penicilina

O que é a penicilina e o que devo saber sobre ela?

A penicilina é um antibiótico que revolucionou a Medicina. Por meio dela, tornou-se possível combater bactérias com eficiência pela primeira vez. Assim, essa substância salvou milhões de vidas, embora seu uso na atualidade seja menor. Por ter sido tão transformadora, ela pode ser tema do Enem. Além disso, nada impede que esse composto seja abordado em outros vestibulares.

Depois da penicilina, inúmeras pessoas deixaram de morrer de doenças como sífilis, meningite, bronquite, gonorreia, escarlatina e difteria. Você já imaginou quanto o destino das gerações passadas seria diferente sem ela? E quanto isso afetaria nossos dias de hoje?

Quer mais dicas sobre a penicilina e como ela pode ajudar você a se dar bem no Enem e nos vestibulares? Então, confira nosso post!

O que é a penicilina?

Saber o que é a penicilina é importante para um bom desempenho no Enem, principalmente para responder às questões do caderno de Ciências da Natureza e suas Tecnologias. Na verdade, ela é um remédio com efeito antibiótico contra bactérias de diversas espécies.

A penicilina é extraída do fungo Penicillium e foi descoberta por acaso em 1928 pelo médico escocês Alexander Fleming, especialista em bacteriologia. No entanto, foi apenas em 1938 que essa substância passou a ser disponibilizada em larga escala para tratar doenças da população.

Esse poderoso antibacteriano ficou conhecido por eliminar uma lista extensa de bactérias. Veja exemplos:

  • Pneumococos;
  • Estreptococos;
  • Meningococos;
  • Clostridium tetani.

Por que a penicilina é importante?

A penicilina influenciou a expectativa de vida das pessoas daquela época. Desse modo, foi um grande salto na Medicina. Afinal de contas, muitas mortes por pneumonia, bronquite, sífilis, entre outras, foram evitadas por meio dessa substância.

Mas não é só isso: a partir dela, inúmeros outros tipos remédios foram criados, o que permitiu um gigantesco avanço da indústria farmacêutica. Ela foi muito aplicada na Segunda Guerra para medicar milhares de soldados feridos e enfermos.

Nos anos 1940, ela já estava liberada para a população civil. Porém, hoje em dia, a utilização da penicilina é bem menor. Essa contenção do seu aproveitamento aconteceu por causa das consequências do uso abusivo desse remédio.

Com a banalização do consumo, surgiram bactérias super-resistentes. Desse modo, a amoxicilina é hoje o remédio mais comumente indicado para eliminar microrganismos nocivos.

Por tudo isso, a descoberta e o desenvolvimento da penicilina são temas para você colocar na lista do que cai no Enem!

Como a penicilina foi descoberta?

A descoberta da penicilina foi um acidente que envolveu o pesquisador Alexander Flaming, como já explicamos. Era verão de 1928 quando esse dedicado cientista decidiu tirar umas férias. Naqueles tempos, o estudioso estava pesquisando sobre a bactéria Staphylococcus, que tinha contaminado muitos homens na Primeira Guerra Mundial.

Eles eram feridos por armas de fogo e, em seguida, essa bactéria se alastrava por seus corpos, causando incontáveis mortes. Por esse motivo, o cientista tinha um material orgânico repleto de bactérias dessa espécie.

No entanto, durante sua ausência para descansar, esse material ficou esquecido sobre a mesa. A partir daí, ocorreram reações inesperadas nas culturas biológicas que eram alvo da análise de Flaming.

Acaso

Ao voltar do período de descanso, Flaming se lembra da cultura orgânica que até então havia sido deixada cheia de bactérias Staphylococcus. Quando ele revê o material, percebe que houve uma proliferação de fungos.

Observando com mais cuidado, ele percebeu que, onde crescera mofo, as bactérias simplesmente tinham desaparecido. Além disso, o fungo foi identificado como sendo do gênero Penicillium.

Por esse motivo, ele originou o nome da substância penicilina. Muitos outros fatores contribuíram para esse importante passo ocasional da ciência. Observe:

  • o fungo que se desenvolveu na cultura de Flaming é um dos três melhores produtores de penicilina já vistos;
  • o esquecimento do material de pesquisa foi fundamental para dar tempo de o fungo se desenvolver naquele meio. Assim, o mofo pôde reagir sobre as bactérias;
  • embora a descoberta tenha ocorrido no verão, aconteceu uma frente fria inesperada naqueles dias. Dessa forma, a temperatura mais amena, fora dos padrões, foi imprescindível para a constatação do fenômeno.

 Produção em larga escala

Em 1938, a penicilina passou por processos laboratoriais com os pesquisadores Howard Florey e Ernst Chain. Assim, eles submeteram a substância a reações de purificação e concentração.

Como reconhecimento, Flaming, Florey e Chain foram contemplados com o prêmio Nobel de Medicina.

Como o tema pode ser cobrado no Enem?

Por sua relevância na Medicina, na ciência e na vida das pessoas, a penicilina pode ser cobrada no Enem. Não é de se surpreender que ela venha a ser alvo de um tema de redação, por exemplo.

banner calculadora bolsa enem

Afinal de contas, a penicilina foi usada amplamente para combater uma outra pandemia — a de tuberculose, que afligiu a população mundial por longos 100 anos.

Diante de tamanha transformação no tratamento de centenas de enfermidades, a penicilina pode ajudar você a conquistar uma boa pontuação em Química no Enem. E, é claro, a penicilina também pode cair em uma prova de Biologia no Enem.

Além disso, existem polêmicas envolvendo o uso abusivo da penicilina. O mesmo ocorre com o desabastecimento dela, algo que afeta a população mais pobre do planeta.

Por isso, a seguir, vamos abordar a penicilina sob tais aspectos para você organizar o seu plano de estudos para o Enem. Observe!

Pandemia

A pandemia do novo coronavírus obrigou toda a humanidade a mudar o comportamento por causa de alta taxa de mortalidade do vírus. Contudo, não foi a primeira vez que uma doença abalou o mundo.

Um exemplo disso foi a tuberculose, que se espalhou por várias nações entre os anos de 1850 a 1950. Atualmente, embora a enfermidade tenha sido contida, muita gente ainda é acometida por ela.

De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), a tuberculose é a doença infecciosa mais mortal do mundo. Mas adivinha só qual remédio foi usado contra a enfermidade naquela época? Sim, a nossa amiga penicilina.

Mais uma coincidência: a tuberculose também gera problemas respiratórios e insuficiência pulmonar, assim como a Covid-19.

Por tudo isso, prepare-se para escrever sobre o assunto, uma vez que ele realmente pode ser tema da redação. Se quiser mais dicas para se capacitar para o exame, acesse o site Trilha do Enem, que tem videoaulas de muitos outros tópicos relevantes na atualidade.

Desabastecimento

O Brasil deixou de produzir IFA (Insumo Farmacêutico Ativo) para a fabricação de penicilina nos anos 1990. Porém, a partir de 2016, foi registrado um preocupante retorno de sífilis no nosso país.

Essa doença é tratada com o quê? Também com a penicilina! Porém, o Brasil é hoje dependente da China para disponibilizar esse medicamento à população.

Ou seja, existe um problema em torno da penicilina, mais precisamente abrangendo a sua falta no mercado doméstico. Por isso, não deixe de estudar esse tópico da história da penicilina, focando a saúde pública no Brasil.

Falta de interesse da indústria farmacêutica

Embora com a patente quebrada e um custo barato de produção, pouquíssimas empresas se dedicam à produção de penicilina hoje em dia. O argumento é que ela proporciona baixos lucros.

Assim, o mercado de pesquisa e desenvolvimento de remédios está voltado aos produtos biológicos feitos com nanotecnologia.

Mais um interesse da categoria são os medicamentos com maior poder de ação e menor intensidade de efeitos colaterais. Por sua vez, a penicilina, considerada básica e essencial para o controle de muitas doenças, acaba não recebendo a atenção necessária.

Cadeia produtiva vulnerável

Também pode cair penicilina no Enem pelo fato de sua cadeia produtiva ter sido classificada como vulnerável pela OMS. Desse modo, pelos motivos que já mencionamos, poucas indústrias (a maior parte delas na China), fabricam essa substância.

Uso abusivo

Você também pode encontrar questões sobre penicilina no vestibular ou no Enem por causa do uso exagerado da substância no passado. Esse descontrole contribuiu para o surgimento de bactérias super-resistentes, que hoje não respondem a diversos tipos de antibióticos.

Assim, é crucial a indicação médica para a utilização da penicilina. Além disso, é bom saber que inúmeros estudos tentam reverter a força dessas bactérias modificadas a partir do desregramento da aplicação da penicilina.

Prepare-se para o que vem por aí e se organize!

Como você viu, a penicilina é um importante antibiótico, relacionado a várias discussões e polêmicas. Desse modo, não deixe de ler um pouco sobre ela enquanto estiver se preparando para os processos seletivos das faculdades, combinado?

Por falar nisso, quer mais dicas para pontuar bem nas provas? Então, baixe a nossa planilha gratuita e saiba como organizar os estudos para o Enem!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

prouni, crédito estudantil, fies ou bolsa privada

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.