O que foi o Romantismo e como estudá-lo para o Enem?

estudante estudando romantismo enem

“O Romantismo é a expressão literária da época em que o escritor entra em contato com as massas burguesas em ascensão”, disse o professor e crítico literário português Antônio José Saraiva.

E esse contato traz consequências para a produção e a divulgação do movimento artístico e literário que surgiu no fim do século XVIII, deixando para trás o ideal de simplicidade neoclassicista.

Para saber o que é Romantismo, suas características e fases, trouxemos um conteúdo superdidático! Continue a leitura e se prepare para incluir esse tópico em seus estudos para o Enem e os vestibulares.

O que foi o Romantismo?

Muitos estudantes têm dúvida sobre o que cai no Enem, especialmente nas provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e de Ciências Humanas e suas Tecnologias. Quando se estudam os estilos de época na Literatura, precisamos contextualizar os acontecimentos e, por isso, esbarramos em datas e fatos históricos que servem de referência.

O melhor é unir os conhecimentos e estudar Literatura e História para o Enem em conjunto, concorda? Por isso, vamos começar delimitando o Romantismo: esse movimento tem como marco na Europa a publicação de Werther, de Goethe, em 1774. Na Inglaterra, foi a poesia de Byron que inaugurou a nova tendência, já no início do século XIX.

O Romantismo chega ao Brasil em 1836, logo após a abdicação de D. Pedro I, com a publicação de Suspiros poéticos e saudades, do escritor Gonçalves de Magalhães. O fim do movimento romântico é marcado pela chegada da estética naturalista, quando Machado de Assis publica Memórias póstumas de Brás Cubas, em 1881.

Durante esse período, os artistas e os escritores vivenciaram uma atmosfera que valorizava a cultura nacionalista, folclórica e popular — contrária aos ideais clássicos da Idade Média.

A imaginação e os sentimentos foram mais valorizados do que na estética anterior, que prezava a oratória e os ideais nobres. Agora, a literatura era mais popular e tratava de temas que interessavam ao cidadão comum: sentimentos, morte e natureza.

Quais são as suas principais características?

Como em todo estilo de época, sobressaem algumas características que, de certa forma, dão “cara” ao movimento. Elas estão presentes em textos clássicos da literatura brasileira, como os de:

  • Gonçalves Dias, conhecido pelos poemas indianistas — Canção do exílio e I-Juca-Pirama;
  • Álvares de Azevedo, representante do Mal do Século — Noite na taverna;
  • Castro Alves, o poeta dos escravizados — Navio negreiro e Vozes d’África;
  • Joaquim Manuel de Macedo, que inaugura a descrição de costumes — A moreninha;
  • José de Alencar, cuja obra mais conhecida é um romance indianista — O guarani.

Veja, a seguir, quais são as principais características e, em seguida, as fases do Romantismo e como esses autores estão distribuídos entre elas.

Egocentrismo

A poesia romântica pesa a mão no indivíduo e na expressão de seus sentimentos. A partir dessa ótica, ela tem o ego como centro do universo — lembre-se de que o antropocentrismo está em alta nessa época.

Mesmo os autores que tratavam de temas mais universais, como Castro Alves, em sua poesia social, focavam a atenção em suas emoções pessoais. Outros mergulhavam nesse tipo de sentimentalismo, no sonho, no amor como única possibilidade de realização e no etéreo, como Álvares de Azevedo.

Nacionalismo

Essa característica perpassou todas as fases do Romantismo. Teve início com uma valorização do elemento natural, o primeiro habitante do continente: o índio (ainda que em uma visão bastante europeizada e elitista dessa figura).

A natureza brasileira era exaltada tanto em prosa quanto em verso. Era uma paisagem exótica, na qual vivia um ser com características heroicas.

Sentimentalismo

Devido à supervalorização das emoções pessoais, o Romantismo é marcado pelo sentimentalismo. O amor à mulher, à morte, à pátria, à vida e à liberdade, tudo era muito intenso nos poemas e romances da época.

Idealização do amor e da mulher

Como mencionamos no tópico anterior, havia uma valorização extrema da figura feminina e do amor. O erotismo aparecia tanto nos versos quanto na prosa. Veja este trecho, em que o narrador compara a forma como o índio e o português apreciavam a protagonista Cecília:

Loredano desejava; Álvaro amava; Peri adorava. O aventureiro daria a vida para gozar; o cavalheiro arrostaria a morte para merecer um olhar; o selvagem se mataria, se preciso fosse, só para fazer Cecília sorrir (ALENCAR, J. de. O guarani, 2006, p. 56).

Quais são as principais fases?

Para fins didáticos, o Romantismo foi dividido em três fases no Brasil: geração nacionalista (ou indianista), geração do Mal do Século e geração condoreira.

Romantismo Ultrassentimental

O ultrarromantismo está mais presente na segunda fase do movimento em Portugal, com as características (idealização, sentimentalismo) levadas ao exagero.

Romantismo Social

Caracteriza a terceira fase brasileira, com um nacionalismo voltado às causas sociais, como o abolicionismo, a igualdade e as lutas de classe.

Romantismo Nacionalista

Inaugura o “espírito de brasilidade”, enaltecendo a natureza e a figura do índio.

Como estudar a matéria para o Enem?

O Romantismo não costuma aparecer como tema na redação do Enem.Mas, para os conteúdos de Literatura e Português no Enem, é preciso ler bastante para compreender o movimento. Por isso, nossas dicas são:

  • consultar a matéria em livros e sites confiáveis — dica: acompanhe o Trilha do Enem;
  • ler textos literários originais dos principais autores (evite os resumos da internet);
  • fazer esquemas e mapas mentais para ajudar a fixar o conteúdo e estabelecer comparações e intertextualidade entre os estilos de época.

Para saber como a matéria é cobrada no Enem e em vestibulares, selecionamos exemplos de questões. Veja a seguir.

Romantismo no Enem

(Enem 2014 – PPL) Soneto

Oh! Páginas da vida que eu amava,

Rompei-vos! nunca mais! tão desgraçado!…

Ardei, lembranças doces do passado!

Quero rir-me de tudo que eu amava!

E que doido que eu fui! como eu pensava

Em mãe, amor de irmã! em sossegado

Adormecer na vida acalentado

Pelos lábios que eu tímido beijava!

Embora — é meu destino. Em treva densa

Dentro do peito a existência finda

Pressinto a morte na fatal doença!

A mim a solidão da noite infinda!

Possa dormir o trovador sem crença.

Perdoa minha mãe — eu te amo ainda!

AZEVEDO, A. Lira dos vinte anos. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

A produção de Álvares de Azevedo situa-se na década de 1850, período conhecido na literatura brasileira como Ultrarromantismo. Nesse poema, a força expressiva da exacerbação romântica identifica-se com o(a):

a) amor materno, que surge como possibilidade de salvação para o eu lírico.

b) saudosismo da infância, indicado pela menção às figuras da mãe e da irmã.

c) construção de versos irônicos e sarcásticos, apenas com aparência melancólica.

d) presença do tédio sentido pelo eu lírico, indicado pelo seu desejo de dormir.

e) fixação do eu lírico pela ideia da morte, o que o leva a sentir um tormento constante.

Resposta: letra e.

Romantismo no vestibular

(UFJF) Em relação ao Romantismo brasileiro, todas as afirmações são verdadeiras. Exceto:

a) expressão do nacionalismo através da descrição de costumes e regiões do Brasil.

b) análise crítica e científica dos fenômenos da sociedade brasileira.

c) desenvolvimento do teatro nacional.

d) expressão poética de temas confessionais, indianistas e humanistas.

e) caracterização do romance como forma de entretenimento e moralização.

Resposta: letra b.

Gostou de aprender mais sobre o Romantismo? Esse é um importante conteúdo para os exames, inclusive do vestibular no segundo semestre. Por isso, não deixe de incluí-lo em seu cronograma, ok?

Aliás, você já tem seu calendário de estudos preparado? Ainda não? Então, baixe a nossa planilha e saiba como organizar os estudos para o Enem!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Instituições Participantes do Vestibulares

O Vestibulares traz informações sobre os processos seletivos de sete instituições pelo Brasil: