Iluminismo: o que foi e como pode ser cobrado no Enem?

iluminismo

O Iluminismo foi um intervalo da história que durou mais de 100 anos e que também é conhecido como “Século das Luzes”. Além disso, esse período influenciou profundamente a sociedade da época, provocando intensas transformações.

Aliás, essa corrente de pensamento também serviu de base para a formulação de leis em diversas nações ocidentais. Ou seja, hoje em dia, vemos os efeitos do Iluminismo em nossos direitos constitucionais, por exemplo.

Contudo, o tema também é muito importante para os estudantes que estão se preparando para o Enem e demais processos seletivos: o vestibular e o Iluminismo são assuntos que se entrelaçam. Afinal, ele envolve História, Sociologia, Geografia e Filosofia! Quer saber mais? Então, confira nosso post!

O que é o Iluminismo?

O Iluminismo é uma época em que o uso da razão ganhava protagonismo em relação à religiosidade e demais crenças. Na realidade, ele começa alguns anos antes da morte de Luís XIV, rei da França, em 1715, e prossegue até a Revolução Francesa em 1789.

O Iluminismo é marcado por um ambiente de estímulo ao uso do intelecto. Assim, pesquisas, elaboração de livros, pinturas, teorias e outros frutos do pensamento eram muito incentivados.

Porém, além de exaltarem a criatividade e a razão, os iluministas tinham posições políticas que contrariavam a Igreja e o Absolutismo das monarquias.

Essa visão crítica de setores dominantes na sociedade da época começou a se espalhar pela burguesia. Como consequência, surgiram manifestações diversas com o objetivo de modificar a estrutura social daqueles tempos. Assim, as ideias iluministas se alastraram da França para outros países da Europa: Alemanha, Escócia e Inglaterra.

Outro ponto importante: o Iluminismo teve influência do Renascimento, movimento italiano com inclinações humanistas. Afinal, os renascentistas acreditavam que a ciência e a razão eram a chave para entender a vida.

Por sua vez, no Iluminismo, as pessoas defendiam um pensamento bem parecido: o de que deus está no Homem e na natureza e, portanto, poderia ser percebido através da razão.

Quais são as principais ideias do Iluminismo?

Antes de tudo, é bom saber que havia algumas divergências entre os iluministas, ou simplesmente diferentes tipos de interesses e questões.

No entanto, algumas ideias eram comuns a quase todos. Tanto é assim que os princípios iluministas ajudaram na elaboração da Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, feita pela Revolução Francesa.

Mais tarde, essa declaração viria a servir de modelo para muitas nações criarem suas constituições e sistemas de justiça. Observe alguns desses pensamentos:

  • a ciência e a metodologia científica são as únicas maneiras para a humanidade evoluir;
  • todos os homens devem ser transformados em cidadãos plenos;
  • os homens devem ser livres para expressar suas ideias;
  • eles defendiam uma reestruturação social, com o fim dos privilégios de clérigos (representantes da Igreja) e da nobreza. 

Quais são as características dessa corrente de pensamento?

O movimento iluminista era diferente de um país para o outro. No entanto, a versão francesa é a origem dessa teoria e também a que mais funcionou como modelo para o resto do mundo.

banner de preparação para o enem 2021

Porém, seus conceitos envolvem noções muito amplas. Assim, para ficar mais fácil de entender o que é o Iluminismo, nada melhor do que ver alguns pensamentos concretos. Confira:

  • iluministas eram contrários à visão de que reis seriam como deuses por conta da falta de provas;
  • eles discordavam de crenças religiosas que desrespeitassem as evidências da ciência;
  • defendiam o liberalismo econômico, isto é, faziam oposição à intervenção do Estado na economia;
  • pregavam o progresso da ciência e da razão;
  • predomínio da classe burguesa no movimento.

Quais foram os maiores pensadores do Iluminismo?

Além de saber o que é o Iluminismo, o aluno deve conhecer um pouco sobre seus principais adeptos. No entanto, essa lista é muito grande, uma vez que o movimento contou com muita gente brilhante.

Mas, para ajudar seus estudos, é melhor começar devagar e aprender primeiro os nomes mais famosos. Isso porque eles aparecem com frequência em questões do Enem e do vestibular. Veja o resumo:

  • Denis Diderot — foi organizador da Enciclopédia e um árduo crítico da corte francesa;
  • Jean-Jacques Rousseau — seguidor do Humanismo, ele queria reformular os processos educacionais para que o aprendizado respeitasse mais a natureza dos homens;
  • Voltaire — era filósofo e a favor das liberdades individuais acima de tudo;
  • Montesquieu — foi um dos criadores do modelo que divide o Estado em esferas de poder. Assim, o formato de governo que inclui Executivo, Legislativo e Judiciário é uma herança desse pensador.

Como o Iluminismo é cobrado no Enem?

O caderno de Ciências Humanas e suas Tecnologias traz 45 perguntas para serem respondidas com alternativas sobre Sociologia, Filosofia, Geografia e História. Na realidade, podem aparecer questões sobre o Iluminismo em qualquer uma delas, devido à amplitude desse movimento.

Por esse motivo, na hora de estudar Filosofia para o Enem, por exemplo, é preciso lembrar que muitos dos filósofos impactaram a História e a Sociologia e vice-versa.

Como dissemos, o tema pode cair até no teste de Geografia, uma vez que os iluministas inventaram a cartografia em grande escala, o que contribuiu imensamente para as navegações.

Esse assunto também pode cair em perguntas sobre os fatos que surgiram a partir das ideias do Iluminismo, como a Revolução Francesa e a Inconfidência Mineira, ambas ocorridas em 1789, na França e no Brasil, respectivamente.

A seguir, você confere duas perguntas que já apareceram no Enem envolvendo os princípios dessa corrente de pensadores!

Questão sobre o Iluminismo no Enem em 2012

Esclarecimento é a saída do homem de sua menoridade, da qual ele próprio é culpado. A menoridade é a incapacidade de fazer uso de seu entendimento sem a direção de outro indivíduo. O homem é o próprio culpado dessa menoridade se a causa dela não se encontra na falta de entendimento, mas na falta de decisão e coragem de servir-se de si mesmo sem a direção de outrem. Tem coragem de fazer uso de teu próprio entendimento, tal é o lema do esclarecimento. A preguiça e a covardia são as causas pelas quais uma tão grande parte dos homens, depois que a natureza de há muito os libertou de uma condição estranha, continuem, no entanto, de bom grado menores durante toda a vida.

KANT, I. Resposta à pergunta: o que é esclarecimento? Petrópolis: Vozes, 1985 (adaptado)

Kant destaca no texto o conceito de Esclarecimento, fundamental para a compreensão do contexto filosófico da Modernidade. Esclarecimento, no sentido empregado por Kant, representa

a) a reivindicação de autonomia da capacidade racional como expressão da maioridade.

b) o exercício da racionalidade como pressuposto menor diante das verdades eternas.

c) a imposição de verdades matemáticas, com caráter objetivo, de forma heterônoma.

d) a compreensão de verdades religiosas que libertam o homem da falta de entendimento.

e) a emancipação da subjetividade humana de ideologias produzidas pela própria razão.

Resposta correta: letra a.

Questão sobre Iluminismo no Enem em 2013

Os produtos e seu consumo constituem a meta declarada do empreendimento tecnológico. Essa meta foi proposta pela primeira vez no início da Modernidade, como expectativa de que o homem poderia dominar a natureza. No entanto, essa expectativa, convertida em programa anunciado por pensadores como Descartes e Bacon e impulsionado pelo Iluminismo, não surgiu “de um prazer de poder”, “de um mero imperialismo humano”, mas da aspiração de libertar o homem e de enriquecer sua vida, física e culturalmente.

CUPANI, A. A tecnologia como problema filosófico: três enfoques, Scientiae Studia. São Paulo, v. 2 n. 4, 2004 (adaptado).

Autores da filosofia moderna, notadamente Descartes e Bacon, e o projeto iluminista concebem a ciência como uma forma de saber que almeja libertar o homem das intempéries da natureza. Nesse contexto, a investigação científica consiste em:

a) expor a essência da verdade e resolver definitivamente as disputas teóricas ainda existentes.

b) oferecer a última palavra acerca das coisas que existem e ocupar o lugar que outrora foi da filosofia.

c) ser a expressão da razão e servir de modelo para outras áreas do saber que almejam o progresso.

d) explicitar as leis gerais que permitem interpretar a natureza e eliminar os discursos éticos e religiosos.

e) explicar a dinâmica presente entre os fenômenos naturais e impor limites aos debates acadêmicos.

Resposta correta: letra c.

Organize-se e arrase nas provas!

Como você viu, o Século das Luzes representa um marco na história da humanidade. Contudo, esse movimento trouxe concepções inovadoras para a época e que hoje fazem parte do nosso dia a dia.

Nesse caso, podemos citar os princípios de igualdade, liberdade, progresso, razão e fraternidade. Por esse motivo, o Iluminismo também pode ser tema de redação, ainda que correlacionado com a atualidade.

Viu só quantas informações fazem parte de um único tema? Por isso, muitas vezes, se preparar parece mesmo desafiador. Que tal uma ajuda de graça para a sua aprovação? É fácil: baixe agora mesmo nosso e-book de preparação para o Enem e mande ver nas provas!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

prouni, crédito estudantil, fies ou bolsa privada

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.