O que foi a Reforma Protestante e como estudar o assunto?

aluno estudando sobre reforma protestante

Quem busca um futuro promissor, com boas oportunidades de trabalho, precisa se dedicar para entrar no ensino superior. Para isso, estar por dentro do que cai no Enem é primordial. Um dos temas mais significativos está na parte de História e é denominado Reforma Protestante.

Ela foi uma espécie de revolução religiosa, que aconteceu no século XVI, logo após a Idade Média. Foi liderada por Martinho Lutero, que, não satisfeito com as imposições da Igreja Católica, conseguiu mudar algumas práticas da época. Alguns de seus seguidores deram continuidade a seus pensamentos e iniciaram outros movimentos. As consequências dessas ações são sentidas ainda hoje.

Quer entender o assunto e mandar bem nas questões do Enem ou vestibular? Então, continue conosco e veja as respostas para os seguintes tópicos:

  • O que foi a Reforma Protestante?
  • Qual a sua importância?
  • Como estudá-la de uma forma mais fácil?
  • A quais pontos da Reforma Protestante preciso ter mais atenção para o Enem e o vestibular?

O que foi a Reforma Protestante?

A Reforma Protestante foi um movimento religioso contra alguns pensamentos e posturas da Igreja Católica. Aconteceu no século XVI, na Alemanha, e foi liderado por Martinho Lutero, um monge e professor de teologia. 

Em 31 de outubro de 1517, ele escreveu as famosas 95 teses. Trata-se de 95 argumentos sobre algumas ideias religiosas da época. Sua intenção era questionar algumas práticas da Igreja e fazer com que ela revisse sua forma de agir. Contudo, o documento logo tornou-se conhecido por muitas pessoas, que concordaram com seu raciocínio e passaram a se inquietar com algumas questões.

Entre as reflexões e os descontentamentos de Lutero, estavam:

  • superstições sem fundamento por parte da Igreja;
  • o fato de a Bíblia, na época, estar escrita apenas em latim. As missas também só eram rezadas nessa língua. Isso restringia o acesso do texto à maioria da população;
  • a venda de indulgências (para ter o perdão e um lugar no céu, a Igreja pedia dinheiro em troca);
  • a venda de simonias (eram cargos eclesiásticos e também objetos — medalhas, cruzes, pedaços de pano — tidos como sagrados).

Acontece que tais teses espalharam-se e chegaram aos conhecimentos do arcebispo e do papa. Martinho Lutero foi, então, chamado em Roma para prestar esclarecimentos. O episódio ficou conhecido como Dieta de Worms e foi imposto a ele que se retratasse e negasse tudo o que havia escrito. Ele não fez isso e recebeu o título de herege. Após isso, precisou fugir e se esconder. 

Com a ajuda de Frederico III, por volta de 1524, Lutero traduziu o Novo Testamento para o alemão e deu início à Bíblia Protestante.

O protestantismo

Em 1530, Martinho Lutero e Felipe Melanchton, professor da Universidade de Wittenberg, redigiram a “Confissão de Augsburgo”. Era um documento de 21 artigos, o qual defendia o protestantismo e menciona 7 erros da Igreja. 

A partir disso, a Igreja Católica do Ocidente dividiu-se; muitos fiéis passaram a se denominar protestantes. Tais reformadores assumiram suas crenças nas chamadas 5 solas:

  • sola scriptura: somente a escritura;
  • sola gratia: somente a graça;
  • sola fide: somente a fé;
  • solus Christus: somente Cristo;
  • soli deo gloria: glória somente a Deus.

Qual a sua importância?

Bem, fizemos um breve resumo. Mas se você conseguiu entender o que é Reforma Protestante, já deve imaginar a importância que tem em estudar esse tema, certo? O assunto torna-se ainda mais significativo pelo fato de termos contado com 500 anos da Reforma em 2017

Estudá-lo também pode contribuir, de forma indireta, com mais dois pontos para sua prova. O primeiro é que a leitura ajuda a melhorar a escrita e a aumentar seu senso crítico. Com isso, você tem mais condições de fazer uma boa redação. Outro fato tem a ver com o preconceito linguístico. Conhecer vários lados de uma história faz com que tenhamos reflexões mais profundas sobre as pessoas e a sociedade, evitando cometer gafes.

Como estudá-la de uma forma mais fácil?

Existem várias formas, além da leitura, de estudar a Reforma Protestante para o Enem. Filmes e documentários, por exemplo, são ótimos meios de ficar por dentro do tema, já que você acompanha a sequência da história de uma forma mais dinâmica. O filme Lutero, dirigido por Eric Till e lançado em 2003 é um ótimo exemplo.

O site Trilha do Enem também pode ser usado. Nele, você monta seu plano de estudos individual e tem acesso a simulados e questões de provas passadas. Assim, você testa seus conhecimentos e tem noção de como o assunto é cobrado.

A quais pontos da Reforma Protestante preciso ter mais atenção para o Enem e o vestibular?

Ao estudar e preparar seu resumo da Reforma Protestante para o vestibular ou Enem, aconselhamos que você preste mais atenção aos seguintes pontos!

Entenda os fatores que levaram à Reforma

Como você viu, os motivos envolveram o grande poder da Igreja sobre as pessoas. Além dos pensamentos morais, as práticas atrapalhavam a política e a economia dos países. Também podemos dizer que o desenvolvimento da imprensa, na época, ajudou nisso. Com a propagação da comunicação, as pessoas começaram a ficar mais informadas.

Estude as consequências na época

Uma das principais consequências foi a criação do protestantismo. Vários dogmas também foram alterados. Por exemplo, Lutero proclamava a salvação pela fé (no lugar das indulgências), a infalibilidade da Bíblia (e não do papa) e a possibilidade de pessoas comuns se tornarem sacerdotes (sem precisar comprar o cargo). 

Analise o movimento da contrarreforma

Esse movimento foi uma resposta da Igreja frente aos movimentos da época. De forma resumida, tivemos o Concílio de Trento, que reafirmou os dogmas da Igreja Católica. Algumas consequências foram:

  • reconhecimento da companhia de Jesus, com os Jesuítas;
  • publicação de uma lista de livros proibidos;
  • necessidade de seminário, para deixar os padres mais bem preparados;
  • determinação da Inquisição, com a morte daqueles que fossem contra suas práticas.

Existem mais detalhes, então é importante que você estude melhor esse ponto, está bem?

Estude a Inquisição

Era uma espécie de sistema jurídico da Igreja, que condenava todos aqueles considerados hereges. Isso resultou em muitas mortes e torturas durante centenas de anos.

Conheça a biografia de Martinho Lutero

Ele teve algumas ideias polêmicas, mas outras benéficas. Conhecer um pouco da sua história de vida ajuda a entender seus pensamentos e suas motivações na época. 

Entenda os movimentos luteranos, calvinistas e anglicanos

O protestantismo teve início com Lutero. Seus ideais e os de seus seguidores são conhecidos como movimentos luteranos. Eles influenciaram outros personagens importantes para a História e, por isso, houve os movimentos calvinistas e anglicanos.

O calvinismo nasceu com João Calvino, na Suíça, em Genebra. Já os anglicanos surgiram a partir de Rei Henrique VIII, na Inglaterra, que teve alguns comportamentos condenados pela Igreja Católica e, com isso, rompeu com ela, criando sua própria corrente.

Saiba com a Reforma impactou a sociedade até os dias atuais

As consequências da Reforma são sentidas até hoje. A tradução da Bíblia para outras línguas permitiu seu amplo acesso. Isso facilitou o individualismo religioso, sem a necessidade de colocar a Igreja na frente de tudo. Outro exemplo é a Irlanda ainda contar com disputas entre católicos e protestantes. No país, a cidade de Belfast tem um muro, que divide os religiosos.

Bem, como deu para perceber, o estudo sobre a Reforma Protestante é cheio de detalhes e conta com uma história bastante importante. Estar por dentro desse conteúdo certamente ajudará você a se sair bem na sua prova. Sendo assim, não dê bobeira, combinado?

Gostou da revisão que fizemos? Então, acesse o resumo sobre a Idade Média e fique por dentro desse assunto também!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Instituições Participantes do Vestibulares

O Vestibulares traz informações sobre os processos seletivos de sete instituições pelo Brasil: