4 coisas para saber sobre a Pré-história para o ENEM

Pré-história

banner de preparação para o enem 2021

Você já se perguntou como era a região em que você mora há uns 100 anos? E 500 anos atrás? E há cerca de 12 mil anos? Certamente era tudo bem diferente, não é mesmo? E essa perspectiva pode parecer, ao mesmo tempo, encantadora e muito assustadora.

O estudo da Pré-história no Enem é algo muito importante para as provas. No entanto, ele também nos fornece uma visão mais ampla de nossa sociedade, das alterações geográficas pelas quais o mundo passou e sobre várias mudanças que a humanidade vem fazendo desde lá.

Esse é um tema que costuma gerar bastante confusão nos estudantes. Por isso, fique por aqui e descubra mais sobre esse período! Neste artigo também falaremos sobre maneiras de estudar essa matéria e torná-la mais fácil para os vestibulares. Vamos lá?

Linguagens, Códigos e suas Tecnologias

Entenda o que é Pré-história

Não sabe o que estudar em História para o Enem? Então, que tal começarmos bem do comecinho?

A Pré-história é o período que inicia o que chamamos de estudo da humanidade. O que vem antes disso? Ninguém sabe muito bem. Sabemos que os primeiros hominídeos surgiram entre 7 e 6 milhões de anos e esse é o ponto inicial para o estudo dessa matéria, inclusive para os conteúdos de Antropologia.

O marco final da Pré-história é a invenção da escrita. A partir daí, entramos no que é conhecido como Idade Antiga, ou Antiguidade.

Características

Agora, veremos algumas das características gerais da Pré-história:

  • nomadismo (principalmente no Período Paleolítico);
  • desenvolvimento de ferramentas de materiais diversos;
  • expressão artística por meio de pinturas e esculturas rústicas;
  • desenvolvimento de clãs e formas arcaicas de sociedade;
  • desenvolvimento da agricultura;
  • domesticação dos primeiros animais;
  • descoberta do fogo;
  • processo de sedentarização (a partir da agricultura e da domesticação de animais).

Saiba quais são os períodos da Pré-história

A Pré-história é dividida em alguns períodos distintos. Conheça-os agora mesmo!

Período Paleolítico (Idade da Pedra Lascada)

Esse é o primeiro período da Pré-história. Ele vai desde o surgimento dos primeiros humanos até cerca de 10.000 a.C.

Aqui, as principais características são o desenvolvimento de ferramentas feitas de pedra e o uso do fogo. Este, por sinal, é um dos maiores marcos da história da humanidade.

Algumas das primeiras formas de expressão artística, como as pinturas rupestres, também surgiram nessa época.

Período Neolítico (Idade da Pedra Polida)

O domínio do fogo ocasionou mudanças muito significativas na vida do homem pré-histórico. É por isso que dizemos que nesse período ocorreu a Revolução Neolítica — em que os hominídeos passaram a se aquecer, a combater animais e a modificar os alimentos a partir do calor.

Com isso, o homem também deu os primeiros passos rumo à domesticação de animais e de plantas. Surgia, então, a primeira forma de agricultura, que iniciou o processo de sedentarização da população.

O homem, antes nômade, agora se fixava a um local de terra e criava plantas e animais na região. Esses costumes também foram essenciais para o começo do cultivo de relações mais íntimas e a formação de clãs e grupos familiares.

Teste Vocacional Rápido

Idade dos Metais

Esse período faz parte do Neolítico, mas é estudado à parte devido a toda a sua importância. Aqui, o homem começou a mexer com outros tipos de materiais — era o começo da siderurgia na sociedade. Metais como o cobre, o estanho e o ouro são alguns bons exemplos do que passamos a explorar.

O último período da Pré-história nos mostra o surgimento das cidades e do comércio e o desenvolvimento de estruturas sociais de hierarquia. Foi nessa época que as primeiras formas de escrita foram criadas, o que põe um ponto final nesse momento da História e nos leva para a próxima fase do desenvolvimento da sociedade: a Antiguidade.

Veja como estudar Pré-história para o Enem

Agora, que tal conferir algumas dicas para estudar os fatos da Pré-história para o Enem? Veja só!

Veja filmes e documentários

A nossa primeira dica é: invista em diferentes técnicas de estudo para aprender. Muitas vezes, ver um filme ou um documentário pode ser o que você precisa para preencher aquelas lacunas das aulas e entender o conteúdo de uma vez por todas.

Ouça podcasts

Outra opção bacana para ser incluída em sua rotina de estudos é a escutar podcasts para o Enem. Por meio de conversas descontraídas que abordam inúmeros assuntos, os podcasts são disponibilizados gratuitamente em plataformas de streaming. E o melhor: você pode escutá-los enquanto faz outras atividades, como fazendo tarefas de casa ou praticando exercícios físicos.

Busque leituras diferentes

Ler os livros didáticos e as apostilas da escola é essencial para que você aprenda o conteúdo de Pré-história. Mas investir em outras formas de leitura também amplia o seu conhecimento. Busque romances, crônicas, resumos e outras fontes de informação para diversificar o que você tem lido.

Uma ótima dica é o livro Sapiens – Uma Breve História da Humanidade, de Yuval Noah Harari. Para quem curte quadrinhos, a versão ilustrada desse mesmo livro é uma maneira divertida de aprender!

Faça tabelas e deixe-as sempre à vista

Outra dica simples e eficiente é fazer tabelas. Você pode fazer, planilhas comparativas, apontando os períodos da Pré-história e suas principais características. Deixe-as por perto para que você possa revisar o conteúdo sempre que for possível. Fixar um mural no quarto é uma ótima ideia para qualquer vestibulando!

Faça simulados e questões de provas anteriores

Poucas formas de aprender são mais eficientes do que a realização de questões de provas anteriores do Enem. Isso é fundamental para que você pegue o jeito da prova, aprenda informações novas e revise a matéria. Aposte também nos simulados do Enem, que vão preparar até o seu psicológico para os exames!

Assista a bons materiais

A ajuda de bons professores e de um material de qualidade faz toda a diferença quando falamos sobre o preparo para as provas. Nossa dica final é que você acesse o portal Trilha do Enem, que tem videoaulas sobre tudo o que cai nos testes e ainda prepara um plano de estudo personalizado.

Descubra como o assunto é cobrado no Enem

Para fechar, vamos conferir uma questão sobre Pré-história que já apareceu na prova do Enem. Assim, você consegue entender como esse tema é cobrado nas provas!

(Enem 2015) Os nossos ancestrais dedicavam-se à caça, à pesca e à coleta de frutas e vegetais, garantindo sua subsistência, porque ainda não conheciam as práticas de agricultura e pecuária. Uma vez esgotados os alimentos, viam-se obrigados a transferir o acampamento para outro lugar.

HALL, P. P. Gestão ambiental. São Paulo: Pearson, 2011 (adaptado).

O texto refere-se ao movimento migratório denominado

a) pendularismo;

b) nomadismo

c) êxodo rural;

d) transumância;

e) sedentarismo.

Resposta: letra B.

Agora, é só se organizar!

A Pré-história é um período muito distante do que nos encontramos agora, mas o que aconteceu na época ainda faz parte de nosso dia a dia. O domínio do fogo e o início de práticas como a agricultura e a domesticação de animais são fatores que surgiram entre os hominídeos e determinaram o rumo da construção da nossa sociedade. Por isso, é essencial incluir essa matéria em seus estudos.

Para organizar melhor a sua rotina e realmente estudar tudo o que você precisa, saiba como montar um plano de estudos para o vestibular e arrase em todas as suas provas!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.9 / 5. Número de votos: 19

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Instituições Participantes do Vestibulares

O Vestibulares traz informações sobre os processos seletivos de sete instituições pelo Brasil: