Como usar o gabarito do Enem dos anos anteriores a seu favor?

gabarito do enem

A virada do ano mal passou, e você já está pensando no Exame Nacional do Ensino Médio 2020? Pois saiba que esse preparo com bastante antecedência é uma prática benéfica, principalmente para estudantes que desejam aumentar as chances de ingressar em uma faculdade.

Existem diversos métodos para facilitar a retomada de conteúdos, a revisão de questões e a memorização de fórmulas. O estudo do gabarito do Enem é uma das estratégias mais eficientes porque permite entender, nos mínimos detalhes, o desempenho obtido nas edições anteriores das provas.

Que tal saber mais essa alternativa e aprender como tirar proveito das avaliações passadas? Fique conosco e acompanhe as melhores dicas!

Por que usar o gabarito do Enem como método de estudo?

Observar o que fazemos e a maneira como desenvolvemos determinados exercícios é uma excelente forma de aprimorar diferentes habilidades. Mas antes de responder à pergunta do título, precisamos relembrar o significado do termo que está em destaque.

Para quem não sabe o que é o gabarito do Enem, trata-se de um documento que concentra as respostas corretas para cada questão da prova. No caso do Exame Nacional do Ensino Médio, os arquivos oficiais com os resultados sempre são divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (Inep).

Portanto, ao conferir os gabaritos das edições passadas, você tem a possibilidade de planejar um roteiro de estudos mais efetivo para arrasar nas próximas provas. Veja abaixo as principais vantagens de se basear nos exames anteriores:

  • dominar a estrutura da prova — quem presta vestibular e outras avaliações com frequência consegue se familiarizar com diversos estilos de testes. Logo, uma boa estratégia para conhecer o Enem mais a fundo é explorar suas edições ao máximo, seja durante a realização, seja após a conferência das respostas;
  • prever o estilo das questões — avaliar as últimas provas (edições mais recentes) permite ter uma noção do tipo de pergunta que cairá nas próximas avaliações. Com base nisso, você pode se preparar com foco em temas e métodos que são relevantes;
  • aumentar a produtividade — comparar suas respostas do Enem com aquelas presentes nos gabaritos é uma tática útil para identificar erros recorrentes. Assim, é possível se concentrar nas questões mais problemáticas, em fórmulas matemáticas difíceis e em conceitos que precisam de reforço;
  • melhorar seus resultados — essa vantagem é consequência das anteriores, já que um preparo adequado garante a melhora do desempenho para que você acerte mais questões.

Como usar gabaritos a favor dos seus estudos?

Os arquivos que guardam as respostas certas das edições anteriores podem funcionar como um simulado do Enem. Portanto, não deixe de usá-los durante a fase de preparo para as provas futuras.

Independentemente do ano de realização do exame, saiba que os gabaritos oficiais devem ser acessados pelo site do Inep. Na página do Instituto, você consegue fazer o download dos cadernos de questões, mas lembre-se de selecionar a cor e o número correto da prova antes de baixar os arquivos.

Agora, que tal conferir as dicas para ter uma boa pontuação a partir dos gabaritos? Fique de olho e anote!

Refaça as questões que errou

O primeiro passo é identificar os pontos fracos da prova, seja a realizada recentemente, seja a realizada nos anos anteriores. Como o exame é dividido em quatro áreas de conhecimento, o ideal é fazer essa análise por partes.

Por exemplo, ao verificar erros nas questões que envolvem a categoria de Ciências Humanas e suas tecnologias, reserve alguns minutos para se concentrar apenas nesses exercícios. Após resolvê-los, prossiga com a identificação das falhas contidas nas demais áreas e refaça tudo o que não está certo.

Entenda o que precisa ser melhorado

Um ponto benéfico de estudar a partir do gabarito do Enem é ter a possibilidade de aprofundar os conhecimentos sobre assuntos que você ainda não domina. Para isso, procure explorar as questões ao máximo e verificar o que demanda maior atenção.

Se a dificuldade está na compreensão de conceitos, experimente reescrevê-los em breves resumos para fixá-los de vez. Por outro lado, se a sua redação apresentou nota baixa, por que não começar revisando os principais erros de português e buscando técnicas para melhorar sua capacidade de interpretar textos?

Priorize os conteúdos mais difíceis

Você precisa enfrentar suas fraquezas se quiser que o resultado do Enem seja positivo. Afinal, de nada adianta mandar bem em uma área e comprometer parte da pontuação com uma categoria que foi resolvida com base em chutes ou em simples palpites.

Um gabarito do vestibular ou do Enem também deve orientar seus estudos para que consiga definir prioridades. A partir das questões erradas, você saberá onde dedicar seus maiores esforços durante a fase de preparo. Então, mire nas famosas “pegadinhas” e nas questões complexas para sair da média.

Crie um cronograma de estudos

A observação dos gabaritos fará com que você se adapte ao que o Enem exige. A partir desse entendimento, vale a pena estabelecer um plano de estudos organizado e adequado à sua rotina.

Para começar, divida os seus dias em diferentes blocos de horários, incluindo pausas para o descanso e para o lazer entre os afazeres. O ideal é reservar os momentos em que você se sente mais produtivo e motivado para focar a revisão das matérias importantes.

O site Trilha do Enem também pode ser útil na criação de um cronograma, já que complementa as técnicas e os métodos que você usa para revisar conteúdos. Nele há videoaulas, simulados e planos de estudos personalizados para diferentes perfis de usuários.

Refaça a prova em menos tempo

Outra prática que compensa aproveitar quando você estiver com o gabarito em mãos é testar sua habilidade para cumprir a prova em menos tempo. Assim, poderá simular o momento de realização do exame, incluindo o período necessário para resolver as questões e para preencher o cartão de resposta.

Escolha um local tranquilo e silencioso para fazer essa experiência. A proposta é tentar acertar o máximo de questões dentro do período limite. Se achar necessário, repita a operação várias vezes para ganhar agilidade e melhorar seus resultados.

E então, o que achou da ideia de usar o gabarito Enem como instrumento-chave em seus estudos? Tenha em mente que o entendimento da prova e de seus detalhes é essencial para alcançar uma pontuação de destaque e, dessa forma, facilitar o ingresso ao curso de graduação desejado.

E já que o assunto do post envolve uma das provas mais importantes para os brasileiros, que tal conferir mais dicas para ter um bom resultado? Leia agora o nosso guia para conquistar a sonhada aprovação no Enem!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Instituições Participantes do Vestibulares

O Vestibulares traz informações sobre os processos seletivos de sete instituições pelo Brasil: