Conheça 3 áreas de atuação e escolha a ideal para você

O ensino superior oferece inúmeras oportunidades de crescimento, como maior empregabilidade e salários melhores. E uma das vantagens é poder escolher entre as diversas áreas de atuação, compatibilizando o interesse pessoal com os benefícios profissionais. Isso traz, inclusive, a chance trabalhar no que gosta.

Nesse sentido, é importante encontrar um segmento compatível com o próprio perfil para ter mais estabilidade ao longo da carreira, especialmente a motivação e o desejo de trabalhar. Mas, com tantas opções disponíveis, como encontrar o caminho ideal em termos de identificação e desenvolvimento? Você já parou para pensar nisso?

Logo abaixo, apresentamos as 3 principais áreas de atuação do mercado e os critérios que podem ser utilizados para realizar uma boa escolha. Continue a leitura para tirar dúvidas e entender um pouco mais sobre como funciona o ensino superior!

Quais são as áreas de atuação do mercado?

As áreas de atuação podem ser divididas em três: humanas, exatas e biológicas. A primeira busca compreender a sociedade e as pessoas; a segunda é caracterizada por resolver problemas com base em raciocínio quantitativo, lógica e matemática; o propósito da terceira é descrever os seres vivos e o meio ambiente.

Essas características não são exclusivas, mas preponderantes. Nada impede, por exemplo, que áreas como Medicina, Psicologia, Direito e Sociologia utilizem conhecimentos mais ligados às exatas, como análise de dados, estatística e matemática — apesar de não ser algo que se faz a maior parte do tempo.

Além disso, em algumas disciplinas, a mescla de conteúdos torna até difícil classificar a área do curso. Por exemplo, a Ciência da Administração lida bastante com números, dados e estatísticas, mas também com o estudo do comportamento humano, engajamento, desenvolvimento e motivação de pessoas.

1. Humanas

As Ciências Humanas estudam as pessoas individual ou coletivamente, as culturas, os sistemas políticos etc. Assim, o foco é a sociedade e os fenômenos que podem surgir nesse contexto. A teoria dos cursos levanta questões que exigem reflexões e explicações por parte do estudante.

Já a prática utiliza essa compreensão para tomar decisões. Só para citar alguns casos, o psicólogo faz isso em seu consultório para ajudar o paciente, o advogado quando elabora seus requerimentos na justiça e o administrador quando delega tarefas e cria departamentos em uma empresa.

Quanto ao mercado, existe uma grande variedade de opções para o profissional com diploma de nível superior:

  • educação: ser professor de ensino infantil, fundamental e médio com as licenciaturas em História, Língua Portuguesa, Pedagogia etc.;
  • empresas: trabalhar na gestão ou em departamentos especializados, graças a cursos como Administração e Gestão de Pessoas;
  • empreendedorismo e trabalho liberal: abrir a própria empresa ou atuar em empreendimento, como clínicas de psicologia e escritórios de advocacia;
  • setor público: prestar concurso para áreas administrativas ou especializadas dos órgãos públicos.

No entanto, as oportunidades não são idênticas para todos os cursos. Por isso, é importante que você pesquise as disciplinas disponíveis e, se possível, conheça a grade curricular oferecida pela instituição de ensino. Logo abaixo, listamos exemplos de cursos de humanas para você ter mais clareza sobre a área.

Administração

A administração estuda os métodos, processos e sistemas para gerir organizações, otimizar recursos e coordenar pessoas. Trata-se de uma área com diversas subdivisões, como Recursos Humanos, Marketing, Estratégia e Controle de Qualidade, além de conversar bastante com tópicos de exatas, como Contabilidade e Estatística.

Vale ressaltar que é possível ingressar nesse segmento também por estudos mais específicos, com o auxílio dos tecnólogos. Isto é, haverá o profissional generalista que estuda Ciências da Administração, e o especialista em Gestão de Pessoas ou Gestão Ambiental, por exemplo. Ambos com espaço no mercado de trabalho.

Direito

O Direito abrange as normas que regulam a vida em sociedade, atribuindo poderes e deveres às pessoas. É, além de requisito indispensável para carreira de advogado, é um meio para ingresso em concursos públicos, como Magistratura, Ministério Público e Apoio judiciário.

Psicologia

A Psicologia estuda o ser humano em relação aos processos mentais, ao comportamento e à interação com o ambiente, buscando entender motivações, antecipar condutas e definir estratégias para lidar com doenças e insatisfações subjetivas, entre outros aspectos.

História

A história é o ramo que busca descrever o passado e a evolução dos seres humanos até o presente. A graduação (ao lado de outras como Língua Portuguesa, Educação Física e Sociologia), costuma ser oferecida na modalidade de licenciatura, conferindo a habilitação para função de professor.

2. Exatas

As Ciências Exatas são caracterizadas pela prevalência do raciocínio lógico, matemático e quantitativo, de modo que as questões quase sempre dizem respeito à solução de problemas. Assim, o aluno desenvolve uma parte técnica relevante, tornando-se capaz de aplicar método científico, fórmulas, procedimentos e, mais recentemente, códigos de programação.

O mercado gera oportunidades para todos os perfis. Além dos segmentos já mencionados, é preciso notar um aumento da importância das exatas no ambiente de negócios, com a aplicação da análise de dados para formular estratégias e gerir pessoas, o uso da Contabilidade na direção empresarial e a transformação digital das empresas. Veja exemplos de curso:

Ciências da computação

As ciências da computação abordam o desenvolvimento de softwares, bancos de dados e demais aspectos relacionados às soluções digitais. É uma área em grande crescimento, porque as empresas precisam se adaptar às mudanças tecnológicas ocorridas nos últimos anos — e houve o crescimento dos consumidores de aplicativos, especialmente via smartphones.

Contabilidade

A Contabilidade estuda o patrimônio das empresas e as variações desse conjunto de bens, direitos e obrigações. Atualmente, é uma área que não atende apenas a requisitos legais (como pagar impostos), mas um setor determinante para decisões empresariais (como estratégias de negócios, fusões e aquisições de empresas).

Engenharias

As ciências exatas também são o lugar das diversas engenharias existentes, como a Civil, a Mecatrônica, a Ambiental e a de Segurança do Trabalho. Em cada uma delas, os conhecimentos de matemática, lógica e estatística ganham aplicação prática — como construção, aprimoramento e manutenção de edifícios, máquinas, hardwares etc.

3. Biológicas

As Ciências Biológicas estudam a vida e as suas condições de existência em diferentes aspectos. Entre eles, um ponto crucial diz respeito à saúde, ou seja, à aplicação dos conhecimentos sobre os organismos para manter um estado de bem-estar. Não à toa, destacam-se áreas como Medicina, Nutrição, Odontologia e Farmácia.

Em relação às áreas da saúde, o mercado profissional abre portas tanto no setor público quanto no privado. Há quem inicie a carreira em um estabelecimento já consolidado ou preste concurso, enquanto outros buscam os próprios negócios ou trabalham como profissionais liberais.

Também existe um grande mercado na área da educação. Quer seja na pesquisa científica em faculdades, quer seja no ensino médio, é possível atuar com Biologia, Biomedicina e afins. Confira a seguir os principais exemplos das ciências biológicas!

Biologia

A Biologia estuda as formas de vida, fauna, flora, genética, microrganismos etc. Embora esteja bastante associada à licenciatura, também é possível trabalhar em instituições públicas e privadas, realizando pesquisa, consultoria, conservação e manejo da biodiversidade.

Medicina

A medicina estuda a pesquisa, prevenção e tratamento de enfermidades. Logo, assim como a Engenharia, usa o conhecimento para atingir resultados específicos — nesse caso, restaurar a saúde dos indivíduos ou evitar que eles adoeçam.

Vale ressaltar que nem todas as instituições de ensino colocam esse curso como parte das Ciências Biológicas. É bastante comum as áreas relacionadas à saúde formarem um segmento próprio, reunindo Enfermagem, Odontologia, Veterinária e, é claro, Medicina. Considere isso ao pesquisar pelos cursos nas faculdades.

Como escolher o curso ideal?

Como visto, o ensino superior oferece oportunidades em diferentes áreas de atuação, setores e formas de trabalho. Por isso, como bônus, entenda o que considerar para escolher uma área:

  • o interesse pelos assuntos do curso e pelas carreiras que ele possibilita;
  • as chances de crescimento financeiro e a empregabilidade;
  • as matérias nas quais você tinha bom desempenho no ensino médio ou que fazem parte da sua vida profissional;
  • as formas de acesso ao ensino superior, principalmente para quem vai trabalhar e estudar;
  • a infraestrutura, corpo docente e modalidades oferecidas pela instituição de ensino.

Uma dica para abrir os horizontes é realizar testes vocacionais. Os questionários desse tipo, que estão amplamente disponíveis na internet, cruzam informações sobre comportamentos do interessado e possíveis áreas de atuação. Ao final, o resultado aponta os cursos mais indicados e esclarece os motivos da escolha, facilitando a reflexão sobre a carreira.

Também é importante visitar empresas do segmento desejado, a fim de conhecer o dia a dia da profissão escolhida. Para isso, procure informações de contato no site da organização de seu interesse, especialmente e-mail e conta no LinkedIn. Posteriormente, escreva explicando a situação e pergunte sobre a possibilidade de conhecer o trabalho realizado em um dos estabelecimentos da entidade.

Ao pesquisar informações e refletir sobre esses pontos, será mais fácil encontrar, nas áreas de atuação disponíveis, o curso que melhor atende às suas expectativas pessoais e profissionais. Logo, procure uma opção adequada ao seu perfil e dê o primeiro passo para melhorar de vida.

Gostou do conteúdo? Então, aproveite a visita para ler outros post interessantes do blog e aprender ainda mais sobre as opções de carreira!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 7

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Instituições Participantes do Vestibulares

O Vestibulares traz informações sobre os processos seletivos de sete instituições pelo Brasil: