materiais de medicina

Conheça os principais materiais usados no curso de Medicina

Além do investimento com a preparação longa, as mensalidades e a dedicação exclusiva, uma outra despesa também preocupa quem pensa em disputar uma vaga em um dos cursos superiores mais concorridos: os materiais de Medicina. Mas a boa notícia é que só o jaleco e os materiais básicos de estudo, como cadernos, livros e xerox, são obrigatórios.

Outros equipamentos, como o icônico estetoscópio, o esfigmomanômetro e o oxímetro são opcionais, mas ter o seu pode facilitar o estudo de várias matérias práticas. Neste artigo, vamos explicar quais são os principais materiais de Medicina e quais são as principais matérias do curso. Boa leitura!

Quais materiais de Medicina o aluno vai usar?

Jaleco

Como dissemos, o jaleco é o principal material obrigatório da faculdade de Medicina. A vestimenta será utilizada em todas as matérias práticas e nos estágios obrigatórios, portanto, a dica é ter mais de um no armário e personalizar com um bordado do nome, para evitar que algum colega pegue o seu por engano.

Itens Básicos

Além do jaleco, é natural que o estudante também precise de itens básicos como cadernos, lápis e canetas. Existem alunos que gostam de utilizar, por exemplo, um tablet com uma caneta eletrônica, mas anotar à moda antiga continua sendo uma excelente técnica de estudo.

Livros

É recomendável que o aluno invista em bons livros, especialmente de Anatomia, que serão muito utilizados ao longo do curso, mas quem não quer ou não pode gastar muito consegue os mesmos materiais na biblioteca e no xerox da faculdade.

Estetoscópio

Por fim, existem alguns instrumentos básicos que também podem facilitar a vida do estudante de Medicina. O primeiro deles é o estetoscópio, que nada mais é que um amplificador de sons corporais. É utilizado em diversas especialidades e matérias, para ouvir o coração, os pulmões e até o som dos bebês em desenvolvimento no útero das mães.

Esfigmomanômetro e oxímetro de pulso

Ter um estetoscópio é prático e altamente recomendado, mas caso não seja possível, o aluno pode usar o material da faculdade ou o de colegas. O mesmo vale para outros instrumentos, como o esfigmomanômetro, que serve para verificar a pressão arterial, e o oxímetro de pulso, que mede a quantidade de oxigênio no sangue.

Como são as aulas de Medicina?

A reputação de que o curso de Medicina é muito exigente não é infundada: com duração de 6 anos, ele tem aulas em dois turnos, normalmente manhã e tarde. Além do tempo em sala de aula, é fundamental dedicar uma parte do dia aos estudos e às tarefas, especialmente das principais matérias, como Habilidades Médicas; Febre, Inflamação e Infecção; e Problemas Mentais e do Comportamento.

Ou seja, quem já achou puxado o cronograma de estudos para Medicina, na época do vestibular para a faculdade, pode se preparar para mais alguns anos de muito estudo pela frente.

No curso de Medicina, uma parte razoável da carga horária é teórica, dentro da sala de aula, mas muitas aulas acontecem em laboratórios, com uma boa dose de atividades práticas, reforçadas nos estágios obrigatórios, que representam 35% da carga horária do curso.

Depois de formar, os graduados em Medicina podem optar por tentar uma residência médica, que é uma espécie de pós-graduação obrigatória para quem deseja atuar em algumas especialidades médicas. 

A residência pode durar entre 2 e 5 anos, mas existem algumas que exigem como pré-requisito a realização de uma outra residência. Com isso, a duração total da residência pode passar dos 6 anos, considerando que o graduado passe de primeira nas provas.

Quais são as principais matérias do curso de Medicina?

O curso de Medicina é extenso e com um conteúdo bem amplo. Engloba desde habilidades práticas que serão aplicadas todos os dias na profissão até conhecimentos que vão além da Medicina em si, mas podem ser importantes para a carreira, como Empreendedorismo, Políticas Públicas e Democracia, Ética e Cidadania.

Por isso, não é fácil definir quais são as principais matérias do curso sem antes entender quais são os objetivos de cada um em ser médico. Quem busca atuar em uma especialidade clínica dentro de um consultório próprio percorrerá um caminho diferente daquele que projeta uma carreira como cirurgião no pronto atendimento de um grande hospital.

Ainda assim, selecionamos cinco das matérias que são consideradas importantes para boa parte das carreiras médicas e as listamos por aqui. Além delas, também vale a pena destacar a importância dos estágios obrigatórios, que colocam os conhecimentos do curso em prática e são cruciais para a formação do profissional.

Funções biológicas

Essa é uma matéria do primeiro período do curso. Estabelece fundamentos que serão utilizados ao longo de toda a graduação e também no cotidiano da profissão. 

Na disciplina de funções biológicas, o aluno aprende mais sobre o funcionamento do corpo humano de uma forma ampla, o que será importante para entender o impacto de sintomas das doenças, traumas e outras ameaças à saúde.

Mecanismos de Agressão e Defesa

Outra matéria básica com conhecimentos importantíssimos para a profissão, Mecanismos de Agressão e Defesa se aprofunda em respostas imunológicas, processos patológicos, origem do processo inflamatório, interações microbianas, transmissão de doenças parasitárias e mais. 

Habilidades Médicas (I, II, III, IV, V, VI, VII e VIII)

Bastante focadas na prática, as disciplinas de Habilidades Médicas estão presentes durante todo o curso. O objetivo aqui é conhecer técnicas recorrentes e aprender boas práticas consolidadas, que serão extremamente úteis para o trabalho do profissional.

O conteúdo é prático e acompanha o desenvolvimento do estudante, aplicando conhecimentos adquiridos em outras disciplinas e transmitindo a experiência do professor.

Febre, Inflamação e Infecção

Febre, Inflamação e Infecção são sintomas presentes em boa parte dos diagnósticos da prática médica, portanto, é extremamente importante conhecê-los para poder identificar com mais precisão o tipo de doença de um paciente.

Nessa disciplina, o conteúdo não engloba apenas a manifestação dos sintomas como uma série de patologias associadas a cada um deles, o que faz com que o graduando em Medicina expanda significativamente o seu repertório.

Dor Abdominal, Diarreia, Vômito e Icterícia

Assim como Febre, Inflamação e Infeção, essa disciplina aborda, a partir de sintomas, uma série de problemas de saúde que são comuns e podem ter causas variadas. O conteúdo passa pelo sistema digestivo, aborda causas metabólicas e patológicas para os sintomas e também considera condições socioeconômicas e ambientais no aparecimento dos sintomas.

Chegou a sua hora!

Como você viu, existem vários materiais de Medicina que serão utilizados ao longo da faculdade, e o bom é que eles são duráveis e podem continuar em uso por muitos anos, mesmo após a formatura. Conseguir uma bolsa em Medicina ou desconto nas mensalidades é uma ótima maneira de aliviar o bolso para poder investir nesses e em outros itens para a sua qualificação.

Por falar nisso, está mais do que preparado para realizar o seu sonho de cursar Medicina? Então, inscreva-se para o vestibular online de uma das faculdades parceiras do Vestibulares e mude o rumo da sua vida!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

prouni, crédito estudantil, fies ou bolsa privada

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.