Como estudar Química para o Enem e garantir a aprovação?

química

Não deve ser novidade para você que também cai Química no Enem, não é mesmo? Essa disciplina está inclusa no caderno de Ciências da Natureza e suas Tecnologias, junto com Biologia e Física. Geralmente essa prova é aplicada no segundo dia do exame, contendo 45 perguntas divididas entre essas matérias.

As questões de Química no Enem costumam deixar muitas dúvidas e trazer incertezas para os candidatos. Por isso, é preciso se dedicar em dobro para dominar a matéria, sendo fundamental organizar a rotina de estudos e prestar atenção aos conteúdos mais recorrentes no Exame e, também, àqueles que você tem mais dificuldades.

Para ajudar você nesse preparo para a maratona do Enem, preparamos este artigo explicando em mais detalhes essas dicas para estudar e alcançar um bom desempenho na prova. Continue lendo e conquiste a pontuação que você tanto espera!

Organize um planejamento das matérias

As questões de Química no Enem envolvem diversas matérias, sendo que algumas que costumam aparecer com muita frequência nessa prova são:

  • termoquímica;
  • oxidação;
  • funções orgânicas;
  • equilíbrios químicos;
  • acidez, neutralidade e alcalinidade (pH);
  • estequiometria.

Sendo assim, você precisará organizar os estudos para o Enem fazendo um planejamento das matérias que provavelmente vão cair. Desse modo, terá uma visão melhor daquilo que precisa ser estudado e poderá criar, também, um cronograma, a fim de se dedicar a cada um dos temas sem deixar nada para trás.

Esse planejamento é fundamental, ainda, para a continuidade do seu aprendizado ou para o seu desenvolvimento enquanto se prepara. Isso porque uma matéria pode ser colocada em seguida da outra, já que elas estão correlacionadas.

No caso de acidez, neutralidade e alcalinidade, por exemplo, pode ser abordado em conjunto com chuvas ácidas. Ao mesmo tempo, se relaciona com a oxidação, a poluição atmosférica e o efeito estufa. Perceba que isso também pode levar ao estudo de gases e à queima de combustíveis e materiais.

Descubra em quê você tem mais dificuldade

É natural ter mais facilidade com alguns temas e certa dificuldade com outros, mas você não pode se dedicar só àquilo que flui com mais naturalidade em seus estudos. Na verdade, o ideal é que você pegue firme justamente nos conteúdos que não domina muito bem.

Entender quais são as suas maiores dificuldades será fundamental para ter um melhor desempenho em Química no Enem, porque, dessa forma, você fortalecerá esses aspectos mais fracos, aumentando suas chances de acertos.

O site Trilha do Enem pode ajudá-lo a descobrir quais matérias precisam de mais dedicação. Por lá, você testa os seus conhecimentos e o próprio sistema indica as suas dificuldades. Ao mesmo tempo, ele sugere um roteiro de estudos com base nas suas necessidades, assim, você pode estudar de forma personalizada.

Faça resumos

Quando fazemos apenas a leitura de um conteúdo é mais difícil fixar todas as informações que estavam contidas nele. É muito comum que elas permaneçam em nossa mente por algumas horas e, no dia seguinte, simplesmente desapareçam. No entanto, você pode evitar que isso aconteça.

Fazer resumos é uma excelente alternativa para assimilar melhor uma matéria. Isso porque, quando estamos reproduzindo um tema, forçamos o nosso cérebro a lembrar detalhes e informações e, desse modo, o conteúdo é fixado e você consegue aprender de fato.

Além disso, os resumos são ótimos aliados na hora de fazer as revisões em seus estudos. Afinal, periodicamente é preciso rever aquilo que foi estudado para relembrar a matéria e garantir que ela está realmente guardada no seu cérebro!

Você pode organizar resumos em forma de mapa mental ou infográficos. Assim, fica mais fácil fazer a correlação entre as matérias, ou ramificar os temas. Por exemplo: o conteúdo sobre reações orgânicas envolve polimerização, oxidação de álcool, saponificação e transesterificação — e tudo isso provavelmente vai cair em Química no Enem.

Assista a aulas no YouTube

Quando organizar o seu plano de estudos para o Enem é interessante incluir momentos para assistir aulas no YouTube. Essa plataforma conta com diversos vídeos e canais dedicados para a área de Química em geral e voltados especificamente para o Enem e vestibulares.

Assim fica mais fácil esclarecer as dúvidas, entender melhor os conceitos e como as reações acontecem e saber as interações entre os materiais, além de saber aplicar as fórmulas do jeito certo para resolver os cálculos de Química.

Não se esqueça de que a prova de Química no Enem requer diversas habilidades para que você alcance um bom desempenho. Além de saber calcular, precisará de competências voltadas para interpretação de texto e contextualização, porque compreender o enunciado é fundamental para que você chegue à resposta certa.

É válido ressaltar, ainda, que o cálculo da nota do exame é feito com base no sistema de Teoria de Resposta ao Item (TRI). Assim, mesmo que você não acerte em cheio, será considerado o seu raciocínio para a alternativa que escolheu — e isso também rende pontos, daí a importância da interpretação ao estudar Química para o Enem.

Resolva exercícios de provas anteriores

Acredite, você terá mais dificuldade para resolver a prova de Química no Enem se ela for uma surpresa, então, o ideal é ter contato com a estrutura da prova antes de prestar o Exame pra valer. Sendo assim, procure os cadernos de edições anteriores para resolver os exercícios que foram propostos.

Como explicamos, as matérias de Química costumam ser recorrentes, então, resolver provas anteriores permite entender melhor o que cai no Enem e de que maneira os diferentes temas são cobrados. Além disso, você terá acesso à linguagem aplicada nos enunciados e pode tirar as suas dúvidas e praticar a interpretação, para não se confundir na hora.

Quando for procurar essas edições anteriores da prova de Química no Enem, prefira aquelas que também têm o comentário de professores. Desse modo, terá uma explicação para cada questão, compreendendo melhor porque aquela é a alternativa certa.

No caso das questões que despertarem um pouco mais de dúvida, você pode procurá-las em vídeos específicos do YouTube, ou buscar explicações para o tema de um modo geral, a fim de reforçar essas informações.

É possível alcançar um bom desempenho na prova de Química no Enem, mas é indiscutível que precisará estudar e se preparar adequadamente. Então, siga estas dicas que deixamos aqui para que você potencialize os seus estudos e fixe bem os conteúdos, dando o seu melhor no dia do Exame.

Por isso, continue por aqui e descubra, agora, quais são as 8 melhores técnicas de estudo para mandar bem nas provas!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Instituições Participantes do Vestibulares

O Vestibulares traz informações sobre os processos seletivos de sete instituições pelo Brasil: