Profilaxia: o que é e como pode cair no Enem?

mulher no dentista profilaxia

O termo “profilaxia“, antes desconhecido e até mesmo difícil de pronunciar, vem se popularizando nos últimos meses. O motivo, não é exagero estimar, está relacionado à pandemia do novo coronavírus. Ele designa uma etapa importante para evitar a doença, a única a que temos acesso até este momento.

Como costuma acontecer, temas sociais, políticos e econômicos mais relevantes do ano são cotados para se tornar tema da redação ou das provas objetivas do Exame Nacional do Ensino Médio. O tópico da profilaxia, portanto, é grande candidato a ser abordado, por exemplo, nas provas de Biologia e Química, a exemplo de outros assuntos diretos ou indiretos sobre o coronavírus no Enem.

Por isso, trouxemos uma análise dessa importante prática da área das Ciências Médicas. Continue a leitura e entenda o que é profilaxia, por que ela é importante e quais são os tipos existentes. Conheça, ainda, outras fontes de informações sobre o assunto. Mãos à obra!

O que é profilaxia?

O melhor sinônimo para a palavra profilaxia é prevenção. Ou seja, qualquer medida ou estudo que se dedique a pesquisar e a enumerar quais são as ações ou as atividades que visam proteger uma pessoa infectada ou mesmo impedir que ela se infecte por determinado microrganismo pode ser chamada assim.

Em termos práticos, a profilaxia impede a contaminação, mas também a evolução de diversos tipos de doenças. Entendeu agora porque a pandemia de Covid-19 trouxe o tema à tona? Sem uma vacina ou tratamento, a profilaxia é a única forma que temos de lidar com esse vírus.

Por que o tema é importante?

Então, um leque de possibilidades se abre para incluir a profilaxia no Enem. Por exemplo, ele pode discutir as medidas profiláticas relacionadas ao novo coronavírus, as formas de higiene a serem adotadas como prevenção e como a desigualdade social pode impedir a adoção de boas práticas.

É possível estender o tema para áreas das Ciências Sociais, como História e Geografia, abordando aspectos socioeconômicos e históricos da saúde pública no Brasil, por exemplo. Além disso, esse pode ser um ótimo tópico para a redação do exame, uma vez que permite diferentes abordagens e pontos de vista. Ou seja, você deve incluir a profilaxia no seu plano de estudos do Enem.

Quais são os principais tipos de profilaxia?

Então, para que você se aprofunde nos aspectos básicos do assunto — pelo menos no que diz respeito à prova de Biologia no Enem, já que não caberia aqui uma abordagem completa — vamos enumerar, abaixo, os principais tipos de profilaxia.

Tenha em mente que esse assunto é estudado obsessivamente por médicos e biomédicos acadêmicos, e que alguns dos pressupostos que apresentamos podem evoluir, sendo alvo de grande discussão especializada.

Profilaxia dentária

Pode parecer banal, mas a visita que você realiza semestralmente ao dentista é fundamental para a saúde dos seus dentes. As gerações atuais praticamente não sentem desconfortos ocasionados por problemas ortodônticos ou pelas temidas dores de dente.

Plano de Estudos para Medicina

Muitas vezes, a simplicidade de certos tratamentos se relaciona a um processo profilático muito bem-pensado e aplicado com esmero. Mas não é só em casos assim que a profilaxia tem valor. Existem opções que se adaptam a tratamentos médicos quando a doença já foi transmitida ou após tratamentos médicos.

Profilaxia de pós-exposição

Trata-se dos procedimentos adotados quando uma pessoa é exposta a situações de risco que, em tese, permitiriam que ela contraísse o vírus HIV. Por exemplo, em casos de acidentes com objetos cortantes contaminados, relação sexual desprotegida, rompimento do preservativo ou violência sexual.

Um coquetel de medicamentos é prescrito imediatamente (idealmente, deve ser utilizado antes de 72 horas após a exposição ao risco) e o paciente fica em observação, realizando exames periodicamente.

Quimioprofilaxia

Trata-se de um procedimento de prevenção à tuberculose e outras doenças, tanto em pessoas que estiveram expostas ao risco de contaminação quanto naquelas que foram contaminadas recentemente. A quimioprofilaxia envolve a prescrição das substâncias isoniazida, rifampicina ou pirazinamida, no caso da tuberculose. Ou seja, é um tipo de profilaxia praticado pela administração de substâncias químicas.

Profilaxia da malária

Entre 2017 e 2018, houve um aumento de quase 50% nos casos de malária no país, em função da negligência dos órgãos governamentais com a prevenção da doença. A profilaxia da malária é realizada a partir do uso da doxiciclina por todos que estiverem em contato com as áreas de risco, tratando-se, portanto, de um tipo de quimioprofilaxia.

Profilaxia da dengue

A prevenção da dengue acontece por meio da vacina contra a doença e de medidas, tais como evitar o acúmulo de água parada, ser consciente com o descarte do lixo, usar telas nas janelas e encher vasos de terra. Infelizmente, o Brasil é um dos países recorrentes em epidemias de dengue há muitos anos.

A profilaxia da doença se dá por meio de medidas que impedem o contato dos seres humanos com a fêmea do mosquito Aedes aegypti que, embora não seja o causador da enfermidade, é o hospedeiro intermediário, transmissor do vírus da dengue.

Como você pode se informar sobre o assunto?

O tema da prevenção de doenças é estudado pela Biologia (na prova de Ciências da Natureza e Suas Tecnologias). No entanto, os desdobramentos do assunto ramificam por outras áreas do conhecimento, como vimos. Ou seja, vale a pena não se restringir ao material didático dos cursinhos pré-vestibulares.

Acompanhe as notícias, pesquise o tema em fontes acadêmicas, na internet, participe de fóruns e grupos de discussão online. O importante é informar-se sobre o tema direta e indiretamente. Você sempre pode contar também com os artigos que publicamos aqui no Vestibulares. Estamos atentos a diversas questões que envolvem Biologia e saúde pública.

Por último, trate de relacionar o tema à pandemia de Covid-19. Afinal, se a profilaxia aparecer como tópico nas atualidades do Enem nas questões objetivas, discursivas ou na redação, é porque nosso lide diário com os efeitos da pandemia trouxe novamente esse assunto à tona.

E se tanta coisa para estudar parecer demais para você, não precisa se desesperar. É tudo uma questão de organização. Baixe a nossa planilha para organizar os estudos para o Enem e melhore o aproveitamento do seu tempo!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Instituições Participantes do Vestibulares

O Vestibulares traz informações sobre os processos seletivos de sete instituições pelo Brasil: