6 dicas fundamentais para acertar na coesão da redação do Enem

6dicasfundamentaisparaacertarnacoesaodaredacaodoenem

Quando chega a hora de fazer o Enem, uma palavrinha costuma tirar o sono de muitos estudantes: Redação. Pelo fato de ser responsável pela maior nota do exame, a produção textual costuma ser considerada um dos quesitos mais complexos para quem vai fazer a prova, principalmente porque exige diversas habilidades. Uma dessas exigências é a coesão, que nem sempre é um tópico muito compreendido pelos vestibulandos, gerando muitas dúvidas.

Se você faz parte do time que nem faz ideia do que é um texto coeso e vai estudar sozinho para a prova, pode voltar a respirar normalmente, porque nós vamos ajudar nisso! Ao longo desse artigo, você vai descobrir o que é a coesão, qual a função dela na sua redação do Enem e, acredite, também vamos mostrar como é possível utilizar os elementos de coesão em seu texto para ter uma boa nota. Quer saber tudo? Continue lendo!

Saiba o que é coesão

Pode ser que você nunca tenha escutado essa palavra na sua vida, por isso, vamos começar pelo básico: a coesão textual é a relação que existe entre os elementos que são colocados em seu texto. Já reparou que os parágrafos de um texto normalmente possuem uma ligação entre si? Isso significa que os elementos coesivos foram bem utilizados.

No entanto, você também pode ter reparado que alguns textos não apresentam essa ligação, o que transmite a ideia de que as frases e os parágrafos estão sem harmonia entre si e desconexos, não é mesmo? Nesses casos, os textos não está coeso, pois não apresentam os elementos necessários para que exista essa interação entre o que está escrito em cada parte da estrutura textual.

Conheça a diferença entre coesão e coerência

Apesar de as duas serem importantes na redação do Enem, é necessário saber que a coesão e a coerência são aspectos completamente diferentes em um texto. Basicamente, a primeira está relacionada à característica estrutural. Por conta disso, é possível estabelecer a coesão por meio de palavras específicas — não se preocupe, vamos revelar algumas delas para você — que são inseridas ao longo dos parágrafos.

A coerência, por outro lado, está muito mais relacionada ao sentido que o texto vai apresentar. Sendo assim, uma redação coerente é aquela em que as ideias apresentadas estão em equilíbrio e têm relação entre si, fazendo com que exista harmonia entre o que está na introdução, no desenvolvimento e na conclusão do que foi escrito.

Entenda quais são os elementos de coesão

Agora que você já entendeu o que é um texto coeso, chegou a hora de conhecer alguns dos elementos de coesão, que são aquelas palavras utilizadas estrategicamente para que estabeleçam contato entre as diversas partes de um texto.

Para isso, vale a pena entender que existe uma classificação de acordo com a forma que esses termos vão aparecer na produção textual: existe a coesão referencial e a coesão sequencial.

No caso da referencial, os termos que são utilizados vão fazer referência a algo que já foi citado no texto — é o que ocorre quando usamos sinônimos, por exemplo! Dessa forma, é possível evitar a repetição de palavras e conceitos, o que mostra domínio de vocabulário e aumenta a sua chance de ganhar pontos na redação.

Já a coesão sequencial acontece de forma um pouco diferente: ela serve para conectar uma frase a outra, além de fazer a união dos parágrafos. Portanto, normalmente consiste no uso de conjunções que vão guiar o texto e apresentar a relação entre o que foi escrito em cada etapa textual.

Exemplos de elementos de coesão sequencial

Nem sempre é fácil pensar nos termos que serão utilizados na hora de escrever o seu texto do Enem, não é mesmo? Pensando nisso, reunimos aqui alguns dos principais elementos de coesão que você pode utilizar, de acordo com a ideia que queira passar no início ou no final de um parágrafo. Confira a lista abaixo:

  • mas;
  • porém;
  • contudo;
  • no entanto;
  • por conseguinte;
  • entretanto;
  • logo;
  • desse modo:
  • em síntese;
  • possivelmente;
  • evidentemente;
  • ademais;
  • aliás;
  • porque;
  • haja vista que.

Veja como empregar os conectivos

Depois de conhecer alguns dos conectivos que podem ser utilizados em seu texto, é provável que você queira saber como utilizá-los, certo? Então, preste muita atenção, pois é isso que vamos explicar aqui!

Primeiramente, é importante que você insira esses conectivos sempre que for preciso fazer a transição de uma frase para outra. Quer acertar nisso? É simples: tenha em mente qual a ideia que você quer passar em cada um dos parágrafos do seu texto.

Então, se você expôs um fato que é frequente na sociedade, mas que traz impactos negativos, é possível utilizar um conectivo que transmita uma oposição, como “mas” e “contudo”. Se a ideia é apontar uma possibilidade, é válido utilizar conectivos como “possivelmente” ou “é provável que”.

Além disso, também é primordial ficar atento para não gerar repetição dos conectivos. Por isso, se você perceber que algum deles está aparecendo em seu texto com mais frequência do que deveria, é preciso substituí-lo por um sinônimo, ou seja, por um conectivo que tenha o mesmo significado daquele que já utilizou anteriormente.

Por fim, utilize os elementos de coesão para garantir a união dos parágrafos. Se isso parece muito difícil, não precisa se preocupar: chegou a hora de aprender.

Saiba começar e terminar os parágrafos

Já imaginou se você começasse todos os parágrafos da sua redação do Enem com a mesma palavra? Pode acreditar: o texto ficaria repetitivo e você não conseguiria atingir a nota mínima para o curso que deseja conquistar a partir de sua nota. Portanto, é válido pensar em formas de conseguir iniciar e terminar cada parte do seu texto de acordo com o que será abordado, guiando o leitor em cada momento.

Caso isso seja muito difícil para você, comece seu texto apresentando o assunto de forma objetiva. Ao começar o seu desenvolvimento, use conectivos entre os argumentos apresentados e, sempre que for preciso, faça uso da coesão referencial. Por fim, invista em termos conclusivos, como “em suma” e “portanto” para demonstrar o fechamento das ideias expostas.

Mantenha a concentração e o foco na escrita

Viu como é possível usar a coesão a seu favor? Porém, não esqueça que também é preciso respeitar a estrutura de redação exigida na proposta do texto, desenvolver bons argumentos e ficar atento a outras características gramaticais e ortográficas, evitando os erros de Português. Portanto, é importante separar um momento específico para ter mais foco durante a produção textual, fazer um rascunho e revisar tudo que foi escrito para conseguir eliminar possíveis erros.

Agora é com você: continue se preparando para a redação do Enem e praticando para conseguir a nota que deseja. Foca na aprovação!

Infográfico: tema de redação do Enem

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.8 / 5. Número de votos: 4

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Instituições Participantes do Vestibulares

O Vestibulares traz informações sobre os processos seletivos de sete instituições pelo Brasil: