Quem foi Nelson Mandela? Por que seu nome cai no vestibular?

rosto de nelson mandela

Ainda que você não saiba exatamente quem foi Nelson Mandela, provavelmente já escutou seu nome em algum momento da vida. Trata-se de um líder importante das causas humanitárias e de grande relevância para a história sul-africana e do mundo. Por essa razão, seu nome costuma ser cobrado na prova de História no Enem e, também, nos vestibulares, sempre relacionado a eventos importantes dos séculos XX e XXI.

Estudar a vida desse importante personagem, portanto, além de ser fundamental para ingressar na graduação, é bastante interessante para o conhecimento cultural acerca de lutas contra o racismo e em favor dos Direitos Humanos.

Tendo isso em vista, elencamos alguns esclarecimentos sobre a vida de Nelson Mandela e dicas para que você saiba que fontes buscar para se aprofundar no assunto. Por aqui, você verá:

  • Quem foi Nelson Mandela?
  • Quais são os principais fatos ligados à sua história?
  • Por que seu nome pode cair no vestibular?
  • Como estudar sobre a história de Nelson Mandela?

Não deixe de conferir!

Quem foi Nelson Mandela?

Nelson Mandela nasceu em 18 de julho de 1918, em uma pequena vila no território de Transquei, na África do Sul. Aos 7 anos, ingressou em uma escola primária, sendo o primeiro de sua tribo a frequentar o ambiente educacional britânico. Lá, recebeu o nome Nelson por uma de suas professoras, que seguia o costume de batizar crianças com nomes ingleses, sob a justificativa da dificuldade de pronunciar nomes de origem africana. Ao longo de toda a sua vida, a partir de então, Nelson buscou ampla formação escolar e acadêmica.

Aos 21 anos de idade, ingressou na graduação em Direito, tendo concluído o curso na primeira faculdade do país a receber alunos negros. Posteriormente, formou-se como bacharel e começou a frequentar as reuniões do Congresso Nacional Africano, organização do movimento negro que se opôs ao regime de segregação racial instaurado em 1948 na África do Sul, mais conhecido como Apartheid.

Sendo reconhecido, posteriormente, um dos maiores personagens contra o racismo institucionalizado, Nelson Mandela ainda foi o primeiro negro a fundar um escritório de advocacia em seu país e é, até hoje, lembrado como símbolo de resistência e luta em favor das causas humanitárias.

Quais são os principais fatos ligados à sua história?

Após a instituição oficial do Apartheid, Mandela radicalizou sua militância pelos direitos civis dos negros, liderando campanha de desobediência civil e resistência nos anos seguintes. Vale lembrar que, nessa época, eram proibidas práticas como o casamento inter-racial e o compartilhamento de restaurantes, banheiros e, até mesmo, de escolas entre brancos e negros.

Esse último grupo, ainda, era privado de capacidades como candidatura política e o direito ao voto, sendo extremamente subjugado pelas classes dominantes. Na verdade, nesse período da história, diversos acontecimentos similares ocorriam ao redor do globo, a exemplo das ditaduras na América Latina e de um tema bastante cobrado que é o Comunismo no Enem.

Em razão do envolvimento armado com o Congresso Nacional Africano, entretanto, Nelson Mandela foi condenado à prisão perpétua, ficando preso por 27 anos. No ano de 1984, o líder recebeu oferta de liberdade em troca da desistência pela militância política, o que foi rejeitado por ele, tendo em vista sua firme posição em relação aos ideais.

Somente em 1990 foi liberado do cárcere pelo presidente Frederik de Klerk. Um fato interessante sobre a sua trajetória é que ele chegou a ser presidente em 1994, após longas negociações em busca da possibilidade de serem aprovadas eleições multirraciais, o que era negado até então.

Por que seu nome pode cair no vestibular?

Ainda em vida, Nelson Mandela recebeu inúmeras homenagens e assistiu o seu legado se espalhar por diversos países que também passaram pelo drama da discriminação racial. Por essa influência global, inclusive, o líder costuma aparecer na prova de Geografia no Enem e em vestibulares pelo país. Em 1993, por exemplo, Mandela recebeu o Nobel da Paz pela sua luta.

Como visto, o ativista ainda foi o primeiro presidente negro da África do Sul, tendo recebido mais de 250 prêmios e condecorações. Até hoje, é considerado o pai da pátria por seus feitos e sua ideologia fundamental para a formação e a independência da nação. Em 2009, foi declarado o Mandela Day, com o objetivo de relembrar a história de um grande exemplo de luta humanitária e encorajar a população a agir como ele.

Afinal, a batalha contra a discriminação racial ainda é presente na sociedade contemporânea. Embora a institucionalização segregacionista esteja menos visível, ainda há uma grande violência contra essa população, tanto verbal quanto física. Justamente pela atualidade da luta e toda a influência mundial acerca dos ideais, pode ser cobrada a vida de Nelson Mandela no vestibular.

Como estudar sobre a história de Nelson Mandela?

Há inúmeras maneiras pelas quais o estudante pode estudar a história e a influência de Nelson Mandela. Confira algumas delas!

Busque documentários

Conferir documentários para estudar no Enem sobre a política de Apartheid e a vida de Nelson Mandela pode ser interessante. Trata-se de uma alternativa prazerosa para se aprofundar no tema, conhecer curiosidades reais da luta contra a discriminação e descobrir o contexto no qual se encontrava a África do Sul do século XX. Entre as referências, vale mencionar os documentários “O milagre de Mandela” e “Mandela: o homem por trás da lenda”.

Procure por livros e filmes

Procurar por livros relacionados ao tema também pode te ajudar a se dar bem nas questões sobre Nelson Mandela no Enem. São diversas as obras a serem conferidas. Uma dica interessante é buscar pela autobiografia do líder, intitulada “Longa caminhada até a liberdade”. Assistir aos filmes que retratam a vida do sul-africano e o contexto histórico vivido pelo seu país também auxiliam no estudo. Entre eles, vale citar:

  • Mandela, a luta pela liberdade;
  • Mandela: Longo Caminho para a Liberdade;
  • Invictus.

Faça resumo e resolva questões

Por último, vale elaborar um resumo sobre os principais eventos históricos que cercam a vida de Nelson Mandela em ordem cronológica. Isso facilitará a compreensão sobre o modo como a história do sul-africano está relacionada à história de sua própria nação. Lembre-se, também, de buscar enunciados já cobrados no Enem ou em vestibulares para revisar o assunto com base em questões práticas. Se possível, ainda, confira as obras que caem no Enem e que possam ter relação com as questões raciais e discriminatórias, objeto da resistência e da prisão do líder.

A história de Nelson Mandela é, sem dúvidas, uma inspiração de liderança em favor das causas humanas e dos direitos civis universais. Sua trajetória, além disso, tem influências globais e eleva, ainda hoje, a luta da população negra contra a discriminação racial.

Tendo em vista a importância do evento histórico, que tem reflexo nos dias atuais, e a possibilidade de o tema ser cobrado na prova do Enem e em vestibulares, é fundamental que o aluno busque referências e se aprofunde no assunto. Nesse sentido, o Trilha do Enem pode ser um grande aliado. Por meio do portal, o estudante pode ter acesso a um plano de estudos personalizado, acompanhar aulas por vídeo e realizar simulados.

E então? Gostou do nosso conteúdo? Continue sua leitura e saiba, agora, o que é Fascismo e como ele pode cair no Enem!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Instituições Participantes do Vestibulares

O Vestibulares traz informações sobre os processos seletivos de sete instituições pelo Brasil: