Pronomes de tratamento: o que são e como estudá-los?

estudante

Dependendo da carreira que você escolher, vai precisar lidar em maior ou menor grau com as questões gramaticais e todas as regrinhas para evitar os famosos erros de Português, que podem prejudicar muito o exercício da profissão. Imagine um advogado ou um professor errando a concordância!

Porém, enquanto sua preocupação é focar no Enem e no vestibular, há vários conteúdos de Língua Portuguesa que podem ser aprendidos desde agora e permanecerem para a vida toda.

E é sobre um desses temas que vamos falar neste post. Você sabe o que são pronomes de tratamento e como são utilizados? Veja a resposta e tire suas dúvidas sobre assunto!

O que são pronomes de tratamento?

Antes de responder a essa pergunta, vamos relembrar o conceito de classes gramaticais. No estudo da morfologia, elas são organizadas de acordo com a natureza das palavras da língua: palavras que dão nome às coisas (substantivos), palavras que indicam ações (verbos), palavras que conectam outras (conjunções), estabelecendo relações de sentido específicas, e por aí vai.

Uma dessas classes é a de pronomes, composta por palavras que substituem ou nomeiam os seres, indicando as pessoas do discurso:

  • 1ª pessoa — quem fala (eu/nós);
  • 2ª pessoa — com quem se fala (tu/você/vós/vocês);
  • 3ª pessoa — de quem se fala (ele/ela/eles/elas).

Os pronomes, de modo geral, podem ser classificados em possessivos, pessoais, demonstrativos etc. O que nos interessa no momento são os pronomes de tratamento, que estão incluídos na subclasse dos pessoais, representando as pessoas do discurso e evitando a repetição do referente no texto. Por exemplo:

  • Marta lavou o carro. Ela o encerou logo em seguida.

Os pronomes ela e o substituem, respectivamente, os substantivos Marta e carro. Nesse caso, estamos falando de Marta, na terceira pessoa. Agora, como o próprio nome indica, os pronomes de tratamento são utilizados quando precisamos tratar diretamente com a pessoa:

  • Marta, você lavou o carro?
  • Marta, tu lavastes o carro?

Nas frases, os pronomes você e tu têm como referente a pessoa com quem se fala, ou seja, Marta.

Quais são os exemplos de pronomes de tratamento?

O pronome você, a que nos referimos antes, é o mais comum, utilizado no tratamento familiar. Hoje em dia, as variações “ocê”, “cê”, “vc” etc. são uma aceitação da forma como o falante efetivamente se pronuncia, combatendo o preconceito linguístico. Vale a pena lembrar que a forma você que usamos atualmente já foi “vossa mercê” e, depois, “vosmecê”.

Para situações um pouco mais formais, é possível usar os tratamentos o Senhor, a Senhora e Vossa Senhoria. Dependendo do cargo ou da posição que a pessoa com a qual estamos falando ocupa, serão usados pronomes de tratamento específicos:

  • Vossa Excelência — autoridades de modo geral;
  • Vossa Reverendíssima — sacerdotes;
  • Vossa Eminência — cardeais;
  • Vossa Santidade — papa;
  • Vossa Majestade — rei e rainha;
  • Vossa Majestade Imperial — imperadores.
  • Vossa Alteza — príncipe e princesa.

Qual é a importância de saber usá-los?

Não é todo dia que conversamos com cardeais, reis e príncipes. Por que, então, aprender a usar os pronomes de tratamento? Além de melhorar a pontuação na prova de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e na redação, isso é importante para conhecer todos os recursos que a língua nos oferece e saber utilizá-los de acordo com a situação.

As variantes linguísticas devem ser respeitadas em seu contexto, e isso vale até para contextos mais formais.

Quais são os erros mais comuns no uso dos pronomes de tratamento?

Os maiores erros no uso dos pronomes de tratamento têm a ver com o alinhamento entre a pessoa do discurso e a forma verbal. Você (ops, olha o pronome de tratamento aí!) reparou que falamos em “vossa” nos exemplos anteriores? Vossa se refere à segunda pessoa do plural, vós. Porém, o verbo não acompanha o pronome e exige uso na terceira pessoa.

Fica mais claro no exemplo:

banner calculadora bolsa enem
  • Vossa Excelência está se sentindo bem?
  • Você sabe o que é pronome?

O pronome se refere à segunda pessoa do discurso, com quem se fala, mas o verbo fica na terceira pessoa, certo?

Outro ponto que está entre os erros de Português mais comuns é o regionalismo no uso do pronome de 2ª pessoa, o tu. No Rio Grande do Sul, por exemplo, é comum ouvir esse pronome conjugado com o verbo na 3ª pessoa, como em:

  • Tu vai na festa hoje?
  • Tu não sabe nada!

De acordo com o Português padrão, o correto seria “tu vais” e “tu sabes”.

Pronomes de tratamento são usados na redação?

A resposta é: depende. Na redação do Enem, o tipo textual exigido é o dissertativo-argumentativo. Como essa produção é mais impessoal, usamos a terceira pessoa.

Já em produções textuais de vestibulares, é comum que outros gêneros sejam solicitados, como a carta argumentativa. Aí é o momento de fazer uso do pronome de tratamento adequado ao interlocutor.

A quem a carta será dirigida? A um deputado, a um editor de jornal, ao presidente da República, ao Papa? De acordo com a pessoa para quem a carta é dirigida, você vai escolher não só o pronome de tratamento, mas também a variante linguística (mais ou menos formal) ideal para a situação comunicativa.

Usar pronomes de tratamento de forma inadequada provoca perda de pontos de Português na redação, sabia? Fique atento a esse ponto!

Pronomes de tratamento no Enem

Você não verá uma questão específica de gramática no Enem, já que a prova não tem caráter conteudista. É mais provável que o tema apareça como adequação vocabular e variação linguística.

Pronomes de tratamento no vestibular

Provas mais antigas de vestibulares costumavam cobrar a classificação e o emprego desses pronomes. É bom recorrer a essas questões como forma de exercício e verificação do que você aprendeu.

Separamos duas questões para você fazer isso.

1. (PUC-RJ) No período abaixo, a palavra você não está se referindo à pessoa com quem se fala. Ilustre, reescrevendo o período, como o mesmo efeito poderia ser atingido com outro recurso linguístico.

  • Dificilmente você encontra um ex-aluno que não tenha conseguido uma boa colocação.

2. (UCDB-MT) “Tu não percebes nada e teu pensamento voa em outra direção, por isso não vou escrever-te.” Se o pronome tu fosse substituído por Vossa Senhoria, teríamos:

a) Vossa Senhoria não percebe nada e seu pensamento voa em outra direção, por isso não vou escrever-lhe.

b) Vossa Senhoria não percebe nada e vosso pensamento voa em outra direção, por isso não vou escrever-te.

c) Vossa Senhoria não percebeis nada e seu pensamento voa em outra direção, por isso não vou escrever-lhe.

d) Vossa Senhoria não percebeis nada e vosso pensamento voa em outra direção, por isso não vou escrever-vos.

e) Vossa Senhoria não percebe nada e seu pensamento voa em outra direção, por isso não vou escrever-te.

Respostas: 1. Dificilmente se encontra um ex-aluno que não tenha conseguido uma boa colocação. Muitas vezes, usamos o pronome de tratamento você com sentido de impessoalidade; 2. Letra a. O pronome é usado na 2ª pessoa, mas o verbo e os demais pronomes ficam na 3ª.

Inclua a gramática no seu plano de estudos!

Independentemente de quantas horas estudar por dia para o Enem, você precisa incluir no seu cronograma um tempo dedicado a questões gramaticais — ainda que elas não sejam cobradas de forma pura e simples no Enem e no vestibular. Para melhorar a nota de Português no Enem e para ter condições de usar o Português padrão sempre que necessário, é preciso estudar gramática.

Na dúvida, recorra ao Trilha do Enem para ver como o conteúdo foi abordado em provas anteriores. Também não deixe de fora outros pontos importantes no estudo da gramática, como concordância nominal e colocação pronominal.

Para ficar por dentro de mais conteúdos sobre a matéria, saiba agora o que é transitividade verbal e veja como estudar!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

prouni, crédito estudantil, fies ou bolsa privada

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.