Saiu a nota do Enem: fui bem na prova?

saiuanotadoenem

A tão esperada nota do Enem(Exame Nacional do Ensino Médio) costuma gerar diversas perguntas na mente de quem prestou o exame, como: quando ela sai? Fui bem no Enem? O que posso fazer com ela?

Para responder a essas dúvidas, o portal Vestibulares preparou este conteúdo abordando não só o que é possível fazer com essa nota, como também como normalmente funciona a questão da pontuação.

Dessa forma, milhões de pessoas em todo o Brasil saberão quais são as chances reais de entrarem em instituições de ensino públicas ou particulares sem a necessidade de prestar vestibular.

Em outras palavras, conseguindo conquistar suas vagas ou bolsas por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do Programa Universidade para Todos (Prouni) e do Financiamento Estudantil (FIES), bem como em faculdades particulares.

Quer saber mais sobre isso? Continue lendo e confira as respostas para as principais dúvidas sobre a nota do Enem!

Em que período as notas do Enem normalmente são divulgadas?

A divulgação da nota do Enem ocorre, geralmente, no começo do ano, ou seja, em janeiro. Isso é necessário para que as pessoas que fizeram o exame participem de seleções para ingresso no ensino superior, uma vez que o período letivo das instituições de educação começa também no início do ano. Tal fato normalmente acontece de fevereiro em diante, embora haja situações em que pode iniciar no final de janeiro.

Aliás, o Sistema de Seleção Unificada, o Programa Universidade para Todos e o Financiamento Estudantil também costumam ser feitos no começo do ano seguindo essa lógica. No entanto, eles podem ter versões no meio do ano.

Em que local é possível consultar a nota do Enem?

Antes de passarmos ao funcionamento dessa nota, saiba que você deve consultá-la no site oficial do Enem, mantido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Fique atento à URL oficial do site!

Como funciona a nota do Enem?

A nota do Enem, na verdade, é uma média de quatro provas objetivas e uma redação. As provas são de:

No Exame Nacional do Ensino Médio, sua nota pode variar de acordo com a média, entre 290 e 900. Quanto maior a nota, maiores são as chances de conquistar uma vaga ou bolsa.

Cada programa do governo, ou mesmo as instituições de ensino particulares, contam com um mínimo de pontuação. Contudo, cada prova que compõe a nota geral pode ter um peso diferente a depender do exame seletivo, da faculdade que oferece a vaga e do curso para o qual se concorre.

Por exemplo, um curso de Engenharia pode colocar maior peso na prova de Matemática e suas Tecnologias, enquanto um curso da área de Humanas pode dar maior peso para a pontuação na prova de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias.

Consequentemente, a média final pode se alterar dependendo do curso para o qual você concorre. Caso você tenha duas opções em mente, conseguirá ver isso. Entretanto, esse tipo de situação depende do programa para o qual se concorre, sendo mais comum em alguns cursos de faculdades que oferecem vagas por meio do Sisu.

Como saber se minha nota é boa?

Digamos que você viu a sua nota e logo pensou: será que fui mal no Enem? Antes de achar que sim, saiba que a média das notas dos participantes pode variar de ano a ano, sendo mais baixa ou mais alta dependendo da dificuldade do conteúdo das provas e do desempenho dos que as fazem.

Além disso, uma nota considerada baixa para entrar em um curso pode ser suficiente para ingressar em outro, uma vez que há diferentes níveis de concorrência entre as graduações oferecidas tanto no Sisu quanto no Prouni, no FIES ou em faculdades particulares.

Para realmente saber se a sua nota é boa para entrar em um curso, a dica é pesquisar as médias das notas do Enem com que os estudantes ingressaram nele em edições anteriores. No entanto, isso dará a você apenas uma noção, pois, como mencionado, a média de notas costuma variar de ano a ano.

Quais as médias de notas de corte?

As notas de corte dos cursos normalmente correspondem à pontuação dos últimos participantes que conseguem vagas neles. Além do desempenho dos estudantes, há fatores diretos e indiretos que influenciam o aumento ou diminuição dessa nota. Veja alguns:

  • a concorrência, isto é, se os seus concorrentes tiverem pontuações maiores nesse ano, em relação à edição anterior, a média da nota de corte pode subir. Por outro lado, se as médias forem menores, é possível conseguir uma vaga com uma nota menor;
  • a quantidade de vagas e de bolsas (integrais e parciais disponíveis), pois quanto maior é número delas, menor tende a ser a nota de corte. Contudo, isso não é preciso, pois se a média das provas subir e houver mais concorrentes, esses fatores podem se anular;
  • dificuldade do Enem. Como dito, existem edições em que as médias podem ser maiores ou menores a depender do grau de dificuldade das provas.

Vale observar que alguns programas ou faculdades podem aceitar notas de edições anteriores do Enem. Agora, vejamos como é a média de corte em diferentes programas ou formas para ingresso no ensino superior.

Sisu

Para entrar em uma instituição de ensino superior por meio do Sisu, o interessado não pode ter zerado a redação e deve ter uma pontuação na prova objetiva acima dos 450 pontos.

Um fato interessante é que as notas de corte dos cursos costumam ser dadas diariamente durante a realização desse programa, até várias vezes ao dia. Isso permite tomar decisões rápidas para escolher cursos com médias menores, aumentando a probabilidade de conseguir uma vaga no ensino superior.

FIES

Para o FIES (Financiamento Estudantil), o ideal é que o interessado também tenha a nota mínima de 450 pontos, sem ter nota zero na redação, assim como nos outros sistemas.

Prouni

Para o Prouni, a nota mínima exigida é de 450 pontos na média da prova objetiva. O interessado também não pode zerar a redação. O Prouni costuma oferecer mais vagas do que o Sisu, mas a quantidade de ofertas depende de cada curso.

A média de aprovação nas últimas edições desse programa ficou entre os 600 e 700 pontos, mesmo que, para os cursos mais concorridos, a exigência tenha atingido a faixa dos 800 pontos.

O programa também tem o hábito de divulgar diariamente a nota de corte das bolsas/vagas para os participantes, possibilitando a eles tomar decisões sobre se permanecem ou se mudam de opção de curso.

Quais os cursos mais concorridos?

É possível ingressar em diversas instituições de ensino com notas entre 550 e 650 pontos. Só que, para entrar nos cursos mais concorridos, como Medicina, Direito e Engenharia, o ideal normalmente é que sua pontuação atinja entre 700 e 850 pontos ou mais.

É possível usar a nota do Enem para ingressar em instituições particulares com bolsa?

Em algumas instituições de ensino particulares, ter nota boa no Enem pode garantir sua entrada sem que seja necessário prestar o vestibular. Cada faculdade tem seu número de vagas ligados a essas condições. Nesse caso, é legal se informar diretamente na instituição em que você deseja estudar.

Contudo, separamos alguns exemplos de opções de descontos, bolsas e parcelamentos que usam a nota do Enem. Confira adiante:

  • Parcelamento Estudantil Privado (PEP) é uma alternativa ao FIES. Por meio desse programa, você poderá parcelar até 70%* do seu curso. Nele, a nota do Enem não é obrigatória, pois o estudante pode aderir ao programa ao fazer um vestibular em uma instituição que participa do PEP;
  • Bolsa Enem é uma alternativa que dá descontos de 10% a 100% em mensalidades* de cursos de faculdades particulares que participam desse programa. O benefício varia de acordo com a nota do Enem. O diferencial é que dá para utilizá-lo tanto na modalidade presencial quanto na de ensino a distância (EAD).

Com as informações que apresentamos neste texto, responder a perguntas como “será que fui bem no Enem?” ou “tenho chances de conseguir uma bolsa?” fica mais simples. Basta analisar a sua pontuação e considerar os fatores apresentados, comomédia de edições anteriores e quantidade de vagas disponíveis. Também acompanhe resultados prévios das notas de corte, como do Sisu e do Prouni. Isso ajuda a tomar decisões melhores!

Aproveite para conferir outras formas de conseguir bolsas e parcelamentos que dão mais possibilidades de conseguir uma vaga no ensino superior! 

* Sujeito à alteração

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 6

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Instituições Participantes do Vestibulares

O Vestibulares traz informações sobre os processos seletivos de sete instituições pelo Brasil: