Confira 8 dicas que vão facilitar o estudo do Teorema de Pitágoras

moça estudando o teorema de pitágoras

Você é desses que só de ler nomes estranhos relacionados a cálculos e números, como Teorema de Pitágoras, já sente um bloqueio mental e acha que nunca conseguirá decorar a fórmula ou resolver as questões do vestibular ou do Enem?

Mas apesar da sua dificuldade, você sabe que, assim como funções matemáticas, esse é um dos temas que mais caem na parte de Matemáticas e suas Tecnologias, certo? Então, para você estudar com mais tranquilidade, reunimos algumas dicas para ajudá-lo. Elas são bastante práticas, e você conseguirá usar hoje mesmo.

Mas antes de tudo, vamos relembrar seu significado. O Teorema de Pitágoras é uma relação matemática que nos ajuda a calcular as medidas de um triângulo retângulo. Sua regra diz: “o quadrado da medida da hipotenusa é igual à soma dos quadrados da medida dos catetos”.

Bem, pode parecer complicado no primeiro momento. Mas saiba que a prática é mais fácil do que você imagina! Quer descobrir como estudar melhor e se dar bem nas questões, sem precisar se preocupar com fórmulas matemáticas? Confira!

1. Certifique-se de que se trata de um triângulo retângulo no cálculo

Você deve se lembrar de que existem triângulos de vários tipos, né? Existem os seguintes:

  • isósceles: com 2 lados iguais e 1 diferente;
  • equilátero: com todos os lados iguais;
  • escaleno: nenhum dos lados iguais;
  • obtuso: um dos lados é maior que 90º;
  • retângulo: um dos lados é igual a 90º.

O Teorema de Pitágoras é usado apenas nos triângulos retângulos. Assim, procure encontrar um ângulo reto, ou seja, de 90º — que é aquele formado por retas perpendiculares.

Ficou com dúvida na hora da identificação? Então, anote o seguinte truque: uma das retas precisa ficar totalmente tangenciada ao chão. Se precisar, mova mentalmente a figura. A reta perpendicular a esta tem de conseguir encostar totalmente em uma parede. Se isso funcionar, então você já tem o triângulo certo.

2. Compreenda bem a nomenclatura dos lados do triângulo retângulo

Existem questões nas quais vêm uma informação do tipo: “a hipotenusa vale 25”. Como você começaria o cálculo?

Antes de tudo, é importante entender que o maior lado da figura fica oposto ao maior ângulo, que necessariamente será o de 90º. Ele recebe o nome de hipotenusa. Já os outros dois são os catetos. Assim, se chamássemos a hipotenusa de “a” e os catetos de “b” e “c”, a fórmula seria: a² = b² + c².

3. Entenda a fórmula em vez de decorar

Decorar pode até servir, às vezes. Mas só isso não é o suficiente. Entender o que é Teorema de Pitágoras e todo o processo por trás da existência da fórmula é um passo essencial.

Bem, sabemos que ela é a² = b² + c². Uma das explicações para ela é você visualizar um quadrado tangenciando cada um dos lados no triângulo. Dessa forma, na representação: 5² = 3² + 4², cada quadrado estaria dividido no total de partes desses resultados. Ou seja, o lado maior, a hipotenusa, teria 25 quadradinhos dentro do seu quadrado grande. E, ainda, ela representaria a soma dos quadradinhos dos outros lados.

4. Compreenda em quais cálculos ele é de fato necessário

Você já entendeu que o Teorema de Pitágoras só dá certo em triângulo retângulo, certo? Mas não vá pensar que é só enxergá-lo para sair aplicando a fórmula, sem antes ler o que o problema pede, está bem?

Além disso, na questão de matemática no Enem, ou do vestibular, não espere enxergar claramente a figura geométrica. Muitas vezes, ela é reproduzida por meio de outras situações. Por exemplo, o problema pode querer descobrir a altura de uma árvore, a partir das distâncias das sombras formadas, sendo a medida da árvore um dos catetos.

5. Domine o trio pitagórico primitivo

Também chamados de ternos pitagóricos, eles são as sequências dos 3 números nos resultados do Teorema de Pitágoras. A sequência 3, 4, 5 é a mais comum e, muitas vezes, os outros números apenas derivam dela. Por exemplo, multiplicando tal sequência por 2, teríamos 6, 8 e 10.

Assim, ao conhecer os ternos pitagóricos mais comuns, é possível chegar mais rápido a um resultado, sem precisar fazer muitos cálculos. Além dessa sequência, existem algumas outras também, como:

  • 5, 12, 13;
  • 7, 24, 25;
  • 8, 15, 17;
  • 9, 40, 41.

6. Faça mapas mentais

Outro jeito interessante de estudar o Teorema de Pitágoras é realizar mapas mentais. Eles melhoram a organização da compreensão sobre determinado tema, já que, no lugar de um texto imenso, colocamos gravuras, fórmulas e palavras curtas. Assim, usamos a memória fotográfica para nos ajudar a fixar pequenos detalhes.

Uma dica para montar o seu é usar cores ou detalhes que chamam a atenção. Então, desenhe o triângulo retângulo, pinte e insira outras referências que façam com que ao apenas olhar a imagem você já consiga resgatar muitas informações ao mesmo tempo.

7. Resolva exercícios

Bem, é claro que é imprescindível saber a aplicação do Teorema de Pitágoras também. Assim, não deixe de ir atrás de provas anteriores e treinar muito. Uma maneira prática de consegui-las é pelo Trilha do Enem. Lá, você estuda de forma personalizada, de acordo com o seu nível de conhecimento e resolve vários simulados. A possibilidade de assistir a videoaulas é outro diferencial na plataforma, o que pode aprimorar ainda mais sua compreensão sobre a matéria.

8. Ensine alguém

Um dos melhores modos de fixar na mente um conteúdo importante é ensiná-lo a alguém. Assim, ao perceber algum colega com dúvidas, ofereça sua ajuda. Essa prática pode até voltar para você em outro momento, já que é possível que você também tenha dificuldades em outra matéria, e essa mesma pessoa poderá te auxiliar.

Bem, depois de toda essa conversa de como estudar o Teorema de Pitágoras, você já tem muitas dicas para colocar em prática. Agora, você viu que não adianta apenas decorar fórmulas, não é mesmo? É preciso também entendê-las e saber aplicá-las!

Gostou do conteúdo? Então, descubra a seguir como montar um plano de de estudos para o Enem e ter mais sucesso na prova!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 6

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Instituições Participantes do Vestibulares

O Vestibulares traz informações sobre os processos seletivos de sete instituições pelo Brasil: