mesopotamia

O que foi a Mesopotamia e como estudar o assunto?

Sendo um assunto importantíssimo para a história da humanidade, a Mesopotâmia corriqueiramente está presente nas provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e também nos vestibulares. Surgida há 4.000 anos antes de Cristo, a região foi preponderante para o desenvolvimento da agricultura e da escrita.

De olho em sua preparação, elaboramos este post com informações imperdíveis para estudar a matéria. Vem com a gente e a se dê bem nas questões da prova de História!

O que foi a Mesopotâmia?

A palavra Mesopotâmia é grega e significa “terra entre rios”. Isso porque a região estava situada entre os rios Tigre e Eufrates, onde hoje é o Iraque e o Kuwait, no Oriente Médio.

O local sempre foi conhecido como planície fértil por conta das boas condições da terra, favoráveis à agricultura. Inclusive, esse foi um fator preponderante para a formação das primeiras civilizações, já que as pessoas deixavam de ser nômades para fixar a comunidade em um lugar.

Além do Tigre e do Eufrates, passavam por lá os rios Nilo, no Egito, o Indo, na Índia e o Amarelo, na China.

De uma maneira geral, a região era dividida em Alta Mesopotâmia, a parte montanhosa e pouco fértil e a Baixa Mesopotâmia, situada do centro ao sul do vale, onde a terra era propícia para a produção de várias culturas.

Apesar dos primeiros registros de aldeias sedentárias datarem de 7.000 a.C., os primeiros centros urbanos só foram instalados por volta de 4.000 a.C. Muitos anos depois, em meados do século LV a.C., a região ficou popularmente conhecida como Edin, que contribuiu para o surgimento da palavra Éden, em referência ao paraíso na Terra.

E foi na Mesopotâmia que passaram vários povos responsáveis pela formação de culturas, conflitos, desigualdades sociais, história e conquistas que existem até hoje na humanidade, como a escrita e a agricultura.

Quais são os povos mesopotâmicos e suas características?

As primeiras civilizações surgiram na Mesopotâmia, onde existe o deserto do Sinai e a cordilheira de Zagros. Até hoje, há resquícios dos antigos povos, como cemitério de objetos, lendas e fatos que intrigam pesquisadores e historiadores.

Como o assunto faz parte do caderno de Ciências Humanas e suas Tecnologias, vamos mostrar agora algumas características dos principais povos que viveram na Mesopotâmia. Confira!

Sumérios e Acádios

Esses povos se formaram na antiga Suméria já em 4.000 a.C., tendo uma longínqua existência até 1.900 a.C. Inclusive, foi nessa região que surgiram as primeiras civilizações conhecidas como Ur, Uruk e Nipur.

Eles se fixaram em uma área pantanosa e, por isso, tiveram um papel preponderante no desenvolvimento de um sistema de drenagem —, principalmente os sumérios.

Foram os sumérios que aprenderam a construir barragens para evitar as consequências das enchentes em razão da cheia dos rios Tigre e Eufrates. Também aprenderam a fazer diques, reservatórios e canais de irrigação.

Outra conquista foi a formação dos núcleos urbanos, sendo o pontapé inicial para a formação das primeiras civilizações.

Sírios, Hebreus e Persas

Utilizando símbolos para registrar as transações comerciais, esses povos deram origem ao que hoje é conhecido como escrita. Inicialmente, ela era chamada de cuneiforme.

Trata-se de um modelo ideológico, com símbolos que representavam ideias ao longo das primeiras civilizações. Com o tempo, foram se transformando em sílabas.

A escrita cuneiforme era registrada em objetos de argila e foi muito utilizada pelos Sírios, Hebreus e Persas, que utilizavam uma espécie de estilete no formato de cunha para realizarem os registros. Eis aí a explicação para o nome inicial.

banner calculadora bolsa enem

Além disso, foi na Baixa Mesopotâmia, onde hoje é o Egito, que se desenvolveu a escrita hieroglífica.

Babilônios, Amoritas, Assírios e Caldeus

É importante deixar claro que cada povo teve sua influência sobre a formação das civilizações, inclusive com seus respectivos impérios.

Em relação a esses quatro povos, o destaque fica com os Babilônios pelo fato de terem desenvolvido um código legislativo criado pelo rei Hamurabi, ficando conhecido como Código de Hamurabi.

Como era a produção na Mesopotâmia?

Para explicarmos a produção na Mesopotâmia, primeiramente vamos situar você na realidade social existente na época.

Basicamente, as civilizações contavam com um rei, que também era chefe militar e sacerdote. Além dele, os escribas também estavam no topo da hierarquia social, pois dominavam as técnicas de escrita.

Já na base estavam os agricultores e os comerciantes, seguidos pelos camponeses, artesãos e pastores, formando os núcleos familiares. Dessa maneira, a produção evoluiu graças ao sistema de drenagem, possibilitando a criação de animais, como porcos, ovelhas, cabras e gado, além do desenvolvimento da agricultura.

As mercadorias eram trocadas com povos de várias regiões, cada um trazendo o que havia de abundância no que diz respeito a matérias-primas. Assim, os Sumérios, por exemplo, destinavam produtos manufaturados, enquanto povos de outras regiões forneciam madeira, estanho, pedras, ouro e prata.

Foi desse modo que se concretizaram as primeiras construções urbanas e artesanais.

Como era a cultura dos povos mesopotâmicos?

O desenvolvimento de obras arquitetônicas e artísticas foi uma das principais conquistas dos povos mesopotâmicos no quesito cultural.

Entre elas, estão os Jardins Suspensos da Babilônia, reconhecido como uma das sete maravilhas do mundo antigo. Trata-se de uma das mais complexas obras arquitetônicas da humanidade ao longo das primeiras civilizações.

Além disso, mosaicos, pinturas, esculturas e a literatura cuneiforme se destacaram nesse aspecto, sempre explorando temas políticos e religiosos, sobre a força da natureza e as conquistas dos povos.

Como se preparar para as provas?

Agora que você já aprendeu sobre a Mesopotâmia, uma pergunta pode surgir em sua mente: o que cai no Enem? De uma maneira geral, o tema pode ser explorado em diversas vertentes.

Afinal, faz parte da disciplina História no Enem, ou seja, vale a pena você montar um plano de estudos para o vestibular que esteja bem estruturado em todas as matérias.

A dica é sempre seguir uma rotina de estudos por meio de videoaulas, leitura de livros, sites, revistas, vendo documentários e também fazendo simulados e conferindo provas anteriores.

Nesse aspecto, o Trilha do Enem é um excelente recurso para auxiliar em sua preparação, pois permite que você personalize os seus estudos. Além disso, não se esqueça de manter o equilíbrio emocional no dia a dia, reservando tempo para atividades físicas e para o lazer, combinado?

Organize-se e mande bem nas provas!

Seja Mesopotâmia ou qualquer outro tema que você vai revisar para os testes, organizar um cronograma e planejar os seus estudos é a melhor forma para conseguir fixar todos os conteúdos que caem no Enem e nos vestibulares. Afinal, uma boa preparação faz toda a diferença em seu rendimento.

Não sabe por onde começar? Então, confira o nosso post sobre como montar um plano de estudos para o vestibular e fique tranquilo até o dia D!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4 / 5. Número de votos: 4

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

prouni, crédito estudantil, fies ou bolsa privada

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.