Onde conseguir um financiamento estudantil privado

financiamentoestudantilprivado

Às vezes, o salário e, até mesmo, a bolsa de estudo não é suficiente para que você dê conta de todos os custos da faculdade, não é? Agora, e se você tivesse mais tempo para pagar as mensalidades? Com o financiamento estudantil privado ou público, isso é possível!

A grande vantagem é que ter um prazo maior para pagar o curso dá um alívio para o bolso, já que os custos ficam diluídos. E a boa notícia é que as linhas de crédito universitário têm condições facilitadas! Neste post, vamos explicar sobre algumas delas! Você verá:

  • O que é crédito universitário?
  • Qual é o melhor financiamento estudantil privado?
  • Quais bancos oferecem crédito universitário?
  • Como conseguir crédito estudantil pelo Governo?
  • Como parcelar a graduação direto com a faculdade?

Já dá para ver que existem muitas maneiras de conseguir um crédito universitário, não é mesmo? Então, continue a leitura!

O que é crédito universitário?

crédito universitário funciona como um cartão de crédito: você estuda primeiro e paga depois. Nesse caso, é como se o cartão de crédito fosse a instituição privada ou pública: ela paga toda a mensalidade de seu curso e você parcela as mensalidades da sua faculdade.

Em geral, há um prazo estendido após o término da sua graduação para acertar esse valor. Existem diferentes tipos de crédito, taxas e condições. Ainda, você pode conseguir crédito em instituições privadas, em programas do Governo e, até mesmo, diretamente com a sua faculdade.

Você pode conseguir financiamento estudantil por meio:

  • de créditos facilitados por instituições financeiras;
  • de programas públicos desenvolvidos pelo Governo Federal;
  • do parcelamento das mensalidades diretamente com a faculdade.

Qual é o melhor financiamento estudantil privado?

Os créditos estudantis são muito diferentes e o melhor deles é aquele que cabe no seu bolso. Por isso, vale a pena prestar atenção em todas as condições. Lembre-se de que, quando você contrata um crédito estudantil, paga o valor das mensalidades com juros.

É importante prestar bastante atenção nas taxas e nos prazos de cada um. Mesmo que as condições sejam facilitadas para estudantes, é bom pesquisar com calma para não se afogar em dívidas depois de conseguir o tão sonhado diploma, hein?

Quais bancos oferecem crédito universitário?

Em geral, os principais bancos do país têm linhas de crédito para o financiamento estudantil privado. As taxas e as condições podem mudar bastante entre eles. Confira, a seguir, as condições dos bancos Bradesco e Santander.

Bradesco

Para usar o Crédito Universitário Bradesco, você precisará abrir uma conta-corrente. Ela dá direito a financiar até 100% do valor do semestre e em até 12 meses. O débito é feito diretamente na conta e a primeira parcela é válida 30 dias após o fechamento do contrato.

Mesmo que você contrate o serviço em todos os semestres do curso, fique tranquilo: um contrato só começa a rodar quando o outro é liquidado. Então, as parcelas não se acumulam.

Santander

Infelizmente, o Santander não oferece financiamento estudantil particular para a graduação. Apesar disso, o banco tem uma série de serviços destinados a estudantes no Santander Universidades, incluindo:

  • o cartão de crédito Play Universitário;
  • o Credi-Universidade, que permite o empréstimo de até R$ 2 mil para despesas universitárias, como material escolar, livros e computador;
  • bolsas para programas de mobilidade internacional;
  • e o Crédito Educação Continuada, para financiamento de cursos de pós-graduação e MBAs.

Outros bancos

Embora não tenham programas exclusivos de financiamento estudantil privado, o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal são instituições parceiras do Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), uma iniciativa do Governo Federal.

Além disso, a Caixa tem um cartão de crédito exclusivo para universitários: o Cartão Caixa Universitário. O Banco do Brasil, por sua vez, tem o BB Crédito Consignado, uma linha voltada para estudantes de qualquer nível, que permite o financiamento das mensalidades da graduação, da pós-graduação e até do cursinho pré-vestibular.

Como conseguir crédito estudantil pelo Governo?

O Governo Federal também tem diversas iniciativas para incentivar o acesso e a permanência no ensino superior, sendo o Programa Universidade para Todos (Prouni) uma das mais conhecidas. Com ele, você pode concorrer a bolsas de estudo integrais (100%) ou parciais (50%).

Se você não passou no Prouni — seja porque não se encaixava nos pré-requisitos de renda e escolaridade, seja porque não alcançou a nota de corte —, sem problemas! Veja suas alternativas!

Fundo de Financiamento Estudantil (FIES)

O FIES é um financiamento estudantil público, que tem a menor taxa de juros do mercado. Para participar, o aluno precisa se matricular em um curso reconhecido pelo MEC em faculdades particulares que aceitam o programa.

Também é preciso ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, ter tirado, pelo menos, 450 pontos na prova, além de não ter zerado a redação. Já em relação à renda do aluno, cada modalidade do programa tem seus pré-requisitos. Veja:

  • FIES 1 (taxa zero de juros) — destinado a estudantes de todo o país com renda familiar de até três salários-mínimos por pessoa;
  • FIES 2 (taxa de juros 3% ao ano) — destinado a estudantes das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país com renda familiar de três a cinco salários-mínimos por pessoa;
  • P-FIES (taxa de juros de 6,5% ao ano) — destinado a estudantes de todo o país com renda familiar de três a cinco salários-mínimos por pessoa.

Além dos juros mais baixos, o legal do FIES é que as mensalidades são pagas somente após o término da graduação e não podem exceder 10% da renda do aluno. Durante o curso, são cobradas apenas parcelas simbólicas de, no máximo, R$ 150,00 a cada trimestre.

Para contratar, você precisa se inscrever no processo seletivo do programa. Ele é aberto duas vezes ao ano e o critério de seleção é o desempenho no Enem. Então, fique atento à nota de corte do FIES nos cursos do seu interesse.

Projeto Bolsa Universidade

O Bolsa Universidade é uma iniciativa da Secretaria de Educação de São Paulo (SEDUC-SP), em parceria com a Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE). O projeto não é um financiamento estudantil particular nem público, mas sim um programa de bolsas.

Com ele, você pode receber até 100% de abatimento nas mensalidades do curso, com a condição de desenvolver atividades da SEDUC aos fins de semana, como o Programa Escola da Família. É uma excelente pedida para quem é de São Paulo!

Como parcelar a graduação direto com a faculdade?

Além de todas essas opções, ainda há uma possibilidade de parcelar seus estudos diretamente com a faculdade. Isso mesmo, parcele a faculdade sem a intermediação de instituições financeiras, por meio do Parcelamento Estudantil Privado (PEP). Entre suas vantagens estão a praticidade e as excelentes condições:

  • não é preciso ter feito o Enem;
  • os estudantes de faculdades parceiras têm crédito pré-aprovado;
  • dá para parcelar até 70%* do seu curso;
  • o pagamento começa apenas depois do término da faculdade;
  • o PEP é juros zero!

Diante dessa leitura, uma coisa é certa: o que não faltam são opções de financiamento estudantil privado e público! Então, mesmo que você esteja com o orçamento apertado no momento, não precisa adiar o seu sonho de começar a faculdade. Basta escolher a melhor opção de crédito ou parcelamento e começar a construir o seu futuro!

Então, continue sua leitura, entenda por que fazer vestibular no meio do ano e prepare-se desde já!

*Sujeito a alteração.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.4 / 5. Número de votos: 7

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

prouni, crédito estudantil, fies ou bolsa privada

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.