Como é a prova de Ciências da Natureza e Suas Tecnologias no Enem?

Ciências da Natureza e Suas Tecnologias

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) se consolidou como um dos principais meios de ingresso no ensino superior e, por isso, somente em 2019, registrou quase 6,4 milhões de inscritos. Com uma concorrência alta e muita coisa em jogo, o objetivo de se sair bem nas provas do Enem pode deixar qualquer estudante um pouco nervoso.

Você não está sozinho! Afinal, o desempenho no Enem representa a chance de conquistar a tão sonhada vaga, ou mesmo bolsas e financiamentos decisivos para a permanência no curso de graduação. A boa notícia é que, para ter um bom resultado, basta revisar as matérias do ensino médio, como as disciplinas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias.

Essa é uma das provas que compõem o Exame e abarca assuntos de Física, Química e Biologia. Você se lembra dos principais tópicos estudados nessas matérias? Para ajudá-lo, preparamos um guia completo sobre essa área do conhecimento. Continue a leitura e confira dicas valiosas para se dar bem!

O que é a prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias?

A prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias do Enem reúne 45 questões de múltipla-escolha das matérias de Biologia, Física e Química. Ela é uma das 4 provas de conhecimentos gerais que compõem o Enem, junto às de Linguagens, Matemática e Ciências Humanas, além da proposta de redação.

Para elaborar o Exame, os organizadores tentam abarcar todo o conteúdo do currículo obrigatório do ensino médio. A grande quantidade de assuntos é um dos motivos por que o Enem é dividido em 4 provas e uma produção textual.

Além disso, os cadernos que compõem essa área de conhecimento conversam entre si. Por mais que cada matéria tenha um foco diferente, Biologia, Física e Química se dedicam, de modo geral, ao entendimento sobre a natureza e seus fenômenos.

Quais são as competências esperadas na prova?

O Enem avalia o conhecimento teórico sobre as Ciências da Natureza, porém, também é conhecido por ter uma abordagem diferente do que os vestibulares tradicionais costumam praticar.

O Exame espera, sobretudo, que o candidato saiba contextualizar as questões e mobilizar seus conhecimentos pensando em aplicações práticas na sociedade.

Por esse motivo, existem algumas competências esperadas dos estudantes, que são descritas na Matriz de Referência do Enem — elaborada pelo Inep. São elas:

  1. compreender que as ciências naturais e suas tecnologias se associam a construções humanas e são essenciais no processo de desenvolvimento da humanidade;
  2. identificar e aplicar tecnologias — que são conjuntos de técnicas ou instrumentos criados pelo ser humano — associadas às Ciências da Natureza em diferentes contextos;
  3. entender que as ações produtivas, científicas, tecnológicas e sociais realizadas pelo ser humano impactam a natureza, seja em forma de degradação ou conservação;
  4. compreender como se dá a interação entre diferentes organismos e o ambiente, relacionando questões sobre saúde humana, cultura e características individuais;
  5. conhecer e entender métodos e procedimentos específicos das Ciências da Natureza, para aplicá-los em variados contextos;
  6. mobilizar conhecimentos teóricos da Física para interpretar situações-problema e planejar intervenções científicas e tecnológicas;
  7. mobilizar conhecimentos teóricos da Química para interpretar situações-problema e planejar intervenções científicas e tecnológicas;
  8. mobilizar conhecimentos teóricos da Biologia para interpretar situações-problema e planejar intervenções científicas e tecnológicas.

O que mais cai na prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias?

Como o Enem é uma avaliação do desempenho dos estudantes em relação ao currículo obrigatório do ensino médio, quaisquer assuntos que fazem parte do plano pedagógico para essa fase de estudos podem aparecer no Exame.

No entanto, alguns tópicos são mais recorrentes. Veja quais são eles em cada uma das matérias da prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias!

Caderno de Biologia

A Biologia é a ciência natural que estuda a vida, de modo geral. Então, trata dos seres vivos, desde a sua evolução, passando pela interação com o meio ambiente e chegando à reprodução e principais aspectos fisiológicos. Veja os principais tópicos!

Ecologia

A Ecologia é um dos tópicos preferidos na prova de Ciências da Natureza do Enem. Esse campo de estudo se debruça sobre como os seres vivos se distribuem no meio ambiente e interagem com ele. Entram em jogo:

  • conceitos básicos, como nicho ecológico, população e ecossistema;
  • cadeias alimentares;
  • relações ecológicas;
  • principais biomas brasileiros;
  • ciclos biogeoquímicos do carbono, da água e do oxigênio;
  • relações harmônicas e desarmônicas entre os seres vivos (alelobioses);
  • uso de recursos naturais;
  • impactos ambientais causados pela humanidade, como poluição, efeito estufa, desmatamento etc.;
  • a preservação ambiental, incluindo objetos biodegradáveis, reflorestamento e fontes de energias renováveis.

Genética

A Genética estuda a estrutura e funções dos genes e a hereditariedade. Nesse caso, é importante revisar:

  • conceitos básicos, como genes dominantes e recessivos, alelos, genótipo e fenótipo;
  • Leis de Mendel;
  • estrutura do DNA e síntese proteica;
  • edição de genomas;
  • organismos geneticamente modificados e transgênicos.

Evolução

A Evolução, por sua vez, se dedica ao estudo da origem da vida na Terra e como os organismos mudam ao longo do tempo. Não se esqueça de estudar:

  • hipótese endossimbiótica;
  • Lei do Uso e Desuso de Lamarck;
  • Teoria da Evolução de Darwin;
  • especiação;
  • mutação e recombinação genética.

Botânica

A Botânica é o estudo das plantas, incluindo sua fisiologia, morfologia, anatomia e reprodução. Aqui, é importante estudar:

  • principais características de briófitas, pteridófitas e gimnospermas;
  • órgãos vegetais;
  • histologia vegetal.

Zoologia

Já no estudo dos animais, foco da Zoologia, planeje-se para revisar:

  • particularidades de cada reino animal;
  • características gerais e de reprodução dos poríferos, cnidários, platelmintos, nematelmintos, moluscos, anelídeos, artrópodes, equinodermos e cordados.

Fisiologia

A Fisiologia estuda as funções dos sistemas biológicos. Vale a pena se dedicar à revisão de:

  • citologia (ciclo, funções e componentes celulares);
  • histologia (tecidos);
  • características gerais do sistema nervoso, circulatório, respiratório etc.

Bioquímica

A Bioquímica estuda as transformações de substâncias e moléculas dos seres vivos, incluindo:

  • ações das enzimas;
  • síntese de proteínas;
  • transporte de gases;
  • ácidos nucleicos etc.

Problemas de saúde

Por fim, é importante ficar por dentro dos principais problemas de saúde do ser humano. Revise cuidadosamente:

  • vacinas;
  • doenças transmissíveis;
  • anticoncepcionais e hormônios;
  • parasitoses mais relevantes, como febre amarela, malária, doença de Chagas e poliomielite (especialmente os métodos de contração e de tratamento desses problemas).

Caderno de Física

Enquanto a Biologia estuda os seres vivos e sua relação com o meio ambiente, a Física é focada nos fenômenos da natureza e suas propriedades. Veja os principais tópicos de Física no Enem!

Mecânica

A Mecânica é uma das grandes áreas da Física. Ela estuda o movimento, as variações e as conservações de energia associadas a eles. Revise:

  • velocidade e aceleração;
  • tipos de movimentos (uniforme, uniformemente variado, vertical, circular etc);
  • gravitação.

Dinâmica

A Dinâmica, por sua vez, estuda as causas dos movimentos. É importante incluir no seu plano de estudos:

  • Leis de Newton;
  • conceitos de trabalho e energia;
  • força centrípeta;
  • atrito;
  • choques.

Calorimetria

No campo da Calorimetria, o que mais importa é entender como ocorrem trocas térmicas, incluindo:

  • conceitos de calor latente e calor sensível;
  • capacidade térmica;
  • dilatação térmica de sólidos, líquidos e gases.

Óptica

A Óptica é a área da Física estuda os fenômenos relacionados à luz e tudo que vem com ela, por exemplo:

  • conceitos de corpos luminosos e iluminados;
  • meios ópticos (translúcido, opaco e transparente);
  • espelhos e lentes.

Elétrica

Aqui na Elétrica, os estudos se voltam para o comportamento de cargas elétricas, como:

  • Leis de Ohm;
  • eletrostática;
  • campos magnéticos.

Ondulatória

Na Ondulatória, o foco de estudo são ondas, ou seja, perturbações em um meio. É bom relembrar:

  • ondas mecânicas e eletromagnéticas;
  • propriedades físicas das ondas, como reflexão, refração e polarização.

Física Nuclear

A Física Nuclear diz respeito principalmente às interações dos núcleos dos átomos. Esse campo estuda:

  • propriedades da matéria;
  • radiação,
  • eletrônica.

Astronomia

A Astronomia é o ramo da Física que estuda o Universo, os corpos celestes e sistemas planetários. É bom revisar:

  • Leis de Kepler;
  • Lei Universal de Newton;
  • notação científica;
  • ordens de grandeza.

Caderno de Química

Agora que você já viu as ciências naturais que se dedicam ao estudo da vida e aos fenômenos da natureza, é hora de focar em constituição e propriedades da matéria: as propriedades de tudo o que existe no universo. Olha só o que mais cai em Química!

Estrutura atômica

Os átomos são as partículas minúsculas que formam todas as coisas. É importante rever:

  • conceitos fundamentais de próton, elétron e nêutron;
  • configuração da tabela periódica;
  • modelos atômicos;
  • radioatividade, fissão nuclear e fusão nuclear.

Ligações químicas e moléculas

Por meio das ligações entre átomos, as moléculas são formadas. Revise:

  • ligações iônica, metálica e covalente;
  • geometria molecular;
  • nuvens eletrônicas;
  • hibridização;
  • forças intermoleculares.

Química orgânica

É o campo que estuda a composição e as propriedades dos compostos carbônicos. Dê uma olhada em:

banner de preparação para o enem 2021
Plano de Estudos para Medicina
  • nomenclatura de compostos orgânicos;
  • reações orgânicas;
  • tipos de isomeria;
  • funções nitrogenadas;
  • funções oxigenadas;
  • hidrocarbonetos.

Química inorgânica

Já a Química Inorgânica, também chamada de mineral, estuda os compostos que não contêm carbono e suas reações. Estude as características gerais de sais, ácidos, bases e óxidos.

Físico-química

Como o próprio nome indica, a Físico-química é interdisciplinar e se dedica ao estudo das propriedades macroscópicas (físicas) da matéria, associando-as às estruturas microscópicas. É bom relembrar sobre:

  • gases;
  • soluções;
  • propriedades coligativas;
  • termoquímica;
  • eletroquímica.

Cálculos estequiométricos

O cálculo estequiométrico é tema frequente no Enem e se refere ao balanceamento químico. Olha só:

  • balanceamento de equações;
  • leis ponderais;
  • reagentes limitantes ou em excesso;
  • grau de pureza;
  • rendimento de reações.

Poluição ambiental

Como você viu, a Ecologia é um tema recorrente no Enem. Além de cobrar aspectos biológicos, o Enem pode solicitar associação de questões ambientais com conhecimentos de Química. Tópicos comuns são:

  • poluição atmosférica;
  • efeito estufa;
  • inversão térmica;
  • smog fotoquímico;
  • ozônio troposférico;
  • chuvas ácidas.

Como a nota nas provas do Enem é calculada?

Agora que você sabe quais são os principais conteúdos que aparecem na prova de Ciências da Natureza no Enem, vamos a um assunto importante: o cálculo da nota! A sua pontuação nessa prova é individual, ou seja, é calculada à parte das demais.

No entanto, para chegar à nota geral, é feita uma média simples das 5 notas que compõem o Exame — as 4 provas de conhecimentos gerais e a redação do Enem.

Portanto, não dá para estudar só suas matérias preferidas e deixar as que você não gosta para trás: todos os cadernos participam da composição do resultado final.

O sistema TRI

Para chegar à pontuação do candidato em cada caderno, o Enem utiliza a Teoria de Resposta ao Item (TRI), que é uma modelagem estatística que consegue identificar “chutes”. O sistema TRI leva em conta:

  • o grau de dificuldade da questão (fácil, média, difícil);
  • a possibilidade de acerto casual;
  • a discrepância de conhecimento entre os estudantes.

Basicamente, o sistema é programado para saber que, se você acerta muitas questões difíceis, precisa também ter acertado as médias e fáceis. Afinal, detém conhecimento para isso. Caso você erre as mais fáceis, o TRI vai entender que você só acertou as difíceis por casualidade e diminuirá a pontuação.

Assim, um estudante que acerta todas as questões fáceis e algumas médias pode ter uma nota final maior do que alguém que acertou todas as questões difíceis, mas errou as demais. Interessante, não é?

A moral da história é: seja coerente em suas respostas. É melhor se dedicar às questões que você domina e pode fazer sem tanta dificuldade do que focar nas difíceis em busca de mais pontos.

Como se preparar para a prova de Ciências da Natureza?

Agora, confira algumas dicas para a sua etapa de preparação para a prova de Ciências da Natureza do Enem!

Pratique a interpretação de dados

Quando abrir o caderno de questões, não espere que elas sejam simplesmente técnicas. O Exame busca sempre relacionar os problemas a situações da realidade e, por isso, você precisa interpretar bem o que o exercício pede, analisar todas as informações e extrair os elementos necessários para resolver o exercício.

Estude sempre com uma abordagem contextualizada

Se você praticar a famosa “decoreba” durante os estudos, pode ter dificuldade para, até mesmo, entender qual é o conhecimento exigido em cada questão. Afinal, como dissemos, o estilo de prova do Enem é sempre muito contextualizado.

Por exemplo, em Biologia, você pode ser avaliado em relação à sua capacidade de identificar um problema ambiental descrito em uma notícia de jornal, como as chuvas ácidas. Por isso, enquanto estiver estudando, procure realmente entender conceitos e como eles se encaixam na “vida real”.

Fique de olho em atualidades

O Enem é conhecido por sempre trazer temas atuais e relevantes, tanto nas questões de múltipla-escolha como na proposta de redação. Por isso, é importante separar um tempo para estudar as principais notícias relacionadas às Ciências da Natureza, como:

  • surtos de doenças infecciosas — especialmente o Coronavírus;
  • o movimento “antivacina” e sua relação com a volta de doenças erradicadas, como o sarampo;
  • o aumento nos casos de Dengue em 2019;
  • tragédias ambientais, como as queimadas na Amazônia e na Austrália, as enchentes em São Paulo etc.

Faça mapas conceituais

Os mapas conceituais são excelentes ferramentas no estudo das Ciências da Natureza, pois ajudam a ter uma compreensão mais global dos conteúdos. É fácil: você pode usar círculos, setas, caixas e outros recursos visuais para elaborar diagramas com uma estrutura hierárquica de conceitos que se ligam.

Por exemplo, em um mapa conceitual com o conceito principal “Transformações da matéria”, saem dois ramos que, por sua vez, se subdividem, assim:

  • fenômenos físicos -> não alteram a natureza da matéria -> condensação, solidificação, fusão etc.;
  • fenômenos químicos -> alteram a natureza da matéria -> decomposição, combustão, fotossíntese etc.

Ainda, cada um desses fenômenos pode ter um ramo com um conceito-chave que ajude a explicá-lo e memorizá-lo.

Quais tópicos devem ser estudados com mais cuidado?

O Sistema de Ensino Poliedro, uma rede de cursinhos preparatórios para vestibulares e Enem, elaborou um gráfico com os assuntos que mais caíram na prova de Ciências da Natureza no Enem entre 2013 e 2017. O material foi divulgado pelo portal G1, olha só:

  • ecologia — é o assunto mais frequente em todos os anos, correspondendo a uma média de 13,3% da composição de todas as provas de Ciências da Natureza;
  • moléculas, células e tecidos — o segundo tópico que mais aparece é a fisiologia, com 11,1% de percentual na prova;
  • oscilações, ondas e radiação — a parte de óptica da Física também é recorrente, correspondendo a quase 9% da composição da prova;
  • transformações químicas e energia — vale a pena revisar bem esse tópico, pois ele corresponde a 8% das questões de Ciências da Natureza de todas as edições do Enem no período analisado;
  • matérias e suas propriedades — também com 8% está o assunto de materiais e suas propriedades, incluindo estados físicos, misturas, ligações polaridade de moléculas etc.

Como se preparar para o Enem e conquistar uma boa nota?

Para ajudar ainda mais na sua preparação para o Enem, separamos também algumas dicas que servem para o Exame de modo geral. Anote aí!

Leia o edital cuidadosamente

O edital do Enem é o documento que traz todas as informações que o candidato precisa para realizar a prova:

  • datas e taxas de inscrição;
  • procedimento para solicitar isenção da taxa do Enem;
  • calendário de aplicação das provas;
  • o que levar nos dias de aplicação;
  • critérios de desclassificação de candidatos etc.

Enfim, o edital é um verdadeiro manual para o candidato, desde a inscrição até a divulgação dos resultados.

Prepare um planejamento de estudos

Você viu que tem bastante conteúdo de Ciências da Natureza para estudar, não é? Pois então, por si só, essa prova já demanda bastante tempo de preparação. Agora, não se esqueça de que também há mais 3 provas de conhecimentos gerais, além da proposta de redação.

Por mais que todos os tópicos façam parte do currículo do ensino médio, é bom estudá-los com cuidado novamente, seja porque a sua educação básica não foi suficiente, seja porque você já saiu da escola há algum tempo e não se lembra mais dos conteúdos.

Por isso, tente se planejar com alguma antecedência e distribuir as matérias ao longo de vários meses. Desse modo, você conseguirá rever todos os tópicos com calma, fazer exercícios e simulados, testar sua redação e garantir uma boa preparação.

Tenha uma rotina de estudos

Depois de elaborar seu plano com as principais matérias de cada área do conhecimento, divida esses tópicos por blocos e encaixe-os em uma rotina de estudos. Se você pode estudar todos os dias por algumas horas, ótimo! Veja um exemplo de planejamento para uma semana:

  • segunda-feira — força centrípeta (Física) e Segunda Guerra Mundial (História);
  • terça-feira — procariontes (Biologia) e Realismo (Literatura);
  • quarta-feiranúmero primos (Matemática) e pirâmides demográficas (Geografia);
  • quinta-feira — reações inorgânicas (Química) e figuras de linguagem (Português);
  • sexta-feira — crise entre EUA e Irã (Atualidades) e produção de texto com os temas de redação das edições anteriores;
  • sábado — realização de simulado com a prova de Ciências Humanas de 2019.

Faça planejamentos como esse para cada semana até a época do Exame, tentando encaixar os principais tópicos de cada matéria, além de exercitar a sua escrita produzindo redações conforme as propostas dos anos anteriores.

Quanto aos simulados, você pode conferir todas as provas e gabaritos de edições passadas do Enem no portal do Inep. Outra dica é organizar seus horários para estudar todos os dias, mantendo a consistência.

Conte com bons recursos

Se você vai estudar em cursinho, terá um material didático, além da orientação de professores, o que ajuda muito. Se esse não é o caso, ótimas notícias: estudar por conta própria é possível e pode ser igualmente proveitoso, você só precisa dos recursos certos.

Na Trilha do Enem, você conta com um plano de estudos personalizado, aulas em vídeo, simulados, desafios e um sistema de gamificação que atribui pontos e insígnias, de acordo com a sua evolução na trilha. Muito legal, não é? E o melhor: é tudo gratuito!

Não se esqueça da saúde e do bem-estar

Além de estudar bastante, você também precisa de autocuidado nessa fase para manter o corpo e a mente saudáveis. Afinal, nos dias de aplicação das provas, você precisa estar 100% para ter um bom desempenho, concorda? Por isso, preze por boas noites de sono, cuide da alimentação e não deixe o lazer de lado.

Pronto! Você já tem as principais bases para se dar bem na prova de Ciências da Natureza e Suas Tecnologias no Enem. Agora, é com você! Coloque nossas dicas em prática e organize sua rotina de estudos o quanto antes para ter um bom tempo de preparação até o Exame.

Antes de ir, veja também nosso guia completo para a prova de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias. Bons estudos!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 4

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

prouni, crédito estudantil, fies ou bolsa privada
preparação para medicina

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Artigos relacionados

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.