Faculdade de Medicina Veterinária: o que você deve saber sobre o curso

Faculdade de Medicina Veterinária

Você sente um carinho especial pelos animais e já pensou em transformar essa paixão em uma carreira profissional? Muitos médicos veterinários começaram assim e, hoje em dia, podem dizer com orgulho que trabalham com o que mais amam fazer!

Para ajudar você a trilhar um caminho parecido, preparamos este guia da faculdade de Veterinária. Vamos explicar qual é o objetivo dessa graduação, as principais matérias da grade curricular, duração, as modalidades de ensino disponíveis e muito mais.

Então, se o amor pelos bichinhos fala mais alto na hora de escolher seu curso superior, continue a leitura e conheça mais sobre a faculdade de Medicina Veterinária!

Qual é o objetivo da faculdade de Medicina Veterinária?

Para começar a nossa conversa, vamos entender melhor qual é o objetivo da faculdade de Medicina Veterinária. Basicamente, o curso de Bacharelado em Veterinária forma profissionais aptos a atender as necessidades de saúde dos animais. Isso inclui o atendimento tanto de pequenos animais quanto de gado, aves e animais de zoológico e laboratório.

O estudo e tratamento de animais é uma ciência que requer métodos e habilidades profissionais. Como os animais não podem explicar o que os aflige da mesma forma que as pessoas, os veterinários precisam ser capazes de interpretar todas as informações disponíveis e decidir o que fazer com base nessa interpretação.

Ao longo da graduação, os veterinários em formação estudam os sistemas e a anatomia dos animais, além da sua relação com o homem e com a sociedade.

Quais são as principais matérias da faculdade de veterinária?

Por ser um curso da área de saúde, prepare-se para estudar assuntos relacionados às ciências biológicas e química, principalmente. Para ilustrar melhor os assuntos que você verá no bacharelado de Veterinária, separamos as principais matérias a seguir. Confira!

Anatomia veterinária

Anatomia veterinária é uma das bases do currículo de Medicina Veterinária. Nela, os alunos estudam os componentes dos sistemas de gatos, cachorros, bovinos e outros animais que são atendidos pelo médico veterinário.

Os assuntos centrais da matéria envolvem a classificação das articulações dos animais, estudo dos sistemas digestório e nervoso, entre outros. É comum que os professores de Anatomia veterinária realizem, além de aulas expositivas, atividades em laboratório.

Nutrição animal

Na matéria de Nutrição animal, os alunos focam no estudo das exigências nutricionais dos animais. Não só os componentes básicos são vistos nessa matéria, como os carboidratos, as proteínas, gorduras e vitaminas, mas também o que cada espécie precisa para manter uma alimentação saudável.

É uma matéria que ensina para os alunos da faculdade de Veterinária conhecimentos exigidos pelo mercado de trabalho, já que os estudantes poderão saber quais são os nutrientes ideais para uma dieta balanceada de cada espécie.

Bioquímica

A matéria de Bioquímica é fundamental em qualquer área de saúde. Mas, na faculdade de Veterinária, ela ganha uma orientação especial. O aluno aprende as funções que envolvem a química interna dos animais, incluindo as funções metabólicas das células, os processos químicos e a geração de energia.

Os conhecimentos adquiridos na matéria de Bioquímica serão úteis em diversos setores, como alimentício, farmacológico e laboratorial.

Anestesiologia

A matéria de Anestesiologia envolve todos os aspectos do controle de dor dos animais e os anestésicos. O bacharel em Veterinária precisa conhecer os medicamentos utilizados durante cirurgias e tratamentos dos animais. Na sua atuação em clínica, isso pode evitar que eles sintam dores muitos fortes durante o atendimento.

Nessas matérias, as aulas práticas ajudam os alunos a simular situações reais de atendimento aos animais.

Saúde pública

A Saúde pública é uma matéria importante da faculdade de Veterinária. É a oportunidade de os alunos conhecerem as principais doenças e zoonoses transmitidas pelos animais aos humanos, como toxoplasmose e raiva.

Os estudantes também aprendem os mecanismos de prevenção das doenças, medidas de controle de pragas, práticas de saneamento básico e muito mais. No geral, são conhecimentos indispensáveis para a atuação do veterinário.

Doenças infecciosas dos animais domésticos

Aqui os alunos estudam a microbiologia veterinária. Isso envolve as doenças provocadas por vírus, bactérias e fungos nos animais domésticos. Os estudantes aprendem quais são os sintomas e as formas de tratamentos adequados para cada caso, além de métodos para evitar o contágio de doenças.

Microbiologia veterinária

A microbiologia veterinária é uma matéria que foca nos aspectos metabólicos, fisiológicos e estruturais dos microrganismos presentes em animais domésticos.

O estudo aprofundado permite a prevenção de patologias sérias que podem comprometer a saúde dos animais. Ao longo da matéria, os alunos também conhecem alternativas de controle de zoonoses, o diagnóstico de doenças infecciosas e mecanismos de resistência microbiana.

Farmacologia

Os conhecimentos da farmacologia são determinantes para vários profissionais da Medicina veterinária, como cirurgiões, anestesistas e clínicos. A matéria trata do estudo completo das drogas para os animais, a ação delas no organismo animal, assim como seus efeitos colaterais, indicações e contraindicações.

É um tipo de conhecimento essencial para que o veterinário consiga medicar os animais corretamente.

Quais são as habilidades adquiridas no curso?

O mercado de Veterinária é uma área crescente que, sem dúvida, acolhe os profissionais graduandos. Porém, as clínicas e outros locais que atendem animais esperam que os profissionais saiam da graduação com certas habilidades úteis à rotina. Veja quais são essas habilidades que você poderá desenvolver na faculdade!

Habilidades de manejo de animais

Seja um rato, seja um cavalo, como veterinário, você precisará de habilidades de manejo de animais relevantes para o tipo de animal que está tratando. A faculdade é, com certeza, o lugar perfeito para desenvolver esse manejo.

Enquanto alguns animais podem ser pacientes perfeitos, outros podem ser nervosos, agressivos ou totalmente atrevidos, e você precisará aprender tudo sobre como lidar com eles para oferecer um tratamento adequado.

Habilidades práticas

Tirar sangue, dar pontos, ouvir com estetoscópio, administrar medicamento: a lista de habilidades práticas dos veterinários é longa. As habilidades podem variar conforme sua área de especialização e os animais dos quais você está tratando.

Os veterinários também são obrigados a adquirir novas habilidades práticas ao longo de sua carreira, como praticar novas técnicas anestésicas, administrar bloqueios nervosos ou realizar tipos específicos de cirurgia.

Habilidades analíticas

Procedimentos diagnósticos, como exames de sangue, são rotina na medicina veterinária. Com isso, ler e interpretar os resultados também é uma parte importante de ser um veterinário.

As habilidades analíticas não se aplicam apenas à leitura dos resultados, mas também à interpretação desses resultados em conjunto com outros testes e o exame físico do animal paciente para se chegar a um diagnóstico.

Aptidão científica

Como veterinário, seu campo de estudo é a ciência veterinária, e isso diz tudo. Os veterinários precisam de aptidão para a ciência, não apenas para obter o diploma universitário exigido, mas também para progredir no campo. Ter aptidão para a ciência é muito importante.

Isso garante que você entenda a ciência básica por trás da composição biológica de um animal, até aprofundar seu conhecimento lendo e entendendo estudos científicos.

Habilidades interpessoais

Ser ótimo em tratar animais é uma coisa, mas também ser bom em se conectar com seus tutores humanos é outra.

As habilidades de comunicação são críticas, assim como a capacidade de mostrar empatia – e isso inclui um grande escopo de comunicação, desde o fornecimento de um prognóstico difícil até o diálogo com alguém que precisa de orientação sobre como cuidar de seu animal da maneira correta.

Habilidades organizacionais

Ser organizado e metódico é uma habilidade importante para a rotina como veterinário. Isso não se aplica apenas à capacidade de gerenciar um dia agitado e cumprir os horários das consultas, mas também à maneira de abordar o tratamento.

Por exemplo, ao realizar uma cirurgia em um animal, você precisará de um plano e métodos claros, geralmente dentro de um prazo rigoroso.

Habilidades técnicas

Hoje em dia, os veterinários precisam ser capazes de fazer mais do que operar um estetoscópio e tirar simples radiografias.

Ultrassons, ressonâncias magnéticas e tomografias computadorizadas são algumas das tecnologias modernas que um veterinário pode encontrar na sua rotina de trabalho. Será preciso, por exemplo, aprender a operar e interpretar as imagens de diagnóstico resultantes.

Junte isso ao aumento da digitalização dos registros e da comunicação com os pacientes e fica claro que os veterinários precisam ser tecnologicamente experientes — e essas habilidades geralmente precisarão ser atualizadas continuamente!

Qual é a duração do curso de Veterinária?

Afinal, quantos anos dura a faculdade de Veterinária? É uma dúvida frequente, até porque cursos de saúde normalmente têm um tempo de formação maior do que os demais. Isso acontece com o Bacharelado em Medicina Veterinária, que tem duração média de 5 anos.

Esse é o tempo suficiente para que o estudante cumpra a carga horária mínima para obter a aprovação no curso e o seu diploma.

No entanto, se você quiser diminuir o tempo de formação, existem duas possibilidades. Primeiro, o estudante de Veterinária pode inserir mais matérias do que o previsto na sua grade horária em cada semestre. Fazendo isso em todos os semestres do curso, chegará um momento em que você terá cumprido a carga horária exigida antes da maioria dos alunos.

Isso, por outro lado, precisa ser bem planejado, para que você não acabe ficando sobrecarregado e prejudicando o aprendizado durante o curso. Lembre-se de que, mais do que obter uma nota suficiente para garantir a aprovação nas matérias, a graduação é um período de intenso aprendizado de técnicas e conhecimentos que serão úteis no futuro.

A segunda forma de diminuir o tempo de Veterinária é reaproveitando matérias de outro bacharelado. Se você já tem um curso superior na área de saúde, provavelmente já cursou algumas matérias que fazem parte do currículo de Medicina Veterinária.

Tour pela prova do Enem

Ao reaproveitar essas matérias, você não precisará repeti-las na segunda graduação e poderá abater a carga horária de cada uma delas no tempo total do curso.

Como é o estágio curricular?

O estágio curricular de Veterinária é o momento de focar em adquirir experiência e habilidades úteis para quando você conseguir o primeiro emprego!

Os lugares mais comuns para cursar o estágio na área são clínicas e hospitais de veterinária públicos ou privados, mas você também pode encontrar vagas de estágio em laboratórios, zoológicos, vigilância sanitária e órgãos de inspeção.

Os estágios de Veterinária podem ser feitos, na maioria das vezes, a partir do segundo semestre do curso. Nesse caso, você pode buscar vagas por conta própria, sem a obrigatoriedade da grade curricular, entrando em contato com clínicas e hospitais ou por meio de anúncios de estágio nas redes sociais e plataformas de emprego.

Já os estágios curriculares obrigatórios são realizados nos anos finais do curso. É quando você precisará conciliar, dentre outras matérias da grade de horários, o estágio. Nesse caso, o período de experiência segue normas mais rígidas.

Por exemplo, a faculdade pode exigir que exista um supervisor para acompanhar suas atividades como estagiário e assinar o relatório final que garantirá a carga horária necessária para o currículo. O supervisor também introduzirá você nas atividades como estagiário e deixará você familiarizado com os integrantes da equipe de veterinária.

Contudo, cada instituição de ensino possui regras próprias em relação ao estágio curricular, e é importante conhecê-las com antecedência.

Como consultar o preço do curso de Veterinária?

Antes da inscrição no vestibular, o futuro estudante de Veterinária precisa fazer uma pesquisa da mensalidade do curso em várias instituições de ensino. Isso ajudará a encontrar a instituição com o melhor custo-benefício.

Sem esse cuidado, você poderá acabar se matriculando em um curso caro, e não poderá pagar a mensalidade durante muito tempo.

Você não quer que isso aconteça! Então, vamos conhecer a principal maneira de consultar os preços do curso de Veterinária: o Portal Vestibulares. Por lá, você pode pesquisar as faculdades de Veterinária no seu estado ou na sua cidade e suas respectivas mensalidades. Também dá para encontrar a faculdade com a modalidade de ensino ideal.

Como conseguir bolsa de estudo para estudar Veterinária?

Se você chegou até aqui, já tem uma noção de como consultar os preços da mensalidade de Veterinária. Mas, se depois de fazer essa consulta, você perceber que os preços não cabem no seu orçamento, o que fazer?

Calma que existe uma saída! Na verdade, existem muitas. Você pode aproveitar as oportunidades de bolsa das faculdades parceiras do Portal Vestibulares, como Unopar, Anhanguera, Pitágoras, Ampli, Unime e Uniderp.

Dependendo da bolsa, o percentual de desconto chega a 100% da mensalidade — é isso mesmo, dá para fazer a faculdade de Veterinária de graça, sabia?

Abaixo, explicamos todas as opções de bolsas e descontos disponíveis nas faculdades parceiras do Portal Vestibulares.

Bolsa Enem

Os estudantes que participaram de alguma edição recente do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) podem usar a nota do Exame para ganhar uma bolsa de estudos com um super desconto e ainda pular a prova do vestibular da faculdade.

Em algumas faculdades particulares, o desconto com a nota do Enem pode chegar a 100% da mensalidade: quanto maior for a nota, maior é a porcentagem de desconto. A bolsa Enem vale até o final do curso superior.

Bolsa Incentivo

A Bolsa Incentivo é um desconto destinado aos candidatos do vestibular que estão com dificuldades de ingressar no ensino superior, porque não podem pagar o valor integral da mensalidade do curso.

Na inscrição para o vestibular, você pode se candidatar para receber a Bolsa de Incentivo, desde que atenda aos critérios da própria faculdade.

Bolsa Transferência

Ao fazer a transferência externa para uma das faculdades parceiras do Vestibulares, você pode ganhar uma bolsa parcial de 50% da mensalidade. O desconto vale até o final do curso.

Desconto para servidores públicos e militares

Os funcionários do setor militar e servidores públicos do âmbito federal, estadual ou municipal podem receber desconto especial na mensalidade do curso.

Convênio com empresas

Quem trabalha em empresas conveniadas com as faculdades parceiras do Vestibulares também tem desconto especial. O abatimento no valor da mensalidade vale até o final da graduação ou pós-graduação.

Como se matricular no curso de Veterinária?

Agora que você já conhece as principais informações sobre o curso de Veterinária, que tal dedicarmos um tempinho a mais para você entender como funciona a matrícula?

É claro que o processo de matrícula pode variar bastante, mas, de modo geral, ele segue regras bem parecidas na maioria das instituições de ensino.

É isso que veremos aqui. Confira o passo a passo para aprender a se matricular no curso de Veterinária e iniciar seus estudos!

Escolha a faculdade de Veterinária

A faculdade tem muitas responsabilidades na formação de um médico veterinário. Afinal, o curso prepara profissionais que lidarão com vidas ao longo de toda a carreira. Por essa razão, a escolha da instituição de ensino deve ser algo bem pensado, se você quer ter uma formação profissional realmente boa.

Alguns critérios podem ajuda você a tomar essa decisão. Por exemplo, a infraestrutura que a faculdade oferece será determinante para sua experiência no curso de Veterinária.

Além de laboratórios bem montados e equipamentos modernos, muitas faculdades oferecem seus próprios centros de atendimento aos animais, onde os estudantes podem experimentar na prática tudo que aprendem na sala de aula e ter um contato maior com a rotina do médico veterinário.

Escolha uma forma de ingresso e faça sua inscrição

Como você vai querer entrar o curso de Veterinária? A boa notícia é que não existe uma única maneira. As faculdades costumam oferecer várias formas de ingresso para os alunos da graduação.

Por exemplo, em boa parte das faculdades parceiras do Vestibulares, você pode entrar em Medicina Veterinária ou em qualquer outro curso de graduação a partir das seguintes formas de ingresso:

  • nota do Enem;
  • vestibular online;
  • transferência externa.
  • segunda graduação.

Legal, não é? Dá para escolher a forma de ingresso que mais favorece sua aprovação acima da nota de corte no curso.

Faça a matrícula

Depois de ser aprovado no curso, finalmente chega a hora de fazer a matrícula. Aqui, as etapas podem mudar bastante de acordo com as faculdades. Por exemplo, em alguns casos, dá para fazer tudo pela plataforma online da faculdade. Em outros, é preciso comparecer presencialmente à unidade escolhida da faculdade.

Mas, na maioria dos casos, o processo é simples. Você só vai precisar enviar para a faculdade documentos e dados pessoais, como CPF, RG, nome, e-mail e endereço. Em alguns casos, será preciso pagar uma taxa de matrícula.

Mas fique de olho porque muitas faculdades oferecem um período de pré-matrícula: são dias em que os alunos podem fazer a matrícula no curso escolhido com antecedência e não pagar nenhuma taxa.

Quais são as modalidades para a faculdade de Veterinária?

Uma questão que pode interferir na sua experiência na graduação é a modalidade de ensino. Verifique se o curso que você deseja fazer é oferecido na modalidade mais adequada para sua rotina como estudante.

A faculdade de Veterinária, por exemplo, é oferecida tradicionalmente em duas modalidades: presencial e semipresencial. A seguir, entenda qual é a diferença entre as duas modalidades.

Presencial

O formato presencial é o mais tradicional de todos. O estudante de graduação precisa comparecer presencialmente à unidade da faculdade que escolheu no momento da matrícula para participar de todas as aulas, atividades e avaliações.

Como as aulas da graduação acontecem em um ritmo diário, é normal que o estudante precise se deslocar para a faculdade na maioria dos dias da semana, o que pode ser prejudicial para os estudantes que precisam de uma maior flexibilidade no dia a dia.

O presencial é o formato destinado para quem deseja aproveitar toda a infraestrutura da faculdade (bibliotecas, salas de mídia e espaços em comum, por exemplo) e sente que a experiência de aprendizado é mais eficaz no ambiente físico da sala de aula.

Semipresencial

A faculdade de Veterinária semipresencial funciona como uma modalidade híbrida. O estudante tem mais flexibilidade do que no presencial para organizar o próprio horário de estudo, porque uma parte das aulas e avaliações acontece a distância.

Porém, ainda é preciso comparecer à faculdade algumas vezes na semana, principalmente para realizar as atividades práticas.

O curso Veterinária oferece matérias teóricas na grade curricular, mas também estimula bastante as práticas que simulam situações reais de veterinários em clínicas, hospitais de veterinária e outros centros de atendimento à saúde dos animais.

Faça sua inscrição no vestibular!

Não dá para negar: mesmo sabendo como é a faculdade de Veterinária, é normal sentir aquela insegurança para decidir se esse é o curso certo para você. Então, agora é o momento de pesar tudo que você viu até aqui e tomar essa decisão.

Se você tem certeza de que esse é o curso ideal, o que está esperando? Visite o Portal Vestibulares e escolha sua faculdade de Veterinária!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.4 / 5. Número de votos: 7

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos!

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Oops! Invalid captcha, please check if the captcha is correct.