Barroco: como pode ser cobrado no Enem e como estudar?

Barroco

Desde muito tempo a religião está atrelada aos movimentos e às ideias universais. O Barroco é um exemplo dessa ligação. Esse movimento cultural e artístico, que teve início em meados do século XVI, tem como principais características a retomada dos valores cristãos, o rebuscamento, o pessimismo e a instabilidade.

Entender o que é o Barroco e qual é o seu contexto histórico, suas principais ideias e seus artistas é passo essencial para se sair bem no Enem e no vestibular. Não sabe por onde começar? Fique tranquilo. Neste post, você saberá tudo sobre o tema!

O que foi o movimento Barroco?

Assim como os gêneros literários, os movimentos culturais e artísticos ao longo das décadas são presença certa nos exames para ingressar no ensino superior. O Barroco é um deles. Representado por nomes como John Donne, John Milton, Luis de Góngora, Lope de Vega, Francisco de Quevedo e, no Brasil, por Padre Antônio Vieira e Gregório de Matos, o movimento se destaca pela tensão, angústia e instabilidade.

A obra dos artistas barrocos, em geral, une aspectos contraditórios. Há o sagrado e o profano, as luzes e as sombras, além do racional e do irracional. Ter essa contradição em mente é essencial para acertar as questões sobre o Barroco no vestibular.

A arte barroca ficou conhecida pelo desejo de aproximar o humano do divino. Além disso, é importante entender que o principal desafio do movimento era representar um mundo que passava por um período de intensa instabilidade.

Qual é o contexto histórico desse movimento?

Ao estudar o movimento em sua preparação para o Enem, é importante entender o seu contexto. O Barroco surgiu em um período marcado por movimentos históricos como a Reforma e, posteriormente, a Contrarreforma. Por conta desse contexto, pode se considerar que no século XVII o ser humano vivia um conflito.

Divididos entre uma postura racional, humanista e a culpa religiosa, os artistas viviam um momento de dúvidas. O Barroco representou esse período marcado pela instabilidade e a incerteza.

Quais são as principais ideias e características do Barroco?

Agora que você já sabe o contexto em que o Barroco surgiu no mundo, para arrasar na prova de Literatura no Enem, é essencial ter na ponta da língua as principais ideias e características desse movimento.

Se pudesse ser definido em uma palavra, o Barroco seria sinônimo de exagero. Não à toa, a definição do movimento no dicionário fala de forma extravagante ou exagerada de qualquer expressão artística. Isso vale tanto para a Literatura quanto para a Arquitetura e a Pintura, entre outros. Os textos barrocos se destacam também pelo uso frequente de elementos retóricos, como antíteses, hipérboles e paradoxos.

Diferentemente de livros para vestibular que se destacam pela linguagem simples e objetiva, como obras do Realismo, o Barroco tem em seu projeto literário o objetivo de produzir textos sofisticados e, também, provocar o espanto do público. O conteúdo era produzido por poetas e tinha como público os próprios poetas. Algumas de suas principais características são:

  • fusionismo — fusões das visões medieval e renascentista;
  • contraste — tende a aproximar opostos;
  • feísmo — exploração da miséria da condição humana, apresentada em aspectos cruéis, dolorosos e repugnantes;
  • pessimismo;
  • rebuscamento — minúcia na composição dos detalhes e ornamentação excessiva.

Como se deu o movimento Barroco na Europa?

O movimento acontece do final do século XVI até o início do século XVII. Com início na Itália, se expande por diversos países europeus e, também, para algumas colônias, o Brasil incluído.

As características do Barroco na Europa são definidas, em grande parte, pela reação do catolicismo ao protestantismo. Nesse sentido, está sempre presente a tensão que vem da tentativa de fundir visões que são opostas. De um lado está a perspectiva antropocêntrica, que veio do Renascimento. Do outro, a teocêntrica que foi resgatada pela Contrarreforma.

banner de preparação para o enem 2021

São duas as principais correntes do Barroco: Cultismo e Conceptismo. A primeira predomina na poesia, caracterizando-se pela elaboração rebuscada da linguagem. Já o Conceptismo aparece em textos em prosa. Busca seduzir o leitor pela construção intelectual, com a valorização do conteúdo e da essência da significação.

Como se deu o movimento Barroco no Brasil?

O movimento Barroco no Brasil começou com o surgimento do poema épico Prosopopeia, escrito por Bento Teixeira, em 1601.

Apesar de o texto ser considerado o marco da literatura barroca no Brasil, os grandes nomes do movimento no país são padre Antônio Vieira e Gregório de Matos. Ambos os escritores barrocos em língua portuguesa surgiram na Bahia (padre Antônio Vieira nasceu em Portugal e, entre idas e vindas ao país de origem, envelhece e morre no Brasil).

Quais são os principais artistas e produções desse movimento?

No Brasil, o pregador português padre Antônio Vieira é um dos principais representantes do movimento. Seus sermões são conhecidos pela argumentação e pela retórica. Entre os mais conhecidos estão o sermão pelo bom sucesso das armas de Portugal contra as de Holanda e o da primeira dominga de Quaresma, que tratam de aspectos da vida na colônia.

Considerado o primeiro grande poeta brasileiro, Gregório de Matos também ocupa o pódio do Barroco no Brasil. Sua lírica amorosa retoma temas clássicos no desenvolvimento da poesia.

Matos constrói metáforas e tem atenção especial na estruturação sintática do poema. Ainda assim, sua poesia não é considerada artificial.

Ao estudar o Barroco para o Enem é importante ter em mente outros dois nomes fortes no movimento no país. Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, representante do movimento na arquitetura e na escultura; e o padre José Maurício Nunes Garcia, na música.

Na Europa, dois nomes de destaque dentro do movimento Barroco são Luís de Góngora, representante do Cultismo, que se destacou pela criação de metáforas fora do comum, além de descrições exuberantes. E também Francisco Quevedo, expoente do Conceptismo, que conquistou fama por conta da profundidade de suas reflexões.

Como o Barroco pode ser cobrado no vestibular?

Saber os principais conceitos em relação ao Barroco é essencial para se sair bem nas provas. Isso porque o movimento é cobrado de diversas formas no Enem e em outros vestibulares. Um exemplo é a questão da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), que pergunta sobre o que a obra de Gregório de Matos compreende.

As opções foram poesia épico-amorosa e obras dramáticas; poesia satírica e contos burlescos; poesia confessional e autos religiosos; poesia lírica e teatro de costumes, além de poesia lírica, de caráter religioso e amoroso, e poesia satírica (que é a alternativa correta).

Agora é com você!

O Barroco foi um movimento cultural e artístico importante no Brasil e no mundo. Agora que você já conhece algumas características importantes, continue a estudar sobre o assunto. Além de ler livros de Literatura, busque outras referências sobre o movimento, como músicas, obras de arte e filmes.

Gostou do nosso artigo? Então, continue seus estudos e baixe agora mesmo o e-book Linguagens, Códigos e suas Tecnologias: o guia completo para arrasar na prova! Aproveite, é gratuito!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

prouni, crédito estudantil, fies ou bolsa privada

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.