Ditadura Militar: como estudar para o Enem?

ditadura militar enem

A Ditadura Militar foi um período importante da história do Brasil e que muito influenciou a forma como o Estado hoje se organiza. Trata-se de um momento em que o país assistiu a um conjunto de políticas repressivas e autoritárias serem implementadas, sob a justificativa de afastar a ameaça comunista que pairava os ideais do presidente eleito João Goulart.

A instituição desse novo Estado, controverso até os dias atuais, também foi responsável pelo sumiço e pela tortura de cidadãos brasileiros que se insurgiram contra o sistema.

Uma vez que o tema é fundamental para entender a história do Brasil, costuma ser abordado em cursos preparatórios para o Enem de modo a capacitar o aluno para a avaliação nacional.

Tendo isso em vista, elencamos alguns esclarecimentos sobre o que é Ditadura Militar e dicas de como estudar o conteúdo para a prova do Enem. Não deixe de conferir as respostas para as seguintes perguntas:

  • Quando ocorreu a Ditadura Militar?
  • Qual é a sua importância para a história do Brasil?
  • Como estudar a Ditadura Militar?

Quando ocorreu a Ditadura Militar?

A Ditadura Militar teve seu início a partir do evento histórico conhecido como golpe de 1964, ocorrido em 31 de março de 1964, data em que se afastou o então presidente eleito João Goulart e militares interviram no Poder Executivo. Isso porque o chefe de Estado, à época, pretendia realizar uma reforma de base, que incluía a desapropriação de latifúndios para a reforma agrária, a concessão de direito de voto aos analfabetos e a reforma universitária.

Tais propostas foram entendidas como provenientes de ideais comunistas que, de alguma forma, poderiam ameaçar a democracia interna. Vale lembrar que esse fato ocorreu em meio à Guerra Fria, que se caracterizou pela disputa ideológica entre Estados Unidos e União Soviética.

Muitos civis apoiadores da transição ditatorial imaginaram que a intervenção seria provisória e que se daria apenas para restabelecer a paz e retirar o presidente do cargo político. O regime, no entanto, perdurou até o dia 15 de março de 1985, data em que o primeiro presidente civil eleito pelo povo tomou posse do cargo presidencial.

Qual é a sua importância para a história do Brasil?

Ao prestar vestibular ou Enem, você poderá ter contato com algumas características da Ditadura Militar que revelam a sua importância para a memória histórica do país e para entendimento de como nos organizamos atualmente.

O objetivo de termos esse conhecimento é buscar a manutenção das instituições democráticas e a preservação do princípio da dignidade da pessoa humana.

Entre as principais características do Regime Militar, é possível mencionar:

  • nacionalismo extremo;
  • censura às manifestações artísticas contrárias ao regime;
  • encerramento arbitrário de direitos políticos;
  • instituição de eleições indiretas para a presidência;
  • perseguição, tortura e morte aos opositores manifestos.

Sem dúvidas, o período deixou uma grande ferida na população e na história nacional, caracterizando-se pela violação grave de direitos e o cometimento de crimes contra a humanidade. No entanto, também despertou a população para a importância de estabelecer um sistema sólido de garantias individuais, o que influenciou a redação da Constituição de 1988, conhecida como Constituição Cidadã.

Como estudar a Ditadura Militar?

A Ditadura Militar pode ser cobrada de inúmeras maneiras do Exame Nacional do Ensino Médio, a fim de avaliar o conhecimento interdisciplinar do estudante.

Além dos métodos tradicionais de estudo, portanto, é interessante que o aluno, ao estudar sozinho, busque outras fontes de conhecimento que auxiliam na compreensão do momento histórico e agregam conhecimento cultural, como músicas, livros e filmes. Confira algumas dessas fontes!

banner de preparação para o enem 2021

Leia obras reais

Uma excelente forma de estudar a Ditadura Militar para o Enem é ler obras reais. Por meio delas, o aluno pode conferir em detalhes os períodos que antecederam o regime e os bastidores políticos dos “anos de chumbo”, que foram os mais repressivos do regime. Poderá, ainda, ter contato com relatos de vítimas e pessoas que acompanharam esses fatos históricos de perto.

Uma obra que pode contribuir para o estudo é 1964: O golpe que derrubou um presidente e instituiu a Ditadura no Brasil, dos autores e historiadores renomados Jorge Ferreira e Angela de Castro Gomes.

A coleção de Elio Gaspari, constituída das obras A ditadura envergonhada, A ditadura escancarada, A ditadura derrotada, A ditadura encurralada e A ditadura acabada, também constitui uma excelente opção de leitura, na qual é possível tomar conhecimento sobre todas as fases do período militar.

Assista a filmes

Assistir a filmes é sempre uma boa forma de aprender História e, ao mesmo tempo, ter contato com a cultura cinematográfica. Em relação ao tema da Ditadura Militar não poderia ser diferente. São diversos filmes de excelente qualidade aos quais o aluno pode optar para agregar conhecimento sobre o assunto e ter contato com uma fonte diversa de conhecimento.

Entre as obras importantes do cinema brasileiro, recomenda-se o filme “O que é isso, companheiro?” de Bruno Barreto, que conta a história verídica de um grupo que se organiza após a emissão do Ato Institucional 5 (AI-5) para sequestrar o embaixador dos Estados Unidos e negociar o resgate de militantes encarcerados.

Outro documentário que vale a pena conferir é “O dia que durou 21 anos” de Camilo Tavares, que mostra o envolvimento dos EUA no golpe de 1964.

Visite exposições

Outra maneira interessante de estudar é visitar exposições sobre o tema. Frequentemente, é possível ter acesso a apresentações que têm como objetivo recordar a história do país e contribuir para uma reflexão sobre os impactos da Ditadura Militar para a nossa memória enquanto povo.

Por meio de exposições, ainda, pode-se conferir fotos, artigos ou documentos oficiais dos anos de chumbo que despertam a reflexão crítica para o debate sobre o assunto. Além disso, elas contribuem para a compreensão da importância de se preservar a memória histórica de modo a não repetir futuramente os erros do passado.

Converse com quem viveu na época

A troca de conhecimento entre gerações também contribui para a complementação do conhecimento. Tomando ciência de relatos verídicos e verificando as percepções de quem viveu os anos da Ditadura, é possível aprofundar-se no tema para conhecê-lo sob a ótica da população civil.

Portanto, busque dialogar com avós, familiares ou conhecidos que atravessaram o período militar. Essa pode ser uma grande oportunidade para questionar aspectos referentes à vida cotidiana em um governo lembrado como repressivo e autoritário em todas as suas faces.

Vale também conferir a Trilha do Enem. Por meio do site, você poderá avaliar o seu nível de conhecimento sobre o período, fazer simulados e receber um plano de estudos personalizado para se preparar para o exame e ingressar no ensino superior.

O tema da Ditadura Militar é cobrado no vestibular e no Enem com frequência. Isso porque diz respeito a um período importante e marco na história do Brasil. Para se sair bem nas provas, especialmente no exame nacional, é fundamental aprofundar-se no tema e estudar como o regime influenciou a sociedade brasileira e a constituição em vigor.

Gostou do nosso conteúdo? Que tal ver mais dicas para o Enem? Confira agora 10 estratégias para usar na redação e garantir uma nota alta!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 3.8 / 5. Número de votos: 5

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

prouni, crédito estudantil, fies ou bolsa privada

Dê mais um passo na direção do Vestibular dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.