Experiência profissional: o que colocar no currículo?

experiência profissional o que colocar

Chegou a hora de montar seu currículo! Esse documento é essencial para se projetar no mercado de trabalho, mostrando às empresas que você tem potencial para preencher as vagas. Ali, estão as informações mais importantes sobre a sua carreira, além dos dados pessoais. Alguns desses itens entram no tópico de experiência profissional.

Durante esse processo, muitas pessoas se perguntam: afinal, quanto à experiência profissional, o que colocar no currículo? É importante incluir vivências no mercado que contribuíram para o seu crescimento na carreira. Tudo isso com detalhes sobre as funções desempenhadas, principais conquistas e período em que atuou no cargo.

Sendo essa uma das informações mais importantes para demonstrar sua aptidão, vale entender as melhores técnicas para potencializar essa seção do documento. A seguir, veja o que colocar de experiência profissional no currículo, entre outras dicas!

O que é experiência profissional no currículo?

A experiência profissional no currículo reúne as suas vivências relacionadas com a carreira, ou seja, trabalhos que você realizou na prática. Nessa seção, como vimos, aparecem na seguinte ordem: nome da empresa e cargo, período de contratação, tarefas desempenhadas e uma conquista de destaque.

Pense na importância dessas vivências em um processo seletivo. O recrutador quer saber se o candidato se daria bem no cargo em questão, concorda? Então, se ele encontra nas suas experiências profissionais algumas atividades que casam com a descrição da vaga, certamente vai selecionar o currículo.

Confira algumas dicas para destacar as suas experiências e conquistar a atenção dos recrutadores:

  • vá direto ao ponto nas informações do seu perfil profissional, sem enrolação. Mas não seja breve demais, a ponto de o recrutador não entender seus feitos durante essa vivência;
  • pense em palavras-chave para escrever suas atribuições, priorizando as mais importantes;
  • prefira a voz ativa para descrever as atribuições do cargo. Esse recurso torna a leitura mais dinâmica e destaca os seus feitos;
  • evite escrever suas atribuições em texto corrido. Opte pelas listas de até 4 itens para contribuir com a visualização das informações;
  • sempre que possível, dê prioridade a estatísticas e dados importantes das suas conquistas.

Sabendo o que é a experiência profissional e tendo essas dicas em mente, vamos para o próximo passo!

Como descrever a experiência profissional?

Como você bem sabe, uma das etapas de como conseguir um emprego passa pela entrega do currículo. Para que esse documento esteja à altura dos seus talentos, acompanhe estas dicas para descrever a experiência profissional.

Considere o perfil da vaga pretendida

Você pode ser uma pessoa bastante experiente no mercado, o que é ótimo para essa busca de um emprego. Mas isso não quer dizer que todos os seus trabalhos precisam ser descritos no currículo –– ainda mais se a lista de empresas for longa. Por isso, a primeira consideração é quanto ao número de vivências a se colocar.

O ideal é colocar até quatro experiências. Para selecioná-las, veja quais delas mais se aproximam da vaga pretendida. Assim, você tem como comprovar que já realizou funções semelhantes e está apto para assumir o cargo.

Dê atenção às datas das experiências

As datas não são obrigatórias no currículo, mas oferecem maior credibilidade à sua experiência profissional. Com elas, o recrutador percebe a linha do tempo da sua carreira, avaliando a progressão ao longo do tempo. É interessante colocar o mês e o ano de início e fim da atuação –– caso seja a vivência atual, indicar isso também.

Saiba o quanto detalhar as funções

Depois dessas informações, vem uma pequena lista com o que você realizou nesse emprego. Muita gente acredita que é importante colocar cada detalhe das atribuições, mas isso pode prolongar demais o seu currículo e não ganhar o destaque esperado. Melhor retomar aquela ideia das palavras-chave para desenvolver esses itens.

Vamos supor que a vaga em questão seja para Administração de Empresas, mas com foco em Marketing. Vale aprofundar nas funções desempenhadas anteriormente que mais se relacionam com isso, descrevendo-as em até duas linhas. Evite informações imprecisas e, quando possível, prove a experiência com dados.

Veja alguns exemplos de como descrever a experiência profissional no currículo nesse caso:

Founder no e-commerce Livros & Cia

Agosto de 2019 – atualmente

  • Desenvolvi o e-commerce do zero para vender livros com melhores preços.
  • Estruturei estratégias de Marketing Digital para aumentar as vendas, com oferta de descontos para fidelização de clientes e um modelo de assinatura.
  • Encontrei bons fornecedores e parceiros para oferecer a melhor experiência ao cliente, reduzindo o tempo de entrega para 3 dias após a postagem.

Principal conquista:

Teste Vocacional Rápido
  • Nos últimos 3 meses, o e-commerce teve um crescimento de 40% no faturamento, impulsionado pelas estratégias de Marketing e vendas.

Analista de Marketing na Mecânica e Auto Peças

Fevereiro de 2017 a julho de 2019

  • Fiz a gestão das redes sociais, desde o planejamento de publicações até a interação com clientes.
  • Idealizei um novo formato de conteúdo para alcançar o nicho de mercado e integrar as publicações ao WhatsApp, bastante usado pelo público-alvo da empresa.
  • Coordenei o orçamento do time de Marketing para anúncios pagos.

Principal conquista:

  • Fui promovido a analista sênior após um período consecutivo de metas batidas.

O que colocar no currículo se não tenho experiência profissional?

Até aqui, deu para entender a estrutura ideal para inserir as informações. Mas e quem não tem experiência profissional para colocar no currículo? Deixa esse espaço em branco? Na verdade, não. Por mais que você não tenha encontrado uma oportunidade com carteira assinada, muitas vivências podem fazer a vez do emprego em um primeiro momento.

Atividades extracurriculares são bons exemplos disso. Se você fez um intercâmbio, por exemplo, pode inserir esse período nas experiências, contando o que absorveu profissionalmente e sua maior conquista. Trabalho voluntário também é uma oportunidade de demonstrar proatividade e vontade de ajudar o próximo –– algo muito valorizado no mercado.

Trabalhos informais também podem entrar, desde que não fujam muito ao seu objetivo profissional. Quer um exemplo? Se você deseja ingressar em uma empresa de advocacia e já atuou em um comércio alimentício da família, essa experiência pode ser válida. Afinal, ofereceu oportunidades de negociação e atendimento ao cliente, que são habilidades que fazem parte da carreira nas áreas do Direito.

Muitos estudantes se perguntam se experiências na faculdade contam para o currículo. Nesse caso, depende da informação. Uma pesquisa para iniciação científica, atuação na empresa júnior ou até o projeto de TCC são válidos. Mas as notas e seu histórico escolar podem ficar de fora, pois não agregam valor ao documento.

Vamos ao exemplo:

Voluntário no Lar dos Idosos

2020 – atualmente

  • Ajudo na alfabetização dos idosos, com contos de histórias e outras atividades.
  • Arrecado alimentos para auxiliar no funcionamento do lar.
  • Cuido das redes sociais para conseguir apoio de empresas e da população.

Principal conquista:

  • Minhas ações de divulgação renderam um aumento de 22% no número de doações de alimentos.

Por fim, aproveite as oportunidades que encontrar para ganhar mais experiências. Um grande passo rumo à qualificação profissional é ingressar em uma boa faculdade. Nesse local, terá contato com diversas oportunidades de se desenvolver tanto na técnica quanto nas habilidades valorizadas pelo mercado. Uma delas é o estágio.

Além de conseguir uma Bolsa Estágio, que ajuda a manter os custos da faculdade, ainda pode inserir suas atribuições na experiência profissional no currículo. Aliás, essa é uma das mais apreciadas pelas empresas na hora de selecionar candidatos que não têm a vivência de um trabalho formal.

Aliás, ao escolher a faculdade ideal, você tem apoio personalizado do início ao fim — e ainda pode contar com incentivo à empregabilidade. É o caso das instituições parceiras do Vestibulares! Nossos alunos contam com o acesso exclusivo ao Canal Conecta, um portal que liga você às melhores vagas do mercado de trabalho.

Potencialize suas chances com o currículo!

Agora que você tem a resposta para a dúvida de o que colocar de experiência profissional no currículo, chegou a hora de montar o seu documento. Priorize a clareza das informações e não se prolongue muito. E, antes de enviar o link para aquela vaga dos sonhos, revise bem o que escreveu para garantir que não passou nenhum erro, combinado?

E se você ainda não deu início à graduação para potencializar sua carreira, este é seu momento. Faça a inscrição no vestibular de uma faculdade de qualidade e que oferece total apoio na sua formação!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

prouni, crédito estudantil, fies ou bolsa privada

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.