O que foi o Pré-Modernismo e como esse tema cai no Enem?

estudante conferindo detalhes sobre pré-modernismo no enem

O estudo das escolas e dos movimentos literários, como é o caso do Pré-Modernismo no Brasil, são importantes para uma boa nota na prova do Enem por três motivos. O primeiro é que a Literatura é uma das disciplinas obrigatórias para todos os cursos.

O segundo motivo é que o estudo dessa disciplina não pode ser feito descolado de fatores históricos. Afinal, toda obra de arte é fruto de sua época e, por isso, o aprendizado de História e as análises literárias andam de mãos dadas.

Um terceiro motivo é a experiência de leitura e de interpretação de texto que, como é sabido, ajuda não apenas nas matérias das áreas de Ciências Humanas e Linguagem e suas Tecnologias do Enem. O Exame Nacional do Ensino Médio é rigoroso ao cobrar a leitura em questões discursivas, e é sempre bom adotar práticas para melhorar a escrita.

Neste artigo, você confere o que foi o Pré-Modernismo, que contexto histórico o motivou, quais são as principais obras pré-modernas, por que devem ser estudadas e muito mais. Continue a leitura!

O que foi o Pré-Modernismo e qual é o seu impacto no Brasil?

O Pré-Modernismo foi motivado por uma tensão social no país que, de certa forma, perdura até hoje. Como o nome indica, ele situa-se imediatamente antes do período Modernista, que é considerado uma escola literária.

O Pré-Modernismo, por sua vez, não foi a tal ponto abrangente para merecer essa designação, mas não haveria escritores modernos se as ideias que eles chegaram a desenvolver não tivessem sido gestadas alguns anos antes.

Em seu livro A era dos extremos, de 1994, o historiador egípcio Eric Hobsbawm afirma que nenhum período histórico viu um desenvolvimento tecnológico tão grande e, ao mesmo tempo, tanta crueldade motivada pela tecnologia quanto o século 20.

Uma era de desigualdades e extremos

Os autores pré-modernos sentiram na pele essa contradição, já no início do seu século. Eles perceberam, ainda que intuitivamente, como a Revolução Industrial, a Primeira Guerra Mundial e as desigualdades sociais empurravam o Brasil para uma enorme contradição.

Enquanto o centro do Rio de Janeiro ganhava ruas arquitetonicamente planejadas, por exemplo, milhares de pessoas ficavam à margem da sociedade na mesma cidade. Quase sempre, essa dualidade é que foi representada pelos escritores da época.

O Pré-Modernismo coexiste com dois outros movimentos que vieram do século 19: o Simbolismo e o Parnasianismo. Ao contrário deles, nutriu-se de uma espécie de pragmatismo que tomou conta da história na época, levando a inúmeras guerras locais e globais.

São do início do século 20 no Brasil a Revolta de Canudos, o Cangaço (e o culto à figura de Virgulino Ferreira, o Lampião), a Revolta da Vacina e os incidentes violentos envolvendo Padre Cícero e seus seguidores.

O que é preciso saber sobre o Pré-Modernismo para fazer o Enem?

Além de ter em mente esse contexto histórico — que pode ser aprofundado com a leitura do livro de Hobsbawm e também de outros compêndios da história do século 20 no Brasil —, é necessário saber de alguns marcos do período, que costumam cair no Enem.

Para fins historiográficos, o Pré-Modernismo começa em 1902, com o lançamento da obra Os sertões, de Euclides da Cunha, uma das mais importantes de toda a Literatura Brasileira. Então, ele estende-se por 20 anos e finda com o início da Semana de Arte Moderna em 1922 que, por sinal, marca também o início do Modernismo.

A grande característica da literatura pré-modernista é a adequação ao seu tempo, e o mérito de seus escritores foi ter criado um estilo adequado para denunciar os problemas sociais e as contradições da época.

Esse estilo foi, em boa parte, influenciado pelo Realismo que veio do final do século 19, e muito provavelmente você já o estudou em suas aulas de Português e Literatura.

Lima Barreto, Euclides da Cunha e outros autores opunham-se veementemente ao Simbolismo e ao Parnasianismo, que consideravam descolados da realidade e tradicionalistas.

É importante ler as principais obras desse movimento literário?

No fundo, o que esses e outros escritores defendiam é que a Literatura deixasse de imitar padrões europeus e passasse a inspirar-se no Brasil, vivenciando e contando os problemas que o país apresentava.

Era a época do surgimento dos Estados Unidos como potência e da Revolução Russa. As palavras “capitalismo” e “comunismo” passavam a aparecer nos jornais, e tinha-se o início do que viria a ser conhecido como a Guerra Fria.

Veja dois dos principais autores desse movimento:

Euclides da Cunha

Nascido no Rio de Janeiro, Euclides foi engenheiro e, depois, tornou-se correspondente do jornal “Estado de S. Paulo”, cobrindo a Guerra de Canudos para esse veículo. Essa experiência o motivou a escrever sua grande obra, Os sertões, em que se propunha narrar o “Brasil real”, sem o idealismo dos escritores que vieram antes dele.

Lima Barreto

A exemplo de Machado de Assis, Lima Barreto está entre os escritores negros brasileiros. Mesmo sendo vítima de fortes ataques racistas de seus detratores, conseguiu trabalho como servidor público, o que lhe deu estabilidade financeira para escrever.

Contrariando todas as tendências do seu tempo, foi um defensor dos negros e das mulheres, e denunciou toda sorte de preconceitos contra esses grupos sociais. É autor dos livros Triste fim de Policarpo Quaresma e Clara dos Anjos.

Como exemplos de escritores pré-modernistas, também podemos citar a prosa adulta de Monteiro Lobato e os surpreendentes poemas de Augusto dos Anjos, presentes sobretudo na obra Eu. Augusto foi, inclusive, o único poeta do movimento, tendo sua obra muito apreciada pelo público e pela crítica até os dias de hoje.

Embora o Pré-Modernismo não seja considerado uma escola literária, seu valor é inestimável tanto para a produção literária brasileira quanto para o registro da nossa história no início do século 20.

Assim, tome nota das principais características dessa época, leia alguns textos dos seus autores e esteja pronto para as questões de Literatura. Nesse sentido, não deixe de conferir as videoaulas e os simulados oferecidos pelo Trilha do Enem.

Embora não se possa ter certeza de nenhuma previsão para a prova do Enem 2020, é bem provável que tópicos sobre o Pré-Modernismo sejam cobrados. Lembre-se de que os assuntos que caem na prova não são importantes apenas para a aprovação no Enem, mas maneiras de conhecer a História do Brasil e de suas obras de arte.

Quer saber um pouco mais sobre as questões da prova de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias? Então, não deixe de ler o nosso artigo sobre essa parte do Exame!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Instituições Participantes do Vestibulares

O Vestibulares traz informações sobre os processos seletivos de sete instituições pelo Brasil: