Como fazer a segunda graduação? Entenda como funciona!

troca de diplomas representando segunda graduação

Uma segunda graduação pode ser um grande diferencial no currículo, uma vez que as habilidades desenvolvidas colaboram significativamente para a ampliação de conhecimentos e a adaptação às mais variadas demandas do mercado de trabalho.

Além disso, a dupla graduação também oferece maiores possibilidades de inserção ou, até mesmo, recolocação no mercado, demonstrando que o profissional busca uma visão mais ampla para a sua carreira. 

Ficou interessado? Então, se você possui curiosidade sobre o tema, siga conosco, vamos abordar as principais dúvidas sobre a segunda graduação, as suas vantagens e as formas de fazer esse investimento para o futuro!

Como funciona uma segunda graduação?

Para quem busca uma posição de destaque no mercado, um curso de ensino superior não é o bastante. Com a grande oferta de cursos em novas modalidades e créditos estudantis proporcionando um maior acesso ao ensino superior, a graduação se tornou um requisito e deixou de ser um diferencial.

Sendo assim, os profissionais têm optado por investir em novas formas de qualificação, como pós-graduações e a segunda graduação. 

A segunda graduação funciona literalmente ao pé da letra: alguém que já é formado, possui diploma de nível superior, decide cursar uma nova graduação, que pode serum Tecnólogo, uma Licenciatura ou um Bacharelado. Não só é uma oportunidade para adquirir novos conhecimentos, mas também pode ser uma escolha para quem quer mudar de carreira.

Mesmo que o primeiro diploma não seja da mesma área da segunda graduação, é possível que diferentes campos do conhecimento complementem a sua formação.

Isso é válido até porque a busca pelo profissional interdisciplinar é uma tendência e faz com que a pessoa fique apta para operar com diversos conhecimentos, impactando positivamente a qualidade das funções de sua profissão.

Como fazer a segunda graduação?

Para fazer uma segunda graduação é muito simples! Isso porque ela dispensa a necessidade do vestibular na maioria das instituições de ensino superior.

Se você já tem um diploma e quer ingressar em uma nova graduação, geralmente basta levar os documentos que comprovem a sua primeira graduação, como o documento de colação de grau, o histórico escolar e as ementas.

A partir daí, é dado início ao processo de matrícula na segunda graduação, sem que seja necessário prestar um exame vestibular. Afinal, pressupõe-se que quem concluiu o ensino superior uma vez tem condições de passar na seleção de novo.  

Se você tem curiosidade a respeito do que é solicitado nessa situação, confira quais são os documentos originais necessários para fazer a segunda graduação nas instituições parceiras do Vestibulares:

  • RG;
  • CPF;
  • histórico escolar oficial e atualizado da instituição de origem;
  • diploma do ensino superior;
  • conteúdo programático de todas as disciplinas em que obteve aprovação (ementas), caso queira solicitar aproveitamento de estudos.

Assim como nos casos de transferência externa, basta realizar a sua inscrição e levar os documentos citados em uma das unidades da sua instituição para efetuar a matrícula. 

Quanto tempo dura?

A segunda graduação pode durar de 1 a 4 anos, tudo depende do tipo de curso pretendido. Para exemplificar melhor essa questão, vamos mostrar alguns casos específicos.

Se você já tem uma Licenciatura e o seu interesse é cursar uma segunda Licenciatura,esses cursos têm a duração de 3 semestres (1 ano e meio), com carga horária de 1320 horas. Essa carga horária está dividida em disciplinas básicas e instrumentalizadoras, além do estágio obrigatório com carga horária de 300 horas.

Agora, se o seu objetivo é uma Formação Pedagógica, saiba que, estudantes que apresentam a primeira graduação na modalidade de Bacharelado do curso que pretende realizar têm sua matriz curricular organizada em apenas 2 semestres (1 ano). Exemplo: tenho bacharel em Educação Física e quero realizar uma Formação Pedagógica em Educação Física para poder dar aulas.

Já para quem tem a formação inicial em uma área afim da qual pretende realizar o curso de Formação Pedagógica, a duração é de 3 semestres (1 ano e meio). Exemplo: tenho minha primeira graduação em Direito e quero seguir carreira como professor, posso cursar uma Formação Pedagógica em História, Letras ou Sociologia.

Se você não quer ingressar na área acadêmica e seu intuito é mesmo cursar uma segunda graduação no nível Bacharel ou Tecnólogo, daí o tempo de duração de curso vai depender da sua escolha.

Cursos Tecnólogos, geralmente, duram 2 anos. Porém, se a sua primeira graduação apresenta ementa de disciplinas parecidas, é possível aproveitá-las. Com isso, o segundo curso pode ter uma duração menor.

O mesmo vale para graduações do tipo Bacharelado, que têm duração de 3 a 6 anos. O importante é entrar em contato com a instituição de ensino em que se pretende cursar o segundo curso e verificar as condições oferecidas.

Como aproveitar disciplinas na segunda graduação?

Como você viu, é possível aproveitar as disciplinas em uma segunda graduação, diminuindo assim o tempo para a formação. Porém, para isso, você deve apresentar o conteúdo programático de todas as disciplinas em que obteve aprovação na primeira graduação.

Essas ementas podem ser solicitadas na secretaria da instituição de ensino e precisam ser originais, assinadas e carimbadas pela faculdade.

💡 Quanto mais próxima a sua primeira graduação for da segunda, em área do conhecimento, melhor será para que seja feito o aproveitamento de disciplinas. Por exemplo, quem tem um primeiro diploma bacharel em Matemática e pretende fazer um segundo curso em Estatística, conseguirá aproveitar disciplinas de Cálculo, entre outras.

Qual a diferença entre segunda graduação e segunda Licenciatura?

As dúvidas são muitas a respeito das diferenças entre segunda graduação e Licenciatura. Para quem quer atuar na área acadêmica, há possibilidades por meio de uma Formação Pedagógica ou Segunda Licenciatura no segundo curso de graduação.

Agora vamos entender a diferença entre os termos para que tudo fique mais claro! A graduação está ligada ao conceito de ensino superior, ou seja, é o “ensino de graduação” que vem após o ensino médio. Sendo assim, corresponde ao título universitário de um estudante que já detém formação na educação básica.

Agora que você já entendeu esse conceito, podemos pular aos graus acadêmicos, que correspondem aos tipos de graduação: Bacharelado, Licenciatura e Tecnólogo.

Ou seja, quando nos referimos a uma segunda graduação, estamos falando de uma forma abrangente de todos os cursos de ensino superior. Porém, quando nos referimos a uma segunda Licenciatura, tratamos apenas dos cursos voltados para a formação de professores.

Teste Vocacional Rápido

Sendo assim, só é possível cursar uma segunda Licenciatura quando você já é licenciado em algum curso de nível superior.

Ficou fácil entender a diferença agora? Adoramos dar exemplos por aqui, então, vamos lá:

Imagine que você é formado no curso de Educação Física – Bacharelado. Você desistiu de ser personal trainer e quer ser professor. É possível cursar uma segunda graduação – a nível de Formação Pedagógica. Nesse caso, em apenas 1 ano você recebe o título de licenciado em Educação Física. Legal, não é?

Agora, suponhamos que você tenha diploma em Ciências Biológicas – Licenciatura. Você tem interesse em dar aulas de Química, além de Biologia. Nessa situação, é possível cursar uma Segunda Licenciatura em Química!

Assim, é possível atuar no ensino fundamental e médio em escolas públicas e privadas. Além disso, também abrange o mercado de editoras, com a produção, a revisão e a validação de material didático.

Quais são as reais vantagens de investir em uma segunda graduação?

Os motivos são vários para fazer uma segunda graduação. Além dos que já elencamos, a soma de um curso também representa que você está melhor qualificado para exercer outros tipos de funções fora de sua primeira área de atuação.

Agora, descubra quais são as outras vantagens de fazer esse investimento para a sua carreira!

Facilidades em ingressar na faculdade

Uma das vantagens da segunda graduação é a facilidade que essa modalidade traz para o ingresso na faculdade.

Com ela, dificilmente você precisará prestar uma nova prova e passar por todo o processo do vestibular novamente. Basta levar os seus documentos para a instituição de ensino e começar a estudar o quanto antes!

Atuação de forma interdisciplinar

Hoje, o mercado não busca apenas qualificação profissional. Ele exige profissionais diferenciados, que possam trazer inovação ao ambiente profissional e, claro, fazer a diferença.

Com uma segunda graduação, você terá muito mais bagagem teórica e prática, o que chama a atenção dos recrutadores. Poderá, então, atuar como um profissional interdisciplinar e oferecer mais aos seus clientes.

Desenvolvimento pessoal

Fazer uma faculdade é sempre uma estratégia interessante para desenvolver, também, o nosso lado pessoal. Com essa experiência, conhecemos novas pessoas, aprendemos habilidades diferentes e amadurecemos.

Na segunda graduação é a mesma coisa. Uma nova faculdade significa novas experiências e novos aprendizados.

Crescimento profissional

Além do desenvolvimento pessoal, uma segunda graduação faz com que você cresça, é óbvio, no âmbito profissional.

A partir dos novos aprendizados, você complementa o que já aprendeu antes e aprimora suas competências. Portanto, se torna um profissional mais capacitado e apto a atuar no mercado.

Destaque no currículo

Atualmente, muitas pessoas têm uma faculdade em seu currículo. Por isso, é o momento de investir em diferenciais.

Além das pós-graduações, investir em uma segunda faculdade também traz um grande destaque para o seu currículo, fazendo com que ele brilhe em meio ao dos concorrentes.

Network

Nova faculdade, novas pessoas — consequentemente, novos contatos! Ao investir em um segundo curso, você conhecerá bastante gente e terá uma oportunidade de ampliar a sua rede de contatos profissionais, desenvolver alianças e encontrar as melhores vagas do mercado de trabalho.

Satisfação profissional

Por fim, tem a questão da satisfação profissional como um ponto bem importante para quem fizer uma segunda graduação.

Além de desenvolver novas habilidades e complementar o aprendizado, a segunda faculdade é uma chance para aqueles que querem mudar de carreira, ajudando o profissional a atingir os seus objetivos de vida.

Onde eu posso cursar uma segunda graduação?

Toda instituição de ensino superior pode oferecer a opção do segundo diploma. Isso é valido para caso ela seja uma faculdade, centro universitário ou universidade.

Aqui no Vestibulares, as instituições participantes são reconhecidas pelo MEC e oferecem a segunda graduação, inclusive EAD:

Essas faculdades oferecem graduações nas modalidades presencial, semipresencial e 100% online. Além disso, contam com diferenciais imperdíveis, como:

  • Aula Destaque: aulas 100% online com professores que são referência em suas áreas de atuação;
  • Trilhas de Carreira: cursos com certificados para melhorar o seu currículo e qualificá-lo sem qualquer custo extra;
  • Habilidades Digitais: disciplinas também online que preparam o estudante para atuar no mercado de trabalho de maneira inovadora;
  • Canal Conecta: portal de empregabilidade que conecta o estudante com as melhores vagas de sua região, sempre em empresas reconhecidas e com tradição.

Além disso, as faculdades acima citadas contam com infraestrutura tecnológica, grade curricular sempre atenta às novidades do setor de ensino e, claro, professores qualificados e experientes. Não vai ficar de fora dessa, não é?

Agora é com você!

Gostou de conhecer mais sobre como fazer uma segunda graduação? Agora, sem desculpas, hein? É hora de trazer mais qualificação ao seu currículo e fazer com que ele fique cada vez mais adequado ao mercado competitivo. Escolha um curso que combine com você e mãos na massa!

São diversas opções de cursos nas mais diversas áreas. Ficou interessado? Então, faça agora a inscrição na segunda graduação!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.8 / 5. Número de votos: 52

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Instituições Participantes do Vestibulares

O Vestibulares traz informações sobre os processos seletivos de sete instituições pelo Brasil: