Rotina de estudos: crie a sua e se saia melhor em tudo

rotinadestudos

Ter uma rotina de estudos que não seja cansativa nem torne os dias enlouquecedores é o melhor caminho para aprender e absorver a matéria. Essa organização, inclusive, pode ser positiva em qualquer momento da vida, tanto para aqueles que se preparam para o Enem e para o vestibular, quanto para quem já cursa a graduação dos sonhos.

Montar um plano de estudos leve, equilibrado e prazeroso, no entanto, não é uma tarefa assim tão fácil. Afinal, cada estudante tem uma dinâmica preestabelecida que deve ser levada em consideração para que o tempo dedicado aos estudos seja o adequado, de acordo com as necessidades de cada um.

Pensando nisso, elencamos algumas dicas práticas para que você saiba como organizar um cronograma eficiente e para que alcance todos os seus objetivos profissionais e acadêmicos:

  1. Planeje sua semana de estudos
  2. Descubra o melhor horário para estudar
  3. Escolha um lugar calmo
  4. Elimine as distrações
  5. Separe um tempo determinado para cada matéria
  6. Reveja o que aprendeu no dia
  7. Faça redações toda semana
  8. Refaça provas antigas
  9. Respeite os momentos de descanso
  10. Crie um sistema de recompensa
  11. Persista até que sua nova rotina se torne um hábito

Não deixe de conferir!

1. Planeje sua semana de estudos

O primeiro passo para organizar uma rotina de estudos é avaliar o próprio cotidiano, considerando compromissos fixos, horários disponíveis e períodos livres para dedicar ao aprendizado. Desse modo, você poderá planejar todos os dias da semana, estabelecendo o tempo necessário para concluir as matérias.

Se você faz curso pré-vestibular, por exemplo, pode alinhar o seu planejamento com os conteúdos vistos em sala de aula. Por outro lado, se estuda por conta própria, é interessante criar um calendário semanal e organizar um cronograma personalizado.

2. Descubra o melhor horário para estudar

Ao planejar a semana de estudos é importante levar em consideração o seu horário mais produtivo. Alguns preferem ler pela manhã, outros rendem mais à tarde ou à noite. Verificar qual é o seu período de maior concentração contribuirá para o sucesso do seu projeto de aprendizado.

Entretanto, vale ressaltar a importância de seguir o horário estabelecido e dedicá-lo exclusivamente para a finalidade a que foi reservado. Se, por acaso, você dispõe de poucas horas, não se esqueça de parar por, aproximadamente, uns 15 minutos a cada hora. Isso faz com você eleve o rendimento em suas atividades e fixe melhor o conteúdo.

3. Escolha um lugar calmo

Há pessoas que conseguem estudar com música, com barulhos externos ou, ainda, diante de outros tipos de intervenção. Isso pode ser possível em alguns casos, entretanto, é a exceção. O melhor a fazer é encontrar um lugar sossegado e sem perturbações para se dedicar aos estudos e para absorver o conteúdo de modo eficaz.

Além de melhorar a concentração, um ambiente calmo permite lidar bem com a pressão do vestibular e aquietar os ânimos dos mais ansiosos. É importante, ainda, que o local escolhido seja claro, arejado e confortável. Isso atribuirá maior tranquilidade para resolver exercícios complexos e fazer a redação semanal.

4. Elimine as distrações

Nem todos os dias o estudo será atrativo. É possível que, diante de algumas matérias, por exemplo, você se mantenha menos motivado, tendo em vista as suas preferências em relação às áreas do conhecimento. O problema é que, nessas circunstâncias, o cérebro tende a mudar o foco para questões menos importantes.

Para reduzir o atrativo em outras coisas e manter-se na rotina de estudos para o Enem ou para o vestibular, portanto, é fundamental eliminar qualquer distração ao estudar. Deixar o celular em outro cômodo e pedir aos familiares para que não conversem com você no momento são algumas atitudes que contribuem para isso.

5. Separe um tempo determinado para cada matéria

Outra dica importante para organizar sua rotina de estudos é separar um tempo determinado para cada matéria. Para tanto, vale verificar quantas são as disciplinas a serem estudadas e dividi-las pelo número de horas que você pode dispor.

O ideal é que, para cada área do conhecimento, sejam dedicados no mínimo 30 minutos, tempo suficiente para ler, revisar tópicos e resolver alguns exercícios. Se você tem pouco tempo no dia para aprender, pode optar por distribuir matérias conforme o dia da semana, ou seja, dedicar cada dia a um único tema específico.

6. Reveja o que aprendeu no dia

Especialmente se você assiste aulas no ensino médio ou no cursinho, busque reservar um tempo de estudo para rever tudo o que aprendeu no dia. Isso permitirá absorver melhor o conhecimento transmitido.

Se, por outro lado, você não tiver referência de aula presencial ou EAD, vale a pena estabelecer um sistema de revisões para fixar o que foi aprendido, por meio de pequenos resumos do conteúdo da semana, de exercícios ou textos para rememorar tópicos importantes.

7. Faça redações toda semana

Quem vai prestar vestibular, Enem ou Encceja sabe que a redação tem um peso enorme na aprovação final. Nesse sentido, praticar é o segredo para ter boas ideias, aprender a construir textos de maneira coesa e alcançar grandes objetivos.

Por essa razão, ao menos uma vez por semana, procure elaborar uma redação nos moldes da prova que vai realizar. Para tanto, basta buscar na internet os critérios de correção dos vestibulares anteriores e os modelos de provas aplicadas. Além disso, revise com frequência os textos produzidos, tentando identificar os pontos de melhoria e reescrevê-los.

8. Refaça provas antigas

É interessante que, além da redação, você também faça provas antigas e exercícios propostos nos vestibulares anteriores. Uma dica valiosa é resolvê-los após estudar um pouco a matéria do dia e selecionar enunciados da área do conhecimento revisado para fixar melhor o conteúdo.

Vale, ainda, separar um dia no mês ou na semana para resolver simulados da prova para a qual você se prepara. O Trilha do Enem, nesse sentido, ajuda bastante, uma vez que oferece essa possibilidade e permite preparar o aluno de modo eficaz.

9. Respeite os momentos de descanso

Cuidar da saúde física e mental é muito importante para a produtividade nos estudos. Afinal, o conteúdo é melhor assimilado quando não se está sobrecarregado ou excessivamente cansado.

Por essa razão, respeite os momentos de descanso nos intervalos de estudo e o tempo necessário para um sono restaurador. Se possível, procure se alimentar adequadamente e praticar exercícios físicos. Tudo isso contribuirá para que a mente esteja descansada, ativa e motivada para assimilar novos conhecimentos.

10. Crie um sistema de recompensa

Sabemos que nem sempre é fácil se manter animado para o estudo. Além disso, cada um conta com seus próprios mecanismos de motivação, que se diferenciam de acordo com a personalidade.

Por esse motivo, e para não desanimar diante do planejamento, é fundamental conhecer a si mesmo e entender quais são os sistemas de recompensa que melhor atendem aos seus interesses.

Você pode, por exemplo, se presentear a partir da conclusão de pequenas metas semanais ou, ainda, estender o descanso caso cumpra o que foi planejado antes do tempo. Sem dúvidas, isso o manterá animado para seguir com o cronograma.

11. Persista até que sua nova rotina se torne um hábito

O ideal é que, com o tempo, a sua rotina de estudos se torne um hábito, de modo que você cumpra o planejado de maneira automática, sem precisar se esforçar ou criar sistemas de recompensa para a motivação.

Isso, no entanto, exige certa disciplina no início até que seja levado de maneira mais leve. Por esse motivo, persista em sua nova organização e siga o cronograma elaborado por um tempo. Uma dica para lembrar das atividades propostas é acionar alarmes no celular ou, ainda, escrever as tarefas a serem concluídas na sua agenda pessoal.

Criar uma rotina de estudos e segui-la para alcançar objetivos acadêmicos e profissionais não é tarefa fácil. É necessário persistir, especialmente nos primeiros dias, diante das dificuldades de adaptação e do cansaço do dia a dia. Somente dessa forma é possível tornar o estudo um hábito diário, leve e natural. Mas lembre-se sempre de respeitar os períodos de sono, alimentação e lazer ao reformular a rotina. Afinal, o bem-estar é fundamental para manter a mente ativa e desperta para otimizar os estudos.

Gostou das nossas dicas? Que tal ler mais sobre o tema? Confira, agora, 8 dicas importantes para escolher um bom curso pré-vestibular!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Instituições Participantes do Vestibulares

O Vestibulares traz informações sobre os processos seletivos de sete instituições pelo Brasil: