Encontro vocálico: o que é e como estudar o tema?

estudante aprendendo encontro vocálico

Quando pensamos sobre as competências e habilidades exigidas com relação à prova de Português no Enem, devemos considerar que o domínio dos recursos linguísticos é um ponto alto do exame.

Por esse motivo, devemos ter atenção ao possível aparecimento de questões voltadas a assuntos de Fonologia e Fonética, como é o caso da classificação das vogais, dos dígrafos e dos encontros vocálicos e consonantais.

Isso porque a Fonologia é um ramo que da Linguística dedicado ao estudo da organização do sistema sonoro de uma língua, enquanto a Fonética é um estudo detalhado dos sons das palavras (fonemas) de um idioma.

Então, neste artigo, vamos fazer um recorte nesse tema tão amplo e falaremos sobre que é encontro vocálico, quais os tipos e de que forma pode aparecer no Enem e em outros vestibulares. Vamos lá?

O que é um encontro vocálico?

Como o nome sugere, o encontro vocálico refere-se ao agrupamento de vogais e semivogais em uma mesma palavra. Esse agrupamento pode acontecer na mesma sílaba ou em sílabas diferentes e conter duas ou três vogais. 

Apenas refrescando sua memória, vogais são a base da formação das sílabas das palavras (/a/e/i/o/u/) e trata-se de fonemas produzidos pela emissão do ar ― exemplos: Agora, Harmonia, Música, Ventilador. 

Já as semivogais referem-se especificamente aos fonemas /i/ e /u/* que, quando apoiados a uma vogal (/a/e/o/), ou seja, ao seu núcleo silábico, formam uma única emissão. Exemplos: coisa, água, papai. Mas algumas consoantes também podem ter o papel de semivogal, desde que seu som seja de /i/ ou /u/. Exemplos: nuvem (m=i), pernil (l=u). 

*Eventualmente, /e/ e /o/ também podem ser semivogais. Exemplos: pão, grão, série, intempérie.

Vale lembrar que as vogais são sempre mais fortes, enquanto as semivogais são pronunciadas suavemente. Deu para lembrar? Então, continuemos…

Uma dica interessante sobre encontros vocálicos é que /a/ será sempre a vogal principal; /i/ e /u/, por sua vez, serão sempre semivogais; já /e/ e /o/ podem ter tanto o papel de vogal quanto de semivogal.

Bem, existem três tipos de encontro vocálico, sobre os quais falaremos mais para a frente neste texto:

  1. ditongo;
  2. hiato;
  3. tritongo. 

Diferença entre encontro vocálico e encontro consonantal

Assim como o encontro vocálico, o encontro consonantal pode acontecer com duas ou três letras, as quais podem fazer parte da mesma sílaba ou não. 

Porém, a diferença é que, no encontro consonantal, em geral percebe-se o som de cada consoante. A exceção são os dígrafos — agrupamento de consoantes que formam um só som: ch; lh; nh; rr; sc; sç; ss; xc; xs; além de gu e qu, cuja letra u não é considerada semivogal (gueto, guerra, queijo).

O que a divisão silábica tem a ver com o encontro vocálico?

As questões sobre encontro vocálico no vestibular ou no Enem podem vir associadas a perguntas sobre divisão silábica, que estão entre os erros de Português mais comuns. Por isso, é sempre bom revisar as regras de separação de sílabas, especialmente no caso das vogais. São elas:

  • toda sílaba é formada a partir de uma vogal, isolada ou acompanhada de uma consoante;
  • em algumas palavras, os fonemas /i/ e /u/ não são vogais, e sim semivogais ― o mesmo vale para /e/ e /o/, eventualmente. Isso influencia a divisão silábica;
  • em toda sílaba com duas ou mais vogais, há sempre uma vogal principal (mais forte);
  • ditongos e tritongos mantêm as respectivas vogais sempre na mesma sílaba;
  • em hiatos, as respectivas vogais ficam em sílabas separadas.

Lembre-se de que a divisão correta das vogais e semivogais de uma palavra influencia a classificação em relação ao número de sílabas (monossílaba, dissílaba, trissílaba, polissílaba). Por isso, se você quer saber quantas sílabas têm uma palavra, é preciso contar direitinho o número de encontros vocálicos.

Quais são os tipos de encontros consonantais?

Agora que você já sabe o que são encontros vocálicos e relembrou as regrinhas de divisão silábica com o uso das vogais e semivogais, vamos aprofundar nos três tipos existentes ― ditongo, tritongo e hiato. Espie só e mande bem na prova de Português no Enem!

Ditongo

O ditongo resulta da união de um som vocálico com um semivocálico, emitido com um único esforço vocal. Graficamente, esses dois fonemas (vogal e semivogal) estarão sempre na mesma sílaba.

Ditongos crescentes e decrescentes

Os ditongos são divididos em crescentes e decrescentes. Para distingui-los, mais uma vez é preciso saber bem como diferenciar uma vogal (som mais forte da sílaba) de uma semivogal (parte fraca). Veja a diferença entre eles:

  • ditongo crescente — a sílaba é formada pela junção de uma semivogal + uma vogal. Exemplos: quadro, tranquilo, aquoso, sagui, linguiça, frequente;
  • ditongo decrescente — a sílaba é formada pela junção de uma vogal + semivogal. Exemplos: leite, baixela, azuis, mão, outro. 

Outras classificações dos ditongos

Ainda, os ditongos podem ser orais (quando o som é produzido totalmente pela boca) ou nasais (quando ressoam pelo nariz). Veja os exemplos:

  • ditongo oral — caixa, rei, pai, madeixa;
  • ditongo nasal — mão, pão, mexilhões, palavrões.

Tritongo

Quando há o encontro de uma semivogal, uma vogal e outra semivogal na mesma sílaba, chamamos de tritongo. Como se trata de um fenômeno fonético, cuja sonoridade às vezes pode confundir, é preciso ter bastante atenção na hora de distinguir a vogal das semivogais.

Assim como os ditongos, os tritongos também são classificados em oral e nasal. Confira:

  • tritongo oral — Paraguai, averiguei, delinquiu;
  • tritongo nasal — saguão, enxáguem, averiguam.

Hiato

O hiato ocorre quando há um encontro vocálico em sílabas separadas. Ou seja, cada vogal pertence a uma sílaba distinta, logo, ambas tem uma tonicidade vibrante e forte. Exemplos:

  • dia;
  • fiel;
  • jzes;
  • maresia;
  • navio;
  • sda
  • sde;
  • seriado.

Encontro vocálico no Enem: como resolver essa questão?

Agora, vamos dar dois exemplos de questões representando como o encontro vocálico pode cair na prova de Linguagens, códigos e suas Tecnologias no Enem. Outros vestibulares também podem seguir o mesmo sistema. 

Para você treinar bastante com quem entende do assunto, sugerimos que você acesse o site Trilha do Enem. Além de ter acesso a bastantes conteúdos e exercícios, você ainda pode ter um plano de estudos personalizado!

1) As palavras a seguir foram retiradas do poema Rosa de Hiroshima, de Vinicius de Moraes

Teste Vocacional Rápido
banner calculadora bolsa enem
  • crianças;
  • hereditária;
  • pensem;
  • radioativas.

Com base nelas, observe quais afirmações são verdadeiras ou falsas.

I. A palavra criança é uma dissílaba.

II. As palavras hereditária e radioativas contêm ditongos crescentes.

III. Pensem contém dois ditongos nasais.

IV. A palavra criança apresenta hiato.

V. A consoante “M” da palavra pensem não pode ser um ditongo nasal, pois está no final da frase.

a) I, II e V são falsas.

b) II, III e IV são falsas.

c) II, III e IV são verdadeiras.

d) I é verdadeira.

e) V é verdadeira.

Resposta: letra c.

Explicação:

  • a afirmação I é falsa, pois a palavra criança apresenta um hiato, como diz a afirmação IV. Logo, as sílabas são separadas ― cri-an-ça ―, formando uma trissílaba;
  • as afirmações II, III e IV são verdadeiras, pois II e III apresentam a combinação semivogal + vogal em seus ditongos. Então, eles são crescentes. Em IV, “criança” apresenta um hiato, como dissemos acima;
  • a afirmação V é falsa, pois não existe regra que defina a posição das consoantes nas palavras para estas formarem um ditongo nasal.

2) Observe a sequência de adjetivos abaixo e diga qual é a alternativa correta:

  • fiel;
  • iguais;
  • poético;
  • afiado;
  • baita;
  • lento.

a) hiato, tritongo, hiato, hiato, hiato, ditongo nasal.

b) ditongo decrescente, tritongo, hiato, ditongo nasal, ditongo oral.

c) hiato, ditongo oral com hiato, ditongo, hiato, ditongo oral, ditongo nasal.

d) hiato, tritongo, hiato, hiato, ditongo oral, ditongo nasal.

e) hiato, tritongo, ditongo, hiato, hiato, ditongo nasal.

Resposta: letra d. 

Explicação:

Confira a separação das sílabas e verifique as ocorrências dos ditongos, tritongos e hiatos:

  • fi-el (hiato);
  • i-guais (tritongo);
  • po-é-tico (hiato);
  • a-fi-a-do (hiato);
  • bai-ta (ditongo oral);
  • lento (ditongo nasal).

Dica de leitura! Leia este artigo e saiba de vez o que são adjetivos!

Não pare por aqui!

Como você já deve ter visto, o Enem é uma prova totalmente contextualizada. Então, sempre verifique como as diferentes classes gramaticais e os tópicos sobre ortografia podem se inter-relacionar. Estudar, por exemplo, sobre sintaxe, tipos de sujeito, classificação das palavras etc. sempre ajuda muito!

Entendeu tudo sobre encontro vocálico? Então, fique com a gente mais um pouco e entenda outra pegadinha que cai muito nos vestibulares: os verbos de ligação!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4 / 5. Número de votos: 8

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

prouni, crédito estudantil, fies ou bolsa privada

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Instituições Participantes do Vestibulares

O Vestibulares traz informações sobre os processos seletivos de sete instituições pelo Brasil: