Como ser empreendedor na faculdade?

serempreendedornafaculdade

Suponhamos que você leve jeito para ter seu próprio negócio, mas não sabe ainda como ser empreendedor. Seu pensamento é lógico, estratégico e cheio de ideias e, também, de ideais. Você, desde a adolescência, se interessou por startups, histórias de criação de grandes empresas e ainda frequentava feiras de novos negócios.

Aí veio a faculdade, e o ensino superior toma seu tempo, junto com o horário de trabalho e sua vida pessoal. Encaixando neste cenário (ou mesmo não sendo assim totalmente, mas com parte desta história em sua vida), ainda há o fator ansiedade, que bate em você todos os dias.

Logo, para que esperar a graduação acabar? Para ajudar você um tiquinho a realizar seu sonho, separamos algumas dicas de empreendedorismo na faculdade que podem transformar sua carreira, antes mesmo de receber seu diploma. Então, acomode-se e dê só uma olhada no que vai encontrar neste post:

Aproveite suas ideias

Uma boa ideia nem sempre aparece da noite para o dia. Por isso, independentemente do curso que você frequente, podem surgir insights incríveis para empreender na faculdade. Então, comece registrando os pensamentos e ensinamentos que você colhe por aí. 

Seja em feiras, conversas com profissionais mais experientes ou mesmo alguns professores, relacione todos os ensinamentos de negócios que você possa ter. É legal estudar o mercado e saber quais possibilidades existem.

Por exemplo, a faculdade de Arquitetura é uma das graduações que mais permitem o surgimento de grandes ideias. Isso porque as tendências do mercado estão constantemente se renovando, e não param de surgir diferentes soluções focadas no bem-estar, sustentabilidade, economia etc. Não é um prato cheio para o empreendedorismo?

Bem, após anotar suas ideias e estar em contato com gente que entende de negócios (assistindo a TEDx, vídeos, ouvir podcasts, ver palestras etc.), faça um balanço das necessidades reais que você vai ter para abrir esse negócio e levar sua ideia adiante.

Faça bons contatos

Networking é a melhor coisa da vida no mundo dos negócios. É por meio dessa grande rede de contatos que você vai, inclusive, saber se suas ideias têm fundamento ou se são uma grande furada. Por isso, todas as vezes que estiver em contato com empreendedores ou pessoas que já arriscaram a pele para abrir um negócio (calma, ninguém precisa arriscar a pele por um negócio e isso foi só uma brincadeira para dramatizar a coisa toda #paz), troque cartões.

Aliás, tenha o seu próprio cartão. Afinal, quem sabe uma das relações mais duradouras que você vai ter na vida (com a sua empresa) não comece com uma simples troca de cartões e uma ótima conversa?

Monte um plano de negócios

Após pensar e repensar sua ideia, você tem que montar um plano de negócios. Digamos que você tenha interesse na faculdade de Direito. Essa é outra área com um milhão de oportunidades surgindo todo dia, especialmente em razão das novas demandas da sociedade ― as quais vão desde novas configurações familiares até a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que tem a ver com segurança das informações pessoais na internet. 

Então, aí existe um campo enorme para empreendedorismo ainda na faculdade, uma vez que você vai conhecer diferentes rotinas profissionais, formas de atuação e especializações. Porém, para tirar sua ideia de sucesso da cabeça e torná-la real, é preciso ter muito planejamento.

Assim, comece a montar uma estratégia que responda a algumas perguntas, como:

  • Em qual área de atuação sua empresa vai trabalhar?
  • Como será a captação de recursos para esse negócio deslanchar?
  • Quais são as estratégias para estruturar, treinar e organizar todas as pessoas que trabalharão com você?
  • Aliás, você terá algum sócio?
  • Quem será esse sócio?
  • O quanto você terá que gastar no investimento inicial para montar esse negócio?

E aí vai aparecer mais um monte de perguntas que também não podem ficar sem respostas, veja:

  • Como você descreve sua empresa?
  • O que ela tem para oferecer que seja melhor do que seus concorrentes?
  • Sua ideia foi registrada?
  • Qual o mercado de atuação da sua empresa e como ele está economicamente atualmente?
  • Em qual local será sua empresa?
  • Toda a papelada jurídica está em ordem?
  • Você tem um contador?

Dedique-se ao máximo

De que adianta querer empreender na faculdade se você vai prejudicar ou seus estudos ou a sua vida pessoal? É claro que sacrifícios podem ser necessários, mas cuidado! 

Nada de ficar doente, sem dormir, sem comer. Tem que acertar as coisas direitinho. Às vezes, alguns fins de semana serão de trabalho… Ou de estudo. E está tudo bem! Mas não ter mais vida e sofrer demais não deve ser o principal caminho.

Veja quem pode ajudar você

Para que um negócio dê frutos, muitas vezes é preciso que alguém invista na sua ideia. Por isso, verifique se na sua faculdade existe uma incubadora de projetos empresariais que, por exemplo, ajude os alunos na execução de todas as etapas necessárias à criação de uma empresa.

Por outro lado, se você precisar expandir seus horizontes, tente encontrar um patrocinador da sua ideia, que pode ser tanto uma pessoa física quanto jurídica. Em último caso, procure uma instituição financeira que ofereça crédito para a abertura de novos negócios ― mas lembre-se de tomar muito cuidado com as taxas de juros.

Por isso, é importante que sua ideia esteja muito bem consolidada, com um orçamento detalhado para evitar erros que coloquem você em uma enrascada.

Busque inspirações

Se você já tem a certeza de que com sua “ideia milionária” vale a pena abrir uma empresa na faculdade, jogue-se no mercado e veja se existe alguém já atuante na área. Pesquise quem já teve uma ideia parecida com a sua e está se dando bem. Feito isso, procure descobrir quais são as ações que fazem desse um negócio de sucesso.

No mundo empresarial, isso é chamado de benchmarking. Em outras palavras, seria como “observar a grama do vizinho para saber por que ela está mais verde do que a sua”. Ao ter esse olhar, você pode se inspirar e adaptar estratégias que já são um sucesso à sua ideia inovadora.

Isso pode alavancar seu negócio e evitar que você cometa muitos erros ao longo de sua trajetória inicial ― momento este considerado o mais delicado da vida de uma empresa.

Procure qualificação além da faculdade 

Você tem ideia da importância da educação para ser um empreendedor? Pois é, quanto maior for sua especialização na área onde você atua, mais chances terá de alcançar o sucesso desejado. Dê só uma olhada neste vídeo:

Por esse motivo, antes mesmo de terminar a faculdade, é importante buscar essa qualificação profissional. Um exemplo disso são os cursos de curta duração ― presenciais ou EAD (modalidade de educação a distância) ―, que oferecem conhecimentos específicos para aumentar seu know-how na área onde está empreendendo.

Por exemplo, se você está fazendo faculdade de Administração, Contabilidade ou Finanças e deseja abrir uma consultoria financeira, as certificações são exigidas cada vez mais pelo mercado e se tornaram um importante diferencial para empreendedores. Em alguns casos, não é preciso ter diploma universitário para conquistá-las.

Planeje seu tempo

A gestão do tempo é outra etapa importante do planejamento. Afinal, conciliar os estudos, o trabalho formal, a família e o início de um novo negócio exige muita organização. Então, não tenha pressa em querer começar, mas dê um passo a cada dia.

Vai precisar realizar pesquisas, entrar em contato com pessoas, resolver questões burocráticas? Crie uma metodologia que otimize essas atividades e permita que você se mantenha sempre em evolução. Aí nasce o espírito empreendedor.

Esperamos que com essas dicas você entre de cabeça no empreendedorismo na faculdade. Já pensou sair da graduação com uma experiência na sua área conquistada a partir das suas próprias ideias?

Aliás, já que falamos tanto de planejamento, lembre-se de que suas finanças devem ser uma prioridade em sua vida. Sendo assim, fique conosco e veja como conseguir um financiamento estudantilpara conseguir pagar sua faculdade sem ter dor de cabeça!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

prouni, crédito estudantil, fies ou bolsa privada

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.