Privilégio: como esse tema pode ser cobrado no Enem?

Privilégio

banner de preparação para o enem 2021

Muito se fala sobre a palavra privilégio. É bem provável que você já tenha escutado esse termo por aí ou até mesmo que já o tenha usado em alguma discussão. Mas, afinal, o que isso significa?

Alguns sinônimos de privilégio, de acordo com o dicionário, são: direito, garantia e vantagem. Além desses, podemos mencionar palavras com sentidos diferentes, como liberdade, autorização e oportunidade.

Já deu para perceber que esse não é um conceito tão simples, não é mesmo? Por isso, é fundamental que você saiba como utilizá-lo corretamente na sua redação do Enem e de outros vestibulares. Continue a leitura e aprenda informações preciosas sobre o tema!

O que é privilégio?

Como vimos, o termo privilégio pode ter vários significados. Que tal conversamos um pouquinho sobre alguns deles?

Direito

Direitos são ações garantidas à população. Por exemplo: nós, brasileiros, temos direitos garantidos na educação, saúde, entre outros.

Vantagem

A vantagem, por sua vez, tem uma relação mais próxima ao “privilégio” sobre o qual ouvimos tanto falar nos dias de hoje. Ela se trata de um benefício que algo ou alguém tem sobre outro.

Autorização

Consentimento também tem é um assunto muito falado atualmente. E ele pode ser sinônimo de privilégio, já que se trata de uma autorização para que uma ação seja realizada.

Liberdade

A liberdade também tem tudo a ver com o privilégio. Afinal, ao termos uma vantagem sobre algo, temos também a capacidade de realizar aquela ação. Ou seja: estamos livres para isso.

Oportunidade

Liberdade e oportunidade andam juntos. Ao estarmos livres para realizar determinada ação, temos a chance de fazê-la. Se você faz parte de um grupo que não dispõe desses privilégios, o seu acesso será limitado e, portanto, as oportunidades serão reduzidas.

Qual é a diferença entre privilégio e direito?

Infelizmente, os dois conceitos — que são vistos como sinônimos na teoria — são bem diversos na prática. Ainda que a Constituição Brasileira mostre que os direitos e deveres são iguais para todos os brasileiros, a desigualdade é sentida diariamente na pele dos grupos oprimidos.

Assim, vemos que o privilégio é restrito a poucos grupos. Os contemplados são, normalmente, homens brancos, ainda que mulheres caucasianas também tenham privilégios quando comparadas às negras. A classe social e a orientação sexual também seguem padrões, sendo os ricos e heterossexuais os mais privilegiados.

As pessoas privilegiadas são aquelas que podem usufruir quase que plenamente de seus direitos previstos na Constituição. Para os outros grupos, isso se torna difícil graças ao preconceito estrutural visto em nossa sociedade.

Como o privilégio se relaciona com o racismo?

Como visto, o conceito de privilégio pode ter muitos significados. Você também aprendeu que, apesar disso, muitas vezes eles não são observados na prática. Um bom exemplo disso é o que acontece com o racismo no Brasil.

Ainda que a população preta e parda (que corresponde a mais de 50% de todos os brasileiros) tenha os mesmos direitos constitucionais que qualquer outro grupo étnico, a realidade negra é bem diferente.

Teste Vocacional Rápido

Confira, a seguir, algumas estatísticas que ilustram esse fato:

  • em 2017, foram analisados os casos de crianças de até 5 anos que morreram por “causas evitáveis”. De todas, mais de 50% eram pardas e pretas;
  • o número de homicídios de pessoas negras subiu mais de 11% no Brasil em 10 anos, enquanto a taxa relativa aos brancos caiu no mesmo período;
  • segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a taxa de analfabetismo no Brasil é de 9,1% para os negros e apenas 3,9% para os brancos;
  • a evasão (abandono) escolar também é muito maior entre os negros, atingindo 28,8% desse grupo;
  • esses dados refletem também na taxa de desemprego, que atinge 64,2% da população preta e parda brasileira;
  • além disso, pretos e pardos recebem remunerações menores ao realizarem o mesmo trabalho que os brancos, fator que afeta ainda mais as mulheres negras.

Você pode conferir essas e outras estatísticas nas fontes utilizadas, que foram o Atlas da Violência 2020* e o jornal El País**. Ambas trazem informações preciosas para o seu aprendizado!

Como podemos ver, as oportunidades e até mesmo a liberdade de certos grupos são menores do que as observadas em outros. Esse é um exemplo clássico de privilégio para uma classe favorecida — no caso, os brancos.

E com as outras minorias?

Os pretos e pardos não são os únicos afetados em um cenário de privilégios sociais. Outras minorias também sofrem os seus impactos diariamente.

Alguns bons exemplos são:

  • homossexuais;
  • transexuais;
  • mulheres;
  • brasileiros de origem do Norte ou do Nordeste (quando o assunto é o êxodo rural);
  • pessoas de outras etnias (indígenas, asiáticos, africanos, entre outros);
  • imigrantes (que são frequentemente vítimas de xenofobia).

Todos esses grupos têm, em maior ou menor grau, menos oportunidades em nossa sociedade. Por isso, é importante também incluí-los em sua redação, caso o seu texto seja mais abrangente.

Como o assunto privilégio pode ser visto no Enem?

Esse assunto pode aparecer em suas provas de diferentes maneiras. A primeira é em questões, que podem exigir a tanto a interpretação de texto como o conhecimento específico sobre um tema de atualidades.

Além disso, é possível que o privilégio figure em suas provas como um tema de redação. Esse é um assunto abrangente e o Enem (ou outro vestibular) pode pedir que você discorra sobre a problemática da desigualdade social e as suas consequências para os grupos afetados.

Para a redação do Enem e vestibulares, as nossas dicas de estudo são:

  • conheça bem as competências do Enem ou as regras do vestibular que você vai prestar;
  • treine a redação frequentemente, fazendo ao menos um texto por mês;
  • busque fontes culturais para corroborar com os seus argumentos. Aqui, tudo é válido: filmes, músicas, séries, livros, peças de teatro… Todos podem ser citados em seu texto, deixando ele bem mais rico.

Agora é com você!

Gostou de saber mais sobre o tema privilégio e as suas implicações na sociedade? Agora, é hora de treinar bastante a sua redação e buscar outras fontes para conhecer melhor o assunto. Não se esqueça de que esse é um tema fundamental não só para as provas, mas também para o desenvolvimento de uma consciência cidadã.

Os conceitos de privilégio e desigualdade social são muito cobrados no Enem. Para saber mais, confira o nosso material exclusivo sobre atualidades no vestibular e se prepare ainda mais para as provas!

* Pesquisa

** Pesquisa

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

prouni, crédito estudantil, fies ou bolsa privada

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.