Confira os detalhes do Enem Digital

estudante conferindo enem digital

O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) está prestes a passar por uma grande mudança, trazendo uma novidade que vai revolucionar o modo como as provas serão aplicadas daqui em diante. Estamos falando do Enem Digital, cuja primeira edição acontece em 2021.

Diferentemente da prova tradicional, no Enem Digital (ou virtual), o candidato realizará as provas por meio do computador, via internet. Assim, não haverá caderno impresso. O intuito é melhorar a logística do exame, reduzir custos e possibilitar a realização dele mais de uma vez.

Essa proposta já foi apresentada em 2015, mas somente agora ela será realizada. Quer saber mais? Continue lendo para entender!

O que é o Enem Digital?

O ensino superior passou por mudanças positivas ao longo dos anos, principalmente com a adoção do formato EAD (ensino a distância), possibilitando fazer uma graduação digital com a mesma qualidade de ensino dos cursos presenciais. Agora, o ingresso na faculdade vem se modernizando, inclusive com a novidade no Enem.

A proposta do Enem Digital é fazer a aplicação das provas do exame utilizando a tecnologia. Não serão impressos cadernos, pois as perguntas serão respondidas nos computadores dos laboratórios de informática das escolas selecionadas pelo INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

Nesse primeiro momento, o Enem Digital será aplicado como uma forma de teste para alguns poucos candidatos. No entanto, a intenção do governo é aplicar o Enem 100% digital até 2026, ou seja, os cadernos impressos deixarão de existir nos próximos anos.

Além disso, o uso dessa tecnologia também permitirá uma inovação no modo como as questões são aplicadas. Nesse caso, será possível explorar de maneira mais ampla infográficos, vídeos e até mesmo seguir a lógica dos games para testar o conhecimento dos candidatos.

Assim, o Enem Digital difere do tradicional pelo fato de não ser mais utilizar papel nas provas. Aliás, esse foi um dos motivos para implementação do projeto, pois são gastos cerca de 500 milhões de reais com o exame atualmente, e sua versão virtual custaria aos cofres públicos apenas R$ 20 milhões, e ainda gerando menos resíduos.

Existe diferença na forma de avaliação em relação ao Enem impresso?

Embora o Enem digital pareça muito diferente da prova tradicional, saiba que, apesar do uso da tecnologia, a forma de avaliação permanece a mesma. Basicamente, o que difere é a maneira de aplicação entre uma prova e outra, além, claro da proposta interativa. 

Então, isso significa que os alunos serão avaliados igualmente, e que as provas serão equilibradas em termos de abordagem dos conteúdos e da própria sistemática de avaliação. A principal diferença, como você viu no tópico acima, é a presença da tecnologia, que possibilita mais recursos para explorar os temas ― algo impossível com o papel.

Contudo, a contagem dos pontos e a distribuição dos conteúdos permanece similar. Veja:

  • 5 competências cognitivas analisadas (dominar linguagens; compreender fenômenos; enfrentar situações-problema; construir argumentação; elaborar propostas);
  • 4 áreas do conhecimento (Ciências Humanas, Ciências da Natureza, Linguagens e Códigos, Matemática e suas Tecnologias);
  • avaliação baseada na Teoria de Resposta ao Item (TRI), que não contabiliza o número de acertos, mas, sim, avalia habilidades e minimiza a chance de chutes;
  • 180 questões de múltipla escolha divididas em 2 dias de prova;
  • redação valendo 1.000 pontos.

Como vai funcionar o Enem Digital?

Agora que você já entendeu a dinâmica do exame e sabe que nada muda com relação ao sistema de avaliação, às competências e aos conteúdos, vamos a algumas questões práticas.

Quem pode participar

Na primeira edição do exame, foram reservadas pouco mais de 100 mil vagas para o Enem Digital. Qualquer estudante das regiões onde estava previsto a realização das provas pôde participar. A regra foi a ordem de inscrição.

Comparecimento ao exame

Em primeiro lugar, entenda que a prova é digital, mas a participação não é a distância. Isso significa que o candidato terá que comparecer ao local do exame, mas, em vez de receber o caderno impresso, responderá às perguntas no computador.

Acesso às provas e uso dos computadores

Se alguém desconfia que pode haver uma chance de ser fácil colar no Enem Digital, saiba que isso será impossível. Cada computador será programado para que o candidato acesse exclusivamente a plataforma do exame.

Comandos como “Alt+tab” ― que alterna as telas dos programas nos computadores comuns ― não estarão funcionando. Sendo assim, não será possível conferir nada em sites e buscadores, como o Google. Além disso, cada aluno terá uma senha, a qual será indispensável para o acesso ao exame.

Provas diferentes

Como as provas tradicional e digital acontecem em datas diferentes, as perguntas não serão iguais, embora isso não afete o conteúdo, como explicamos no tópico anterior. Ainda, como o Enem digital está em fase de aplicação piloto, caso o candidato tenha problemas com os computadores para realizar a prova, haverá uma reaplicação do exame em segunda chamada. Inclusive, a fim de evitar fraudes, todas as provas (impressa, digital e reaplicação) terão versões diferentes.

No entanto, existe uma proposta que envolve reduzir em próximas edições a quantidade de questões para 23 por área no Enem Digital. Além disso, para seguir o novo formato do ensino médio, o exame poderá ser desenvolvido de acordo com o itinerário formativo escolhido pelo aluno. A intenção é que, no ato da inscrição, ele escolha sua prova conforme o roteiro que cursou. Mas isso ficará para quanto o novo formato estiver consolidado.

Como a ideia é que provas sejam diferentes, até mesmo para cada candidato, o banco de questões está sendo ampliado justamente com o intuito de evitar que os participantes recebam provas iguais. Assim, a prova seguinte terá perguntas diferentes daquela que já foi realizada, mas com grau de dificuldade similar.

banner de preparação para o enem 2021

Flexibilidade de escolha de datas

Depois de implementado o Enem Digital, a intenção é que o candidato possa escolher o dia em que fará o exame. Sendo assim, não haverá mais uma data engessada com apenas dois finais de semana, mas diversas aplicações da avaliação ao longo do ano.

Outra novidade é o fato de que o candidato pode fazer o exame quantas vezes desejar. Assim, se ele não estiver satisfeito com a nota do Enem que alcançou na primeira realização, pode refazer as provas até que julgue ter obtido um bom desempenho.

Nesse primeiro momento, para participar do Enem Digital, basta optar por ele no ato da inscrição, caso esteja disponível na região onde você mora. Qualquer pessoa que atenda aos requisitos do Enem pode realizar a versão virtual dele.

Em quais regiões o Enem Digital estará disponível?

Conforme explicamos, o Enem Digital será aplicado como um projeto-piloto. Sendo assim, a primeira edição acontece em 15 capitais brasileiras:

  • Brasília;
  • São Paulo;
  • Rio de Janeiro;
  • Belo Horizonte;
  • Curitiba;
  • Florianópolis;
  • Cuiabá;
  • Campo Grande;
  • Belém;
  • Porto Alegre;
  • Manaus;
  • Recife;
  • Salvador;
  • Goiânia;
  • João Pessoa.

Nos próximos anos, ele será expandido para mais cidades brasileiras, permitindo que outros candidatos possam optar por esse formato. Mas é interessante escolhê-lo apenas se estiver sendo ofertado perto da sua residência, a fim de viabilizar a realização do exame. Afinal, continua sendo necessário comparecer ao local da prova.

Quando será o Enem Digital?

Esse novo formato do Enem continua tendo a mesma validade do tradicional. Isso significa que você vai continuar podendo utilizar a nota para ingressar em universidades federais, estaduais e instituições particulares, substituindo o vestibular. Também continuará sendo utilizado para obtenção de financiamentos estudantis e de bolsas de estudos.

Um fato interessante desse novo formato é a divulgação do resultado do Enem. Isso porque o formato digital da prova permite que o candidato tenha uma prévia de como foi o seu desempenho nas provas, mas os resultados gerais só serão divulgados após todas as provas serem realizadas, em geral, 1 mês depois.

Além disso, lembre-se de que é necessário ter atenção com os prazos para realizar a sua inscrição, bem como ficar de olho nas datas das provas. Em 2020, por exemplo, as datas de aplicação do Enem Digital foram posteriores às provas tradicionais, e todo o exame passou por alterações de cronograma por conta da pandemia.

De 2021 em diante, ainda não sabemos dizer quais serão as regras do MEC, nem estimativa de datas, especialmente porque é possível que haja mudanças na organização do Enem, em razão dos desdobramentos da pandemia.

Ao menos, esperamos que quando você estiver lendo este artigo, tudo já tenha voltado à normalidade, e que o cronograma seja seguido à risca desde sua divulgação.

Como se inscrever para o Enem Digital?

Agora que você já entendeu a nova proposta do Enem Digital, talvez esteja se perguntando como se inscrever para o exame e participar de mais uma etapa da implementação do projeto, certo? Conforme explicamos, essa é uma opção que você deve escolher no ato da inscrição.

Se sua região contar com os polos de aplicação do Enem Digital, basta manifestar o desejo de realizar as provas pelo computador. Lembrando que continuam sendo necessários a apresentação de documentos e dados pessoais e o pagamento da taxa de inscrição. Porém, estudantes da rede pública de ensino estão isentos dela.

Por isso, antes, você precisa informar-se sobre onde o Enem Digital estará disponível, mesmo que você more em uma das cidades participantes. Talvez o local de aplicação da prova seja muito distante da sua residência, dificultando a sua logística no dia da realização do exame.

Mas não se preocupe se você não puder participar agora, pois, como comentamos, o projeto visa tornar o Enem 100% digital até 2026. Então, no ano seguinte e nos demais haverá outras aplicações da prova virtualmente para você fazer a sua inscrição.

Veja, resumidamente, os passos para fazer sua inscrição no Enem Digital:

  1. se for seu primeiro acesso, cadastre-se no Portal do Governo Federal e gere seu login e senha;
  2. acesse a Página do Participante, com o login e senha cadastrados. Esse é o mesmo site por onde são feitas as inscrições tradicionais;
  3. preencha todas as informações solicitadas, incluindo CPF, RG e e-mail pessoal válido. Lembre-se, também, de que é preciso fazer o upload de uma foto para realizar a inscrição, a qual será utilizada para sua identificação no dia do exame;
  4. indique a opção pelo Enem Digital no campo determinado;
  5. pague a taxa de inscrição (em 2020 foi de R$ 85,00) ou solicite a isenção do Enem (benefício para estudantes de escolas públicas, bolsistas e/ou com renda familiar restrita).

Não se esqueça de que continua sendo fundamental se preparar para ter um bom desempenho. Como dito, a dificuldade das questões será a mesma, porém, com os itinerários formativos, você pode elaborar o seu roteiro de estudo de uma forma mais eficaz, principalmente com o suporte do Trilha do Enem. Por lá, você testa seus conhecimentos e recebe um plano de estudo específico para suas necessidades, aumentando suas chances de aprovação.

Não pare por aqui!

O Enem Digital é o primeiro passo da mudança na forma como o exame será aplicado. As provas serão mais interativas e com novas oportunidades para os candidatos. Por isso, é uma novidade muito promissora que veio modernizar o ingresso no ensino superior, aumentando as chances de conseguir uma vaga.

Explicamos que, para realizar o Enem Digital, você precisa estar bem preparado. Então, descubra de uma vez por todas o que cai no Enem e monte o seu roteiro de estudos!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.7 / 5. Número de votos: 9

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

prouni, crédito estudantil, fies ou bolsa privada

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.