O que é a cadeia alimentar e como estudá-la?

estudante lendo sobre cadeias alimentares para o enem

O estudo da Biologia é muito complexo. E não é para menos, não é mesmo? O nome dessa disciplina, significa “estudo da vida”, já explica o seu foco. Nela, estudamos uma série de assuntos, que vão desde o funcionamento dos organismos às relações que as espécies travam com o meio em que estão inseridas e com os demais seres vivos.

É justamente sobre isso que falaremos neste post. Agora, o assunto é a cadeia alimentar! Esse é um tema muito interessante e que é comumente cobrado nas provas de Biologia do Enem (no caderno de Ciências da Natureza e Suas Tecnologias) e de outros vestibulares, tanto a partir de questões diretas, quanto sob um viés mais subjetivo. Falaremos sobre os dois tipos de exercícios mais à frente.

Então, para dar aquela relembrada no tema — afinal, estudamos tantas coisas que é comum que algumas se percam em nossas mentes — ou para ter um primeiro contato com a matéria, seguimos com o bate-papo sobre o que é a cadeia alimentar, quais são as suas características e como ela é fundamental para o meio ambiente. Boa leitura!

O que é a cadeia alimentar?

Cadeia alimentar é o nome dado a um gráfico que determina a ordem em que a energia caminha em um ecossistema. (Caso tenha se esquecido da definição e dos exemplos mais comuns, confira aqui o que é um ecossistema).

Parece confuso, não é mesmo? Então, vamos simplificar!

Todos os seres vivos são compostos por matéria, certo? E essa matéria, obviamente, carrega uma certa energia. Nós, por exemplo, somos feitos de água, proteínas, carboidratos… E o mesmo é válido para outros integrantes da fauna e da flora (com algumas diferenças, é claro).

Por isso, em um ecossistema encontramos seres de vários reinos e espécies. E cada um deles ocupa um espaço nesse grande mosaico da vida.

A cadeia alimentar representa o fluxo de energia entre essas espécies. Pense o seguinte: imagine que um ecossistema tem 100 unidades de energia. O maior número delas está nos produtores, ou seja, nas plantas. Elas captam a luz solar e as transformam em seu próprio alimento.

Depois, um animal herbívoro vem e consome essa plantinha. Ele capta parte de sua energia e a usa para se manter vivo e realizar suas reações químicas no organismo. Depois, esse herbívoro é caçado e consumido por um outro animal, dessa vez carnívoro, que repetirá o ciclo.

Para complementar os seus estudos e ajudá-lo a diferenciar os conceitos, sugerimos a leitura de nosso artigo sobre a pirâmide alimentar.

Qual é a sua importância para os ecossistemas?

Quando assistimos documentários sobre a cadeia alimentar, é normal nos sentirmos meio tristes. Afinal, é comum torcer para o filhotinho de zebra e nem sempre é agradável perceber que, muitas vezes, eles perdem a luta. No entanto, esse ciclo é fundamental para o equilíbrio dos ecossistemas — e para a sobrevivência das espécies, inclusive, dos predadores.

Entenda o Equilíbrio Ecológico

Imagine se toda a população de leões da savana, de repente, morresse. Essa seria uma boa notícia para as zebras. Mas sabe para quem essa notícia não seria muito interessante? Para todos os outros seres vivos que compartilham aquele habitat.

Com o aumento do número de zebras (já que a falta de um predador faz com que sua população cresça consideravelmente), as plantas seriam praticamente dizimadas naquele local, que já conta com uma vegetação relativamente escassa.

Plano de Estudos para Medicina

Isso nem de longe é algo que prejudicaria exclusivamente às plantas. Outros animais que também se alimentam daquele produtor sofreriam com a fome e poderiam, também, entrar em extinção.

E, claro, a extinção dos animais poderia fazer com que outros adentrassem naquele habitat, gerando um desequilíbrio ecológico que prejudicaria, inclusive, as zebras. O surgimento de doenças é um bom exemplo de desequilíbrio, mas a luta por alimentação e até mesmo o aparecimento de novos predadores também são hipóteses plausíveis.

Portanto, devemos pensar na cadeia alimentar como um mecanismo natural — e que tem tudo a ver com as propostas de Charles Darwin em sua Teoria da Evolução, a Seleção Natural — que equilibra os ecossistemas, promove a biodiversidade e faz com que todos os indivíduos daquele habitat vivam em harmonia.

Como estudar cadeia alimentar para o Enem?

Bom, em primeiro lugar, a dica é: faça uso de uma boa teoria. Ela pode ser tanto escrita quanto por meio de videoaulas. Opte sempre por aquela com uma linguagem simples de ser assimilada e que, de preferência, utilize recursos de imagem para enriquecer o conteúdo.

Outra ferramenta que pode ser utilizada com sucesso nesse contexto é o mapa mental. Criar um bom mapa e deixá-lo sempre à mostra (a parede do seu quarto é um bom lugar para isso) é uma estratégia arrasadora para estudar conteúdos desse tipo.

Por fim, não deixe de sempre se atualizar. Como veremos mais à frente, o conceito de cadeia alimentar está diretamente relacionado com uma série de assuntos de nossa atualidade. Esse tipo de estudo também costuma ser de grande ajuda na compreensão dos temas do vestibular.

Um bom site para conseguir esse tipo de ajuda é o Trilha do Enem. Por lá, você terá acesso aos melhores materiais de Biologia e de todas as outras matérias cobradas nos vestibulares mais concorridos.

Aliás, dê só uma olhadinha na aula de Ecologia Animal e Ambiental, com o prof. Kennedy, do Trilha do Enem:

Como contextualizar e relacionar esse conhecimento com áreas correlatas?

Agora, que tal conversamos sobre os modos como podemos relacionar diferentes assuntos com a cadeia alimentar no vestibular?

Esse tema tem tudo a ver com:

  • extinção das espécies (como conversamos há pouco);
  • desequilíbrios no ambiente;
  • surgimento de pragas, que podem trazer doenças (ponto importante em um contexto de pandemia mundial) e prejudicar as lavouras;
  • desenvolvimento de queimadas (assunto interessante quando consideramos o contexto da Amazônia e do Pantanal em 2020);
  • importância da sustentabilidade industrial e do cuidado na hora de empreitar obras públicas, como a construção de estradas e hidrelétricas.

Como podemos perceber, estudar as particularidades da cadeia alimentar é algo muito importante não só para as questões que envolvam diretamente o assunto nas provas, mas também para exercícios que exijam um bom senso crítico e muita interdisciplinaridade. Sendo assim, não deixe esse tema de fora de seu cronograma de estudos!

Quer continuar aprofundando os seus estudos de Biologia? Então, confira agora formas de o desenvolvimento sustentável ser cobrado no Enem!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Instituições Participantes do Vestibulares

O Vestibulares traz informações sobre os processos seletivos de sete instituições pelo Brasil: