Cronograma do FIES: entenda como funciona

estudante vendo cronograma fies no computador

Os programas do Governo Federal são bastante procurados por estudantes que não têm condições socioeconômicas para arcar com os curtos do ensino superior sem apertar o orçamento. Entre eles, o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é um dos mais populares.

Trata-se de uma espécie de empréstimo realizado por bancos parceiros do Governo, que efetuam o pagamento das mensalidades no lugar do estudante. A dívida do financiamento só é cobrada após a conclusão da graduação e com condições facilitadas: taxas de juros abaixo do mercado e um prazo significativo.

Para se inscrever e garantir uma vaga, o estudante disputa uma vaga com outros candidatos, sendo que a classificação é feita por ordem de nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), da maior para a menor. É essencial ficar de olho no cronograma do FIES. Se você vai prestar o Enem 2021 e já quer ficar por dentro do programa, veja só as principais etapas e seus prazos!

Quais são as principais datas do cronograma do FIES?

O calendário oficial é divulgado semestralmente pelo MEC. No entanto, as etapas do FIES são sempre as mesmas:

  • inscrição;
  • seleção da modalidade;
  • escolha do curso e faculdade;
  • resultados;
  • lista de espera.

Inscrição

As inscrições para o FIES ocorrem duas vezes por ano, sempre antes do início dos períodos letivos do ensino superior. É isso mesmo! Você pode tanto tentar uma vaga no primeiro semestre como realizar a inscrição do FIES no meio do ano, ampliando suas chances.

Se você já quiser anotar na agenda as datas de inscrições no início do ano, lembre-se que elas costumam ocorrer em fevereiro — em 2020, foram de 05 a 12 de fevereiro. No segundo semestre de 2020, as inscrições ocorreram de 30 de junho a 3 de julho. Todo processo é online e feito no site do FIES.

Seleção da modalidade

No ato da inscrição, o candidato precisa preencher informações pessoais referentes às suas condições socioeconômicas e escolaridade, além de preencher os dados sobre o grupo familiar e selecionar a modalidade desejada. Cada uma tem uma incidência de juros diferente, que varia de 0% a 6,5%. Veja:

  • FIES 1 — com zero taxa de juros, é destinado a estudantes de todo o Brasil que tenham renda familiar per capita de até 3 salários mínimos;
  • FIES 2 — com taxa de juros de 3%, é destinado a estudantes do Norte, do Nordeste e do Centro-Oeste que tenham renda familiar per capita de 3 a 5 salários mínimos;
  • P-FIES — com taxa de juros de 6,5%, é destinado a estudantes de todo o Brasil com renda familiar per capita de 3 a 5 salários mínimos.

Escolha do curso e faculdade

Logo após a realização da sua inscrição, você poderá selecionar o seu grupo de preferência, que nada mais é do que estado, cidade, curso, período e instituição de ensino que você deseja. Uma dica importante é realizar a sua inscrição logo nos primeiros dias do prazo. Assim, você terá mais tempo para alterar seu grupo de preferência, se necessário.

Isso porque cada curso, período e instituição de ensino têm quantidades diferentes de inscritos, e isso interfere diretamente na nota de corte do FIES. Conforme as inscrições vão avançando, o portal calcula a nota de corte parcial, que é um referencial importante.

Se observar que a nota de corte é superior à sua pontuação, pode alterar o grupo de preferência até o término do período de inscrições. Assim, ainda dá tempo de escolher opções menos concorridas e ter mais chances de conseguir seu financiamento.

Resultados e complementação da inscrição

No processo do primeiro semestre, os resultados do FIES são divulgados, geralmente, em fevereiro. Para o segundo semestre, no fim de julho e/ou agosto. Lembre-se que ser pré-selecionado não garante a vaga: é preciso realizar a complementação das inscrições dentro do prazo, também pelo site do FIES.

Contratação do financiamento

Após complementar a inscrição no FIES, o candidato pode, enfim, prosseguir com a contratação do financiamento. Essa tarefa se divide em duas etapas do FIES:

  • primeiro, o estudante precisa comparecer à Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição de ensino escolhida para validar as informações prestadas no ato da inscrição no FIES — em até 5 dias contados a partir da complementação;
  • depois, deve ir até o banco responsável pelo financiamento (Banco do Brasil ou Caixa Econômica Federal) para apresentar os documentos comprobatórios das informações e assinar o contrato do FIES — em até 10 dias contados a partir da validação junto à CPSA.

Lembrando que o contrato do programa é semestral. Por isso, ao término de cada período da faculdade, você precisa ficar de olho nas datas para o aditamento do FIES — a renovação obrigatória para que você continue usufruindo do financiamento na sua graduação.

Lista de espera

Caso você não tenha sido contemplado com uma vaga do FIES, ficará automaticamente na lista de espera. Afinal, nem todos os candidatos pré-selecionados ficarão mesmo com a vaga, seja por conta de inconsistências nas informações prestadas ou mesmo por desistência. Assim, o sistema faz novos ranqueamentos até a distribuição das vagas previstas no edital.

O critério de classificação continua sendo a nota do Enem: o próximo da lista é chamado e deve realizar a complementação da inscrição em até 3 dias úteis; caso não faça, a lista roda.

Afinal, quem pode participar do FIES?

Além de ter atenção nas principais datas do cronograma do FIES, você precisa conferir se atende aos requisitos para participação. Quanto à renda familiar, as exigências variam por modalidade, conforme explicamos. Além disso, qualquer participante precisa:

  • ter realizado o Enem em qualquer edição a partir de 2010;
  • ter obtido uma média aritmética igual ou superior a 450 pontos nas provas de conhecimentos gerais;
  • não ter zerado a prova de redação do Enem.

Mas tenha calma! Mesmo que você não passe no FIES ou não atenda aos requisitos para inscrição, há outras oportunidades de fazer a sua graduação sem apertar o orçamento.

Uma dica de ouro é realizar o nosso quiz para descobrir qual opção de bolsa ou crédito estudantil atende melhor à sua demanda!

E aí, anotou as principais datas do cronograma do FIES? Lembre-se de que existem outras opções de bolsas, descontos e parcelamentos que podem ser obtidos diretamente com a instituição de ensino. Assim, os pré-requisitos são menos exigentes e as etapas são facilitadas.

Por isso, veja nossa página com os principais programas de bolsas e créditos estudantis que você pode utilizar!

*Sujeito a alteração.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 4

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

prouni, crédito estudantil, fies ou bolsa privada

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Instituições Participantes do Vestibulares

O Vestibulares traz informações sobre os processos seletivos de sete instituições pelo Brasil: