curso técnico de farmácia

Curso técnico de Farmácia: vale a pena investir?

Quem se prepara para entrar no mercado de trabalho ou deseja melhorar as oportunidades profissionais se depara com diferentes qualificações. Na área da saúde, uma das mais buscadas é o curso técnico de Farmácia. Você conhece as características dessa formação?

É muito comum as pessoas terem dúvidas sobre o curso técnico, principalmente quando existe uma opção de faculdade na mesma área de atuação. Assim, é preciso entender qual é a melhor opção, dentro daquilo que planejamos para o futuro.

Neste conteúdo, explicamos o que é o curso técnico de Farmácia e quais são as principais características desse profissional. Continue lendo!

O que se aprende em um curso técnico de Farmácia?

O técnico farmacêutico é o profissional que atua com serviços operacionais, atendimento ao cliente e rotinas administrativas. O trabalho é realizado principalmente em drogarias, indústrias, clínicas e laboratórios que produzem, manipulam, distribuem ou vendem cosméticos e medicamentos.

Um bom exemplo das atividades desse profissional é trazido pela Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) nº 3251-15:

Realizam operações farmacotécnicas, conferem fórmulas, efetuam manutenção de rotina em equipamentos, utensílios de laboratório e rótulos das matérias-primas. 

Controlam estoques, fazem testes de qualidade de matérias-primas, equipamentos e ambiente. Documentam atividades e procedimentos da manipulação farmacêutica. 

As atividades são desenvolvidas de acordo com as boas práticas de manipulação, sob supervisão direta do farmacêutico.

Para atender a essas funções, o aluno aprenderá noções gerais das disciplinas de Farmácia e Ciências Biológicas, além de ver as rotinas do setor, os procedimentos técnicos e as normas de segurança, que devem ser adotados durante o trabalho.

No entanto, a grade curricular varia entre as instituições de ensino. Assim, é importante pensar bem antes de escolher o curso técnico

Curso técnico ou Bacharelado? Quais são as diferenças?

Para saber se o técnico em farmácia vale a pena, é natural comparar a certificação com a graduação de nível superior. Ao entender as características, conseguimos avaliar qual das opções é a mais adequada ao nosso momento de vida e continuar os estudos para aproveitarmos as profissões em alta.

Custo

Ambas as formações têm um excelente custo-benefício, mas o preço do técnico em Farmácia é mais baixo. Na prática, diversos fatores afetam o valor do investimento, como qualificação dos docentes, demanda por laboratórios, carga horária e infraestrutura. Logo, a tendência é que a graduação exija um esforço maior do aluno para se qualificar.

Por outro lado, descontos, bolsas e créditos são mais comuns no ensino superior. Assim, em muitos casos, uma pessoa que não consegue pagar um curso técnico tem condições de fazer a graduação, graças aos benefícios.

Uma boa forma de conquistar essas oportunidades é fazer um plano de estudos personalizado. Se você tirar uma boa nota no exame, existem opções de descontos nas faculdades particulares, além de poder concorrer ao Prouni e ao FIES. Além disso, consulte as campanhas e promoções ativas e as ofertas das faculdades.

Conteúdo

Em relação ao conteúdo, os cursos têm finalidades diferentes. O bacharel em farmácia aprende a gerir equipes, manipular medicamentos e cosméticos, realizar atividades de pesquisa e desenvolvimento, dar pareceres e laudos técnicos, entre outras responsabilidades.

Já o curso técnico toma apenas as noções gerais do conteúdo específico de Farmácia. Isso porque o que interessa para esse profissional é como executar suas rotinas corretamente, atendendo ao cliente, armazenando os produtos, documentando as atividades etc.

Existe, portanto, uma diferença de objetivos, que se refletirá no tempo dedicado a cada matéria e nas habilidades práticas desenvolvidas ao longo do curso.

Formação

As formações também se diferenciam. No curso técnico de Farmácia, o profissional recebe um certificado, que funciona como uma habilitação e permite a contratação pelos empregadores. Já na faculdade, o diploma de graduação tem um propósito mais amplo, pois também dá acesso aos cursos de pós-graduação e concursos públicos de nível superior.

Nesse sentido, o diferencial do curso técnico é o ingresso mais rápido ao mercado de trabalho, com uma preparação mais específica que não chegará a 2 anos. Já o Bacharelado dura 5 anos, tendo como alvo uma formação mais abrangente, que permite atuar em praticamente qualquer função no segmento de Farmácia.

Por isso mesmo, na faculdade, é bastante comum que o ingresso no mercado de trabalho aconteça pelos estágios profissionais. A demanda por essas oportunidades é tão comum que, nas faculdades parceiras do Vestibulares, existe um portal da empregabilidade disponível para os alunos buscarem essas vagas, o Canal Conecta.

Oportunidades de emprego

Em relação aos empregos, o técnico de farmácia costuma atuar no nível operacional. É possível obter o cargo de técnico ou concorrer por vagas de nível médio, como atendentes, vendedores e auxiliares de laboratório.

Já o bacharel realiza as atividades de farmacêutico, analista e manipulador de medicamentos ou cosméticos. Ademais, pode assumir cargos de supervisão e gestão com mais facilidade. Em muitos casos, tais carreiras são divididas em degraus, como júnior, pleno e sênior, enquanto no técnico é mais comum haver função única.

Quais são as áreas de atuação para o técnico em Farmácia?

Os profissionais formados no curso técnico de Farmácia têm uma boa quantidade de áreas de atuação. Na prática, as atividades são úteis em qualquer organização que lide com medicamentos e cosméticos. São exemplos:

  • laboratórios;
  • indústria farmacêutica;
  • farmácias de manipulação;
  • drogarias;
  • clínicas e hospitais.

Qual é o salário médio na área de Farmácia?

Em relação à remuneração, o salário do técnico de Farmácia varia de acordo com a área de atuação e o porte da empresa. A média salarial da profissão é de R$ 2.122,43*, segundo dados do Ministério do Trabalho, obtidos pela plataforma Salário.

Na área de comercialização de produtos farmacêuticos, a média salarial é bem parecida com o valor geral: R$ 1.955,07*. Há bons salários também no trabalho em empresas de atividades médicas: R$ 2.421,44* nas organizações que realizam exames.

Por sua vez, o farmacêutico, que tem o ensino superior completo, recebe R$ 3.470,60*. Portanto, avalie qual é o melhor caminho para ingressar nesse mercado: aumentar rapidamente o salário com o técnico ou fazer uma preparação mais longa em busca de melhores condições. 

Como investir na formação em Farmácia?

Pelo que vimos até aqui, o curso técnico de Farmácia apresenta as seguintes características:

  • emissão de certificação de nível técnico;
  • duração de até 2 anos, na maioria dos casos;
  • salários próximos aos R$ 2 mil;
  • formação para atividades administrativas, operacionais e auxiliares;
  • diversidade de áreas de atuação, como laboratórios, drogarias e clínicas.

Caso você escolha o curso técnico ou busque uma faculdade, lembre-se da importância de escolher uma boa qualificação. Diversos aspectos contribuem para o seu crescimento de carreira, como networking profissional e experiência em campo

A atenção à formação inicial fará toda a diferença para que você tenha oportunidades de trabalho e desperte o interesse dos empregadores. 

Agora é com você!

O curso técnico de Farmácia é uma formação rápida para entrar no mercado de trabalho ou melhorar o seu currículo, mas você também pode pensar a sua carreira no longo prazo e investir em uma graduação. Como visto, a faculdade compensa o período de formação com melhores condições de trabalho e oportunidades profissionais mais abrangentes.

Para encontrar uma faculdade perto de você, acesse a página do Vestibulares e faça agora mesmo a sua inscrição para o vestibular online em Farmácia!

*Sujeito a alterações

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

prouni, crédito estudantil, fies ou bolsa privada

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.