Não passei no FIES, e agora? Veja 3 alternativas

não passei no fies

Muitas pessoas se questionam “o que fazer se não passei no FIES?”. A dúvida é bastante natural, pois frequentemente as demais modalidades de crédito não recebem tanto destaque. Assim, nem todo mundo fica sabendo.

Entre as opções, você encontrará financiamentos concedidos por bancos, por empresas de crédito e pela própria instituição de ensino. Além disso, quase sempre, as condições são mais favoráveis do que as praticadas habitualmente no mercado.

Então, que tal conhecer as principais alternativas agora mesmo? Continue a leitura e veja 4 maneiras de obter um financiamento após a reprovação do FIES!

O que é FIES e quais são os requisitos?

O programa é uma modalidade de crédito destinada ao custeio das mensalidades de faculdades particulares. Os recursos vêm do Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), mantido pelo Ministério da Educação.

Para participar, a pessoa deve acessar o sistema de seleção nos períodos de inscrições, cumprindo os requisitos. As exigências do FIES são ter obtido 450 pontos na prova do Enem e não ter zerado a redação, considerando exames de 2010 em diante.

Além disso, o resultado do Enem afeta as faculdades que podem ser escolhidas pelo estudante. Isso porque, durante o processo, você terá de alcançar a nota de corte dos cursos pelos quais deseja concorrer.

O benefício também tem um limite de renda de até 3 salários mínimos por membro da família, e a parte da mensalidade coberta pelo crédito é proporcional a esse ganho.

Já a quitação é feita após a conclusão do curso, com previsão de juros real zero. Cobra-se apenas o necessário para retomar o poder de compra do dinheiro. Logo, Enem e FIES são boas alternativas para o estudante.

Por fim, você pode se inscrever no P-FIES. A modalidade, incluída em 2017, utiliza-se do sistema de seleção, mas as condições são definidas em proposta realizada por bancos parceiros do programa e estará disponível na mesma página. Nesse caso, o limite de renda sobre para até 5 salários mínimos, e os juros são abaixo do mercado.

Quais são as alternativas para conseguir um financiamento?

Após conhecer as condições do programa governamental, é hora de responder à pergunta que deu origem a nossa conversa: não passei no FIES, e agora? Existem 4 opções para você conquistar o seu crédito!

1. Financiamento estudantil de bancos privados

Ao lado das linhas de crédito comum, os bancos privados normalmente contam com opções de financiamento estudantil. A diferença, nesse caso, é que os juros cobrados são mais baixos, mas o dinheiro só pode ser usado para custear o ensino.

Uma dica é ir primeiro no banco em que você já tem conta bancária. Como a contratação dependerá da análise de crédito, o histórico na instituição financeira pode facilitar a obtenção do crédito em boas condições.

Outra possibilidade é buscar por bancos com programas de incentivo ao estudo. No entanto, mesmo nesse caso, não se prenda à primeira oferta, pois os juros podem variar bastante de uma instituição para outra.

2. Financiamento estudantil de empresas de crédito

Algumas organizações são criadas exclusivamente para fazer a gestão de crédito estudantil, no geral em parceria com instituições financeiras. Nesse caso, as condições tendem a ser mais favoráveis que aquelas obtidas no banco.

Normalmente, o benefício consiste em parcelar o investimento, diluindo as mensalidades. Por exemplo, uma graduação de 4 anos pode ser paga em até 10 anos. Logo, a prestação será cerca de 2,5 vezes menor do que a mensalidade normal do curso.

3. Financiamento estudantil da faculdade

As faculdades podem trazer linhas de crédito para os alunos matriculados. Essas podem ser concedidas diretamente pela instituição ou contar com parcerias. Nesse caso, não há uma regra sobre quais são as condições oferecidas, pois cada faculdade pode disponibilizar as linhas de crédito e adotar critérios próprios.

Uma dica é pesquisar o curso do seu interesse pela ferramenta de busca do Vestibulares e dirigir-se à unidade escolhida para consultar quais são as parcerias existentes para obter crédito.

Também é um bom momento para verificar a possibilidade de bolsas e de descontos, que podem minimizar o impacto da mensalidade e possibilitar a realização do curso.

Quais são as vantagens do financiamento no ensino superior?

Os financiamentos estudantis reduzem o impacto das mensalidades no orçamento, transferindo total ou parcialmente o débito para depois da graduação. Além disso, na maioria dos casos, os juros são menores que os praticados habitualmente, podendo chegar a zero.

O pagamento depois de graduado também tende a ser mais ameno. O motivo é que, em regra, os graduados ganham mais do que os profissionais de nível médio. Logo, a faculdade terá um peso menor para quem tem diploma.

Se você deseja voltar a estudar, portanto, esse é um caminho bastante interessante. Até porque, não depende de uma nota alta no Enem, pois as alternativas ao FIES geralmente nem consideram a utilização do exame.

Além disso, com o crédito, você pode aproveitar descontos oferecidos pela instituição de ensino, facilitando ainda mais o pagamento do curso.

Sendo assim, o não passei no FIES é um obstáculo que você tem condições de superar. É natural ter dificuldades financeiras e, por causa disso, existem diversas alternativas para você pagar a sua faculdade. Não desanime!

Gostou das opções? Então, compartilhe o conteúdo nas suas redes sociais e ajude seus amigos a também conquistarem um diploma!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.7 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

prouni, crédito estudantil, fies ou bolsa privada

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Instituições Participantes do Vestibulares

O Vestibulares traz informações sobre os processos seletivos de sete instituições pelo Brasil: