Bolsas remanescentes: o que são e como conquistar uma?

A faculdade é um dos principais investimentos da vida de uma pessoa e, por isso mesmo, pode pesar muito no planejamento financeiro. Por outro lado, é uma grande chance de você modificar seu futuro e trilhar um caminho rumo ao sucesso profissional pleno, não é mesmo?

Então, buscar oportunidades de ter uma bolsa de estudo para a faculdade é uma estratégia para você ganhar fôlego financeiro e manter o sonho de construir uma carreira sólida. Pensando nisso, criamos este post para falar sobre o que são e como encontrar bolsas remanescentes ― uma excelente oferta para ajudar você a pagar suas mensalidades.

Continue conosco e faça uma boa leitura!

O que são bolsas remanescentes?

Todos os anos, as faculdades, as entidades de fomento à educação e o próprio Governo Federal estipulam uma certa quantidade de bolsas de estudo para atender às várias áreas do conhecimento e um grande número de alunos. Para ser contemplado, é preciso que o candidato preencha uma série de critérios.

As bolsas remanescentes, por sua vez, são aquelas que não foram preenchidas até a data estipulada para a chamada dos candidatos contemplados. Como esse benefício está empenhado, ou seja, a verba é destinada e precisa ser distribuída (especialmente no caso do dinheiro público), as bolsas são ofertadas novamente para que mais candidatos tenham a oportunidade de recebê-las.

Vários motivos fazem as bolsas de estudo “encalharem” nas primeiras chamadas. Entre os principais, o não preenchimento ou a não comprovação de todos os requisitos exigidos pelo programa. Logo, o benefício é negado.

Então, ficar de olho nas bolsas remanescentes é uma oportunidade única para você conseguir entrar na faculdade particular com um bom desconto na mensalidade ou, até mesmo, tendo total isenção das parcelas até o fim do curso.

Quais são os tipos de bolsas remanescentes?

Tenha muita atenção às bolsas remanescentes disponíveis, pois, de fato, é uma caixinha de surpresas. Como, na prática, são bolsas que sobraram, você não tem a garantia de que será fácil conseguir uma para o curso desejado. Mesmo assim, vale tentar, não é mesmo? Então, confira quais são os dois principais tipos de bolsas remanescentes.

Bolsas remanescentes do Prouni

Como você já deve ter ouvido falar, o Programa Universidade para Todos (Prouni) foi criado em 2004 pelo Ministério da Educação (MEC) para oferecer bolsas de estudo de 50% e 100% em faculdades privadas para pessoas de baixo poder aquisitivo.

A cada edição, que acontece no primeiro e no segundo semestre, há duas chamadas regulares. A terceira chamada é uma oportunidade extra, caso existam vagas remanescentes do Prouni, com o oferecimento das respectivas bolsas de estudo.

Aqui vale uma dica, como o MEC deseja que todas as bolsas sejam preenchidas, pode ser que na terceira chamada as concessões do benefício não sejam tão concorridas quando nas chamadas regulares. Então, vale a pena se inscrever no Prouni do segundo semestre. Prossiga a leitura e veja quais são os critérios para se candidatar!

Bolsas remanescentes das faculdades particulares

Além das bolsas remanescentes do Prouni que podem atender às faculdades de seu interesse, alguns programas de bolsas de estudo de faculdades privadas podem ter ofertas extras para vagas não preenchidas.

Nesse caso, cada instituição estabelece sua própria política para o oferecimento de descontos nas mensalidades para essas vagas. Então, a melhor maneira de se informar é pesquisar diretamente nas faculdades de seu interesse.

Às vezes, os programas de bolsas remanescentes são divulgados não tão explicitamente, e são mencionados apenas os percentuais de descontos oferecidos. Então, sua pesquisa ajuda a saber se são abatimentos permanentes, ou se são para o primeiro ano/semestre etc.

Uma pausa de um minuto: antes de continuar a leitura, participe do nosso Quiz Prouni, crédito estudantil, FIES ou bolsa privada e descubra qual opção atende melhor à sua demanda!

Como concorrer às bolsas remanescentes?

Agora que você já sabe a diferença entre as bolsas remanescentes do Prouni e das faculdades particulares, veja o que é preciso para se candidatar ao benefício do Governo Federal e algumas informações específicas do contexto das instituições privadas.

Prouni

Os requisitos para se candidatar às bolsas remanescentes são os seguintes:

  • ensino médio — ter sido cursado em escolas públicas ou na rede particular, desde que como bolsista integral;
  • Enem Nacional do Ensino Médio (Enem) — para acessar as bolsas remanescentes do Prouni é preciso ter feito o Enem. A diferença é que, nesse caso, pode ser qualquer uma das edições a partir de 2010. Perceba que para as chamadas regulares é obrigatória a participação na edição mais recente do Exame. A pontuação mínima continua sendo de 450 pontos sem zerar a redação;
  • renda familiar bruta mensal — no máximo 3 salários mínimos per capita (por pessoa da família);
  • professores da rede pública — também podem solicitar o benefício para cursos de Licenciatura voltados à educação básica.

Atenção! Não existe uma data específica para a abertura das inscrições para bolsas remanescentes do Prouni. Seguindo as últimas edições, em geral as novas inscrições são liberadas cerca de 60 dias depois do fim da segunda chamada.

Faculdades particulares

A principal vantagem dos programas de concessão de descontos das faculdades particulares é que você pode concorrer a bolsas de estudo sem fazer o Enem, o que facilita muito as chances de ser contemplado, especialmente quando falamos sobre as vagas remanescentes.

Os critérios para concessão das bolsas remanescentes variam bastante. Entre eles, destacamos:

  • alunos transferidos de outras faculdades — digamos que você começou a fazer a graduação na instituição X, mas descobriu ter mais vantagens na Y. Então, você pode pedir transferência e aproveitar as vagas remanescentes para ter descontos interessantes;
  • descontos especiais para vagas remanescentes — para atrair mais alunos, as vagas remanescentes podem ter bons abatimentos nos preços das mensalidades do módulo, do semestre e até do curso todo;
  • condição socioeconômica — para facilitar o acesso às pessoas de baixa renda ou que necessitem de abatimentos nas mensalidades, a faculdade pode estender seus programas filantrópicos para as bolsas remanescentes também;
  • parcerias com empresas — para incentivar a capacitação profissional dos funcionários, muitas faculdades têm convênios com empresas para abatimento no valor das mensalidades de forma permanente, o que inclui as vagas remanescentes.

Quantas opções, não? Porém, um detalhe: além do desconto na mensalidade, você precisa contar com instituições de qualidade e que proporcionem empregabilidade.

O Vestibulares, por exemplo, é responsável pelo ingresso de alunos nas seguintes instituições: Anhanguera; Fama; Pitágoras; Unic; Uniderp; Unime e Unopar. Além do reconhecimento pela qualidade no ensino, essas faculdades oferecem muitas opções de descontos e bolsas de estudo. Os principais são:

  • Bolsa Primeiro Semestre;
  • Bolsa Servidores Públicos e Militares;
  • Bolsa Familiar;
  • Bolsa Transferência;
  • Convênio Empresa;
  • Prouni.

Entendeu como funcionam as bolsas remanescentes do Prouni em faculdades particulares? Ótimo! Então, também aproveite as outras possibilidades de bolsas e se inscreva para o vestibular do curso dos seus sonhos!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

prouni, crédito estudantil, fies ou bolsa privada

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.