O que é uma graduação tecnológica e por que investir?

oqueeumagraduacaotecnologicaeporqueinvestir

A procura por cursos de graduação tecnológica dobrou nos últimos 10 anos. Segundo um levantamento feito em 2017 pelo Censo da Educação, houve um crescimento de 119,4%. Além disso, o número de estudantes que conquistaram o tão sonhado diploma de Tecnólogo também dobrou, passando de 84 mil para 196 mil, segundo essa última pesquisa.

Entretanto, muitas pessoas ainda têm dúvidas — e até preconceito — sobre a graduação tecnológica. Por ser de menor duração, a comparam com cursos técnicos, enquanto outros pensam que a formação não é legalizada.

Se você também sente dúvidas quanto a isso, neste post explicaremos que graduação é essa e por que ela pode ser o pontapé que você precisa para alcançar um diferencial no mercado. Acompanhe!

O que é graduação tecnológica?

Graduação tecnológica é uma modalidade de ensino superior que tem como objetivo fazer o aluno se aprofundar em uma temática para atender a uma demanda específica no mercado. Sendo assim, ela confere diploma de Tecnólogo, reconhecido e validado pelo MEC.

Essa graduação teve origem em 1969, sob o Decreto nº 547 que autorizou a oferta de cursos superiores de curta duração. Mas foi em 1973, quando o Conselho Nacional de Educação lançou o título “Curso Superior de Tecnologia”, ampliando essa demanda por diversas faculdades espalhadas pelo Brasil, inclusive a graduação tecnológica em EAD.

Qual é a diferença em relação ao Bacharelado e à Licenciatura?

Agora que você já sabe que a graduação tecnológica é um curso superior de verdade, deve estar se perguntando qual a diferença entre o Bacharelado e Licenciatura, acertamos? Antes de explicarmos, a boa notícia é que todos eles conferem o título necessário para fazer pós-graduação, mestrado e doutorado, e também exigem o ensino médio completo.

Sendo assim, cada um desses formatos têm características distintas, de acordo com o objetivo da graduação. Confira!

Tecnólogo

Geralmente, a graduação tecnológica é uma faculdade de 2 e 3 anos, com a grade curricular voltada para a área escolhida. Na prática, o aluno estuda matérias com foco na sua formação profissional, em vez assuntos gerais. Além disso, as atividades são mais práticas, sempre com o objetivo de preparar o profissional para o mercado de trabalho.

Bacharelado

Por outro lado, o Bacharelado é uma formação superior mais tradicional, com a duração entre 4 a 6 anos. A grade curricular é mais extensa e ampla, fornecendo conhecimento superficial sobre todos os assuntos relacionados à área de estudo, isto é, o aluno tem a sua disposição diversas áreas para atuar depois de formado.

Licenciatura

Já a Licenciatura tem uma duração parecida com o Bacharelado, contudo, a grade curricular tem um cunho pedagógico. Por tanto, enquanto os alunos de Licenciatura podem lecionar na educação básica, ou até se tornarem pesquisadores acadêmicos, os Bacharéis são preparados para uma carreira profissional.

Quais são os cursos tecnólogos oferecidos?

O MEC estabeleceu uma divisão temática para os cursos de graduação tecnológica. Por isso, cada eixo engloba diversos cursos tecnólogos dentro de uma mesma área de estudo. Essas diretrizes são estabelecidas considerando as necessidades do setor produtivo e também servem de base para a aplicação do ENADE.

No catálogo atualizado do MEC existem 134 denominações de Cursos Superiores de Tecnologia, organizados em 13 eixos tecnológicos diferentes. Veja quais são essas áreas:

  • ambiente e saúde;
  • controle e processos industriais;
  • desenvolvimento educacional e social;
  • gestão e negócios;
  • informação e comunicação;
  • infraestrutura;
  • militar;
  • produção alimentícia;
  • produção cultural e design;
  • produção industrial;
  • recursos naturais;
  • segurança;
  • turismo, hospitalidade e lazer.

Quais são as vantagens da graduação tecnológica EAD?

Você já deve ter percebido quão vantajosa é uma graduação tecnológica, afinal, estamos falando de um curso de curta duração, regularizado pelo MEC e com uma oferta gigantesca de opções para atender o mercado.

Mas sabia que você também pode fazer uma graduação tecnológica a distância? Com essa modalidade, que também é aprovada pelo MEC, você conquista ainda mais benefícios. Veja!

Mais rápido

Uma faculdade de 2 ou 3 anos é mais rápida e consegue proporcionar resultados em curto prazo. Por isso, como o curso tecnológico tem menor duração, você consegue trabalhar e estudar ao mesmo tempo, inclusive aplicando na sua profissão o que aprende na sala de aula.

Além disso, com um mercado tão competitivo, muitas pessoas precisam de um upgrade no currículo com urgência. Neste sentido, a graduação tecnológica pode ser a melhor opção, já que confere um diploma de graduação validado pelo MEC, ao contrário dos cursos extracurriculares. Além do mais, por ser de menor duração, fica mais fácil ser inserido no mercado de trabalho.

Mais prático

Ainda que o curso tenha disciplinas teóricas, a graduação tecnológica utiliza metodologias ativas, em vez de conteúdos tradicionais. Logo, ele é mais voltado para atividades práticas, visando desenvolver competências profissionais que são essenciais no exercício da profissão. Alguns exemplos são:

  • projetos de estudo;
  • pesquisas em laboratório;
  • estudos de caso reais e fictícios;
  • atividades online e offline;
  • discussões em grupo para resolver um problema.

Isso agiliza o aprendizado, já que você consegue obter conhecimento e aplicá-lo logo em seguida, contribuindo com seu desenvolvimento profissional — o que é fundamental para se tornar um especialista na área.

Mais focado

Por focar em um campo de estudo específico, a graduação tecnológica é muito mais aprofundada na área de atuação do que os cursos de Bacharelado e Licenciatura. Com isso, o futuro profissional tem um aprendizado mais objetivo, capaz de oferecer resultados rápidos.

Além do mais, como vimos, o Tecnólogo pode dar continuidade a sua área e se especializar ainda mais por meio de uma pós-graduação. Inclusive, existem diversas pós-graduações em EAD, permitindo ao aluno dar prosseguimento à rotina de estudos a distância.

Mais acessível

Outro ponto positivo dos cursos de graduação tecnológica é o custo, que tende a ser menor que as outras modalidades. E além das mensalidades serem acessíveis, o fato de você estudar a distância reduz as despesas comuns de uma faculdade presencial, como passagem, combustível e alimentação.

E, paralelo a isso, a graduação tecnológica EAD torna o curso ainda mais flexível. Você pode fazer seu próprio horário de estudo e acessar o portal de onde quiser. Assim, fica mais fácil se programar para assistir às aulas e realizar as atividades, as avaliações e os trabalhos determinados pelo professor.

A graduação tecnológica oferece a oportunidade que você tanto precisa. Com ela, fica mais fácil adquirir seu diploma de curso superior, reconhecido pelo MEC, e melhorar o currículo, ampliando suas oportunidades no mercado de trabalho.

Por isso, dê preferência por instituições que ofertam essa modalidade em EAD, como o Vestibular Pitágoras. Além de credenciamento e um corpo docente qualificado, temos diversas graduações tecnológicas a distância e, certamente, o curso ideal para o seu perfil profissional nunca esteve tão perto.

Agora que você já conhece todas essas vantagens, é hora de escolher seu curso. Então, entre no nosso site e comece agora mesmo!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 4

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Instituições Participantes do Vestibulares

O Vestibulares traz informações sobre os processos seletivos de sete instituições pelo Brasil: