Atualidades: 7 documentários para estudar os desastres ambientais

documentários para estudar para o enem

O mundo inteiro está de olhos abertos para as questões ambientais, e a situação inspira cuidado. Afinal, se os países não mudarem suas posturas em relação ao meio ambiente, em um futuro muito breve, colheremos sérias consequências ― muito mais perigosas que as vistas por aí.

Um exemplo disso são os desastres ambientais recentes, ou seja, catástrofes provocadas pela ação do homem na natureza, como foi o caso de Brumadinho, de Mariana e das queimadas da Amazônia dos últimos meses. Estas liberaram uma enorme massa de fuligem a ponto de alguns estados do Brasil terem ficado no escuro!

Sabemos que o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) procura abordar assuntos que tenham a ver com a realidade contemporânea, a fim de verificar a capacidade dos estudantes de refletir e argumentar sobre o que anda acontecendo no mundo. Assim, existe uma grande aposta de que o tema da redação tenha a ver com os desastres ambientais que vêm acontecendo.

Além disso, é bastante provável que essa temática seja discutida em diferentes partes da prova, já que possibilita uma abordagem transversal ― aplicada a diferentes áreas do conhecimento.

Por isso, para ajudar você a entender essa delicada questão dos desastres ambientais, separamos aqui uma lista com 7 documentários que retratam muito bem o assunto. Confira!

1. Rio de lama (2015)

Abrindo nossa lista, vamos falar do documentário “Rio de lama”, dirigido por Tadeu Jungle. Premiado pelo festival Sustainable Development Goals in Action Film Festival, promovido pela ONU (Organização das Nações Unidas), “Rio de lama” conta a história daquele que já foi o pior desastre ambiental do país: o rompimento da barragem de rejeitos de mineração do Fundão, em Mariana (MG), que arrasou com uma comunidade inteira e quase destruiu o rio Doce.

O objetivo do documentário é sensibilizar os telespectadores para a urgência em encontrar soluções para a tragédia, ao mostrar como ficou a região, o que aconteceu com as famílias atingidas e os impactos ao meio ambiente.

A ideia é apontar que desastres como esse poderiam ser evitados, se a ganância e a ineficiente gestão empresarial não estivessem acima de tudo, bem como jogar luz sobre a delicada situação das barragens de rejeitos do país.

2. O amanhã é hoje (2018)

Qual o impacto das mudanças climáticas na vida dos brasileiros, seja em áreas urbanas e rurais, seja nas florestas? Sob coordenação e produção de Thais Lazzeri, o documentário, de 2018, colhe relatos de seis brasileiros vindos de cinco estados a respeito de como as mudanças climáticas afetaram suas vidas.

Uma jovem indígena tornou-se brigadista após sobreviver a um incêndio sem precedentes; uma pequena agricultora conta como sobreviveu a 6 anos de seca; um produtor de ostras sofreu com o aumento da temperatura do oceano; um comerciante perdeu tudo com os deslizamentos no Rio de Janeiro; uma mulher perdeu dois carros com a alta das marés em uma cidade litorânea; a representante de uma comunidade à beira-mar precisou deixar tudo para trás, antes que o mar engolisse a região.

A ideia é mostrar como as mudanças climáticas não alteram apenas o meio ambiente, mas podem transformar de maneira significativa e irretocável a vida das pessoas. Para isso, por meio desses casos emblemáticos, a mensagem que o documentário deixa é: “se nada mudar, vai piorar”.

3. Nosso planeta (2019)

Esta é uma superprodução da Netflix que traz belíssimas imagens naturais e aponta como as mudanças climáticas estão causando impactos severos em todas as criaturas vivas.

Para tanto, “Nosso planeta” reúne, em oito episódios, diferentes habitats e percorre o mundo mostrando cenas que vão desde o remoto Ártico, florestas da América do Sul e as vastas paisagens africanas até os mais profundos e misteriosos oceanos.

Mas não espere somente cenas bonitas. Um dos mais impressionantes takes mostra a superpopulação de morsas, que se refugia em encostas pedregosas. O problema é que elas se desequilibram, caem e acabam esmagando umas às outras. Para a produtora Sophie Lanfear, foi uma das cenas mais difíceis de registrar em toda sua carreira.

4. Seremos história? (2016)

O documentário dirigido por Fisher Stevens utiliza a metáfora bíblica da criação do mundo para fazer um paralelo com sua destruição pelo homem. Este é o fio condutor utilizado para tratar a busca do ator Leonardo di Caprio, ativista ambiental e representante da ONU para alterações climáticas, que passou 3 anos em busca de uma resposta para o aquecimento global.

Para tanto, Di Caprio reúne-se com diversas personalidades mundiais para debater possíveis soluções para clima. Entre esses nomes estão Barack Obama, Ban Ki-moon, Elon Musk, John Kerry e Papa Francisco. Além disso, você não vai desgrudar da tela ao viajar pelo Ártico, China, Índia e Canadá e ver o que está acontecendo com o clima nessas regiões.

5. Oceanos de plástico (2016)

Outro documentário produzido pela Netflix, “Oceanos de plástico”, como o nome sugere, aborda a difícil questão das milhões de toneladas de plástico espalhadas pelos oceanos. Um inimigo silencioso e indestrutível que está pondo em risco a vida marinha.

Para isso, o diretor Craig Leeson explora zonas que estão sendo amplamente atingidas por esse tipo de poluição, bem como apresenta possíveis soluções para o problema. Mais de 8 milhões de toneladas de plásticos podem ir parar nos oceanos anualmente ― a maioria resultante de produtos de uso único.

6. Em busca dos corais (2017)

Dirigido por Jeff Orlowski, “Em busca dos corais” é um documentário que acompanha uma equipe de cientistas, fotógrafos e mergulhadores em uma expedição que procura compreender o desaparecimento dos recifes de coral.

Ao longo de 3 anos, foram registradas imagens do branqueamento de corais ― um problema ecológico resultante do aumento das temperaturas dos oceanos. Quando ocorre o branqueamento, os corais tornam-se translúcidos, e é possível observar seu esqueleto de carbonato de cálcio. Essa anomalia decorre da expulsão de algas importantes para a manutenção da vida das espécies de corais.

7. Catching the sun (2015)

“Pegando o sol”, em tradução livre, é um documentário que retrata a explosão de uma indústria geradora de energia solar sob diferentes perspectivas: o ponto de vista do dono, as reações do mercado, os embates políticos para aumento da produção em países como os Estados Unidos, as reduções fiscais para empresas de produção de energia suja etc.

Com isso, “Catching the sun” atinge o objetivo da diretora e ativista ambiental Shalini Kantayya: mostrar a importância de se realizar mais investimentos em energia renovável e limpa.

Esperamos que goste desses documentários sobre desastres ambientais e que eles sejam bastante úteis para que você consiga ampliar seus conhecimentos sobre esse tema complexo.

Mas lembre-se de que ter sucesso no Enem depende de saber bem como funcionam as provas. Então, essas produções devem servir como ferramenta de apoio, mas não o único meio de estudos. Nesse sentido, recomendamos o Trilha do Enem. Por lá, você faz simulados da prova e tem acesso a videoaulas, bem como a um plano de estudos, podendo aprofundar-se na questão ambiental de forma bem personalizada.

Vale a pena observar como as questões de meio ambiente foram tratadas em outras edições, verificar o gabarito, conversar com professores e ter atenção a possíveis eventos que aconteçam até a época do Enem, pois eles podem ser cobrados em algum momento.

Por falar em preparar-se para o Enem, fique mais um pouco com a gente e leia este post incrível com um passo a passo com várias dicas para seu planejamento de estudos!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Instituições Participantes do Vestibulares

O Vestibulares traz informações sobre os processos seletivos de sete instituições pelo Brasil: