Redação do Enem: como fazer a conclusão perfeita?

redacaodoenemcomofazeraconclusaoperfeita

As redações cobradas em exames como o Enem são formadas, em sua maioria, por três partes fundamentais e que devem ser bem trabalhadas em seu propósito: introdução, desenvolvimento e conclusão. Mesmo estudando bastante para a prova escrita, é comum que algumas pessoas sintam dificuldade em criar um desfecho que chame a atenção do leitor e convença-o de suas ideias — o objetivo de uma finalização impecável.

Foi justamente pensando nisso que, neste post, trouxemos algumas dicas de como fazer conclusão e arrasar na redação do Enem, entendendo o peso que a prova escrita tem na nota final e, consequentemente, no ingresso ao tão sonhado nível superior. Acompanhe!

O peso da conclusão na nota da redação

Você, que estuda para a prova escrita do vestibular, certamente já se pegou pensando no peso da redação do Enem, não é mesmo? É importante ressaltar que uma boa nota nessa etapa do exame influencia significativamente o rendimento total do candidato, e explicaremos o porquê logo abaixo.

Uma tendência comum que é os alunos deem mais foco aos conteúdos cobrados pelas provas objetivas, pensando que a escrita de uma boa redação é algo simples e que não necessita de muitas técnicas. Contudo, sabemos que não é bem assim. A banca do Enem tem critérios para avaliar a estrutura textual e a capacidade de o candidato desenvolver suas ideias de forma coesa e de acordo com o enunciado.

Sem falar, é claro, que também são observados:

  • o vocabulário do candidato;
  • uso correto da gramática;
  • ausência do uso de gírias e abreviações desnecessárias;
  • tamanho dos parágrafos etc.

Além disso, de acordo com dados publicados pela Exame, tirar uma boa nota na redação tem mais peso na média final do que gabaritar as questões objetivas — ainda que essa seja uma possibilidade remota.

Para entender, o exame tem um sistema de correção chamado Teoria de Resposta ao Item (TRI), que segue um critério de avaliação medindo o número de erros e de acertos, variando o valor (ou peso) de cada questão de acordo com o nível de dificuldade.

Por outro lado, a produção textual é a única parte do Enem na qual a nota diz respeito à cada candidato particularmente. Por isso mesmo tem peso tão grande na nota final. Sabendo disso, é muito importante focar os estudos da redação, assistindo aulas, praticando e conferindo exemplos de sucesso, como este vídeo abaixo, do Trilha do Enem:

4 passos para uma conclusão perfeita

Toda redação precisa de uma conclusão. Afinal de contas, essa é a parte do texto que reafirma tudo o que foi escrito até então, recapitulando pontos-chave e fechando as ideias trabalhadas. Mas não confunda: é necessário ser estratégico para que a finalização vá direto ao ponto, sem enrolações ou voltas entorno de um mesmo contexto.

A seguir, temos algumas dicas infalíveis para se sair bem na conclusão da redação. Vamos acompanhar?

1. Faça uma retomada do que foi dito

Uma ótima forma de finalizar o seu texto é fazer uma conclusão do tipo síntese. Como o próprio nome já indica, trata-se de resumir o conteúdo abordado ao longo de todo o texto, focando os pontos importantes de forma sintetizada. Isso faz com que o leitor, ao chegar nessa parte, lembre-se de tudo o que foi dito até então.

Outro objetivo da síntese é defender as teses e/ou ideias trabalhadas por meio dessa retomada, seguida da argumentação, ou seja, do ponto de vista do autor sobre o conteúdo. A reafirmação do conteúdo fecha o ciclo do texto e o mantém coerente. Mas qual vocabulário utilizar em uma conclusão do tipo síntese? Observe algumas conjunções conclusivas:

  • “em vista disso”;
  • “logo”;
  • “portanto”;
  • “por esse motivo”;
  • “por conseguinte” etc.

2. Garanta conexão com o tema principal

Muitas vezes, alguns candidatos acabam se desviando na produção do texto porque não deram a devida atenção ao enunciado ou o interpretaram de forma errônea. É claro que isso faz com que a redação deixe de cumprir com a proposta definida, concorda? Para não perder nota por esse motivo, leia e releia o que foi pedido, de modo a garantir conexão com o tema.

Por exemplo, em “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”, tema da redação do Enem 2019, foi preciso que todo o texto girasse em torno desse propósito. Afinal, falar de outras produções culturais, como o teatro, poderia levar o texto para outro contexto, o que seria capaz até mesmo de zerar a redação.

Até mesmo a conclusão precisa trazer elementos que voltem à proposta. Pensando no exemplo acima, um erro seria não trazer o foco para o cinema na finalização. Por isso, não se esqueça de contextualizar o leitor, refrescando sua memória quanto ao tema e quanto aos argumentos propostos e antes de trazer a solução, sobre a qual falaremos mais adiante.

3. Posicione-se sem exageros

O vocabulário e a capacidade de expressão são bastante observados pela banca responsável pela avaliação das redações. Um dos problemas mais frequentes nesse sentido são a repetição de palavras ou um posicionamento exagerado.

É claro que se espera que o candidato inclua suas próprias ideias e opiniões ao longo da proposta. No entanto, sem trazer extremismo ou até mesmo fanatismo ao texto. O mesmo vale para a conclusão. Uma dica é evitar generalizações, como “todo mundo”, “qualquer pessoa”, “sempre”, “nunca” etc. Por exemplo: “todos concordamos que(…)”. Pessoas têm ideias diferentes, logo, trazer uma afirmação como essa para a redação afetaria negativamente o resultado.

4. Traga uma solução

As redações do Enem frequentemente requerem uma proposta de intervenção para a situação exposta, o que não deve ser deixado de lado na conclusão. Trata-se de criar uma sugestão para “solucionar” o problema exposto no enunciado e nos materiais de apoio da redação.

Para ajudar você nesse sentido — trazendo, também, todos os elementos citados acima —, compartilhamos o seguinte exemplo de conclusão de uma redação Enem bem-feita e que despertou a atenção dos avaliadores.

“Recai sobre o ser humano, portanto (conjunção conclusiva), o compromisso de administrar com mais consciência as mudanças proporcionadas pelo avanço do mundo globalizado, uma vez que (retomada de ideias) (x). Sendo assim, desde que haja a parceria entre governo, comunidade e família (proposta de solução), será possível amenizar (recapitulação do problema) (x), construindo o progresso sem desconsiderar a ordem.”

Com as informações do post, você já sabe como fazer uma boa conclusão e ter um bom rendimento na redação. Lembre-se de que, assim como os outros conteúdos cobrados, essa parte da prova deve fazer parte da rotina de estudos do candidato e, quanto o assunto é produção de texto, a prática é a maior aliada do aluno.

Sendo assim, utilize as dicas acima e treine bastante! Tenha em mente que muitas faculdades aceitam a nota do Enem como modalidade de ingresso — um incentivo e tanto para caprichar na escrita, não concorda?

Falando em praticar, temos um conteúdo muito interessante que ajudará você a produzir textos melhores. Continue no blog e acesse o post “5 segredos para não errar no português da redação“.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Instituições Participantes do Vestibulares

O Vestibulares traz informações sobre os processos seletivos de sete instituições pelo Brasil: