Os principais erros de português cometidos no Enem e vestibulares

osprincipaiserrosdeportuguescometidosnoenemevestibulares

Só de pensar em fazer uma redação você já sentiu aquela tremedeira? Pois saiba que não está sozinho. Ela é um dos principais desafios dos estudantes que estão prestando o Enem ou outros vestibulares. Mas não tem segredo: basta ler bastante para adquirir conhecimentos diversos e treinar a escrita para se sair bem no dia do exame.

O importante é ficar de olhos atentos para que os piores erros de português passem bem longe da sua redação. A seguir, listamos os mais cometidos pelos candidatos dos vestibulares. Confira e aprenda de uma vez por todas!

Colocação pronominal

Talvez você se lembre, no contexto das aulas de Português na escola, daquelas três palavrinhas complicadas com um grande significado: próclise, ênclise e mesóclise. Elas nada mais são do que as posições em que o pronome se encontra em uma frase — no caso, antes do verbo, depois e no meio dele, respectivamente.

Vamos começar pela mesóclise. Ela raramente é usada no nosso dia a dia por um grande motivo: seu nível de formalidade. Então a dica aqui é reformular a frase para que não seja necessário utilizá-la.

A próclise acontece quando há expressões negativas, advérbios sem vírgula, conjunções subordinativas, frases exclamativas, pronomes indefinidos, demonstrativos ou relativos e com gerúndio, quando ele vier acompanhado da preposição “em”.

Por sua vez, a ênclise se dá quando houver verbo no:

  • imperativo afirmativo;
  • gerúndio — salvo quando tiver a preposição “em” antes;
  • início da frase;
  • infinitivo pessoal — sendo afirmativa ou interrogativa.

Uso de vírgulas

A regra da vírgula é clara: não se pode separar o sujeito do predicado ou o verbo de seu complemento — basicamente, em nenhuma situação em que há quebra no sentido da frase. Além disso, ela aparece quando há algum deslocamento de orações, entre as coordenadas, nas adverbiais e nas adjetivas explicativas.

banner de preparação para o enem 2021

Tenha sempre em mente a importância da vírgula. Ela pode ser pequena, mas é capaz de causar um estrago gigantesco no sentido de uma frase. E temos certeza de que não é isso que você quer nesse momento tão decisivo, não é mesmo?

Crase

Para simplificar bastante a questão, a crase é utilizada antes de palavras femininas — sendo “à” para singular e “às” para plural. Então, nada de usá-la diante de termos masculinos ou de expressões em que o artigo não pode ser substituído por “ao”.

Há também um macete que diz: “vou a, volto da, crase há. Vou a, volto de, crase para quê?”. Considere-o sempre que estiver em dúvida sobre o uso correto.

Regência verbal

Talvez essa seja a maior dificuldade de muitas pessoas e também um dos erros mais comuns do português. Afinal, é uma parte da gramática que exige bastante atenção. São diversos os casos em que é preciso refletir sobre a regência verbal — são alguns:

  • assistir: se for no sentido de “ver televisão”, tem crase. Mas em se tratando de cuidar de alguém, não;
  • agradar: sem preposição, significa acariciar — com ela, tem sentido de satisfazer;
  • visar: se não quiser dar à frase o sentido de olhar, precisa vir acompanhado de uma preposição.

Troca de sentidos

Se a intenção fosse falar de todos os termos e expressões que os candidatos costumam usar, mas que tem um sentido diferente, a lista seria imensa. Mas reunimos abaixo os principais, para que você fique atento:

  • onde: só é usado com o sentido de lugar. Nos demais casos, opte por “em que”;
  • mas é usado no sentido de “porém”, enquanto mais dá a ideia de quantidade;
  • de encontro a: significa estar contra algo. Se quiser falar que algo é coerente, a escolha correta é “ao encontro de”;
  • discriminar: trata-se de lidar com algo ou alguém de forma desigual ou, ainda, separar coisas. Descriminar, por sua vez, significa tirar culpa de um crime;
  • através: dá a ideia de atravessar. Nos demais casos, utilize “por meio de”.

Lembre-se de que esses são apenas alguns dos erros de português mais frequentes que não podem estar em sua redação. Afinal, o domínio da língua é uma das competências avaliadas pela banca e, caso o seu texto esteja impecável, receberá muitos pontos por isso. Então, que tal começar a estudar agora mesmo e seguir aprimorando os conhecimentos para conquistar a aprovação?

Se está em busca de bons materiais para estudar, temos um conteúdo especial para você: confira este guia completo sobre redação que vai ajudar tanto na prova do Enem quanto de outros vestibulares!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 4

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

prouni, crédito estudantil, fies ou bolsa privada

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.