Descubra qual o salário do formado em Eng. de Produção

engenharia de produção salário

O Engenheiro de Produção é o profissional que estuda, implementa e pensa em melhorias para transformar os processos de produção de bens e serviços, sempre com o objetivo de reduzir custos e aumentar a produtividade. Pelo caráter amplo da formação, o engenheiro tem diversas possibilidades de atuação, o que facilita sua inserção no mercado de trabalho.

Essa é, portanto, uma profissão que representa uma ótima alternativa para você que gosta de matérias voltadas às Ciências Exatas, busca boas remunerações para o seu futuro e deseja uma carreira com uma vasta gama de possibilidades profissionais!

Neste artigo, você vai descobrir o salário de Engenharia de Produção, conhecer algumas possibilidades de atuação e saber quais são os cargos mais valorizados. Quem sabe você não decide agora mesmo que esse é o curso certo para você? Continue lendo e aproveite!

Qual a média salarial de um Engenheiro de Produção?

Escolher a profissão pelo salário nem sempre é o ideal, afinal, a afinidade com a área escolhida também é importante. Mas no caso da Engenharia de Produção, é possível combinar as duas coisas. Se você se interessa por Ciências Exatas e tecnologia, pode se dar bem nessa carreira — tanto pessoal quanto financeiramente.

Segundo a Lei 4950-A/66, que regulamenta os salários dos profissionais formados em Engenharias, o salário base deve ser de seis salários mínimos para uma jornada de 6 horas diárias de trabalho — o que corresponde a R$6.600,00, considerando o valor atual do salário mínimo, R$1.10,00.

No entanto, esse número pode variar de acordo com a área de especialização, o local de atuação e nível de experiência. A média salarial nacional da categoria é de R$ 7.657,53*, para uma jornada de 42 horas semanais. As cidades com as maiores médias salariais são Macaé, no Rio de Janeiro, com R$ 10.124,15*; e São José dos Campos, em São Paulo, com R$ 10.169,95*.

Para os recém-formados, o salário de Engenharia de Produção é um pouco mais baixo. No Brasil, um engenheiro no início da carreira ganha, em média, R$ 5.455,61, para uma jornada de 43 horas de trabalho por semana.

Com o passar do tempo, o valor vai aumentando. Veja, a seguir, a média salarial desse profissional ao longo da carreira:

  • Júnior (até 4 anos na empresa, em média) — R$7.344,00*;
  • Pleno (de 4 a 6 anos na empresa) — R$8.500,84*;
  • Sênior (mais de 6 anos na empresa) — R$9.602,35*.

Quanto ganha um engenheiro de produção em cada região do Brasil?

Veja agora qual é o salário do engenheiro de produção nas diferentes regiões brasileiras.

Norte

A região Norte é uma das menos populosas do Brasil, mas isso não significa que não existam vagas para os futuros engenheiros de produção nessa área. Muito pelo contrário. Isso representa uma ampla possibilidade de crescimento.

Em Manaus (AM), maior cidade da região, os salários para esse profissional giram em torno dos R$ 6.550,26* para uma jornada de trabalho de 44 horas por semana.

Nordeste

Outra região muito promissora para quem quer trabalhar com a Engenharia de Produção é a Nordeste. As vagas também são bem interessantes e com ótimas remunerações.

Salvador é a cidade mais populosa dessa região. E, na incrível capital baiana, os salários para engenheiros de produção são de, em média, R$ 8.162,81.

Sul

O Sul é ideal para quem curte um friozinho. Essa região também traz vagas incríveis para os engenheiros de produção e muitas oportunidades profissionais.

A maior cidade é Curitiba, no Paraná. Nesse município, um profissional desses recebe em torno de R$ R$ 7.521,87* para 43 horas trabalhadas semanalmente.

Sudeste

O Sudeste é a maior região do Brasil quando o assunto é a economia. E a maior cidade brasileira também se encontra na região. Estamos falando, é claro, de São Paulo (SP).

Os engenheiros de produção paulistanos recebem em torno de R$ 8.703,23* por mês. Esse valor é uma média correspondente à jornada de 43 horas semanais.

Centro-Oeste

O título de maior cidade da região Centro-Oeste vai para Brasília. O Distrito Federal, no entanto, é apenas um dos municípios promissores dessa divisão geográfica.

Em Brasília, o engenheiro de produção recebe um salário de, em média, R$ 5.534,69* para uma jornada de 44 horas de trabalho semanais.

Qual é o panorama de crescimento salarial no ramo?

O mercado de trabalho para Engenharia de Produção é muito promissor. Áreas como a gestão de processos e o controle de sustentabilidade estão super em alta, o que também significa que os salários não param de crescer.

Por isso, não se preocupe. Caso você invista nessa carreira, certamente obterá o retorno financeiro merecido, já que, como vimos, esse é um campo muito bem-remunerado em todo o país.

Quais são os cargos mais valorizados?

A Engenharia de Produção é um dos cursos com maior empregabilidade do Brasil. Isso acontece porque, como já falamos, esse profissional é muito estratégico e versátil, uma peça fundamental para as empresas que precisam ser mais produtivas e ter menos custos — ou seja, serem mais eficientes.

Apesar do salário do Engenheiro de Produção ser satisfatório em todas as áreas de atuação, há aquelas que são mais valorizadas, como acontece em qualquer mercado. Nós separamos alguns cargos para você conhecer!

Teste Vocacional Rápido

Diretor de Supply Chain

O profissional que ocupa esse cargo é o maior responsável pela estratégia, pela implementação de ações e pelos resultados de uma empresa. Por isso, além de dominar a técnica e ter conhecimentos aprofundados sobre o setor produtivo, um diretor de Supply Chain precisa ser um líder efetivo, que esteja preparado para enfrentar desafios.

O salário médio do cargo no Brasil é de R$ 27.380,00* e pode chegar a mais de R$ 32 mil.

Supervisor de Engenharia

O supervisor de engenharia é um engenheiro que planeja e acompanha os serviços diários de uma empresa. Entre suas atividades estão a elaboração de cronogramas e projetos, o controle do estado das máquinas e o acompanhamento da equipe para garantir o cumprimento das metas.

A média salarial para esse cargo é de R$ 7.228,59*.

Gerente Industrial

Quem quer construir uma carreira na área de gestão pode apostar na gerência industrial. O profissional que ocupa esse cargo é o responsável por garantir o bom funcionamento de todas as etapas do processo de produção, como funcionamento das máquinas, qualidade do que está sendo produzido, fluxo de matérias-primas e recursos humanos.

A média salarial do gerente industrial no Brasil é de R$ 10.373,22* e o ramo de alimentos é o que paga os maiores salários.

Gerente de Controle de Qualidade

O gerente de controle de qualidade, como o nome sugere, é o profissional responsável por gerenciar os processos de controle de qualidade do que está sendo produzido, além de desenvolver novos métodos para isso. Outro objetivo do seu trabalho é padronizar processos e garantir o cumprimento das normas técnicas.

O salário médio do cargo é de R$ 5.573,45*.

Quais são as melhores dicas para conquistar boas vagas no setor?

Agora, veja algumas dicas importantes para conquistar boas vagas no setor. Assim, você já vai se preparando desde já!

Faça um currículo inteligente

A construção de um currículo eficiente é fundamental para que você tenha acesso a boas vagas. Por isso, conheça as regras para a elaboração desses documentos e seja claro e objetivo!

Aprenda um segundo idioma

O aprendizado de um segundo idioma é cada vez mais importante para a conquista das melhores vagas. O Inglês e o Mandarim são ótimas alternativas.

Treine bastante para as entrevistas

Foi chamado para uma entrevista? Ótimo! Agora é hora de se preparar. Estude a história da empresa e se prepare treinando em frente a um espelho.

Faça uma boa rede de contatos

Conquistar uma vaga tem muito de esforço e mérito próprios, mas também boa parte desse processo está relacionado com as pessoas que você conhece. Indicações são uma poderosa ferramenta para melhorar a sua vida profissional, por isso, invista no networking.

Nunca deixe de estudar

Por fim, investir em cursos frequentes e especializações é uma das melhores maneiras de otimizar o seu currículo e torná-lo cada vez mais atrativo para o mercado de trabalho.

Como a escolha da faculdade afeta a valorização do profissional?

Para se tornar um Engenheiro de Produção, o aluno precisa concluir as disciplinas da faculdade e fazer estágios. Mas a faculdade não serve somente para expedir diplomas. É lá que você vai se preparar para ser um profissional competitivo, qualificado e preparado para enxergar o mercado com diversos olhares e encarar desafios.

Por isso, é importante estudar em um ambiente em que você:

  • aprenda com bons professores, que tenham experiências variadas;
  • tenha acesso a uma estrutura completa de laboratórios, para que você coloque em prática tudo o que aprendeu em sala de aula e esteja mais preparado para os desafios da vida real;
  • conviva com pessoas diferentes — isso é importante para o desenvolvimento de soft skills, como capacidade de resolver problemas, lidar com a diversidade e ter mais inteligência emocional.

Você também deve buscar uma faculdade que prepare os alunos para o mercado, e não só para a vida acadêmica. As instituições que têm uma formação voltada para a prática se destacam na área de Engenharia, afinal, o engenheiro recém-formado precisa ter alguma experiência para que consiga boas oportunidades.

Uma faculdade de renome também ajuda na busca por emprego. O fato de você ter estudado em uma instituição bem-vista e valorizada na sua área pode ser o seu grande diferencial competitivo na busca por oportunidades de trabalho.

Tudo isso você encontra nas faculdades parceiras do Vestibulares! Os graduandos ainda contam com ferramentas como o Canal Conecta, uma plataforma que faz a ligação entre empresas, alunos e novos profissionais que estão em busca tanto de um estágio quanto de um emprego.

Além disso, essas instituições contam com uma série diferenciais, como aulas ministradas online por especialistas nas áreas de interesse dos alunos e cursos com certificados, que complementam o currículo e o deixam mais atraente para o mercado de trabalho.

E, claro, tudo isso aliado a professores gabaritados, grades curriculares constantemente atualizadas e faculdades com infraestrutura tecnológica e moderna para você construir a sua carreira.

Agora é com você!

Agora que você já conhece o salário do Engenheiro de Produção, sabe quais são as áreas mais valorizadas na profissão e entende a importância de uma boa formação para a sua carreira, deve estar se perguntando qual o próximo passo, não é?

Nós temos a resposta! Inscreva-se no vestibular online da faculdade que mais atende as suas necessidades e comece a se preparar para ser um engenheiro de sucesso!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 5

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Instituições Participantes do Vestibulares

O Vestibulares traz informações sobre os processos seletivos de sete instituições pelo Brasil: