Verbos de ligação: o que você precisa saber para o Enem

papel e caneta na mão escrevendo

Entre as classes gramaticais que devem ser estudadas para a prova de Linguagens, códigos e suas tecnologias está a dos verbos. Além de saber conjugar os tempos e modos (morfologia), o estudante deve identificar se o sentido do verbo exprime ação, estado ou fenômeno da natureza (sintaxe).

E ai de quem escorregar nos erros de português mais comuns e se esquecer da classificação dos verbos! Por isso, vamos mostrar aqui especialmente os verbos de ligação: aqueles que indicam estado ou situação do sujeito da frase.

Continue com a gente e aprenda este conteúdo tão importante também para conseguir uma redação nota 1000 no Enem!

O que são verbos de ligação e qual é a sua função?

Entre as matérias do Enem que você precisa dominar para obter uma boa nota — inclusive na redação —, está a gramática, correto? E muita gente costuma ter dificuldades quando se fala nesse assunto. Mas, agora, deixe de lado suas preocupações e preconceitos sobre o tema porque vamos tratar de transitividade verbal.

Esse é o nome dado quando precisamos classificar um verbo quanto à necessidade ou não de complemento. Relembre os tipos de verbos e veja os exemplos:

  • intransitivos (VI) — não pedem complemento. Ex.: Meu cachorro morreu;
  • transitivos diretos (VTD) — precisam de complemento sem preposição. Ex.: Eu estudo Veterinária;
  • transitivos indiretos (VTI) — pedem complemento com preposição. Ex.: Gosto de animais;
  • transitivos diretos e indiretos (VTDI) — os dois tipos de complemento estão presentes ao mesmo tempo. Ex.: Pagou a consulta ao médico;
  • de ligação (VL) — informa o aspecto de uma característica dada ao sujeito. Ex.: Ele é médico.

É bom ressaltar que a predicação do verbo depende do contexto em que ele é usado na frase. Assim, cada verbo deve ser analisado no texto, e não fora dele. É importante, também, não confundir complemento verbal (objeto direto e indireto) com adjunto adverbial.

O adjunto é o termo que indica a circunstância da ação do verbo: onde, como, quando, por que etc. Por exemplo:

  • Meu cachorro morreu ontem / de leishmaniose / na clínica.

Os termos destacados são circunstâncias relacionadas à ação de morrer na frase: morreu quando? De quê (causa)? Onde? Por isso, esses elementos não complementam o sentido do verbo. A frase pode ser construída sem eles, entende?

Como saber se um verbo é de ligação?

Até agora, explicamos sobre os verbos de modo geral, para que você conheça todos e não se confunda. Para saber se um verbo é de ligação, verifique se ele pede ou não complemento. Em caso afirmativo, ele será classificado como transitivo.

Se indica ação, não será classificado como verbo de ligação. Observe os exemplos, fazendo a pergunta ao verbo:

  • Maria trará presentes — quem traz, traz alguma coisa (VTD);
  • Lutou contra a doença — quem luta, luta contra alguém ou alguma coisa (VTI).

Viu como os verbos têm significado incompleto? É o complemento verbal que dá sentido à frase.

No caso dos verbos de ligação, a natureza é outra. Eles não indicam ação, e sim um estado ou uma situação em que o sujeito se encontra. Veja:

  • A Lua parece um queijo — Lua/um queijo;
  • Mirtes ficou brava — Mirtes/brava;
  • A chuva está forte — chuva/forte.

Nessas frases, os verbos parecer, ficar e estar são classificados como de ligação. Eles funcionam como um elo, não têm uma ação expressa. Eles ligam o sujeito ao predicativo.

Nesse tipo de construção frasal, o verbo não é o núcleo do predicado, ou seja, o predicativo é o termo mais importante. Por isso, o predicado é chamado de nominal. Para ter certeza de que um verbo é de ligação, faça um teste, reescrevendo a frase de outras maneiras:

  • Bela ficou feliz quando ganhou um cachorro.
  • Bela, que ficou feliz, ganhou um cachorro.

O verbo ficar é de ligação, pois indica o estado de Bela. Já o verbo ganhar é transitivo direto (quem ganha, ganha alguma coisa). Ficou claro?

Como estudar os verbos de ligação para o Enem?

Para estudar esse e outros conteúdos das várias áreas de conhecimento do Enem, trouxemos algumas sugestões:

São várias as técnicas de estudo que você pode adotar para revisar todos os conteúdos. No caso de Língua Portuguesa, a tendência é ficar decorando os nomes dos termos. Porém, isso não é nada funcional.

Muito mais importante do saber de cor a função sintática dos termos da oração é entender como eles funcionam na frase — e usá-los da melhor maneira para conseguir passar a informação de forma clara em seus textos, seja na redação, seja no dia a dia.

Por fim, uma dica imprescindível: atenção para a importância da leitura! Leia bastante e em vários gêneros e formatos. O contato com a língua escrita ajuda na hora em que precisamos redigir.

Agora que você sabe quais são os tipos de verbos e como funcionam os verbos de ligação, saiba que esse conteúdo não é cobrado pura e simplesmente na prova do Enem. Isso porque o Exame cobra mais do candidato a capacidade de reflexão e interpretação do que a de memorização.

Uma boa forma de testar os efeitos de sentido que o uso do verbo de ligação proporciona ao texto é pela reescrita. Veja:

  • Mônica é divertida. Ela sabe contar piadas. A menina é muito extrovertida.

As mesmas informações poderiam ser reescritas da seguinte maneira, mais enxuta:

  • Mônica, que é uma menina divertida e extrovertida, sabe contar piadas.

Ou, ainda:

  • Mônica, uma menina divertida e extrovertida, sabe contar piadas.

Note que, a cada versão da frase, a coesão textual se mantém, mas a informação é mais direta. Use essa técnica com manchetes de sites de informação e jornais e veja como, na redação, a fluidez do seu texto vai melhorar!

Esperamos que tenha compreendido mais sobre os verbos de ligação. Para ajudar você ainda mais, preparamos um e-book gratuito com tudo para a sua preparação para o Enem! Confira!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Instituições Participantes do Vestibulares

O Vestibulares traz informações sobre os processos seletivos de sete instituições pelo Brasil: