O que é o Expressionismo e como estudar?

estudando Expressionismo

Uma nova forma de entender a arte. Assim pode ser descrito o Expressionismo, corrente artística de vanguarda que frequentemente está presente em questões de Literatura no Enem e também nos vestibulares.

Para ajudá-lo a entender melhor as propostas desse movimento, as principais características e os artistas que ficaram marcados na história, elaboramos este post com informações imperdíveis. Aproveite e aprenda como estudar o tema!

O que foi o Expressionismo?

Surgido na Alemanha no início do século XX, o Expressionismo foi um movimento artístico e cultural com forte influência na pintura, sendo uma oposição ao Impressionismo francês.

A ideia era o conceito de arte enquanto ação, expressando nas obras os sentimentos humanos, ou seja, havia um forte apelo à subjetividade. Assim, é considerado um movimento de vanguarda e heterogêneo.

O Expressionismo foi uma reação ao Positivismo, valorizando a intuição dos artistas e também os olhares que apresentavam a deformação da realidade.

De uma forma geral, o movimento se opôs, também, à objetividade do Naturalismo e ao Racionalismo capitalista burguês.

Contexto histórico e origem do movimento

O Expressionismo surgiu em um momento efervescente da história mundial: a Alemanha vivia a angústia e a ansiedade da queda do Muro de Berlim.

Em seguida, veio a Primeira Guerra Mundial (1914-1918), centrada na Europa, fato que transformou a vida de muita gente, renovando a linguagem artística.

Reunindo artistas de várias vertentes, o Expressionismo também rompeu com as crenças religiosas, em especial a católica, já não acreditando piamente na existência de um deus.

Os questionamentos sobre a vida e a morte ganharam força, e as mudanças política e econômica impostas pela guerra contribuíram com a defesa do individualismo, da subjetividade. Aliado ao contexto histórico, o movimento defendeu os temas proibidos na época.

Entre eles, podemos citar o excitante, o diabólico, o sexual, o fantástico e o perverso, trazendo um olhar sentimental à realidade por meio das obras artísticas, em especial a pintura.

Foi uma verdadeira explosão de inovações, com uma visão metafísica voltada ao universo interior dos seres humanos, ou seja, é entendido como um movimento do espírito e da alma, apresentando o Existencialismo.

Quais são as características do Expressionismo?

As obras expressionistas têm como características as cores fortes e vibrantes e o aspecto que representa a deformação da realidade de uma maneira dramática e subjetiva.

Como já enfatizamos, o movimento apresenta os sentimentos e as emoções do artista, ou seja, as pinturas trazem conceitos de amor, ciúme, medo, morte, entre outras emoções humanas.

Sendo assim, podemos trazer inúmeras características do movimento, inclusive que são geralmente cobradas em questões de Literatura no Enem. Veja algumas delas:

  • a emoção do artista sendo transmitida em suas obras;
  • temas que enfatizam o sofrimento e a dor;
  • descompromisso de retratar a realidade como ela é;
  • valorização da intuição e da subjetividade;
  • predomínio de pinceladas desconexas e cores vibrantes;
  • temas com várias críticas à sociedade.

Quais são os principais artistas e as áreas do movimento?

Com obras que faziam críticas sociais, geralmente com imagens do cotidiano, o Expressionismo teve vários artistas que se destacaram tanto na Europa quanto no Brasil.

Para você ficar bem informado sobre alguns nomes do movimento, vamos mostrar agora artistas que tiveram uma participação preponderante até o fim do movimento, que se encerrou em 1930.

Edvard Munch

Ele é considerado um dos precursores do Expressionismo e Impressionismo alemão. Edvard Munch era um pintor norueguês, tendo como principais obras “O Grito” e “Amor e Dor”.

banner calculadora bolsa enem

Franz Marc

Foi um pintor alemão bem influente que representou com ousadia o movimento em seu país. Entre suas obras, destacam-se “Nudes Under Trees” e “Little Blue Horse”.

Paul Klee

Pintor e poeta suíço, Klee tinha um estilo bem individualista e expressava em suas obras influências não só do Expressionismo como também do Cubismo e do Surrealismo, de Salvador Dalí.

Wassily Kandinsky

Artista plástico russo, Kandinsky se naturalizou alemão em 1928 e francês em 1939. Sua obra decisiva é de um cavaleiro solitário correndo em uma paisagem. Destacam-se também “Winter Landscape” e “Moscow”.

Egon Schiele

“Retrato de Wally” e “The Artist’s wife seated” são as principais obras desse pintor austríaco, que também foi um dos destaques do movimento Expressionista.

Como foi o expressionismo no Brasil?

O Expressionismo no Brasil foi trazido por meio de Anita Malfatti após voltar da Alemanha, onde estudava.

Nasceu em São Paulo e teve influência direta no Modernismo no cenário nacional. Sua principal obra é intitulada “Tropical” e foi pintada em 1917. Além dela, muitos outros artistas ficaram conhecidos por meio da arte plástica, como veremos agora.

Pintura

Outro nome de destaque na pintura no Brasil foi Lasar Segall. Apesar de ter nascido na Lituânia, ele se mudou para cá aos 34 anos e atingiu seu auge no território brasileiro.

Com obras que exploravam a guerra e o sofrimento, teve fortes influências do Expressionismo, com destaque para “Morro Vermelho”, criada em 1926.

Cândido Portinari

Ele era carioca e é um dos artistas brasileiros mais conhecidos e renomados no exterior, também representante da pintura expressionista.

Suas obras têm fortes críticas sociais, trazendo reflexões e cores marcantes. Entre elas, está “Retirantes”, de 1944. Portanto, são nomes para você atentar em seus estudos.

As obras de Tarsila do Amaral no Enem também são comuns, ou seja, é importante analisá-las dentro do contexto da Semana de Arte Moderna, momento cultural que teve fortes influências do Expressionismo.

Literatura

Além dos quadros, o Expressionismo também deixou marcas na Literatura brasileira. Entre as suas características, podemos citar a carga subjetiva nos textos e ainda:

  • o descompromisso com a organização textual;
  • a intensa utilização de metáforas;
  • o predomínio de frases curtas;
  • a abstração;
  • as narrativas com tom sem lógica.

Dentro dessa realidade, destacam-se os escritores Mário de Andrade, com “Amar, verbo intransitivo” e Oswald de Andrade, com “Os Condenados”.

Como se preparar e estudar para o Enem?

Como você percebeu ao longo deste post, o Expressionismo foi um movimento importantíssimo para a arte mundial e frequentemente está presente em questões de Literatura, no caderno de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias.

Quando o assunto é como se preparar para o Enem, a nossa dica é que você leia livros e poemas (especialmente os materiais comentados para o vestibular e o Enem) e observe as obras dos artistas que se destacaram no período, inclusive estudando as reflexões e as análises dos quadros também.

É importante, ainda, fazer simulados de vestibular e procurar por provas anteriores do Enem que abordem o Expressionismo. Um jeito bem fácil de fazer isso tudo junto é acompanhar o Trilha do Enem. Por lá você encontra videoaulas e ainda recebe um plano de estudo personalizado que, certamente, será bem útil em sua preparação.

No mais, vale a pena assistir a documentários e debater o assunto com seus colegas, fazendo com que o Expressionismo seja um assunto de fácil compreensão para você e o ajude a atingir um ótimo desempenho na prova de Literatura.

Aliás, um bom resultado nas provas depende de planejamento. Então, aprenda agora mesmo como montar um plano de estudos para o vestibular e foque o sucesso nos seus exames!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

prouni, crédito estudantil, fies ou bolsa privada

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.