Conheça os 9 autores e suas obras que geralmente caem em vestibulares e no Enem

estudante conferindo autores e obras que mais caem no enem

Machado de Assis, Carlos Drummond de Andrade, Manuel Bandeira, Clarice Lispector… Esses escritores da língua portuguesa estão presentes na lista obrigatória de muitos vestibulares e em boa parte dos concursos públicos Brasil afora, incluindo o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Mas a grande pegadinha é que a organização do Enem não divulga uma lista específica. Por isso, não há outra saída a não ser se preparar para a prova, conhecer os principais autores, ter lido alguns de seus livros e estar apto a fazer uma análise sobre eles. 

Assim, baseando-se em provas anteriores, fizemos uma lista com os principais autores que caem no Enem todos os anos. Além disso, trouxemos algumas dicas para que fique mais fácil a apreensão desse conteúdo. Dê uma olhada!

Por que é importante ter conhecimento sobre livros clássicos da nossa literatura?

O Enem é considerado, hoje, o maior “vestibular” do Brasil. Sua nota é fundamental para o ingresso em universidades públicas participantes do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e pode compor a pontuação do candidato em demais processos seletivos para instituições públicas e privadas. 

Além disso, quem pretende ser contemplado nos programas de bolsas de estudo e financiamento estudantil do governo federal ― Programa Universidade para Todos (Prouni) e Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies), respectivamente ― precisa de uma nota boa.

Nesse sentido, a área de Literatura faz parte da prova de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias. Todos os anos, pelo menos, umas 10 questões costumam ser relacionadas à produção literária brasileira, de forma multidisciplinar

Então, é preciso estar afiado, já que, em uma mesma questão, podem estar relacionados conhecimentos de História e de Geografia, por exemplo. Com relação à Literatura, o Enem avalia itens como:

  • a produção dos textos literários;
  • o texto literário como patrimônio nacional;
  • a relação entre produção literária e processo social;
  • os diversos momentos da literatura brasileira;
  • as concepções artísticas, os procedimentos de produção textual e os gêneros literários;
  • a relação entre a literatura, as artes e os outros saberes.

Quais são os principais autores mais cobrados em vestibulares e no Enem?

Os autores e as obras que trazemos aqui estão entre os “queridinhos” dos proponentes do Exame. Além disso, como esses autores e suas obras são considerados clássicos, sempre aparecem na maioria dos vestibulares. Conheça 9 deles agora!

1. Aluísio Azevedo

Grande nome do naturalismo brasileiro, o autor apresenta críticas fortes e chocantes à sociedade de sua época. Alguns temas recorrentes eram a crítica à escravidão, ao preconceito racial e às formas de exploração. Sua obra mais conhecida é O cortiço, que denuncia a exploração e as péssimas condições de vida dos moradores das estalagens e dos cortiços cariocas do final do século 19.

2. Carlos Drummond de Andrade

Sim, aquele mesmo da estátua na praia no Rio de Janeiro. Drummond, com seu livro Poesia completa, é um dos campeões de aparições nos vestibulares. Um dos grandes modernistas brasileiros e considerado o maior poeta do século 20, é caracterizado pelo seu pessimismo e ironia diante dos acontecimentos da vida.

3. Clarice Lispector

Autora modernista da 3ª fase, suas frases têm grande repercussão, e suas obras têm uma profundidade especial. Os textos da autora ucraniana naturalizada brasileira incluem contos, romances, crônicas e contos de literatura infantil.

Repletos de reflexões, cada vez que você lê percebe novas referências que estimulam mais a interpretação. Um de seus livros mais famosos é A hora da estrela, que utiliza bastante essas reflexões. 

4. Graciliano Ramos

Graciliano Ramos foi um autor modernista da 2ª fase que marcou a literatura ao retratar o homem nordestino e o sertão. Sua obra mais marcante foi Vidas secas, que relata a vida de uma família de retirantes nordestinos que, de tempos em tempos, precisa mudar de região para fugir da seca.

Ao escrever com um “estilo seco”, Graciliano Ramos economiza adjetivos e consegue transmitir por sua linguagem os efeitos da aridez dos ambientes nos personagens. Outras obras importantes foram o romance Caetés (primeiro romance) e Memórias do cárcere (póstuma).

5. Guimarães Rosa

Guimarães Rosa é outro autor da 3ª fase do modernismo. Sua maneira de escrever o colocou entre os pilares da evolução da literatura brasileira. Embora escrevesse textos regionalistas, ele deixa a ênfase às paisagens e foca os conflitos do ser humano com seu ambiente e ele mesmo.

Assim, valoriza a cultura sertaneja em um momento de discurso desenvolvimentista. Sua obra de maior expressão é, sem dúvida, Grande sertão: Veredas, em que retrata o sertanejo como um protagonista de caráter único e traz uma linguagem surpreendente, cheia de neologismos e maneirismos típicos da gente nordestina da época.

6. José de Alencar

Primeiro grande romancista brasileiro, José de Alencar figura entre os autores que mais aparecem nos vestibulares. Rompendo com práticas tradicionais ao afastar-se da linguagem portuguesa, suas obras são marcadas por temas nativistas, indianistas e históricos. Por isso, é interessante observar como o nacionalismo aparece em seus textos. Algumas de suas principais obras foram Iracema e Senhora.

Um ponto de destaque na obra de Alencar é o protagonismo do índio, que tomou a exclusividade que até então era do europeu, virando um representante heroico do povo local.

7. Luís Fernando Verissimo

Famoso por suas crônicas bem-humoradas e despreocupadas, faz parte da literatura contemporânea e opta por uma linguagem mais simples. Quando escreve sobre temas sociais e políticos, acaba utilizando muita ironia, mas não perde a classe. Sua obra de crônicas Comédias da vida privada virou uma série de televisão (muito boa, por sinal, quem aí se lembra dela?) e, assim, tornou-se um de seus mais conhecidos trabalhos. 

8. Machado de Assis

O autor, nascido no Rio de Janeiro, fez parte do realismo e do romantismo e escreveu algumas das mais importantes obras da língua portuguesa como Memórias póstumas de Brás Cubas, O alienista e Quincas Borba. Além disso, é responsável por um dos maiores mistérios da literatura nacional: Capitu traiu ou não Bentinho em Dom Casmurro?

9. Manuel Bandeira

O recifense Manuel Bandeira é outro nome que costuma cair bastante nas provas do vestibular. Professor de literatura, dominava completamente a técnica da escrita ― sendo com frequência muito direto.

Estrela da vida inteira, que reúne grande parte da obra do autor, é um de seus trabalhos mais conhecidos. Sua poesia traz elementos do simbolismo e do parnasianismo aliados ao modernismo, que acabava de surgir na época.

Como absorver melhor a leitura de obras clássicas?

Às vezes, o conteúdo de uma obra clássica pode ser denso para você. Então, veja como ter um estudo mais eficiente e tranquilo desse repertório!

Tire o máximo de proveito da leitura

A leitura integral das obras é de suma importância para o estudo. Mas você pode fazer desse momento algo relaxante e prazeroso. Lembre-se de que a leitura gera inúmeros benefícios, inclusive para você se dar bem na redação do Enem, como o ganho de vocabulário e melhora da argumentação

Ative a memória

Você não precisa decorar detalhes, mas precisará saber pontos importantes. Então, utilize recursos como fichamentos, resumos e esquemas para ativar a memória quanto às características principais e o enredo de cada obra.

Foque o que costuma ser cobrado

Observe questões de provas anteriores e análises de especialistas sobre o que costuma ser cobrado na prova de Literatura, como estilo do autor, principais obras, linguagem e características do movimento literário presentes nos textos.

Pesquise sobre a carreira dos autores

Pesquisar a biografia dos autores ajuda, muitas vezes, a entender o que levou à escrita de suas obras. Então, pesquise bastante sobre suas carreiras, quais eram as circunstâncias políticas e sociais da época, bem como o que eles estavam fazendo no momento da produção de cada texto.

O Brasil tem uma grande riqueza de autores. Isso faz com que as obras do Enem variem, e o principal desafio é não conhecer exatamente quais serão cobradas. Mas saber os autores que caem no Enem com frequência, como os que listamos aqui, já é de grande ajuda para você planejar seus estudos.

Que tal agora falarmos sobre a redação? Confira nosso guia completo para se dar bem na produção textual no Enem e em outros vestibulares!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Instituições Participantes do Vestibulares

O Vestibulares traz informações sobre os processos seletivos de sete instituições pelo Brasil: