O que é feminicídio e como cai na prova e na redação do Enem?

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 38% dos assassinatos de mulheres no mundo são cometidos por companheiros masculinos das vítimas. No Brasil, a cada 100 mil mulheres, 4,8 são vítimas de feminicídio, o que nos torna o 5º país mais violento em relação ao sexo feminino no mundo.

Esses dados colocam o assunto do feminicídio como uma pauta relevante. Por isso, o tema pode marcar presença no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), sendo uma grande aposta para a proposta de redação em 2020. Para se inteirar e conferir dicas de estudo sobre esse tópico, continue a leitura! Por aqui, vamos responder às seguintes questões.

  • O que é feminicídio?
  • Por que esse tema é relevante?
  • Como é cobrado o feminicídio no Enem?
  • Como estudar feminicídio para vestibular e Enem?

O que é feminicídio?

O feminicídio refere-se ao homicídio de mulheres simplesmente por serem mulheres. Isto é, é considerado um crime qualificado e de discriminação, muitas vezes motivado por relações sociais de submissão feminina, machismo e uma cultura de agressão às mulheres, sendo a ponta de uma cadeia de violência.

Segundo Nadine Gasman, representante da ONU Mulheres no Brasil, “a violência contra mulheres é uma construção social, resultado da desigualdade de força nas relações de poder entre homens e mulheres”. Assim, o tema é uma importante e atual questão sociológica que pode cair no Enem.

Por que esse tema é relevante?

Um dos motivos para esse assunto estar entre uma das grandes apostas de assuntos de Atualidades no Enem 2020 é a alta do feminicídio em 2019 no Brasil. O número de assassinatos contra mulheres motivado por questões de gênero cresceu 7,3% em 2019, em comparação ao ano anterior.

Os dados, levantados pelo projeto Monitor da Violência e divulgados pelo G1, representam um recorde no número de feminicídios desde 2015, totalizando 1.314 casos. Esse número é relevante para o Enem 2020 porque não representam crimes aleatórios, mas sim crimes de ódio que revelam problemas sociais muito mais profundos.

Como é cobrado o feminicídio no Enem?

Como deu para ver, além de um assunto que se enquadra nas atualidades, o feminicídio no Enem também é matéria para a Sociologia. Afinal, está intimamente relacionado às organizações sociais e culturais e, além disso, causa diversos impactos na sociedade.

Desse modo, o assunto pode aparecer em questões diretas ou indiretas no caderno de Ciências Humanas e suas Tecnologias. Outra forte aposta, como comentamos, é que o feminicídio seja o tema da redação de 2020, devido à relevância do tema e às suas implicações na sociedade brasileira.

Como estudar feminicídio para vestibular e Enem?

Agora que você já entendeu melhor sobre o que é feminicídio e por que esse tema é importante, veja como estudá-lo para o Enem 2020!

Revise os pontos relacionados de Sociologia e de História

Vale a pena fazer resumos para o Enem de temas que conversam com a questão do feminicídio, como os movimentos sociais pelo respeito e pela igualdade de direito das mulheres. Estude os primeiros ecos do feminismo, o movimento sufragista e as principais conquistas das mulheres no decorrer da história.

Confira a legislação referente ao assunto

Atualmente, o Brasil conta com a Lei do Feminicídio (Lei nº 13.104/2015), que eleva a punição em crimes contra mulheres quando são motivados por questões de gênero, casos em que o homicídio é considerado qualificado. Além disso, a pena de reclusão aumenta quando o crime é cometido:

  • na presença de filhos, pais ou avós da vítima;
  • quando a mulher está grávida e até três meses após o parto;
  • contra vítimas menores de 14 ou maiores de 60 anos ou portadoras de deficiência.

Em 2019, foi aprovada a emenda constitucional que torna os crimes de feminicídio imprescritíveis, isto é, eles podem ser julgados a qualquer tempo, independentemente da data em que ocorreram. Essa é uma medida importante porque muitos casos de violência contra a mulher são subnotificados.

banner de preparação para o enem 2021

Além disso, nosso país conta com a Lei Maria da Penha (Lei nº 11.340/2006), que torna mais rigorosa a punição de agressores contra mulheres, especialmente quando a violência é doméstica e familiar.

Acompanhe notícias do Brasil e do mundo

Adquira o hábito de acompanhar notícias do Brasil e do mundo. Isso é importante não apenas para ter o assunto do feminicídio fresco na cabeça, como outros temas de atualidades que possam ser cobrados no Enem 2020.

Faça as propostas de redação anteriores

Caso esse tema apareça mesmo na proposta de redação, é bom estar preparado! Por isso, anote no seu calendário de estudos a produção de textos dissertativos-argumentativos. Você pode utilizar as propostas do Enem de anos anteriores para treinar.

Cadastre-se no Trilha do Enem

O Trilha do Enem é uma plataforma de estudo online completa. Basta se cadastrar gratuitamente para ter acesso a diversos conteúdos para o Exame, videoaulas, exercícios, simulados e um plano de estudos personalizado.

Assista a filmes, documentários e séries

Filmes, documentários e séries ajudam a entender o assunto de forma mais dinâmica. Assim, você poderá desenvolver uma visão crítica e contextualizada sobre a violência contra a mulher, a busca por uma sociedade igualitária e o feminicídio. Anote aí algumas sugestões!

Um céu de estrelas (1996)

Para começar nossa lista, esse filme brasileiro de Tata Amaral é considerado um dos mais importantes da década de 1990. Ele conta a história de uma cabeleireira que, ao tentar romper seu relacionamento, torna-se refém do ex-noivo e passa por situações críticas de violência doméstica.

O silêncio das inocentes (2010)

Esse documentário brasileiro de Ique Gazzola mostra como foi o processo para aprovação da Lei Maria da Penha. A produção traz depoimentos de vítimas de violência doméstica, enquanto conta a história da própria Maria da Penha, que ficou paraplégica após ser baleada pelo marido.

Pelos meus olhos (2003)

O filme da diretora espanhola Icíar Bollaín mostra a dificuldade que muitas mulheres têm em se desvencilhar de relacionamentos abusivos a partir da história de Pilar, uma mulher que tenta fugir de um lar de agressões levando seu filho. O marido a persegue, faz chantagens emocionais e a envolve novamente em uma série de atitudes violentas.

A filha da Índia (2014)

O documentário produzido pela BBC e dirigido por Leslee Udwin relata o estupro coletivo brutal que levou à morte da jovem Jyoti Singh Pandey. O crime ocorreu em Nova Déli, em 2012, e motivou uma série de protestos de mulheres por toda a Índia, uma das nações em que a violência de gênero e o feminicídio são ainda bastante naturalizados.

Os homens que não amavam as mulheres (2009)

O filme sueco do diretor Niels Arden Oplev baseia-se no livro homônimo de Stieg Larsson, que também vale a leitura. A trama policial acompanha o jornalista Mikael Blomkvist e a jovem hacker Lisbeth Salander em uma investigação sobre diversos crimes motivados pelo ódio às mulheres.

You (2018)

A série da Netflix relata a história de um homem que passa a vigiar e a controlar uma garota por quem ele fica obcecado. A produção mostra como a violência com a mulher pode começar sutilmente, além de permear as histórias de outras personagens femininas encurraladas e que se tornam vítimas de abusos físicos e psicológicos.

Enfim, em 2019, o feminicídio era uma aposta para a redação e permanece sendo um tema de grande relevância. Então, vale a pena acompanhar notícias sobre o assunto, estudar os pontos que levantamos e desenvolver uma visão crítica para, assim, ser capaz de pensar em propostas de intervenção ao problema.

Aproveite que está aqui, leia também nosso texto sobre outros possíveis temas para a redação do Enem 2020 e prepare-se!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

prouni, crédito estudantil, fies ou bolsa privada

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.