O que são briófitas e como estudar o tema para o Enem?

briófitas

O estudo do Reino Plantae é muito importante para a Biologia. Esse também é um assunto complexo, cheio de informações e detalhes. Por isso, estudá-lo é essencial para quem quer se dar bem nas provas! Não se esqueça que a Botânica é um dos temas mais cobrados no Enem e nos vestibulares e, portanto, é bom dedicar tempo a esse tópico.

Uma matéria que merece destaque são as briófitas, um grupo primitivo de plantas, caracterizadas pelo tamanho pequeno, pela preferência por locais úmidos e pela ausência de vasos condutores de seiva. Mas quais são as suas características? Como é a sua reprodução?

A seguir, explicaremos esse tema com mais detalhes para que você arrase na prova do Enem. Boa leitura!

O que são as briófitas?

O estudo das briófitas é muito cobrado na prova de Ciências da Natureza e Suas Tecnologias no Enem. Portanto, entender os seus conceitos é essencial. As briófitas compõem um grupo de plantas considerado o mais simples entre as quatro subdivisões do reino e que apresenta características específicas.

Elas são encontradas em locais sombreados e úmidos, como tronco de árvores, pedras ou barrancos. Por não terem vasos de condução, o que impossibilita o transporte de nutrientes e água por distâncias longas, são de pequeno porte. Além disso, o corpo é delgado, o que também dificulta a sustentação de plantas longas.

As briófitas são colonizadoras iniciais de superfícies de solos nus e rochas, o que contribui para a diversidade dos ambientes. Algumas espécies conseguem armazenar carbono, contribuindo para o ciclo global do elemento. Por serem sensíveis à alteração do meio, são consideradas indicadoras da qualidade do ar, pois quase não estão presentes em áreas poluídas.

Quais as principais características estruturais das briófitas?

Já se perguntou o que cai no Enem sobre esse tema? Para guiar os seus estudos, não deixe de dar uma olhada nas características estruturais das briófitas. De modo geral, elas são formadas por três partes:

  • rizoides — são filamentos que têm o objetivo de fixar as plantas no ambiente, além de absorver sais minerais e águas. Essas estruturas são frágeis e delicadas, semelhantes a raízes primitivas;
  • cauloide — é caracterizado por uma pequena haste de onde partem os filoides. São como caules primitivos;
  • filoides — são as estruturas que contêm clorofila, sendo capazes de realizar fotossíntese. São como as folhas primitivas.

Por conta da ausência de vasos condutores, a água absorvida é transportada por meio da difusão, de célula em célula. Logo, esse tipo de transporte é bastante lento, limitando o desenvolvimento de um grande tamanho. Portanto, essas plantas são pequenas, têm no máximo 10 cm.

Como é a reprodução das briófitas?

Outro assunto cobrando na prova de Biologia no Enem é sobre a reprodução desse grupo. As briófitas se apresentam de dois modos ao longo de sua vida: esporófito ou gametófito. A planta propriamente dita, com forma de vida duradoura e independente, é o gametófito (n). Ele apresenta as seguintes características:

  • tem sexos separados;
  • é clorofilado;
  • o gameta é conhecido como gametângio e é formado por mitose.

Já o esporófito (2n) é a fase secundária. Ele é constituído por uma haste pequena que se dispõe sobre o gametófito feminino. As principais características são:

  • esporos se dispersam pelo ar;
  • esporos são produzidos por meiose;
  • apresenta uma estrutura chamada de opérculo, semelhante a uma tampa que recobre o esporângio e, quando maduro, cai e libera os esporos.

As briófitas dependem da água para se reproduzir de maneira sexuada. Desse modo, os gametas masculinos (anterozoides) se movimentam com a ajuda de flagelos, chegando até os gametas femininos (oosfera). Quando ocorre a fecundação, o zigoto passa por mitose até formar um embrião.

Por sua vez, esse embrião se desenvolve e passa por novos processos de mitose até que se origina um esporófito. Na cápsula, os esporos se desenvolvem por meio de meioses da célula-mãe. Após um determinado período, eles são liberados, e o esporófito morre.

Quais são as principais plantas que fazem parte dessa categoria?

Dentro do grupo das briófitas, é possível encontrar três filos com seus representantes:

  • Marchantiophyta — tem como representante as hepáticas, que recebem o nome por conta do formato semelhante ao do fígado. Um diferencial é que não apresentam estômatos;
  • Bryophyta — apresentam os musgos como representantes. São conhecidos como “tapetes verdes” pelo crescimento e textura em conjunto por superfícies;
  • Anthocerotophyta — fazem parte do filo os antóceros. Apresentam esse nome por conta de uma parte cônica e alongada, semelhante a um chifre.

Como esse assunto é cobrado nos vestibulares?

Agora que você já sabe a teoria, chegou a hora de praticar uma questão de Biologia no vestibular de Ciências Biológicas sobre briófitas. Para isso, lembre-se de aprofundar os seus estudos e de resolver vários exercícios por semana, com o intuito de aumentar o seu aprendizado.

Confira, agora, dois exemplos de questões que já caíram em provas de vestibulares de Ciências Biológicas!

(UFT/2011.2) As briófitas são plantas avasculares de organização estrutural relativamente simples e apresentam alternância de gerações, na qual:

Tour pela prova do Enem

a) A geração diploide, denominada gametófito, constitui a parte dominante do seu ciclo de vida;

b) a geração haploide, denominada esporófito, constitui a parte dominante do seu ciclo de vida;

c) a geração haploide, denominada gametófito, constitui a parte dominante do seu ciclo de vida;

d) a geração diploide, denominada esporófito, constitui a parte dominante do seu ciclo de vida;

e) a geração haploide, denominada esporângio, constitui a parte dominante do seu ciclo de vida.

Resposta: letra c.

(UEPG/2018) As briófitas são plantas que apresentam características de transição do ambiente aquático para o terrestre. Assinale o que for correto sobre este grupo.

a) As briófitas não possuem raízes e a absorção de água do meio ocorre diretamente através da superfície do corpo do gametófito em contato com o substrato, fixo por meio de rizoides;

b) as células epidérmicas das briófitas secretam, na superfície exposta ao ar, substâncias que formam uma película protetora e impermeabilizante;

c) os anterozoides em contato com a oosfera originam um zigoto haploide (n), o qual desenvolve-se no anterídio, formando o gametófito (2n). Neste local, por meio da meiose, são produzidos e liberados os esporos diploides (2n);

d) nos gametófitos, podemos encontrar os gametângios, localizados, muitas vezes, na parte apical do corpo da planta. Há a parte masculina, com anterídio, onde são formados os anterozoides, e a parte feminina, com arquegônio, onde é formada a oosfera;

e) uma característica das briófitas, ligada ainda à dependência em relação à água, é a presença de gametas masculinos flagelados, os quais deslocam-se de modo eficiente em meio líquido.

Respostas corretas: a, b, d, e.

Arrase nos estudos!

Agora que você já sabe o que são briófitas e quais são as suas principais características, lembre-se de colocar o conhecimento em dia. Para isso, vá além da leitura de apostilas e resolução de exercícios, e assista filmes para estudar Biologia! Muito prático, não é mesmo?

Gostou do post e quer complementar a sua leitura? Então, conheça os principais biomas brasileiros!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos!

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Oops! Invalid captcha, please check if the captcha is correct.