Quais são as Engenharias mais bem-pagas?

Quais são as Engenharias mais bem-pagas

O cenário atual do mercado de trabalho e o fator financeiro podem atrair muitos jovens que se preparam para o vestibular com o objetivo de conquistar uma vaga em Engenharia. Com o incentivo em refinarias, gasodutos e energia eólica, a demanda por profissionais cresce cada vez mais. Por isso, é fundamental conhecer as Engenharias mais bem-pagas.

Essa é uma das áreas mais promissoras e uma das graduações mais concorridas. Em média, os profissionais podem receber R$ 6 mil*** por mês nos primeiros anos de trabalho (com o aumento ao longo do tempo). No entanto, é importante lembrar que o salário varia de acordo com a região, a experiência e o perfil do mercado.

Se você tem dúvidas sobre qual Engenharia fazer e quer saber quais são as mais bem-pagas, não perca o nosso post. Boa leitura!

Quais são as Engenharias mais bem-pagas?

O mercado de trabalho para Engenharia é muito amplo e conta com salários promissores. Confira, a seguir, as principais Engenharias.

Engenharia Ambiental e de Petróleo

O engenheiro ambiental é responsável pela fiscalização, implantação, análise e criação de projetos sustentáveis de vários segmentos de órgãos públicos e privados, de diversos setores da economia. O curso apresenta uma grade multidisciplinar, englobando áreas como Ciências Exatas, Biológicas e Sociais.

Já a Engenharia de Petróleo tem uma formação interdisciplinar, com conhecimentos em áreas como gerenciamento de equipes, análises químicas e Geologia. O profissional é responsável pela localização e exploração de poços de gás natural e petróleo. Essa é uma das Engenharias que ganham mais, com um salário médio de R$ 11.377,39* — nada mal, não é?

Engenharia Civil

A faculdade de Engenharia Civil sempre esteve entre as graduações mais procuradas. O profissional é responsável pela construção, projeção, gerenciamento e execução de obras. Além disso, pode atuar no aproveitamento da ventilação local, na definição dos melhores tipos de solo e na análise de insolação.

Com um campo de atuação amplo, esse engenheiro poderá ser especialista em diversos segmentos, como hidráulica, transporte e saneamento, bem como gestão de projetos, tecnologia e construção civil. A média salarial do profissional é de R$ 7.312,30*.

Engenharia Elétrica

A faculdade de Engenharia Elétrica é uma alternativa bastante procurada pelos estudantes, além de ser uma profissão bem-paga, em decorrência da constante demanda por esses profissionais no mundo corporativo. O engenheiro eletricista pode trabalhar em vários projetos elétricos, dos mais simples aos mais complexos.

Os grandes setores de atuação incluem companhias prestadoras de serviço, empresas de automação e concessionárias de energia. O profissional pode participar do projeto e da construção de usinas hidrelétricas, termelétricas e nucleares, fazendo estudos sobre a eficiência energética.

Além disso, elabora projetos de aterramento de fios, consumo de espaços e sistemas de medição de luz. Por atuar em tantos ramos, a média salarial de um engenheiro eletricista é de R$ 7.729,30*.

Engenharia de Produção

O curso de Engenharia de Produção é responsável por formar profissionais aptos a garantir a eficiência do processo produtivo, além de manter o baixo custo de produção de uma indústria ou empresa. Apesar de estar relacionada ao chão de fábricas em um primeiro momento, a Engenharia de Produção não se resume a isso. O profissional poderá atuar em muitos segmentos, como no varejo e no setor de serviços.

Sabia que esse é um dos cursos com maior empregabilidade? Isso porque os profissionais são essenciais na Indústria 4.0 para otimizar, implantar e projetar todos os processos de produção. Ele é bastante estratégico quando as empresas desejam investir em maneiras de aumentar a produtividade enquanto se reduz custos.

O curso é muito concorrido, mas o mercado de trabalho está repleto de oportunidades incríveis e com salários convidativos. A média é de R$ 7.756,78*.

Engenharia Mecânica

Esse tipo de engenheiro é o responsável por projetar, desenvolver e monitorar equipamentos, máquinas e sistemas usados na indústria. Essa é uma área bastante vasta em termos de atuação, já que abrange diversos setores, como aeronáutico, naval, automobilístico, siderúrgico, metalúrgico e de mineração.

Os conceitos mais trabalhados nesse curso podem envolver processos de climatização, refrigeração, termodinâmica e desenvolvimento de máquinas, sempre visando ao melhor aproveitamento do recurso e ao mínimo impacto ambiental. O salário médio é de R$ 8.272,25*.

Engenharia Química

O engenheiro químico é responsável por atuar com processos industriais que exigem transformações físico-químicas. Ele cria técnicas de obtenção ou extração de matérias-primas e realiza a sua transformação em produtos petroquímicos, como celulose, papel, têxteis, plásticos, tintas etc.

Também é responsável por pesquisar componentes químicos, programas de tratamento de efluentes e de água, além de participar da análise de impactos ambientais.

O mercado de trabalho para a área é bastante diversificado, já que os processos químicos são usados em produtos de vários setores da indústria. A média salarial do profissional formado é de R$ 8.578,22*.

Qual é a importância de fazer uma boa faculdade?

A escolha de uma faculdade para cursar Engenharia deve ser muito bem-pensada. Afinal, a profissão exige bastante dos profissionais e o mercado de trabalho é competitivo, dando preferência para pessoas com boa formação. A equipe do Vestibulares reconhece a importância dessa escolha e, por isso, oferece muitas facilidades para quem deseja se qualificar na área.

Para ingressar em algum curso de Engenharia das faculdades parceiras do Vestibulares, basta escolher a instituição e a modalidade de ensino em que deseja estudar. Depois, ou você se inscreve para o vestibular online, ou se informa sobre as demais formas de ingresso — você pode usar a nota do Enem também!

Uma das vantagens que você terá ao estudar em uma de nossas instituições será o Canal Conecta, um portal gratuito e exclusivo de vagas de emprego e estágio. Ele funciona como uma ponte entre o aluno e o empregador, estimulando a qualificação profissional e facilitando a inserção no mercado de trabalho.

Entre para a área da Engenharia!

Agora que você já conhece as Engenharias mais bem-pagas, não deixe de pesquisar sobre os cursos, o mercado de trabalho e o dia a dia da profissão para ver se essa área realmente é para você. Além disso, lembre-se que a escolha de uma faculdade de qualidade e com professores de excelência faz toda a diferença. Por isso, procure sempre por boas instituições de ensino.

Gostou das informações que trouxemos aqui e quer estudar em uma das faculdades mais conceituadas e reconhecidas do Brasil? Então, se inscreva no vestibular online e mude o rumo da sua vida!

*Sujeito a alterações

** Salários

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 3.7 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

prouni, crédito estudantil, fies ou bolsa privada

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Instituições Participantes do Vestibulares

O Vestibulares traz informações sobre os processos seletivos de sete instituições pelo Brasil: