em busca da construção da carreira, é preciso refletir sobre como você vai conciliá-la com os momentos de lazer, trabalho e família, por exemplo.

Outro ponto que torna a definição da carreira necessária é que muitas pessoas se sentem acomodadas com a crença de que gostar do que faz é algo irrelevante. Esse posicionamento pode até ser provocado pelo cenário econômico do país, em que a taxa de desemprego ainda é alta, mas com a capacitação e profissionalização, esses efeitos podem ser reduzidos.

Por isso, é a paciência e a calma na hora de escolher fazem toda a diferença para identificar as oportunidades que a carreira pode oferecer. Afinal, uma decisão tomada às pressas é capaz de provocar insatisfação e levá-lo a perder tempo e ter gastos, uma vez que a construção da carreira é um investimento em vários sentidos.

Como garantir uma escolha acertada?

Não há como garantir uma escolha 100% correta, pois é possível que alguns dos pontos a serem avaliados antes de tomar a decisão mudem. Porém, você consegue ter uma previsibilidade bem maior quando estuda tudo o que está relacionado à carreira que pretende seguir. Por isso, trouxemos algumas questões que não podem ficar de fora. Confira!

Conheça as profissões

Antes de escolher qualquer profissão, é fundamental conhecer as alternativas existentes. Para isso, as pesquisas na internet são super válidas e podem fornecer uma boa quantidade de informações, ajudando-o a identificar as principais características daquelas profissões que tem em mente.

Nessas buscas, é interessante analisar a realidade de cada área de atuação, seus pontos fortes e fracos, seu reconhecimento no mercado, possibilidades de atuação etc. Nesse sentido, vale conhecer as profissões do futuro, — que mostraremos neste conteúdo —, pois elas tendem a ser opções que oferecem maior garantia de emprego e são capazes de trazer um retorno interessante.

Converse com profissionais da área

Ninguém melhor para retratar a realidade de uma profissão do que alguém que está ativo nela. Se você visualiza a área do Direito, é bem produtivo conversar com advogados, juízes ou concursados, a fim de saber a rotina de cada um, as habilidades necessárias para se sair bem e em qual segmento você se adaptaria melhor.

É preciso ter em mente que a sua profissão vai impactar diretamente o estilo de vida que você terá no futuro. Isso quer dizer que algumas profissões exigirão que você, por exemplo, faça plantões, caso de enfermeiros, ou trabalhe aos fins de semana, caso de jornalistas.

Tenha paciência

Muitas vezes, a pressão em relação ao próprio vestibular ou provocada pela família apressa a escolha da profissão. Isso não é saudável e pode atrapalhar a decisão, afetando o seu futuro. Saiba que você precisa de calma, mas também não relaxe completamente, deixando isso de lado.

Lembre-se de que a escolha não precisa ser definitiva. Muitas pessoas optam por trocar de profissão depois de um tempo e isso não é um problema. Mas, como dissemos, considerando alguns pontos de forma bem cautelosa, você evita investir seu tempo em algo que não vai valer a pena.

Não seja influenciado pelos outros

Você deve conhecer histórias de pais que escolhem a profissão dos filhos, amigos e familiares que dão palpites. Porém, essa é uma decisão que deve ser pessoal, de acordo com suas preferências e aspirações para o futuro, afinal, quem trabalhará na área será você mesmo.

Mas isso não significa que você não pode pedir conselho para pessoas próximas. Elas podem até contribuir com ideais interessantes e incentivar o seu crescimento, contribuindo com sua decisão, porém, a escolha ainda deve ser sua.

Confira a sua afinidade com a profissão desejada

Não adianta conhecer as características das profissões e escolher a sua baseando-se em critérios como retorno financeiro ou status. Se a matemática não é o seu forte, provavelmente a Engenharia pode não ser uma boa aposta, mas se você é muito bom em humanas, Direito ou Jornalismo são opções promissoras.

No âmbito geral, busque conhecer mais sobre os seus gostos e habilidades e veja quais carreiras demonstram ter mais afinidade com esse perfil. Na sequência, iremos a fundo sobre como detectar os seus pontos fortes e fracos.

Como conhecer meu perfil?

Quanto mais você se conhece, melhor entenderá o que vai satisfazê-lo pessoalmente e profissionalmente. Por isso, definir bem o perfil profissional é um dos passos do processo de definição da carreira ao qual deve dar mais atenção.

Esses conhecimentos permitem que você saiba em quais ambientes de trabalho se adaptaria melhor, por exemplo. No caso de uma startup, o ambiente costuma ser mais informal, diferentemente de um banco, em que até mesmo a forma de se vestir deve ser formal.

Além disso, atenção também ao estilo de atividades que você está disposto a realizar. Enquanto alguns preferem estar em constante movimentação, como é o caso dos advogados, outro preferem tarefas mais analíticas, a exemplo dos contadores.

Mas como conhecer essas características de modo prático? Além da avaliação pessoal, você pode optar por outras formas de análise. Confira a seguir quais são elas!

Teste vocacional

Algumas faculdades oferecem orientações vocacionais gratuitamente, como o Giro de Profissões. Elas ajudam a reconhecer os seus interesses, áreas de interesse e possíveis carreiras, por meio de questionários e testes — que visam quantificar características psicológicas das pessoas em processo de orientação profissional.

Os resultados, porém, não consistem em uma decisão final de que a profissão indicada deve ser escolhida, mas um elemento a mais para ajudá-lo. Ou seja, ele serve para apontar uma área na qual o candidato demonstre mais facilidade, sendo possível encontrar uma profissão dentro desse setor de atuação.

Ajuda profissional

A ajuda profissional pode ser conseguida por meio da orientação vocacional, que se conduzida corretamente, é um canal importante para o autoconhecimento. Os profissionais, na maioria dos casos Psicólogos, consideram os fatores comportamentais que vão ajudar você a identificar suas habilidades e interesses, facilitando a identificação com alguma profissão.

Esse investimento pode ser altamente recompensado, principalmente quando a pessoa ainda está em dúvida mesmo depois de algum tempo. É uma forma de ter uma opinião externa e profissional, sem dar muito espaço para o lado emocional.

Quais são as possibilidades de área de atuação?

Existem diversas áreas de atuação para cada curso, dentro dos principais grandes segmentos: humanas, exatas e biológicas. Para dar um norte a você, mostraremos como funciona e quais as características de cada uma delas!

Ciências humanas

As ciências humanas têm como principal objeto de estudo assuntos que envolvem o ser humano e seu comportamento dentro da sociedade. Esse contexto chama a atenção dos mais questionadores, curiosos e que têm um senso crítico aguçado.

Dentre as habilidades que são um pré-requisito para atuar nesse âmbito, você deve apresentar: facilidade de ler e interpretar diferentes tipos de textos, saber debater e se posicionar a respeito dos mais variados assuntos, além de elaborar soluções criativas e diferenciadas para possíveis problemas que possam surgir.

A facilidade em algumas disciplinas, como Português, Geografia, História, redação e literatura, sinaliza que as suas características podem se adequar a profissões relacionadas a esse meio. As artes também fazem parte desse grupo, portanto quem tem um lado artístico aguçado deve investir.

Essas são algumas profissões da área:

  • Administração;
  • Direito;
  • Design;
  • Jornalismo;
  • Publicidade e Propaganda;
  • Ciências contábeis.

Ciências exatas

A área de exatas tem como pilar o pensamento lógico e o desenvolvimento de resultados precisos. As opções que envolvem esse setor de conhecimento geralmente são escolhidas por pessoas que se interessam por matérias como Física e Matemática ou que tem que se destaca em habilidades como o raciocínio rápido e objetivo.

Confira as principais alternativas:

  • Engenharias;
  • Sistemas de Informação;
  • Matemática;
  • Física;
  • Ciências da computação.

Ciências biológicas

A área de biológicas atua com os diferentes aspectos da vida. Os interessados nesse setor gostam de explorar aspectos relacionados não só ao corpo humano, como todos os seres vivos no geral. As matérias que têm maior relação com essa área são Biologia e Química. As profissões também são muito procuradas por pessoas que se preocupam com o bem-estar dos outros. Confira algumas opções:

  • Fisioterapia;
  • Nutrição;
  • Odontologia;
  • Terapia ocupacional;
  • Psicologia;
  • Enfermagem.

Como fazer o planejamento da carreira?

Para obter sucesso em tudo o que você desempenha, é necessário ter um planejamento. Por isso, é indispensável pensar em um plano de carreira, com metas e etapas capazes de viabilizar o alcance de um objetivo específico a longo prazo.

Ele serve como um direcionamento para o crescimento profissional, permitindo que você alcance promoções para cargos de maior visibilidade e retorno financeiro. Para que ele funcione, é preciso ter persistência, disciplina e paciência, já que é um processo contínuo e com vários desafios. Veja alguns pontos que devem ser incluídos nesse processo preparatório!

Faça uma avaliação pessoal

Como dissemos, é preciso ter autoconhecimento para definir qual deve ser o rumo de sua carreira. Por isso, analise os seus pontos fortes, assim como suas fraquezas, buscando o aperfeiçoamento e o aproveitamento dos talentos para alcançar os objetivos.

Defina metas e objetivos

O planejamento deve conter a definição das suas metas e objetivos — profissionais e pessoais. Reflita sobre como você quer estar depois de um certo tempo e o que deve ser feito para atingir essa posição. É preciso definir objetivos realistas, como abrir uma empresa, conseguir uma promoção, um emprego diferente, entre outros.

Elabore estratégias

O que deve ser feito para alcançar os objetivos? É nesse momento que você precisa delimitar suas estratégias. Se almeja uma promoção, a especialização pode ser um caminho interessante.

Mantenha o currículo atualizado

Ficar constantemente atualizado sobre sua área de atuação é muito importante. Isso porque as inovações tecnológicas e metodológicas são constantes. Uma boa maneira de ficar por dentro das atividades da sua profissão é realizando cursos e participando de palestras e workshops, por exemplo, uma vez que trazem novidades e ajudam a valorizar o seu currículo.

Trabalhe a sua rede de contatos

Os relacionamentos profissionais são fundamentais para o sucesso na carreira. Alguns colegas de trabalho e de estudo podem disponibilizar vagas interessantes de emprego e outras oportunidades, por isso, mantenha relações saudáveis com as pessoas que estão em contato com você.

Seja flexível

As suas metas são estabelecidas no início, mas isso não significa que não devem sofrer mudanças. Portanto, seja flexível e se adapte às novas oportunidades que podem aparecer em sua carreira, pois há grandes possibilidades de que isso contribua com o seu crescimento profissional.

Como uma graduação pode me ajudar a chegar lá?

Seja qual for a sua escolha, uma graduação é fundamental para que alcance seus objetivos. Afinal, é preciso estar preparado para o mercado de trabalho e adquirir os conhecimentos necessários para área em que deseja atuar. Além disso, uma faculdade de qualidade pode trazer muitos benefícios além da qualificação. Confira alguns deles!

Aumenta as oportunidades

Ter um diploma de graduação aumenta muito as suas oportunidades na carreira. A maioria dos empregos exige formação na área para efetuar a contratação, portanto, se você não tiver essa especialização, conquistar um espaço no mercado de trabalho pode ficar mais difícil.

Traz conhecimento especializado

Durante os anos de estudo na graduação, você adquire o conhecimento necessário para atuar na área desejada. Uma boa faculdade, que combina as partes teórica e prática da profissão, fornecem uma formação ampla para que o profissional se depare diretamente com o mercado de trabalho.

Possibilita salários maiores

As pessoas formadas recebem salários maiores — passando na frente com 140% a mais do que quem não tem graduação. As empresas valorizam quem buscou estudar, aumentando o seu conhecimento e se preparando para as vagas. Além disso, cargos mais altos e oportunidades melhores exigem o diploma, por isso, apenas quem o tem consegue se inserir nesses ramos.

Reforça a sua rede de contatos

A graduação possibilita o contato com vários profissionais da sua área de atuação. Isso ocorre nas semanas especiais, palestras e com a ajuda dos professores, que conhecem o mercado de trabalho e podem direcionar os seus alunos pelos caminhos corretos. O bom relacionamento com os colegas e docentes pode contribuir para oportunidades futuras, portanto, deve ser bem cultivado.

O que é gestão de carreira?

A gestão de carreira é um processo muito vantajoso para os profissionais. Quem realiza o gerenciamento de sua vida profissional consegue enxergar oportunidades de desenvolvimento e tem a chance de corrigir vulnerabilidades e comportamentos que atrapalharão o crescimento.

Ela envolve autoavaliação, pesquisa e planejamento estruturado, realização e avaliação da sua jornada pela vida, seu aprendizado e trabalho. Essas etapas contribuem para que você entenda em que passo está na sua caminhada profissional e o que deve ser feito para evoluir.

A gestão de carreira de um profissional muitas vezes está atrelada a organização onde ele já trabalha e dos objetivos que ele tem de crescimento na profissão. Quando uma empresa tem um plano de carreira, o profissional pode moldar a sua trajetória com base nas necessidades da instituição e, assim, conseguir subir de nível hierárquico.

Outra forma de manter a sua carreira em ascensão é ficando atualizado. Ao almejar cargos mais altos e novas oportunidades, você deve estar preparado para essas missões. Por isso, é importante buscar especialização constantemente, como cursos livres, pós-graduação ou outra formação que contribua para o seu crescimento.

O profissional que não faz a própria gestão de carreira ou que a deixa a cargo da empresa na qual está empregado, pode estar perdendo boas oportunidades. Portanto, mesmo que você esteja feliz e realizado com a situação em que se encontra, continue buscando aperfeiçoamento e maneiras de progredir na profissão.

E se eu quiser mudar de carreira? O que devo fazer?

Mesmo seguindo todos os passos corretamente e fazendo uma escolha consciente, é possível que em determinado momento você sinta que deve mudar de carreira. Vários fatores podem justificar essa vontade, como não se sentir realizado na posição que ocupa ou com as atividades que desempenha, perceber a escassez de trabalho na área, identificar muitos obstáculos no mercado ou despertar interesse por outras atividades.

Isso é algo bastante normal, mas assim como a primeira escolha, a mudança deve respeitar alguns passos primordiais. Não adianta decidir revolucionar a sua carreira e largar tudo de uma hora para outra. Alguns passos ajudam a trilhar essa nova fase. Vamos conhecê-los!

Faça um planejamento

O planejamento é obrigatório nessa fase. Como falamos acima, a mudança deve ser pensada e preparada. Você pode definir um tempo para isso e, durante esse período, é possível fazer uma reserva financeira, conhecer outras áreas e deixar que as ideias amadureçam em sua cabeça.

Tenha uma reserva financeira

A recolocação profissional não é instantânea. É preciso tempo e paciência para encontrar uma posição interessante. Por isso, é essencial estar preparado financeiramente para superar esse processo sem passar por dificuldades. Em alguns casos, vale a pena conciliar o seu emprego atual com as procuras até encontrar uma vaga na nova área.

Lembre-se de que durante esse processo alguns investimentos em qualificação profissional serão feitos, o que pode comprometer o seu orçamento, além de mudar o padrão de vida. Portanto, a reserva financeira garante uma transição mais amena.

Analise o mercado

Antes partir para uma nova experiência, também é necessário avaliar o mercado de trabalho. Conheça as oportunidades que o novo setor pode proporcionar, pois não adianta apenas gostar de determinada área, mas é necessário entender o que ela tem para oferecer.

Procure uma área que permita encontrar um novo emprego em curto prazo e que possibilite o crescimento na profissão. Faça uma boa pesquisa para entender as necessidades do mercado de trabalho, o que está em alta, quais setores são mais promissores, e quais habilidades são necessárias para se destacar.

Confira algumas opções de carreira que estão em alta:

Busque uma nova graduação

A segunda graduação é uma oportunidade de adquirir conhecimentos fundamentais para a sua nova área de atuação e de colocar o seu nome no mercado. Você até pode conseguir oportunidades sem ter uma formação específica no ramo, porém, elas serão limitadas.

Uma graduação tecnológica, por exemplo, pode acelerar esse processo e contribuir para uma rápida recolocação no mercado. Quando o candidato tem o perfil correto, é possível alcançar cargos mais altos e que trarão benefícios que valerão a pena o investimento.

Caso você ainda esteja em dúvida sobre qual curso seguir, nós podemos ajudar você a tomar com algumas dicas que podem facilitar a sua decisão.

O que trouxemos aqui foi um panorama sobre as possibilidades de carreira e a escolha da profissão — essa é uma decisão que definirá como será o futuro e as oportunidades de emprego que você terá, por isso, dê atenção a ela! Nesse contexto, é imprescindível conhecer as suas características, as áreas de atuação e ver qual se encaixa mais no seu perfil.

Ainda, é importante fazer um planejamento da carreira, definindo quais são os seus objetivos e o que deve ser feito para alcançá-los. A graduação ajuda a encontrar oportunidades melhores de emprego e qualifica o profissional para o mercado de trabalho!

O que você achou das nossas dicas para escolher a sua profissão? Continue em nosso blog e confira outros conteúdos interessantes sobre carreira profissional!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Instituições Participantes do Vestibulares

O Vestibulares traz informações sobre os processos seletivos de sete instituições pelo Brasil: